TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Estudo de viabilidade da ferrovia Malha Oeste avança e licitação pode sair no segundo semestre
Governo lança segunda etapa do programa Estágio Supervisionado e Capacitação Técnica do MS
Quarta-feira continua com tempo estável, sem previsão de chuva no Estado
Copa dos Campeões de basquetebol e futsal de 15 a 17 anos começa nesta quarta-feira em Coxim
Desde 2017, estudantes da EE 11 de Outubro realizam aulas de capoeira
Secretaria de Meio Ambiente doa óleo usado para pessoas que fazem sabão em Água Clara
Polícia Civil de Água Clara prende professor de música suspeito de abusar sexualmente de aluna de 9 anos
Polícia Civil de Três Lagoas fecha boca de fumo e prende homem em flagrante por tráfico de drogas no residencial Novo Oeste
Autores dos furtos em hamburguerias na Lagoa Maior são identificados pela Policia Civil de Três Lagoas
Cruzeiro vence no Mineirão e amplia vantagem na liderança da Série B
Internacional perde para Colo-Colo e se complica na Sul-Americana
Centro de Promoção da Saúde e SOS são inaugurados pela Unimed Três Lagoas
Corinthians fica no 0 a 0 com o Boca Juniors pela Libertadores
Athletico-PR derrota Libertad por 2 a 1 na Arena da Baixada
Polícia Militar prende autores por tráfico de drogas e apreende 188 kg de drogas
MPE´s lideram criação de empregos formais em 2022
Suzano está com três processos seletivos abertos para Três Lagoas (MS)
Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito
Design de Interiores EAD incorpora proposta biofílica na UNIGRAN Decor
Em visita de manutenção, HNSA que já é ONA Nível 1, recebe retorno positivo de avaliadores do IBES
Prefeito de Sonora, que é também presidente do Cointa, assina contratos de gestão
Bracell abre inscrições para Programa de Trainee 2022
Libertadores: Hulk perde pênalti e Galo empata na ida das oitavas
Com gol de Gabriel Teixeira, Grêmio derrota Londrina na Série B
Governo entrega veículo para transportar famílias atendidas pelo Cotolengo e doa casacos
Polícia Militar Rodoviária apreende três cargas de contrabando e descaminho, na MS 164, em Maracaju
Brasil encerra Pan de Ginástica de Trampolim com nove medalhas
Liga das Nações: seleção feminina bate China em abertura da 3ª etapa
Governo arca com passe da Rede Estadual de Ensino, mas quer tarifa congelada
Coluna – Brasileirão está mais difícil do que nunca
Next
Prev

Três Lagoas

Três Lagoas, militar do Exército é suspeito de participar de estupro coletivo contra deficientes

Publicado

Um caso de estupro envolvendo um recruta do Exército Brasileiro de Três Lagoas está sendo investigado pela delegada Dra. Letícia Mobis da Delegacia de Atendimento à Mulher (DAM). O caso pode tomar maiores proporções pelo fato da investigação indicar que outras 10 pessoas também podem ter participado do crime que foi praticado de forma coletiva.

Conforme informações da conselheira tutelar Mirian Herrera, os abusos contra duas jovens de 14 e 15 anos, que são deficientes surdas-mudas, vinha ocorrendo há dois anos em uma residência no bairro Jupiá.

Segundo ainda a conselheira, no mesmo período, a menor de 14 anos estava sob a custódia da tia por já ter sofrido abusos sexuais que foram praticados – na época – pelo padrasto.

“Desde então, ao morar com a tia, ela começou a ser abusado pelo primo de 18 anos que aproveitava à ausência dos pais para praticar o ato. O recruta ainda estuprou a amiga da vítima que hoje têm 15 anos. Não descartamos a possibilidade de uma das vítimas ter sido abusado de forma coletiva, pelos amigos de farda do recruta”, explicou Miriam.

O EXÉRCITO

O caso já foi levado ao conhecimento do comando do Exército que irá aguardar as investigações da polícia judiciária para tomar as medidas legais internamente – se for o caso – contra o recruta, caso seja comprovado o crime.

RECONHECIMENTO

Mirian também revelou que dentro dos próximos dias, a menor de 14 anos irá fazer um reconhecimento dos outros autores através de fotos para que assim, possa identificar todos os envolvidos.

NA DELEGACIA PARA REGISTRAR O CASO

No último dia 26 de Junho deste ano, o Conselho Tutelar, uma psicóloga e um interprete, estiveram na 1º Delegacia de Polícia Civil para a realização da ocorrência. Na ocasião, um médico legista examinou as vítimas e constatou o estupro nas duas vítimas. O caso segue em segredo de Justiça e caso seja confirmada todas as informações, mandados de prisão poderão ser expedidos pela Justiça de Três Lagoas para penalizar os culpados.

VERSÃO DO PAI DO ACUSADO

Nossa reportagem foi procurada na manhã de hoje (03/07) pelo pai do rapaz de 18 anos, militar do exército brasileiro, que é acusado de abusar sexualmente de duas garotas surdas-mudas em Três Lagoas (MS). Para falar sobre uma matéria que acusa seu filho de abuso sexual veiculada em jornal impresso da cidade.

O pai do acusado disse que não procede as informações veiculadas no jornal impresso da cidade, publicado em 02 de julho deste ano, sendo que, em suas palavras, as informações são falsas, o que causou indignação dos vizinhos e deixou sua esposa em estado de grande aflição.

Na versão do pai do rapaz acusado de abuso sexual contra as garotas surdas-mudas, sendo uma sua sobrinha e a outra uma amiga dela. Tudo começou há três anos quando o Conselho Tutelar de Três Lagoas retirou a guarda da sobrinha da sua própria mãe, mediante a acusação de que a menina estaria sendo abusada sexualmente pelo seu padrasto.

O pai disse que o Conselho Tutelar iria conduzir a menina para o Poço de Jacó, mas, sua esposa ficou com pena da sobrinha e a levou para morar em sua casa. Segundo o pai, ele adequou a casa para receber com todo conforto e segurança a sobrinha de sua esposa, que requer cuidados especiais por ser muda e surda e, no próximo mês de setembro completa dois anos que a sobrinha vive em sua casa, tornando-se uma filha para eles, sem nenhum problema de convivência.

O pai relata que os problemas surgiram com as visitas de uma amiga da sobrinha em sua casa, amiga esta que também é surda e muda, e esta amiga da sobrinha é muito “pra frente” e sempre deu em cima de seu filho, chegando a dar presentes para o rapaz.

O pai relata ter aconselhado o filho sobre a amiga da sobrinha, mas o rapaz lhe disse que deu apenas alguns “amassos” na menina, pois ela o provocava muito, quanto a sua sobrinha, o filho garantiu que nunca teve nada com a prima, e acredita que as denúncias de abuso sexual contra as garotas foram inventadas após ele recusar o pedido de namoro que a amiga da prima lhe fez.

O pai do acusado afirma que sua mulher não possui a guarda da sobrinha, como o Conselho Tutelar relata na matéria veiculada no jornal e, segundo ele, a mãe da menina que inventou as acusações, já falou algumas vezes que sua filha não tem mais jeito, pois sabe que a filha não é “flor que se cheire”. O pai pergunta o porquê de somente agora a mãe da garota resolveu se manifestar na justiça? Se a sua filha relatou que os abusos foram no início do ano, sendo que, ela levou a filha para visitar sua sobrinha nos meses seguintes. “Como uma garota que é agredida volta ao lugar da agressão?” questionou o pai.

Segundo o pai do acusado, na noite da última quarta-feira (01/07), representantes do Conselho Tutelar e uma Assistente Social foram até sua casa às 22h 30m, pegaram sua esposa e sua sobrinha e as levaram até a Delegacia de Polícia Civil e lá, elas foram ouvidas com a presença de uma interprete de Libras (Língua Brasileira de Sinais), sendo que, na presença de sua esposa, todas as acusações foram negadas por sua sobrinha, mas com a retirada da sua esposa da sala, o depoimento foi totalmente contrário, ou seja, no depoimento sem a presença da tia, a sobrinha relatou que foi abusada por seu primo.

O pai disse que desconfia deste depoimento, pois a interprete de Libras tem algumas desavenças com sua esposa, pois há algum tempo ela manifesta interesse em adquirir a guarda da menina.

O pai do acusado diz se sentir magoado, pois não foi procurado pelo órgão de imprensa que veiculou a matéria. “Não estou protegendo meu filho, pois se ele errar eu quero que seja punido, o que eu quero é justiça, o que eu quero é que antes de acusar em um jornal, que esse jornal tenha provas”, finalizou o pai.

Informações: Rádio Caçula

Comentários Facebook

Três Lagoas

Centro de Promoção da Saúde e SOS são inaugurados pela Unimed Três Lagoas

Publicado

Nova estrutura entrou em funcionamento nesta segunda-feira (27)

Na última sexta-feira, 24, a Unimed Três Lagoas realizou a inauguração de dois novos serviços: o Centro de Promoção da Saúde e o SOS Unimed. Além disso, a estrutura oportuniza a realização de coleta laboratorial e, também, tratamentos fisioterápicos.

O presidente da cooperativa três-lagoense, Dr. Ronaldo Nunes, ressaltou a importância do momento para a marca Unimed. “Tenho certeza que hoje um grande passo foi dado. A materialização deste projeto – Centro de Promoção da Saúde e SOS Unimed – apenas ratifica o quanto essa diretoria se empenha em oferecer mais oportunidade aos cooperados, além de garantir um crescimento orgânico da rede patrimonial. Mais do que felizes, estamos realizados”.

A solenidade contou com a presença de diversos convidados, entre eles, o Dr. João Ricardo Filgueiras Tognini – representando o Conselho de Administração da Unimed Campo Grande, que relembrou a missão da Unimed. “Está em nosso DNA, como médicos, a tarefa de cuidar. E, não é coincidência, que os ideais da cooperativa caminham para essa convergência, visto que é formada 100% por profissionais da medicina. Desta forma, a primarização dos serviços tem dois significados bem latentes: o zelo com o doente e a possibilidade de mais trabalho para o cooperado”.

Já o presidente da Federação das Unimeds de Mato Grosso do Sul, Dr. Maurício Simões Corrêa, se colocou à disposição para fazer os novos serviços decolarem em Três Lagoas. “Há tempos converso com a diretoria de Três Lagoas, mostrando a importância do CPS e do SOS Unimed, e agora estamos aqui, inaugurando esse lindo e completo espaço. Tenho certeza que será um sucesso e contem comigo sempre que acharem necessário”.

Além dos cooperados três-lagoenses, representantes das Unimeds Campo Grande, Aquidauana e Corumbá também se fizeram presentes, assim como, executivos da Cassems, Sicoob e Squad Capital – Investimentos.

O novo espaço da Unimed Três Lagoas fica localizado na Rua Dr. Munir Thomé, 2.184 – Jardim Primaveril.

Comentários Facebook
Continue lendo

Três Lagoas

Em visita de manutenção, HNSA que já é ONA Nível 1, recebe retorno positivo de avaliadores do IBES

Publicado

O Hospital Auxiliadora recebeu nos dias 12 e 13 de maio os avaliadores do IBES (Instituto Brasileiro para Excelência em Saúde), para avaliação de manutenção da certificação ONA Nível1.

Os avaliadores apontaram diversos pontos positivos que alavancam a transparência, processos e gestão de qualidade na área administrativa e assistencial da instituição. Desde o ano de 2018 o Hospital obtém essa acreditação que reflete as boas práticas no atendimento seguro e qualidade para os pacientes.

O Hospital Auxiliadora foi a primeira Instituição Hospitalar Filantrópica do Estado de Mato Grosso do Sul a ser certificada como ONA nível 1.

SOBRE A ONA

O objetivo da ação da ONA é promover um processo constante de avaliação e aprimoramento nos serviços de saúde e, dessa forma, melhorar a qualidade da assistência no país.

O Hospital Nossa Senhora Auxiliadora conta com uma gestão participativa que busca qualidade e inovação para melhoria dos seus processos atendendo com Segurança ao Paciente.

O processo de qualidade transforma as práticas diárias, enaltecendo os pontos onde há necessidade de melhoria e fortalece os métodos de trabalho. Além disso, contribui com a redução de custos e desperdícios, aprimora a gestão e melhora da qualidade dos serviços, conquistando a confiabilidade e a satisfação dos clientes.

Para o HNSA um dos desafios é manter os rigores da Acreditação por meio das visitas de manutenção e o entendimento de todos do hospital é seguir nesse propósito, desenvolvendo cada vez mais a qualidade e a melhoria nos processos revertidos aos pacientes para um atendimento de excelência.

Em breve o HNSA irá em busca de novos desafios e buscará a Acreditação ONA Nível 2.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana