TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
MODELO – TL recebe visita de representantes de Anaurilândia para tratar sobre Torneio de Pesca Esportiva
BOLETIM COVID-19 – SMS notifica 16 novos casos positivos nesta quarta-feira (06)
Palmeiras joga para garantir vaga nas quartas da Libertadores
LAZER – Obras da Área Esportiva no Bairro Novo Oeste II são retomadas
Governo anuncia redução na alíquota do ICMS da gasolina, álcool, telecomunicações e energia elétrica
Interlocução da ALEMS pode garantir polo da UEMS em Chapadão do Sul
Três Lagoas recebe concerto musical da “Orquestra Filarmônica Jovem MS” neste sábado (09)
SEJUVEL prorroga inscrições dos Campeonatos de Futebol de Base e Futsal Feminino
Publicadas convocações dos classificados em concurso e processo seletivo da SED
Projeto de Lei revoga doação de área em Campo Grande
Centro de Múltiplo Uso para Complexo do Parque pode ser instalado na ALEMS
Vazio sanitário da soja segue até 16 de setembro em todo o Mato Grosso do Sul
Multivacinação Rural 2022 de TL será entre os dias 27 de agosto a 02 de setembro, veja locais
Ordem do Dia: LDO é aprovada em redação final e segue para sanção
Educação, conscientização e cultura são os temas dos projetos aprovados pela CCJR
Associação de atletas do MS ganha prêmio de R$10 mil em concurso de dança regional online
Governo de MS reduz para 17% alíquota de ICMS para gasolina, etanol, telecomunicações e energia elétrica
Divulgado resultado preliminar da pontuação do Bolsa Técnico
Polícia Militar Ambiental de Coxim surpreende e autua pescador profissional por pescar com redes de pesca e tarrafa e capturar pescado abaixo da medida permitida.
Polícia Militar em Bonito divulga levantamento das ações realizadas no mês de junho deste ano
Com palestrantes renomados, Campo Grande sedia evento gratuito voltado a profissionais e estudantes de Engenharia e Agronomia
Funtrab tem vagas para pedreiros e serventes de obras nesta quarta-feira
Apoiada pela Suzano e Sebrae, ACLAMS lança catálogo de peças inspiradas no Cerrado
ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS| Nos pênaltis, Corinthians elimina o Boca e avança na CONMEBOL Libertadores
Sofrido, suado e histórico! É o Furacão de novo nas quartas!
Galo vence Emelec e avança às quartas-de-final da Libertadores
ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS| Inter goleia o Colo-Colo e conquista classificação histórica na CONMEBOL Sul-Americana
Polícia Militar Ambiental autua 6 infratores em R$ 40,5 mil por criação de animais silvestres ilegalmente em cativeiro e apreende 35 animais no primeiro semestre de 2022
Férias escolares da REME iniciam na próxima segunda-feira (11)
Crb-AL bate o Operário-PR em jogo de cinco gols
Next
Prev

Câmara Municipal de Três Lagoas

Em Três Lagoas: Audiência sobre câncer mobiliza representantes de rede de atendimento e comunidade

Publicado

Como objetivo de discutir o atendimento e tratamento de pacientes com câncer, a vereadora Sirlene da Saúde, com o apoio da Câmara de Três Lagoas, promoveu, no dia 24 de abril, uma audiência pública som o tema: Três Lagoas está no caminho certo?

A Audiência ocorreu no plenário da Câmara, no período noturno, contando com grande plateia.

Como convidados para discutir a questão e apresentar dados, médicos do Instituto de do Câncer de Três Lagoas (ICTL), o diretor administrativo do Hospital Auxiliadora, Renato Otoni, representantes da Rede Feminina de Combate ao Câncer, a paciente Elisângela Alves, e também, vereadores.

A prefeita Márcia Moura e a secretária municipal de saúde, Eliane Brilhante também prestigiaram o evento.

Entre os parlamentares presentes estavam à vereadora Marisa Rocha, presidente da Comissão de Permanente de Saúde e Assistência Social, do Legislativo Municipal; o vereador Jorge Martinho, membro a Comissão Especial de Saúde e ainda os vereadores Adão da Apae e Beto Araújo.

Como principais informações apresentadas durante a audiência estão: atualmente, o Instituto do Câncer de Três Lagoas atende uma demanda de aproximadamente 10 municípios (macrorregião), que tem acesso a um atendimento de alta qualidade, em oncologia; e ainda o objetivo é ampliar esta cadeia de atendimento (ambulatório de especialidades).

Em quase dois anos de existência o Instituto já dobrou o número de atendimentos.

O objetivo dos médicos e colaboradores para os próximos anos é que Três Lagoas seja referência no estado do tratamento do câncer.

O vereador Jorge Martinho aproveitou a oportunidade para lembrar o nascimento do serviço de oncologia na cidade, ele ressaltou que era importante entender a história do serviço para saber a importância do atendimento para toda uma região e neste sentido enalteceu a postura da prefeita Márcia Moura, em acreditar na equipe que iniciou o trabalho e na que hoje é responsável pelo Instituto de Câncer.

Também convidada a falar, a vereadora Marisa Rocha, fez questão de dizer que o câncer é uma doença que em breve atingirá uma pessoa em cada família e que é preciso preparar, melhorar e, sobretudo, ampliar o atendimento. Para ela, a solução é o diagnóstico preventivo que tem que chegar a mais pessoas.

A prefeita Márcia Moura usou o tempo de fala para engrandecer o trabalho feito pela equipe do Instituto de Oncologia, que tem o privilégio de contar com especialistas, na área médica. Ela destacou que é preciso dar continuidade ao serviço e ainda ressaltou o empenho dos vereadores e outros colaboradores na aquisição de um acelerador linear, para a realização de radioterapia, na cidade.

Ele ainda informou que existem recursos, aproximadamente R$ 2 milhões, que necessitam de empenho político para liberação. “Esta audiência marca também o ano do centenário do nosso município e tenho certeza que temos e teremos o melhor serviço de oncologia do Mato Grosso do Sul. Vamos dar as mãos para que isso ocorra, quero ainda ressaltar que temos uma equipe de qualidade e parabenizar a equipe de voluntários”, destacou a prefeita.

Ainda durante a audiência, a paciente do ICTL, Elisângela Alves, contou a história dele com a doença, diagnosticada, em 2008. Ela falou sobre o tratamento que faz, destacando, sobretudo, a oportunidade de se tratar em Três Lagoas, o que melhorou a qualidade de vida dela em 100%.

Elisangela ainda parabenizou a equipe do ICTL, qualificando como uma equipe de excelência, porém em seu depoimento reclamou da estrutura física da Oncologia, que deveria ser melhor cuidada, por parte da direção do Hospital Auxiliadora.

Na oportunidade também foram apresentados os projetos de apoio aos pacientes, desenvolvidos pela Rede Feminina de Combate ao Câncer, como forma de humanizar o atendimento/tratamento.

Como palestrantes foram convidados os médicos José Márcio de Figueiredo e Rodrigo Melão.

O diretor administrativo do Hospital Auxiliadora, Renato Otoni, também pode detalhar o atendimento oncológico e custos, oferecidos no Hospital. Desde que passou a fazer atendimento de alta complexidade, tratando alguns tipos de câncer, houve um salto de 271% no volume de atendimentos. Ele ressaltou que, atualmente, é necessário ampliar a estrutura, mais duas salas de Centro Cirúrgicos, por exemplo, bem como, é preciso ampliar o laboratório e que isso será feito, seja por meio de doações ou empréstimos bancários. “Há todo um envolvimento social interno para atender mais e melhor os pacientes oncológicos”, enfatizou.

Além de mobilizar todos os envolvidos na questão, a audiência também visou cobrar, sensibilizar e aumentar o engajamento por parte do poder público e da administração do Hospital Auxiliadora, para as principais questões que envolvem melhorias na estrutura física do ICTL para melhor atender pacientes de Três Lagoas e toda a Região do bolsão.

Os principais questionamentos foram: a realidade do acesso ao tratamento de câncer no Sistema Único de Saúde (SUS); as cirurgias que deveriam estar disponíveis no SUS como, a reconstrução mamária, mas não estão sendo realizadas; o desafio para a construção do espaço adequado para o ICTL e a implantação da radioterapia; a falta da farmácia de opióides também foi questionada para a atual administração do Hospital.

Durante o debate, houve uma participação dinâmica entre os presentes, esclarecendo dúvidas e levantando propostas para melhoria da gestão do Hospital Auxiliadora em prol do Instituto do Câncer.

Comentários Facebook

Câmara Municipal de Três Lagoas

Câmara aprova Lei de Diretrizes Orçamentárias em primeira votação

Publicado

por

Na manhã desta terça-feira (5), a Câmara Municipal de Três Lagoas realizou a 21ª sessão ordinária do ano, com pauta exclusiva, como manda o regimento interno, para análise do projeto de lei nº70, que institui a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2023.

A LDO estabelece diretrizes para a confecção da Lei Orçamentária Anual (LOA), dispõe sobre as metas e prioridades da administração municipal e orienta a elaboração dos orçamentos fiscal e da Seguridade Social, fixa os limites para a elaboração da proposta orçamentária do Poder Legislativo e trata ainda da legislação tributária, das despesas de pessoal e encargos sociais e precatórios judiciais, endividamento público, as metas e prioridades para o orçamento, os limites constitucionais e os critérios e formas de limitação de empenhos.

Por exigência legal, a LDO deve ser apreciada em duas votações específicas. Esta foi a primeira votação. Os vereadores aprovaram o texto original do projeto de lei. A LDO volta a ser pauta na próxima terça-feira (12), durante a 22ª sessão ordinária, última sessão antes do recesso parlamentar.

Fonte: Câmara Municipal Três Lagoas

Comentários Facebook
Continue lendo

Câmara Municipal de Três Lagoas

Câmara realiza audiência pública sobre primeira infância

Publicado

por

Nesta quinta-feira (30), a Câmara realizou audiência pública sobre o “Plano Municipal pela Primeira Infância”, com palestra de Vital Didonet, especialista em educação infantil e políticas públicas pela Primeira Infância da Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), e diversos atores envolvidos na proteção à criança, seja de âmbito público ou do terceiro setor. A audiência é um dos resultados de reuniões e estudos que vêm sendo desenvolvidos na Câmara Municipal, por propositura do vereador Doutor Cassiano Maia, presidente da Casa do Povo.

Também estiveram presentes os vereadores Doutor Paulo Veron, Evalda Reis e Marcus Bazé. O evento também contou com a presença da secretária municipal de Educação, Ângela Brito, e membros da Comissão de Elaboração do Plano Municipal pela Primeira Infância, representado pela professora Terezinha Bazé de Lima. Doutor Cassiano, na fala de abertura, destacou ser um ato histórico para a Câmara e para o município. A secretária de educação falou da importância dos profissionais que lidam com a primeira infância, destacando uma frase do palestrante Vital Didonet: “O profissional mais bem formado tem que ser o da educação infantil”.

A representante da comissão, Terezinha Bazé, apresentou os membros da mesma e falou da pluralidade que ela representa: “tem membros dos mais diversos setores públicos” e elencou todos eles, deixando em aberto para novos membros, caso outras entidades relacionadas com o tema tenham interesse em fazer parte. “Também as crianças serão ouvidas, assim como as famílias delas, pois elas são as mais interessadas nesse plano”, anunciou Terezinha, explicando que a contribuição delas será por meio de brincadeiras, jogos e linguagens apropriadas.

A primeira a palestrar, remotamente, foi Maria Aparecida Freire, mestre em educação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), secretária executiva da RNPI, integrante do conselho gestor do Fórum em Defesa da Educação Infantil de Pernambuco (FEIPE) e do conselho gestor da Rede Primeira Infância de Pernambuco (REPI). “O plano da Primeira Infância é um projeto de um lugar melhor, de uma cultura de respeito para com as crianças, e Três Lagoas está abraçando isso! Parabéns por esse respeito pelas crianças. A comissão vai ser como uma guardiã dos direitos das crianças e adolescentes”, enfatizou Cida Freire, que finalizou com um desejo: “que seja reativado a Rede de Primeira Infância de Mato Grosso do Sul”.

Após a palestra, Teresa Surita enviou um vídeo para ser exibido na audiência pública. Ela foi prefeita de Boa Vista, capital de Roraima, e liderou a construção de uma das mais bem sucedidas políticas públicas para a Primeira Infância, reconhecida em todo o Brasil e no exterior. A metodologia de Boa Vista articula ações e serviços para um cuidado integral às crianças de 0 a 6 anos, oferecendo uma infância mais saudável, ampliando possibilidades e oportunidades. Surita possui especialização no desenvolvimento da primeira infância pela Universidade de Harvard, onde lançou recentemente o livro “A Primeira Infância é para sempre”, onde compartilha sua experiência com gestores de todo o Brasil.

Segundo a ex-prefeita, tudo começou para encontrar “meios para reduzir as barreiras nos acessos às oportunidades, atuando em diferentes frentes. Mudamos o espaço urbano, as escolas, os postos de saúde, calçadas. Fizemos parcerias importantes para poder realizar toda essa transformação. E como sempre digo, os três primeiros anos de vida são para sempre”. A ex-prefeita emcerrou desejando muito sucesso para a implantação do plano em Três Lagoas.

Vital Didonet

Também remotamente, Vital Didonet fez sua apresentação. É professor, bacharel e licenciado em filosofia e em pedagogia, mestre em educação pela Universidade de Brasília (UNB). Tem mais de 30 anos de experiência em políticas públicas na área dos direitos das crianças na América Latina e, em especial, no Brasil. Tem sido convidado por ministérios, universidades e ONGs para proferir conferências, participar de debates, estudos e projetos de educação infantil em cerca de 30 países. É membro da Organização Mundial para Educação Pré-escolar (OMEP), da qual foi presidente para seção Brasil, vice-presidente para América Latina e vice-presidente Mundial. Foi coordenador nacional da educação para escolar no ministério da educação, articulou e coordenou o Movimento Nacional Criança e Constituinte, que promoveu ampla participação social no debate sobre os direitos da criança e do adolescente. Foi consultor legislativo da Câmara dos Deputados, tendo assessorado processo legislativo de importantes projetos como a Leis de Diretrizes Básicas (LDB), FIES e Bolsa Escola. Escreveu o Guia para Elaboração dos Planos Municipais pela Primeira Infância, que orienta os municípios a construirem seus planos decenais para o atendimento dos direitos das crianças de 0 a 6 anos.

Didonet apresentou três perguntas para dar um norte à comissão: por que a Primeira Infância passou a ser assunto tão importante no mundo? Quais são os itens mais relevantes de política pública? E que impacto um plano pode causar?

“A criança não era vista como cidadã, mas estava na família. Não havia uma visão social da criança. Cresceu a mortalidade, a desnutrição, tornando-as evidentes. Ela se tornou um ‘problema’ para as famílias, que tinham que trabalhar etc. Surge essa consciência social de que nós somos corresponsáveis por todas as crianças”, contextualizou Vital.

Apresentou um estudo feito nos Estados Unidos, por James Heckman, que ganhou Nobel de Economia por demonstrar que, quando o Estado não investe na infância, gera-se até dez vezes mais despesas depois, em segurança e saúde, por exemplo. “Cuidar das crianças é investimento de alto retorno! Claro que não pode abandonar as outras demandas”, destacou.

“A ação tem que ser intergovernamental, é o que vocês estão fazendo. A comissão de vocês contém governo e sociedade, citaram a participação das crianças. Estão de parabéns”, enalteceu o palestrante, que finalizou falando sobre o impacto na sociedade: “crianças bem atendidas são outra coisa. São expandidas e despertam nos adultos toda essa boa energia que elas estão recebendo”.

Doutor Cassiano Maia, proponente da audiência pública, encerrou parabenizando e agradecendo cada um dos envolvidos na elaboração do plano municipal da primeira infância, dizendo estar orgulhoso de fazer parte desse conselho.

Em sua fala, o presidente da Câmara elencou todos os 28 membros: Secretaria Municipal de Governo e Políticas Públicas; Secretaria Municipal de Educação e Cultura; Conselho Municipal de Educação; Secretaria Municipal de Assistência Social; Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente; Conselho Tutelar; Secretaria Municipal de Finanças, Receita e Controle; Secretaria Municipal de Saúde; Conselho Municipal da Saúde; Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer; Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Trânsito; Câmara Municipal de Três Lagoas – Presidência; Comissão de Educação da Câmara Municipal de Três Lagoas; Comissão de Indústria, Comércio e Agronegócio da Câmara Municipal de Três Lagoas; Defensoria Pública; Promotoria Pública; OAB; Universidade Federal de Mato Grosso do Sul – UFMS; Associação de Ensino de Mato Grosso do Sul – AEMS; Centro Universitário da Grande Dourados – Sede Três Lagoas – UNIGRAN; Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais – APAE; Centro Internacional de Cooperação para o Desenvolvimento (CINTERCOOP) CRETL Petrobrás; Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas; Sindicato dos Trabalhadores em Educação – SINTED; Sindicato dos Empregados no Comércio de Três Lagoas – SINDICOMÉRCIO; Sindicato do Comércio Varejista de Três Lagoas – SINDIVAREJO; Associação Integra Costa Leste Educação; e Fórum Regional da Educação Infantil Costa Leste. “O trabalho só está começando”, encerrou Maia, abrindo para perguntas e respostas.

A audiência poder ser assistida na íntegra em nosso canal no Youtube: TV Câmara Três Lagoas (https://youtu.be/iSq_1wM3J9w).

 

Fonte: Câmara Municipal Três Lagoas

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana