Brasilândia

Em Brasilândia, Menor diz que mãe o ameaçou com uma chave de roda

Publicado

Após decisão do juiz de direito Rogério Ursi Ventura, substituto da Comarca de Brasilândia, o menor de 13 anos, ficará aos cuidados do pai biológico, Ronildo Mariano de Souza.

O adolescente é irmão de Gabrielly Magalhães, de 10 anos, assassinada pela própria mãe com requintes de crueldade na noite do último sábado (21) em Brasilândia.

No primeiro depoimento, ele contou com detalhes como ocorreu o crime aos delegados Robson Thiago Passos, titular e Robson Ferraz, plantonista e responsável pela autuação em flagrante dos envolvidos e ao Conselho Tutelar.

Nesta primeira versão, ele confessou sua participação no assassinato da irmã e no segundo depoimento disse ter sido coagido pela mãe a presenciar toda a barbárie.

Fato revelado posteriormente ao advogado Elton Vinícius, contratado pelo pai biológico do adolescente que acredita na versão do filho.

“Entre estas, houve uma crucial, e o menor acabou dando informações preciosas que liga o fato de ele estar no local da atrocidade”, disse o advogado.

Segundo doutor Elton, o adolescente relatou neste novo depoimento, que a mãe colocou ele dentro do automóvel, e chegando ao local começou a presenciar a agressividade da mãe com a irmã, momento em que se evadiu por alguns minutos, retornando algum tempo depois.

“Ele pensou que a mãe tinha parado de praticar a violência com a mãe, porém, verificou que não, e notou que ela estava com uma chave de roda nas mãos. Foi quando a mãe, apontou o instrumento para ele, que ficou com medo e acabou presenciando a morte da irmã. Ela dizia que ele já estava envolvido no ato, e acabou ficando no local, presenciando as demais atrocidades”, disse o advogado baseado no depoimento do adolescente.

Padastro acusado de estupro e a mãe autora do crime (Foto: Facebook)

O CRIME

Tudo começou na noite de sábado (21) quando por volta das 21h20, Emileide Magalhães, de 29 anos, procurou a Delegacia de Polícia Civil para registrar um boletim de ocorrência alegando o desaparecimento da filha.

Segundo a mãe, Gabrielly havia sido deixada na praça do ginásio de esportes, acompanhada do irmão, e teria desaparecida.

Porém na mesma noite, Emileide entrou em contato com a Polícia Militar através do telefone 190 para confessar que havia matado a própria filha e queria se entregar.

Neste momento, equipes policiais se deslocaram ao encontro da mulher e depois ao local onde a mãe relatou ter enterrado o corpo da filha.

No local, o corpo de Gabrielly foi localizado enterrado de cabeça para baixo, próximo do lixão da cidade.

A mãe confessou o crime, alegando que agiu sozinha, após a garota acusar o padrasto de abuso sexual.

NA DELEGACIA

Na delegacia, os policiais notaram que o filho adolescente que acompanhava a mãe possuía arranhões nas pernas.

Logo, as autoridades desconfiaram que ele também estivesse estar envolvido no crime, foi quando ao ser indagado, resolveu revelar todos os detalhes da barbárie.

Na unidade policial, Emileide, a mãe da criança, manifestou o direito de falar apenas em juízo, porém informalmente aos delegados, relatou ter cometido o crime em um momento de fúria.

Ela ainda negou que a motivação fosse à revelação do abuso sexual praticado pelo padrasto.

TESTEMUNHA

Uma testemunha identificada pela Polícia Civil relatou que Gabrielly havia dito no final do ano passado que teria sido abusada sexualmente pelo padrasto.

Ainda segundo a testemunha, a garota havia mencionado a ela que não poderia revelar o fato aos professores ou para a polícia por que tinha medo de ser agredida pela mãe.

PRESO

Diante das denúncias, o padrasto identificado por André Luiz Ferreira, conhecido por Piauí, de 47 anos teve a prisão preventiva decretada.

A Polícia Civil investiga se o acusado teve participação no homicídio e na ocultação do cadáver de Gabrielly.

Já a mãe, que também possui passagens por tráfico de drogas e furto, foi autuada em flagrante e encaminhada a Penitenciária Feminina de Três Lagoas.

Após revelar o crime, o adolescente de 13 anos de idade, irmão da vítima foi apreendido.

Por Albecyr Pedro – Hojemais Três Lagoas

Comentários Facebook

Brasilândia

IPTU 2020: Contribuinte de Brasilândia terá que obter segunda via se optar por pagar antes de junho

Publicado

Devido à pandemia do Coronavírus, a Prefeitura de Brasilândia prorrogou o prazo para o pagamento da cota única ou a primeira parcela do IPTU 2020 para o dia 10 de junho. Entretanto, para pagar depois do dia 10 de abril e antes da data prorrogada, o contribuinte precisará emitir a 2ª via do carnê pela internet ou comparecendo pessoalmente no Setor de Tributação.

Pela internet, o contribuinte acessará o site oficial da Prefeitura de Brasilândia (www.brasilandia.ms.gov.br), escolherá a opção Tributação e na sequência, a aba de Serviço de Tributação ao Cidadão. Em uma nova janela, ao lado esquerdo, estará opção IPTU 2020 e é só digitar o CPF ou CNPJ junto com o código de segurança que será gerada a 2ª via para pagamento.

Caso a pessoa opte por emitir a 2ª via do IPTU 2020 de forma presencial, precisará se dirigir ao Paço Municipal com seu carnê ou documento pessoal. Depois é só procurar o Setor de Tributação que a equipe emitirá o documento para que seja pago em qualquer banco ou lotérica.

Não será necessária a emissão da 2ª via do carnê caso o contribuinte pagar o carnê antes do dia 10 de abril.

Em caso de dúvidas, o contribuinte poderá ligar no telefone (67) 3546-1301, presencialmente no Setor de Tributação, localizado na rua Elviro Mancine, 530, Centro, das 7h as 11h (MS) ou pelo email [email protected].

Com este recurso pago pelo contribuinte, a Prefeitura de Brasilândia investe em todas as áreas do Município, como por exemplo, em obras, saúde, educação e ajuda no desenvolvimento econômico.

​Assessoria de Imprensa/Patricia Acunha

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasilândia

Saúde de Brasilândia realiza dia D da Campanha de Vacinação contra Influenza para os idosos

Publicado

Doses foram aplicadas no modo Drive-Thru

 A Prefeitura de Brasilândia por meio da Secretaria Municipal de Saúde realizou na manhã deste sábado (04), a Campanha de Vacinação contra Influenza.

Nesta etapa, somente os idosos acima de 60 anos foram imunizados contra a gripe. Lembrando que esta vacina não previne contra a Covid-19 e sim, somente auxilia no critério de diagnóstico desta doença, uma vez o paciente já tenha tomado a dose contra a Influenza.

Pela primeira vez na história, a Saúde realizou o sistema de vacinação Drive-Thru, ou seja, o idoso foi vacinado dentro do carro.

A Saúde recebeu nesta etapa 500 doses e esclarece a todos aqueles que não conseguiram ser imunizados, a Saúde receberá em breve mais doses e realizará novamente a campanha.

A Prefeitura de Brasilândia agradece ao apoio da Polícia Militar pelo auxílio na organização e a todos os servidores que também ajudaram na campanha.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana