Três Lagoas-MS

  Últimas
Tempo aberto e calor de até 41°C são esperados para este sábado
Antes do fim do mês, salário de novembro já está na conta do servidor de MS
Penúltimo sorteio do ano da Nota Premiada acontece neste sábado
Polícia Militar e Polícia Civil apreendem mais 400 k de maconha e prende um homem por porte ilegal de arma de fogo em Rio Verde
Polícia Militar autor de perturbação da tranquilidade e apreende aparelhagem de som em Alcinópolis
Polícia Militar Ambiental e Ibama realizam orientação a empresas e pousadas de turismo sobre alimentação em cevas para atrair onça-pintada
Clássico Comerário reabre o Campeonato Sul-Mato-Grossense de Futebol 2020 após oito meses
Mais de três mil folders educativos foram distribuídos na ação de mobilização contra o Aedes aegypti no Centro de Três Lagoas
Felipe Santana agradece Chapecoense pela oportunidade de poder jogar
Entre aves e mamíferos, mais de 100 animais retornam à natureza após reabilitação no Cras
Contran divulga novo calendário para CNH
Agepan e Sanesul ajustam procedimentos de Ouvidoria para melhorar atendimento
Governo apoia projeto de geração de renda com cerâmicas Kadiwéu
Polícia Militar cumpre mandado de prisão em Miranda
Suzano patrocina maior evento literário da América Latina
Ponte Preta encerra treinos para confronto com CSA
VÍDEO: PMA captura tamanduá-bandeira no bairro Monte Castelo em Campo Grande
Ex-Comandante do 2º Pelotão de Polícia Militar de Miranda recebe o título de cidadão Mirandense
Governo publica georreferenciamento do Parque Estadual do Pantanal do Rio Negro
MS fecha outubro com mais de 4 mil novos empregos formais; Comércio é destaque
Técnico Cuca retorna a sua função no Santos após Covid-19
Athletico encerrara preparação para enfrentar o Palmeiras
Policiais Militares da 11ª CIPM/RU-Segredo apreendem cinco armas, mais de 40kg de drogas e três foragidos da justiça nos últimos cinco dias
Neighbor Hero, game para combater o Aedes Aegypti, é lançado na ALEMS
Rony participa de todos os gols contra Delfín na Libertadores
Polícia Militar em Caracol cumpre Mandado de Prisão durante atendimento de ocorrência
Polícia Militar em Bela Vista prende homem por Dirigir Veículo Automotor Sob a Influência de Álcool
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande captura tamanduá-bandeira em terreno no bairro Monte Castelo
Mais de 2 mil homens reforçam a segurança no Estado durante as festas de fim de ano
Taxa de contágio volta a subir no MS, e chega a 0,99
Next
Prev

Suzano

Pesquisadores encontram espécies raras de falsa-coral nas florestas da Suzano em Mato Grosso do Sul

Publicado

Registro, enviado para a revista científica Herpetology Notes, reforça as boas práticas da empresa para a preservação biodiversidade, com mais de 1,2 mil espécies identificadas no Estado

As florestas da Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, em Mato Grosso do Sul possibilitaram o registro singular de duas espécies raras de cobra do gênero Apostolepis, a “falsa-coral”, em uma mesma área. Com escassos registros científicos, as espécies Apostolepis goiasensis e Apostolepis intermedia, foram encontradas na região da propriedade Barra do Moeda, área de preservação ambiental da empresa, e evidenciam as boas práticas de manejo da Suzano para a preservação da biodiversidade.

“Embora esse gênero de serpente seja endêmico na América do Sul, principalmente no Brasil, as duas espécies encontradas em nossas áreas florestais são pouco conhecidas e registradas. Além disso, é bastante incomum as duas espécies serem localizadas em uma mesma área, o que atesta as nossas boas práticas de manejo para a conservação da biodiversidade. A Suzano mantém, desde 2007, um intenso trabalho de recuperação de áreas degradadas e monitoramento da fauna e da flora em suas áreas visando proteger os biomas, no caso de MS, principalmente o Cerrado. Esses registros nos reforçam que estamos no caminho certo”, ressalta Maria Tereza Borges Rocha, gerente de Meio Ambiente Industrial da Suzano.

As espécies foram encontradas durante pesquisas de campo que ocorreram entre outubro de 2017 e abril de 2018. A comunicação científica, de autoria de Fábio Maffei, consultor da Funatura da área de herpetologia, e Cristiano Nogueira, da Universidade de São Paulo, foi enviada em agosto para avaliação da revista científica Herpetology Notes (https://www.biotaxa.org/hn), especializada na área de herpetologia (ramo da zoologia dedicado ao estudo de répteis e anfíbios).

Ao todo, foram capturadas cinco cobras, sendo três da espécie Apostolepis intermedia e duas Apostolepis goiasensis. Quatro delas estavam em áreas de plantação de eucalipto e uma estava em uma área de Cerradão (Cerrado denso) da Suzano. Os animais foram coletados sob a licença SISBIO (Sistema de Autorização e Informação em Biodiversidade), do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade), e enviados para a Coleção Herpetológica do Instituto Butantan, no Estado de São Paulo.

“As duas espécies aqui registradas ocorrem predominantemente em áreas de Cerrado. Este bioma é um hotspot de biodiversidade. A raridade de registros das duas espécies mostra que ainda sabemos pouco sobre a fauna de cobras desse bioma, principalmente formações florestais como o Cerradão”, destaca a publicação.

Monitoramento

Ao todo, foram catalogadas 1.208 espécies da fauna e flora da região nas florestas da Suzano. Vinte e oito delas estão ameaçadas de extinção, seguindo os critérios do IUCN (União Internacional para Conservação da Natureza).

Dentre as espécies catalogadas, estão: 485 diferentes plantas nativas; 353 espécies de aves – o que corresponde a 47% das espécies do Cerrado, segundo o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) -, 103 artrópodes, 79 espécies de mamíferos, 62 de répteis, 55 de peixes e 41 espécies diferentes de anfíbios.

Na lista das espécies em risco de extinção pela IUCN catalogados pela empresa, estão desde aves como mutum-de-penacho (Crax fasciolata) e águia-cinzenta (Urubitinga coronata) à mamíferos, como cervo-do-pantanal (Blastocerus dichotomus), duas espécies de gatos-do-mato (Leopardus guttulus e Leopardus tigrinus), tamanduá-bandeira (Myrmecophaga tridactyla),  ariranha (Pteronura brasiliensis) e anta (Tapirus terrestres).

Falsa-coral

De acordo com a publicação, estima-se que haja 37 espécies de falsa-coral na América do Sul, sendo 32 delas ocorrendo no Brasil.  No entanto, são poucos os registros desses animais. A Apostolepis goiasensis foi descrita em 1943 a partir de um espécime de Rio Verde, em Goiás, e, em 2003, com base em um segundo espécime do município de Uberlândia (MG). Posteriormente, foram publicados dados sobre indivíduos em Luziânia (GO), Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas (MS). “O espécime de Três Lagoas é o primeiro registro conhecido baseado em um espécime vivo obtido em uma amostra de campo”, destaca o comunicado. Outros três registros da espécie são apresentados para o Distrito Federal (Brasília), Goiás e São Paulo.

Já a Apostolepis intermedia era conhecida com base em um único espécime supostamente coletado em Miranda (MS), cujo holótipo (fragmento ou ilustração feita a partir de espécime usado para a descrição original de uma espécie) foi perdido. Um segundo exemplar foi registrado em Anastácio (MS), em 2012, e outros dois, no Paraguai.

Mato Grosso do Sul possui 113 espécies de serpentes, oito delas do gênero Apostolepis.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Comentários Facebook

Suzano

Suzano patrocina maior evento literário da América Latina

Publicado

Com o tema “Conectando Pessoas e Livros”, a 1ª Bienal Virtual do Livro de São Paulo acontece de 7 a 13 de dezembro

A Suzano, por meio do Papel Pólen®, é patrocinadora oficial da 1º Bienal Virtual do Livro de São Paulo. O evento será realizado entre 07 e 13 de dezembro em formato totalmente online e terá o tema Conectando Pessoas e Livros”.

A 1ª Bienal Virtual do Livro terá uma plataforma onde leitores e editores do mundo inteiro poderão assistir gratuitamente a palestras, comprar livros e realizar negócios, e contará com o apoio da marca Pólen, papel específico para livros pois tem sua tonalidade diferenciada, que não reflete luz, trazendo uma leitura mais agradável aos leitores.

Com a linha Pólen®, a Suzano foi apoiadora de três edições da Bienal do Livro de SP. Agora, ao patrocinar a primeira edição virtual da Bienal de SP, reforça seu apoio ao prazer proporcionado pelos livros. “É um orgulho patrocinar um evento que promove o acesso à leitura para o Brasil e o mundo. Nós acreditamos no poder da leitura na transformação de uma sociedade melhor e temos o compromisso com a educação e a formação de novos leitores”, afirma Guilherme Melhado, Diretor de Operações Comerciais da Unidade de Negócio Papel da Suzano.

A Bienal do Livro de SP acontece há 50 anos e é primeira vez que será virtual. Para saber mais sobre a programação e conhecer os expositores, basta fazer o cadastro na plataforma: https://www.bienalvirtualsp.org.br/cadastrar.

Sobre a Suzano

A Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas

Comentários Facebook
Continue lendo

Suzano

Suzano e Childhood Brasil qualificam profissionais da rede de proteção de Três Lagoas para a Escuta Especializada de crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência

Publicado

Curso EAD de Escuta Especializada irá capacitar 31 profissionais da assistência social, saúde e segurança pública de Três Lagoas (MS)

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto,  firmou parceria com a Childhood Brasil, organização não-governamental de proteção de crianças e adolescentes contra violência sexual, para apoiar a organização na articulação e qualificação de 31 profissionais da Rede de Proteção  dos Direitos da Criança e do Adolescente de Três Lagoas (MS) no novo curso EAD para “Escuta Especializada” da Childhood Brasil.

Iniciado na primeira quinzena de outubro, o Curso de Escuta Especializada na Rede de Proteção foi elaborado pelas maiores referências nacionais sobre o assunto que aturaram diretamente no processo de concepção e implementação da Lei 13.431/17 (Escuta Especializada) e de sua regulamentação (Decreto 9.603/18). O curso visa capacitar profissionais que atuam e/ou pretendem atuar profissionalmente na escuta especializada de crianças e adolescentes vítimas de abuso sexual, reduzindo assim, os índices de violência e de revitimização.

“A Suzano entende que a proteção dos direitos de crianças e adolescentes é um dever de todos e, por isso, busca atuar, seja com iniciativas próprias ou como apoiadora, para que esses direitos sejam respeitados e todo tipo de violência seja combatido.  Por meio da parceria com a Childhood Brasil, a empresa irá apoiar a rede de proteção de Três Lagoas preparando os servidores da saúde, assistência social, segurança pública e judiciário, no entendimento da Lei, que tem como principal objetivo evitar a revitimização de crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência”, destaca Israel Batista Gabriel, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano.

O curso tem carga horária de 120 horas e está previsto para encerrar-se em dezembro deste ano. Todas as aulas são ministradas à distância, por meio da plataforma da Childhood Brasil, em parceria com a Ucorp (Universidade Corporativa do Brasil) e Equidade. Dentre os temas abordados no curso, estão: formas de acolhimento e a importância da integração das instituições; padronização no atendimento a fim de evitar a revitimização (quando  a criança ou adolescente tem de contar a história de violência por várias vezes e para diferentes pessoas, o que pode tornar todo o processo ainda mais traumático); Marco Normativo da Escuta Especializada; Sistema de Garantia de Direitos; formas e consequências da violência contra crianças e adolescentes; desenvolvimento infantil e diversidade cultural.

Participantes

Participam do Curso de Escuta Especializada representantes da Polícia Militar, Polícia Civil, DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher), Conselho Tutelar, CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), CREAS (Centro de Referência de Assistência Social), Clínica da Criança, UPA (Unidade de Pronto Atendimento), Hospital Auxiliadora, APAE (Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais), Fórum da Comarca de Três Lagoas, Ministério Público de Mato Grosso do Sul, Departamento de Proteção Social Especial da Assistência Social, entre outros.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana