TRÊS LAGOAS

Suzano

Suzano abre vagas de condutora de veículo florestal exclusivas para mulheres em Brasilândia e Três Lagoas/MS

Publicado em

As inscrições podem ser feitas por todas as mulheres interessadas, sem distinção de idade, cor, origem ou orientação sexual

 

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, está com duas vagas abertas exclusivas para mulheres para a função de Condutora de Veículo Florestal I, em Brasilândia e Três Lagoas (MS). O processo seletivo está aberto na Plataforma de Oportunidades da empresa (https://jobs.kenoby.com/Suzano) e vem ao encontro do compromisso da companhia em promover a diversidade e equidade de gênero no mercado de trabalho.

As inscrições podem ser feitas por todas as mulheres interessadas, sem distinção de idade, cor, origem ou orientação sexual, desde que atenderam a alguns pré-requisitos: ter Ensino Médio completo – a formação técnica será considerada um diferencial -; experiência básica em condução de veículos articulados; conhecimento em avaliação de condições de estradas; conhecimento em planejamento e programação de transporte florestal; Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “E” e residir no município de  Três Lagoas ou Brasilândia. As inscrições seguem abertas até 8 de agosto e devem ser feitas pela página: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/condutora-veiculo-florestal-i/62e2ef93ac36d750bd14edb6?utm_source=website

De acordo com Angela Aparecida dos Santos, gerente Executiva de Gente e Gestão da Suzano em Mato Grosso do Sul, a iniciativa de abrir vagas exclusivas para o público feminino tem como objetivo atrair o interesse das mulheres pelo setor florestal e, com isso, colaborar para a formação de um mercado de trabalho mais igualitário. “Hoje, todas as nossas vagas são abertas para todas as pessoas, sem distinção de gênero, idade, cor, origem, deficiência ou orientação sexual. Porém, percebemos que o número de candidatas pode ser ainda maior. Com esta ação, pretendemos atrair cada vez mais mulheres e fortalecer a nossa política de promoção da diversidade em nossas unidades”, destaca Santos.

Com 14 anos de experiência como motorista, Suzamara Neubert, 34 anos, foi uma das mulheres que apostou na carreira de condutora de veículos florestais na Suzano. O impulso necessário veio de uma colega de trabalho. “Na época, uma colega de trabalho atuava como condutora de caminhão enquanto eu estava no trator. Essa motorista foi uma inspiração para mim e outras colegas. Foi quando tomei coragem, tirei minha CNH na categoria E. Logo após, já estava contratada pela empresa como condutora de caminhão na Suzano”, recorda.  Atualmente, há 19 mulheres atuando na função de condutora de veículos florestais na Unidade de Três Lagoas.

Para Suzamara, assim como ocorreu com ela, a representatividade feminina em ocupações até então predominantemente masculinas colabora com a quebra de estigmas e estimula outras mulheres a buscarem qualificação. “Elas veem que basta ter coragem, correr atrás e se qualificar. Tento alguém para nos apoiar, como ocorre na Suzano, a gente vai longe. É muito tranquilo. Para as mulheres que gostam [deste setor], não tem dificuldade nenhuma. É só buscar!”, reforça a condutora de hexatrem.

Outras oportunidades

Mais detalhes sobre o processo seletivo, assim como os benefícios oferecidos pela empresa, estão disponíveis na Plataforma de Oportunidades da Suzano (https://jobs.kenoby.com/Suzano).  Na página, candidatas também poderão acessar todas as vagas abertas no Estado e em outras unidades da Suzano no País, além de se cadastrar no Banco de Talentos da empresa.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Comentários Facebook

Suzano

Com o apoio da Suzano, projeto Hortas Urbanas irá beneficiar mais de 90 famílias em Três Lagoas

Published

on

Realizada em parceria com a Missão Salesiana e a AEMS, iniciativa faz parte das ações da empresa para retirar famílias da pobreza extrema, por meio da promoção da segurança alimentar e da geração de trabalho e renda

 

 

Com o apoio da Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, o Centro Juvenil Jesus Adolescentes, da Missão Salesiana de Mato Grosso, e as Faculdades Integradas de Três Lagoas (AEMS), por meio do curso de Agronomia, deram início ao processo de implantação de hortas agroecológicas na área urbana de Três Lagoas. As iniciativas fazem parte do projeto Hortas Urbanas da companhia, que visa promover a segurança alimentar e a geração de renda entre famílias em situação de vulnerabilidade social. Juntas, as duas parcerias envolvem cerca de 90 famílias, o que corresponde a mais de 300 pessoas beneficiadas.

“Na Suzano, temos um direcionador que diz que ‘Só é bom para nós se for bom para o mundo’ e vamos ao encontro disso quando mostramos ser possível incentivar a agricultura familiar e a agroecologia também em um centro urbano. Ao fortalecer esse modelo de produção sustentável, o projeto contribui para oferecer segurança alimentar às famílias e ajuda a gerar renda com a venda dos alimentos que não forem consumidos por elas”, ressalta Israel Batista Gabriel, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano em Mato Grosso do Sul. O Hortas Urbanas, completa Gabriel, também vem ao encontro do compromisso da companhia de reduzir desigualdades sociais e retirar famílias da linha da pobreza nas comunidades onde mantém operações.

Somente na parceria com a Missão Salesiana, foram cerca de 40 famílias em situação de vulnerabilidade social selecionadas por meio de uma parceria com o Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) de Três Lagoas. Com o apoio técnico fornecido por empresa especializada, essas famílias deram início ao processo de implantação das hortas agroecológicas no centro de Três Lagoas, em uma área da Missão Salesiana, aos fundos da Catedral Sagrado Coração de Jesus.

“O Hortas Urbanas é um projeto poético, que vai proporcionar a transformação da vida das pessoas. Essas famílias vão trabalhar para construir uma horta agroecológica, respeitando a natureza, a saúde e o bem-estar, e vão poder comercializar os seus produtos para toda a comunidade de três lagoas, gerando trabalho e renda. A Missão Salesiana de Mato Grosso tem como missão garantir os direitos dos mais vulneráveis e esse encontro com a Suzano, que tem como meta tirar tantas pessoas da linha da pobreza, só engrandece o trabalho da casa.  Nós entendemos que é por meio do trabalho que as pessoas conquistam seus espaços e vão poder oferecer melhor qualidade de vida para suas famílias”, destaca Sadi Silva, coordenadora Pedagógica do Centro Juvenil Jesus Adolescente.

Cinturão Verde

Paralelamente ao trabalho em conjunto com a Missão Salesiana, o Hortas Urbanas também começou a ser implantado na região do Cinturão Verde. Neste projeto, desenvolvido em parceria com estudantes do curso de Agronomia da AEMS, são cerca de 50 famílias beneficiadas com apoio técnico no processo de transição para o sistema agroecológico de produção de hortaliças.

O projeto teve início neste ano e possibilitará a implantação de 50 hortas com sistemas de produção agroecológico por meio de mutirões entre agricultores familiares e com o apoio técnico de acadêmicos e especialistas.

Produção Agroecológica

A produção agroecológica incentiva a diversidade de produção autossustentável, em que o agricultor é capaz de produzir seus próprios insumos (adubos, sementes, produtos alternativos utilizados para controle de pragas e doenças nas plantações) com o que tem disponível na propriedade, sem o uso de defensivos agrícolas. Além disso, a diversificação de culturas é essencial tanto para o manejo sustentável da propriedade, respeitando o meio ambiente, como para maior estabilidade financeira das comunidades diante das variações do mercado.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br.

Comentários Facebook
Continue Reading

Suzano

Suzano vende 3 milhões de toneladas de celulose e papéis no segundo trimestre de 2022

Published

on

Com demanda positiva e maior volume de vendas, receita líquida atingiu R$ 11,5 bilhões no período

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, comercializou 3 milhões de toneladas de celulose e diferentes tipos de papéis ao longo do segundo trimestre de 2022. O volume representa um acréscimo de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a Suzano comercializou entre abril e junho um total 2,7 milhões de toneladas de celulose, matéria-prima utilizada na fabricação de papéis sanitários, embalagens, fraldas, máscaras e papéis de imprimir e escrever em geral, entre outros produtos essenciais para o dia a dia das pessoas. No segmento de papéis, com destaque para os produtos de imprimir e escrever, papelcartão e outros tipos de papéis especiais, as vendas somaram 324 mil toneladas.

O maior volume de vendas, influenciado pela demanda favorável, contribuiu para que a receita líquida trimestral da Suzano totalizasse R$ 11,5 bilhões, alta de 17% em relação ao mesmo período de 2021. Já a geração de caixa operacional somou R$ 5,1 bilhões entre abril e junho, com leve oscilação positiva de 2%.

“Os fortes resultados do segundo trimestre decorrem não apenas da alta de preços e da demanda positiva do mercado, mas também dos esforços das equipes da Suzano em todas as frentes de atuação para ampliar ainda mais nossa excelência operacional. A solidez financeira e o consistente desempenho operacional têm nos permitido ampliar nossa capacidade de gerar e compartilhar valor com nossos stakeholders”, afirma o presidente da Suzano, Walter Schalka.

Investimentos

A companhia ampliará de R$ 13,6 bilhões para R$ 16,1 bilhões o valor a ser investido ao longo de 2022. Deste total, R$ 7,3 bilhões permanecem sendo destinados ao Projeto Cerrado, que já atingiu 21% de seu progresso físico e avança conforme planejado. A fábrica de celulose em construção no município de Ribas do Rio Pardo (MS) demandará R$ 19,3 bilhões em investimentos acumulados até 2024. No pico das obras, serão gerados 10 mil postos de trabalho na região.

O ritmo de investimentos segue adequado à disciplina financeira da Suzano e alinhado com o objetivo da companhia de compartilhar valor com todos os stakeholders.

No decorrer dos últimos meses, a Suzano anunciou importantes investimentos e iniciativas, incluindo a constituição da Suzano Ventures, corporate venture capital para intensificar o investimento da empresa em startups no Brasil e no exterior; a intenção de construir uma nova fábrica de bens de consumo no Espírito Santo; duas transações de aquisição de ativos que irão aumentar a competitividade estrutural de madeira, principal matéria-prima na produção de bioprodutos; o pagamento de dividendos; e novos programas de recompra de ações.

Na frente social, a Suzano pretende dobrar o número de pessoas beneficiadas em 2022, alcançando cerca de 50 mil beneficiários por meio de seus projetos sociais. Na agenda ambiental, entre as muitas iniciativas em curso, destaque para um dos maiores esforços de restauração do país, com 35 mil hectares de áreas em restauração e o compromisso de conectar meio milhão de hectares de fragmentos florestais até 2030. Iniciativas sociais e ambientais da Suzano foram detalhadas durante o 2º ESG Call da companhia, realizado com o objetivo de ampliar a transparência e engajamento com partes interessadas sobre temas materiais relacionados ao negócio.

Sobre a Suzano

A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Comentários Facebook
Continue Reading

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana