Civil

Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo prende homem por furto

Publicado

Policiais do Setor de Investigações Gerais (SIG), da Polícia Civil de Ribas do Rio Pardo, prenderam nesta quinta-feira (27), T. R., de 25 anos, acusado de furtar uma bateria de trator em uma propriedade do município.

O fato foi comunicado à Polícia Civil pela vítima, que apontou como suspeito um funcionário que estava sendo monitorado por tornozeleira eletrônica.

Durante as diligências para apurar o crime, T. R. foi localizado pelos policiais e acabou confessando o crime. Ele ainda levou os investigadores até sua residência, onde a bateria estava escondida e foi apreendida pelos policiais e restituída à vítima.

O acusado que tem extensa ficha criminal foi preso e autuado em flagrante por furto e permanece à disposição da Justiça.

Comentários Facebook

Aparecida do Taboado

Em Aparecida do Taboado| Três são presos durante operação conjunta da Polícia Civil e Militar

Publicado

Operação conjunta da Polícia Civil e Militar, realizada na noite de ontem (27) e madrugada de hoje (28), em Aparecida do Taboado, resultou nas prisões três pessoas, sendo uma por tráfico, outra por tentativa de homicídio e o terceiro um foragido da Justiça.

Conforme informado pela Polícia Civil, no Jardim Felix, os investigadores prenderam em flagrante por tráfico de drogas M.D.S.M., de 18 anos. Com ele os policiais encontraram pequena quantidade de drogas que estava sendo comercializada no ato da prisão.

No bairro Tia Chica, os policiais prenderam S.E.A.F., 19 anos, após ela ter desferido diversos golpes de faca contra o padrasto. A vítima foi socorrida com vida e levada ao Pronto Socorro local, onde passou por cirurgia. O estado de saúde dele é considerado grave.

Durante a operação na Vila Barbosa, os policiais conseguiram recapturar A.B.P., 32 anos, que estava evadido do regime semiaberto de Aparecida do Taboado, desde o mês de janeiro.

Comentários Facebook
Continue lendo

Civil

Polícia Civil de Três Lagoas cruza os braços aderindo a paralisação estadual

Publicado

Na manhã desta sexta-feira (31), os Policias Civis de Mato do Grosso do Sul paralisaram suas atividades por 24 horas, devido algumas reivindicações por parte dos servidores.

Em Três Lagoas a situação não foi diferente. De acordo com a classe, o objetivo da paralisação é reivindicar por melhorias junto ao Estado o reajuste salarial da categoria de acordo com a inflação do período, o abono salarial prometido pela gestão atual de R$ 200 e investimentos na área de segurança, como no setor de perícia, investigação, viaturas e aumento do contingente em todo o Estado, com a realização de concursos.

A reportagem conversou com Franciso Leite escrivão, e Delegado Sindical da Regional de TL, que informou o não cumprimento da carta de compromisso feito pelo governador Reinaldo Azambuja, onde citava o aumento do salarial, tornando-se o sexto salário a nível nacional.

“Hoje a gente está com o vigésimo salário e em contra partida sempre estivemos com alta resolução de crimes, mesmo com o efetivo reduzido e a questão dos 20% do pessoal que está com a promoção atrasada desde o ano passado” – disse Francisco.

A respeito da reposição fracionária, o delegado afirmou ser um questão que se enquadra em outra reivindicação, sendo essa de nível do servidor público estadual.

“Nós saímos na revista veja, onde citou a Polícia Civil de MS como uma das melhores para resolução de crimes, e estamos à frente de São Paulo e Rio de Janeiro. Estamos a frente na resolução de homicídios e feminicídios. E é essa valorização que o policial está sentido… E o governador não tem esse reconhecimento” – finalizou.

Com informações de Hojemais Três Lagoas

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana