TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Polícia Militar prende dez pessoas nesse final de semana em Dourados
Em Inocência, Polícia Militar cumpre mandado de prisão em desfavor de homem de 27 anos
Polícia Militar apreende duas armas de fogo e conduz quatro pessoas à delegacia, em Paranaíba
André Bittencourt encaminha pedidos por pavimentação
Vereadora Sirlene Pereira requer estudo para mão única em ruas
Doutor Cassiano Maia pede pronto atendimento odontológico 24 horas
PMA de Bonito prende e autua em R$ 2,36 mil pescador por pesca predatória ao capturar pescado acima da cota e apreende 18 kg de pescado
PM encaminha ao DP autor de perturbação do sossego e apreende equipamento de som
Polícia Militar apreende em Paranaíba motocicleta adulterada e conduz mulher de 25 anos à delegacia
Professor Negu Breno sugere sinalização de trilha da Cascalheira
Vice-prefeito Paulo Salomão participa de abertura de curso gastronômico em Três Lagoas
Doutor Paulo Veron encaminha pedidos de melhorias viárias
Sayuri Baez requisita lista de médicos plantonistas nas unidades de saúde
Vereadora Evalda Reis solicita implantação de energia fotovoltaica em prédios públicos
Britão do Povão solicita serviços em ruas
Polícia Militar apreende aparelhagem de som em São Gabriel do Oeste após denúncia de perturbação.
Três pessoas são presas em cumprimento de mandados de prisão neste final de semana, na área de atuação do 7º BPM
América domina o Santos e vence fora de casa
Fortaleza vence Athletico e assume vice-liderança do Brasileirão
São Paulo é derrotado pelo Red Bull Bragantino no Brasileirão
De virada, Galo vence Cuiabá e amplia vantagem na liderança
Corinthians empata com Internacional no Brasileirão
Flamengo perde para o Fluminense por 3 a 1 no Maracanã
Polícia Militar em Nova Andradina prende homem por dano e violência doméstica
|| Em Miranda, Polícia Militar cumpre mandado de prisão e apreende arma de fogo ||
|| Em Aquidauana, Polícia Militar prende homem por tráfico de drogas ||
Em quatro anos, índice de roubos cai pela metade em Campo Grande
Funtrab/MS oferece 2.009 vagas de emprego em todo o Estado
Prefeito de Três Lagoas assina autorização para início da obra de restauração asfáltica de ruas do Interlagos
Programa Vida Saudável fala sobre técnica que melhora concentração e memória
Next
Prev

Três Lagoas

Petrobras desliga termoelétrica de Três Lagoas sob risco de ‘falha catastrófica’

Publicado

Embora o Operador Nacional do Sistema (ONS) tenha pressionado a Petrobras a manter ligada a termelétrica de Três Lagoas, no Mato Grosso do Sul, que precisava de manutenção, a planta foi desligada neste sábado. Com a medida, aumenta o risco de apagão devido à crise hídrica, em curso. A estatal alegou risco de “falha catastrófica” na estrutura e desligou a usina, de acordo com os comunicados trocados entre a Petrobras, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) e o ONS, divulgados na última edição do diário conservador paulistano O Estado de S. Paulo (OESP).

Programação

Devido ao nível crítico dos reservatórios das hidrelétricas, na pior estiagem dos últimos 91 anos, o ONS tem exigido que usinas de geração térmica – a gás, diesel, biomassa e carvão – mantenham-se na capacidade máxima, na tentativa de reduzir o consumo de água dos reservatórios. A determinação, porém, levou o sistema ao seu limite máximo, desde meados de agosto.

“No primeiro fim de semana de setembro, entre os dias 3 e 5, a Petrobras havia comunicado ao Operador que precisaria paralisar as operações de sua usina térmica de Três Lagoas, uma planta de 386 megawatts de potência instalada em Mato Grosso do Sul, porque tinha de fazer uma manutenção importante na estrutura.

“A empresa teve o cuidado de agendar o serviço para o fim de semana, quando o consumo elétrico no País diminui, e apresentou a programação com duas semanas de antecedência. Como é praxe no setor, se tratava de uma parada programada, ou seja, uma operação de rotina. Ocorre que o ONS decidiu rejeitar o pedido.

Parada

“Três dias antes da paralisação agendada, no dia 31 de agosto, o Operador rejeitou o pedido da Petrobras e, sem dar espaço para justificativas, declarou que “em função do cenário energético, com cargas elevadas e alto despacho térmico”, tinha que manter a “máxima disponibilidade de unidades geradoras” e que a paralisação deveria ocorrer apenas no feriado, entre 5 e 7 de setembro.

“No dia seguinte, a Petrobras ainda insistiu com o órgão regulador e pediu para que fosse mantida a programação original da intervenção, porque ‘já não havia tempo hábil para reprogramar a atividade e que essa postergação de data ia contra as recomendações dos especialistas e do fabricante”, revelou o OESP.

“Diante das recomendações do fabricante (dos equipamentos da usina) e da equipe de engenharia e, ainda, frente ao risco de falha catastrófica desta turbina, a Petrobras necessitou prosseguir com a parada emergencial”, informou a Petrobras, em comunicado.

Estresse da estrutura

No início deste mês, a Petrobras se reuniu com representantes do setor elétrico, que cobraram detalhes sobre cada uma das plantas térmicas da companhia e o adiamento de suas manutenções. Há casos de usinas que tinham paradas programadas de até 27 dias, por exemplo, e que a companhia se comprometeu em realizar o trabalho em apenas três dias, de forma a manter a geração plena no maior tempo possível.

O coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Nivalde de Castro, alerta sobre os riscos desse estresse na estrutura, uma vez que muitas térmicas não foram concebidas para operarem o tempo todo.

“É uma situação delicada e de risco. O governo está forçando as estruturas, adiando datas ou encurtando paradas, justamente por causa da crise hídrica. Essa situação com a Petrobras é um reflexo dessa crise. A ordem é empurrar com a barriga até onde for possível para preservar água nos reservatórios”, diz Castro

O risco de apagão fez com a Aneel criasse a bandeira de crise hídrica na conta de luz, que acumula aumentos desde o começo do ano. A energia produzida pela termoelétrica é mais cara do que a gerada pelas usinas hidrelétricas.

Urgência

Logo após a Petrobras rejeitar a determinação do ONS e seguir com o plano de paralisar a usina térmica de Três Lagoas, em Mato Grosso do Sul, a AneeL questionou oficialmente a petroleira sobre as causas de ter ignorado a decisão do órgão responsável por gerenciar diariamente o abastecimento do País.

Em resposta encaminhada no dia 10 de setembro, a companhia respondeu à agência que, “mais do que seguir as regras e os procedimentos do Operador”, sempre se posiciona de forma proativa e em parceria com as equipes do órgão, “em postura colaborativa e transparente para evitar desalinhamentos” com o Operador. “Infelizmente, na presente situação, houve necessidade técnica e urgente de parar a unidade”, afirmou a Petrobrás.

Procurada pela reportagem, a Petrobras afirmou que “solicitações de adiamento, postergação ou aprovação de paradas fazem parte da rotina operacional de relacionamento com o Operador Nacional do Sistema Elétrico”. A empresa só não destacou, porém, que a atitude de deixar de seguir essas determinações está longe de qualquer rotina.

A reportagem questionou ainda se a estatal prevê mudanças de data ou reduções de prazo de manutenções já programadas no parque de ao menos dez usinas térmicas sob seu controle. “Todas as térmicas da Petrobras estarão efetivamente em operação até o fim de setembro. Sobre os cronogramas de paradas, a Petrobras seguirá atendendo, sempre que possível, às necessidades do sistema, garantindo a segurança operacional de suas unidades”, declarou.

O ONS informou, por meio de nota, que, “como uma das ações para o enfrentamento da escassez hídrica solicitou, em julho deste ano, a todas as usinas geradoras que adiassem suas manutenções a fim de aumentar a disponibilidade de geração”. Segundo o órgão, “cabe ao agente avaliar a viabilidade técnica e operacional de acatar a solicitação ou não”. O ONS, porém, não comentou o fato de ter rejeitado o pleito feito pela Petrobras, mesmo após a empresa ter argumentado sobre os riscos do adiamento.

Comentários Facebook

Três Lagoas

Vice-prefeito Paulo Salomão participa de abertura de curso gastronômico em Três Lagoas

Publicado

por


O vice-prefeito de Três Lagoas, Paulo Salomão, esteve nesta manhã (25), no Bistrô Toca do Alemão para participar da inauguração do Curso de Auxiliar de Cozinha.

Promovido pela parceria entre Senac Três Lagoas, Empresa Suzano e Associação Brasileira de Bares, Restaurantes e Similares (ABRASEL), o curso objetiva capacitar e profissionalizar novos auxiliares de cozinha, encaminhando ao mercado de trabalho.

Em sua apresentação, o vice-prefeito parabenizou a todos os envolvidos na oferta do curso, principalmente aos futuros profissionais da gastronomia três-lagoense.

“Eu acredito que esta oportunidade é a porta de entrada para um setor que nunca para e cresce cada vez mais. Aproveitem ao máximo, pois, vocês se especializarão para levar um trabalho de qualidade aos restaurantes do Município, em especial, por estarem atualizados com as atuais tendências da culinária, podendo futuramente ampliar este conhecimento”, sintetizou.

O curso terá duração de 30 dias e os 20 alunos que atingirem a meta exigida terão uma vaga de emprego no ramo. Além disso, as Faculdades Anhanguera – polo Três Lagoas – ofereceu uma bolsa de estudo 100% no curso superior de gastronomia, a ser sorteada no final do curso.

Estiveram presentes também na solenidade representantes da APAE – Três Lagoas, Empresa Suzano, Rotary Clube Três Lagoas, Associação Comercial e Industrial de Três Lagoas e vereador Issam Fares Junior, todos parceiros do projeto.

Comentários Facebook
Continue lendo

Três Lagoas

Prefeito de Três Lagoas assina autorização para início da obra de restauração asfáltica de ruas do Interlagos

Publicado

por

Na manhã desta segunda-feira (25), o prefeito de Três Lagoas, Angelo Guerreiro, assinou a autorização para início das obras de restauração de pavimentação asfáltica de diversas ruas do Bairro Interlagos.

Em um total de 4.880,90 metros de extensão, sendo a área abrangida de 41.259,01 metros quadrados, que irão contemplar as vias: Rua Egídio Thomé; Rua Doutor Eurydice Chagas Cruz; Rua David Alexandria de Souza; Rua Francisco Xavier da Silva; Rua José Goulard Pereira; Rua José Gonçalves Filho; Rua João Mendes; Rua José Marciano Pereira; Rua Crispim Coimbra; Travessa Benvindo Viana; Travessa Brasil e Travessa Cerâmica.

A presidente da Associação de Moradores do Bairro Interlagos e vice-presidente Utam (União Três-lagoense das Associações de Moradores), Janete Azambuja Viana, estava presente na ocasião da assinatura e destacou que o Bairro Interlagos tem a vantagem da maioria dos moradores serem proprietários dos seus imóveis, desta forma o recapeamento só vem ajudar famílias antigas na região.

Já o presidente do Legislativo, Cassiano Maia, ressaltou a responsabilidade da Administração Municipal com a sustentabilidade: “A preocupação com nossas Lagoas é muito importante, o trabalho ambiental que vem sendo realizado é fundamental para nossa Cidade”.

O prefeito Angelo Guerreiro salientou a importância do Legislativo Municipal: “Todas as obras que fazemos são indicações, nossos vereadores têm grande participação em nossa gestão pois confiam no orçamento do Executivo”.
Na ocasião também estavam presentes os vereadores: Antônio Luiz Teixeira Empeke Junior, Charlene Santana Bortoleto, Evalda dos Reis Ferreiras, Eduardo de Brito Leal, Sirlene dos Santos Pereira e Marisa Rocha. Além da presença de todos os secretários municipais: Celso Yamaguti (SEMEA), Gilmar Araújo Tabone (SEMAD), Antonio Rialino Medeiros de Araujo (SEJUVEL) e Adriano Kawahata Barreto (SEINTRA).

Fonte: Prefeitura de Três Lagoas
Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana