TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Mais do que só ver peixes, visitante ganha conhecimento sobre biomas de MS e do mundo
Domingo tem pequena elevação na temperatura e previsão de chuva nas regiões Sul e Sudoeste do Estado
Tentando embalar no Brasileiro, Fluminense visita o Fortaleza
Atividades sobre prevenção de acidentes com produtos químicos são realizadas na EE Guimarães Rosa
Pátio Zero: Detran-MS abre três leilões para sucata inservível e aproveitável
Em convênios com municípios, Governo do Estado destina R$ 31 milhões para obras
Programa Mais Social garante alimento para famílias em situação de vulnerabilidade em Mato Grosso do Sul
Comando do 2º BPM se reúne com os Presidentes de Bairros de Três Lagoas
Botafogo arranca empate com o América-MG no Independência
Palmeiras derrota Juventude e se aproxima da liderança do Brasileiro
Festival de Pesca de Corumbá tem 121 peixes capturados e dourado é o destaque
Atlético-GO faz 2 a 0 no Coritiba e vence a primeira no Brasileiro
Flamengo bate o Goiás e alivia pressão momentaneamente
Polícia Militar apreende autor de furto em carreta na área rural
Em Eldorado, Policia Militar apreende 37 kg de maconha
Em Naviraí, Policia Militar prende foragido da justiça
Lyon derrota Barcelona em Turim e conquista Liga dos Campeões feminina
Polícia Militar, através do BPMRv, apreende 322 kg de maconha na MS 395 em Brasilândia
Ana Marcela Cunha garante ouro na Espanha
Isaquias Queiroz é prata na Copa do Mundo de Canoagem Velocidade
Operário vira para cima do Ituano na Série B
Drogas e mandado de prisão são cumpridos durante ação da PM em Dourados
Com apoio da SubsLGBT, Miss beleza T Mato Grosso do Sul acontece neste sábado
Guarnição de Boqueirão apreende 58 tabletes de substância análoga a maconha
PMA de Campo Grande autua arrendatário em R$ 10 mil por manter gado degradando área protegida de matas ciliares de córrego em propriedade alheia de empresa de celulose
Corinthians segue preparação para o Majestoso
Em dia de ensaio final para encarar o Juventude.
Flamengo conclui preparação para o confronto contra o Goiás
Em casa, Brusque-SC supera o Tombense-MG
Bahia vence a Ponte Preta e assume a liderança da serie B
Next
Prev

Emprego

Programa visa desenvolver a carreira profissional do trabalhador moçambicano

Publicado

Denominada “Avança Moçambique”, iniciativa tem foco em evitar a rotatividade no setor industrial, reduzir a taxa de desemprego e fortalecer a economia do país africano

A empresa brasileira Icro Group lançou, em abril, o Avança Moçambique. Trata-se de um programa destinado ao país africano, onde a empresa possui o Instituto de Formação Tecnológica de Moçambique (IFTM), com o objetivo de valorizar e desenvolver a carreira profissional do trabalhador moçambicano. Além disso, evitar a rotatividade de pessoal nas indústrias locais e reduzir a taxa de desemprego, que é considerada alta.

De acordo com o diretor de Desenvolvimento, Estratégia e Inovação da Icro Group, Armando Marsarioli, Moçambique tem um potencial enorme em relação à mão de obra, porém, ainda tem pontos de melhorias quando o assunto é formação técnica. “Já verificamos que a rotatividade profissional é alta no país. Por isso, o ‘Avança Moçambique’ além de focar na qualificação profissional do trabalhador, também dará suporte para que as empresas coloquem em prática o desenvolvimento de carreira”, disse.

Segundo o diretor, o programa é completo e envolve toda a gestão de competência e a proposta de educação continuada. “Ele vai desde o diagnóstico das empresas, com a amostra do setor/área onde há maior incidência de rotatividade, até as demandas que exigem formação técnica dos profissionais, para que consigam manter a operação de suas fábricas. Ou seja, nós identificamos os gaps, montamos o programa de formação personalizado de acordo com essas demandas e, ao mesmo tempo, levamos toda uma estrutura de plano de carreira para essas organizações”, explica Armando.

O executivo reforçou ainda que a proposta do programa foi inicialmente apresentada à Embaixada do Brasil, em Moçambique. Em seguida, foi apresentada para as 10 maiores indústrias locais, com a expectativa de que elas sejam as principais motivadoras dessa iniciativa. “Queremos mostrar aos potenciais parceiros que o ‘Avança Moçambique’ não é um curso de formação isolado, mas sim um programa completo de desenvolvimento profissional, que tem foco em reduzir a taxa de desemprego no país”, acrescenta Armando.

Benefícios para o trabalhador e para a economia de Moçambique

Para o chefe do Setor Econômico e de Promoção Comercial da Embaixada do Brasil em Maputo, Davi Bonavides, a iniciativa do Avança Moçambique é muito positiva. “Em relação à economia, com a capacitação proposta pelo programa, teremos mão de obra qualificada o que é fundamental para que as empresas possam manter suas atividades. Além disso, beneficia muito o trabalhador, abrindo uma nova perspectiva profissional para ele. A expectativa é de que o programa se consolide, se torne referência em capacitação e contribua ainda mais para o desenvolvimento do país e das relações entre o Brasil e Moçambique”, disse Bonavides.

O presidente da Confederação Empresarial da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP), Salimo Abdula, concorda: “o programa é muito interessante.  Com ele, a Icro Group traz uma solução importante, que poderá revolucionar a qualidade da formação técnica e profissional em Moçambique”, acrescentou.

Saiba Mais:

https://icrogroup.com

https://www.linkedin.com/company/icro-group/about/

https://www.instagram.com/icrogroup/

https://www.facebook.com/icrogroup/

Comentários Facebook

Emprego

Modernização das leis trabalhistas completa cinco anos

Publicado

Reforma Trabalhista trouxe avanços e deve ser mantida, diz José Maurício Caldeira

A Reforma Trabalhista completa cinco anos em junho e, ao fazer um balanço dos resultados, o saldo é muito positivo. Há uma redução drástica no número de ações na Justiça do Trabalho, desafogando o judiciário, e maior segurança jurídica para todos. No geral, a reforma resultou em uma queda de 46% das ações trabalhistas no Brasil, segundo o acadêmico José Pastore, um especialista no assunto.

“A modernização das leis trabalhistas é uma conquista do país e dever ser mantida”, afirma José Maurício Caldeira, sócio-diretor da Asperbras. “Hoje a sociedade é muito mais tecnológica e ágil do que quando foi criada a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e o Direito precisa acompanhá-la.”

Com a aproximação das eleições, os contrários à reforma têm sido cada vez mais vocais em suas críticas e lideranças políticas têm prometido revogá-la com o argumento de que a lei precarizou as condições de trabalho e tirou direitos dos trabalhadores, o que não procede.

É importante ressaltar que a lei 13.467/2017, que modernizou as relações de trabalho no Brasil, não retirou um único direito existente na Constituição Federal. Pelo contrário. Garantiu aos terceirizados as mesmas condições de saúde e segurança no trabalho dos demais empregados e estendeu para quem trabalha em regime intermitente os mesmos direitos previstos na CLT dos funcionários contratados por prazo indeterminado.

A reforma trabalhista trouxe inovações importantes e segurança jurídica para implementá-las. A exemplo de vários países desenvolvidos, a nova lei estabelece que, em relação a direitos específicos, o negociado prevalece sobre o legislado. “Respeitar a vontade das partes mostra amadurecimento por parte da sociedade”, acredita José Maurício Caldeira.

Foto: Divulgação – José Maurício Caldeira

 

Antes da reforma, por exemplo, não se admitia a possibilidade de terminar o contrato de trabalho por acordo entre ambos, ainda que fosse do interesse dos dois um entendimento amigável. Ou empregador teria que dispensar o empregado ou este teria de pedir demissão, não havia mais alternativas.

Os dados provam que havia demanda para a realização desses acordos: entre novembro de 2017 e dezembro de 2021, cerca de 750 mil rescisões desse tipo foram realizadas, de acordo com informações do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). Foi um jogo de ganha-ganha: para empregados e empregadores, que evitaram ações judiciais, e para o Brasil, que diminuiu o número de litígios.

É importante destacar também a redução das ações trabalhistas pela possibilidade da homologação de acordos entre as partes no Judiciário, mas fora da Justiça do Trabalho. Entre 2017 e 2021 foram realizados 250 mil desses acordos, conforme informações do Tribunal Superior do Trabalho (TST). Ou colocando de outra forma: foram evitadas 250 mil ações judiciais desnecessárias.

Num país famoso pelo excesso de ações judiciais, onde a morosidade da Justiça é a tônica e ações judiciais levam anos, às vezes décadas, para ter um desfecho, isso significa economia de dois recursos escassos: tempo e dinheiro.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Campo Grande

Atacarejo de Campo Grande realiza processo seletivo para 28 vagas de trabalho

Publicado

Seleção será feita nos dias 19 (quinta) e 20 (sexta) e as vagas são para a unidade Três Barras do Fort Atacadista em Campo Grande 

O Fort Atacadista, que conta com oito unidades em Campo Grande, está com processo seletivo aberto para a contratação de funcionários em sete posições de trabalho. Ao todo, são 28 vagas abertas para a função de repositor, operador de caixa, auxiliar de perecíveis, cozinheiro, promotor Vuon, técnico em carnes e auxiliar de açougue, na nova unidade Três Barras, que será inaugurada na capital.

Para os cargos de repositor, com 11 vagas, auxiliar de perecíveis, com cinco vagas, e auxiliar de açougue, com duas vagas, basta o Ensino Fundamental completo, sem necessidade de experiência na área. Para operador de caixa, com sete vagas, é preciso ter Ensino Médio Incompleto e também não é necessário comprovar experiência. O cargo de cozinheiro, com uma vaga, requer Ensino Fundamental Completo e experiência de um ano. A vaga de promotor Vuon requer Ensino Médio Completo e experiência com vendas. E a vaga de técnico em carnes, tem como requisito o Ensino Fundamental Completo e experiência de um ano.

O processo de seleção acontece de forma presencial. Os currículos serão selecionados e, em seguida, acontecem as entrevistas com os candidatos às vagas, nos dias 19 (quinta) e 20 (sexta), das 8h30 às 17 horas, na sede do Bate Forte, localizado na Av. Frida Puxian, 1.430, bairro Universitário. Os interessados devem levar currículo e documentos pessoais. Mais informações no telefone (67) 2107-2222.

Os benefícios para os funcionários incluem: seguro de vida, alimentação na empresa (café da manhã, almoço/jantar), parceria com o Sesc, crédito consignado após 1 ano de empresa e o Vuon Card (cartão de crédito com desconto em compras no Fort Atacadista e no Supermercado Comper).

Para entrevistas ou informações, é só entrar em contato com a assessoria de imprensa pelo celular:  (67) 9 9254-6570 (também WhatsApp)

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana