Três Lagoas-MS

  Últimas
Edição extra do Diário Oficial traz editais do processo seletivo para contratação de médico plantonista
Polícia Militar Ambiental de Bataguassu autua jovem de 21 anos em R$ 5 mil por manter papagaio ilegalmente em cativeiro
SES discute com Ministério da Justiça Operação de Distribuição Nacional de Vacina
Municípios de MS já estão cadastrados nos sistemas de vacinação do Ministério da Saúde
Polícia Militar Ambiental captura tamanduá-bandeira em cima de muro de clube de Amambai, o segundo do dia dentro de área urbana no Estado
Prefeitura Municipal de Três Lagoas divulga calendário de feriados e pontos facultativos em 2021
Prefeitura de Três Lagoas dá início a recapeamento da Rua Yamaguti
Polícia Militar Ambiental de Aparecida do Taboado autua empresa mato-grossense em R$ 15 mil por derramamento de cerca de 22 mil litros de combustível
BOLETIM COVID-19: Três Lagoas tem 53 novos casos positivos nesta sexta-feira (15) e chega a 1.294 ativos
Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas para início imediato
Vestibular da UEMS está com inscrições abertas até dia 24
Juventude encerra participação no Brasileiro de Aspirantes
Inter segue sequência na preparação para enfrentar o Fortaleza
Avaí treina e viaja à Maceió para confronto com CSA
Polícia Militar em Jardim recupera motocicleta furtada e aprende adolescente em flagrante
Polícia Militar Ambiental de Miranda captura tamanduá-bandeira residência no centro da cidade, o terceiro em 15 dias
Com estoque crítico, Hemosul convoca doadores de O- e outros tipos sanguíneos
Everton recebe homenagem por 200 jogos pelo Confiança
Nathan espera ter boa sequência na reta final do Brasileirão
Fluminense perde em Goiânia e está eliminado do Aspirantes
Comandante do 4º BPM se reúne com Comandante de área da Polícia Nacional do Paraguay, responsável pelo Departamento de Amambay
Com estoque em 14%, Hemosul convoca doadores de O- e outras tipagens sanguíneas
MS chega à metade de janeiro com 272 mortes por Covid-19
Sampaio Corrêa realiza treino antes de enfrentar o Paraná
São Paulo | Sub-17 abre semifinais da Copa do Brasil
Em Aquidauana, motorista embriagado é preso em flagrante pela Polícia Militar
Polícia Militar prende homem por cometer importunação sexual contra mulheres em Aparecida do Taboado
Polícia Militar recupera carro roubado em Aparecida do Taboado
Polícia Militar prende dois traficantes de cocaína em Aparecida do Taboado
Servidor divide o seu tempo entre o jornalismo e a composição de músicas
Next
Prev

Agronegócios

Em 2020, Mato Grosso do Sul exportou 4,8 milhões de toneladas de soja em grãos

Publicado

O aumento no volume foi de 46%. No período, U$ 1,6 bilhão foi comercializado a outros países.

C

om 4,8 milhões de toneladas, Mato Grosso do Sul teve alta de 46% no volume de soja em grãos exportada em 2020, em comparação com 2019. Balanço positivo também no faturamento com a oleaginosa, que chegou a U$ 1,6 bilhão, alta de 40% na receita. Esse é o assunto do Mercado Agropecuário desta semana.

De acordo com o último levantamento do Departamento Técnico do Sistema Famasul, o farelo de soja de Mato Grosso do Sul apresentou resultados recordes nas exportações em 2020. Foram 948 mil toneladas, uma alta de 119,11% do volume em relação a 2019.

No ranking nacional, o estado permanece como o 5º maior produtor e 6º maior exportador de soja em grãos, correspondendo a 9% e 5% de participação, respectivamente.

A China, principal destino das exportações do produto, respondeu por US$ 1,3 bilhão, ou seja 81,9% do total. O volume total de exportações para o país asiático somou 3,9 milhões de toneladas. O segundo lugar no ranking de compradores dos grãos sul-mato-grossenses é a Argentina com 7,7% da receita total.

Segundo o levantamento, o montante de volume e receita das exportações só fica atrás do recorde registrado em 2018, quando foram exportadas 5,1 milhões de toneladas.

“O ano de 2020 foi balizado por inúmeros fatores que contribuíram para esse cenário positivo, como o impasse entre a China e os Estados Unidos que tem favorecido a demanda pela soja brasileira. Tudo isso em conjunto com a valorização do dólar em relação ao real e a supersafra, que aumentaram a competitividade do Brasil em meio à demanda internacional da oleaginosa”, avalia a analista técnica do Sistema Famasul, a economista Bruna Dias.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul – Leandro Abreu 

Comentários Facebook

Agronegócios

Com certificado em mãos, técnico em agronegócio “abre portas” no mercado de trabalho

Publicado

Confira o relato de Waldair e se inspire: inscrições para curso gratuito podem ser feitas até 27 de janeiro.

O

 gosto pela rotina do campo e a busca por crescimento pessoal e profissional motivaram Waldair Junior (26), do município de Três Lagoas, a fazer o Curso Técnico em Agronegócio, do Senar Mato Grosso do Sul. Com o certificado em mãos e carteira assinada, ele está convicto de que o conhecimento adquirido assegurou sua entrada no mercado de trabalho.

Contratado por uma empresa nacional de gestão hídrica na produção de açúcar e etanol, Waldair desempenha a função de desenhista topográfico na geração de dados das áreas agricultáveis. Segundo ele, a vivência durante o curso foi o diferencial. “Já no segundo semestre tive a oportunidade de colocar em prática o conhecimento. Colaborei na construção de um pivô para pastagem, o que trouxe uma bagagem importantíssima para a minha carreira profissional”.

O Curso Técnico em Agronegócio faz parte do portfólio da Educação Formal do Senar/MS, na modalidade semipresencial, sendo 80% das aulas a distância e 20% presenciais, com duração de dois anos e totalmente gratuito. “A flexibilidade e o nível de conhecimento transmitido pela equipe pedagógica são benefícios que dão dinamicidade ao ensino e oportunidade para quem pretende ingressar no setor”, explica o diretor do Centro de Excelência, Francisco Paredes.  

Sobre a qualidade da capacitação, o ex-aluno faz seu relato. “Só tenho elogios. Os materiais didáticos são de excelência e atualizados frequentemente, os professores com didática e capacitados. Aprendemos na sala e aprimoramos nas visitas técnicas. A capacitação me deu base, me mostrou que estou no caminho certo e me impulsiona para voos ainda mais altos”.

A formação de técnicos em agronegócio impulsiona a qualificação e profissionalização da força de trabalho do campo, além de gerar no meio rural ganhos com inclusão produtiva e social, geração de renda e estímulo à sucessão familiar. “Juntos, esses fatores representam esforços que potencializam o desenvolvimento do produtor rural e consequentemente do agronegócio”, complementa Paredes.

No total são 200 vagas, distribuídas em 10 polos de ensino, sendo dois em Campo Grande, um no Sindicato Rural e outro no Centro de Excelência, além dos municípios de Aparecida do Taboado, Corumbá, Coxim, Dourados, Ivinhema, Maracaju, Sidrolândia e Três Lagoas.

As inscrições estão abertas até o dia 27 de janeiro. Confira o edital em senarms.org.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócios

Safra de soja avança com 90% das lavouras em boas condições e mais da metade já comercializada

Publicado

por


Mato Grosso do Sul encerrou o plantio da soja com 90% das lavouras em boas condições e expectativa de produzir 11,591 milhões de toneladas na safra 2020/2021. Os dados são do projeto SIGA/MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio), coordenado pela Semagro (Secretaria de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar) em parceria com entidades de produtores rurais (Famasul e Aprosoja).

O período para plantio terminou em 31 de dezembro e agricultores tem até o dia 10 de janeiro para fazer o registro da área plantada junto a Iagro (Agência Estadual de Defesa Sanitária, Animal e Vegetal). O boletim técnico 389/2021 publicado nesta semana, avaliou as lavouras do Estado na última semana de dezembro.

De acordo com o boletim as chuvas do fim de dezembro contribuíram para o desenvolvimento das lavouras em todo o Estado, que conta com 90% da área plantada em boas condições, 9% regular e apenas 1% em condições ruins, ou seja, com alta infestação de pragas ou outros defeitos que causem perdas na qualidade do grão.

Na região Norte do Estado, 99% da lavoura está em condições boas. O percentual diminui para 85% na região nordeste, onde 12% está regular. Oeste, centro e sul mantem percentuais bons acima de 90%, o que são bons indicativos para a safra de Mato Grosso do Sul.

Na safra 2020/2021, Mato Grosso do Sul deve atingir produtividade 53 sc/ha, chegando a produção de 11,591 milhões de toneladas. A área plantada está estimada em 3,645 milhões de hectares, aumento de 7,55% quando comparada com a área da safra 2019/2020, que foi 3,389 milhões de hectares.

Segundo levantamento realizado pela Granos Corretora, até 21 de dezembro, o Estado havia comercializado 56,50% da safra 2020/21, percentual na média do mesmo período da safra passada. Porém, o preço médio da saca de 60 kg de soja está 56% mais alto que no ano passado. Terminou 2020 em R$ 111,77/sc contra R4 71,63/sc em 2019.

Priscilla Peres, Semagro

Foto: Aprosoja

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana