Três Lagoas-MS

  Últimas
Governo define Protocolo para volta às aulas e REE terá ensino híbrido em 2021
Com a substituição do SPI, curso sobre Gestão de Protocolo é oferecido para servidores
SES realiza webinário sobre ‘Manejo Clínico da Dengue em Tempos de Covid-19’
Sol predomina em grande parte do Estado nesta terça-feira
Polícia Militar prende dupla por porte ilegal de arma de fogo
Coronel David participa da entrega de viaturas para o Corpo de Bombeiros e ressalta parceria do Legislativo e Executivo
Em Três Lagoas| Autor de feminicídio é preso pela SIG
PMA de Rochedo desmonta acampamento de pesca e apreende tarrafas, anzóis de galho e outros petrechos que seriam utilizados em pesca na piracema
Corpo de Bombeiros de Três Lagoas recebe unidade de resgate a mais modernas do Brasil
De cada 100 testes de Covid em MS metade tem dado positivo
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
Adesão de advogados é imprescindível para sucesso do Acordo Direto em precatórios
Mato Grosso do Sul brilha no Brasileiro de Canoagem Maratona e conquista 16 medalhas
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
De Três Lagoas, Ana Laura e Camila Inês ficam entre as 10 melhores do País no Campeonato Brasileiro de Atletismo
Em Santa Rita do Pardo, Polícia Militar prende mulher com mandado de prisão em aberto.
Polícia Militar recupera televisão furtada e prende suspeito do furto em Bataguassu.
Patrulha Rural da 7ª CIPM apreende mercadorias descaminhadas.
Polícia Militar prende três foragidos da Justiça durante o final de semana em Bataguassu.
Cultura convoca artesãos para atualizar produtos para reabertura da Casa do Artesão
Prefeitura de Três Lagoas inicia pavimentação asfáltica da rua de acesso ao IFMS
Frente Parlamentar de Recursos Hídricos realiza reunião para certificação de metas
Em prestação de contas, Secretaria de Saúde informa gastos de R$ 639 milhões
Flamengo embarca para a Argentina visando o duelo contra o Racing Club
Coritiba inicia preparação para encarar o Corinthians, em casa
Governo do Estado cria o selo social “Empresa Amiga da Mulher”
Desfalcado na zaga, Bahia volta a ter defesa mais vazada do Brasileirão
Polícia Militar Ambiental de Cassilândia autua frigorífico em R$ 10 mil devido a vazamento de amônia em que pessoas precisaram de atendimento médico
Policial militar que foi vítima de acidente de trânsito durante serviço recebe homenagem
Polícia Militar prende autor e apreende arma de fogo usada na tentativa de feminicídio em Três Lagoas
Next
Prev

Brasil

Dia da Consciência Negra: Imprensa Oficial seleciona livros sobre personalidades negras e cultura africana

Publicado

Celebrado no dia 20 de novembro, o Dia da Consciência Negra propõe reflexões sobre a importância do povo e da cultura africana na construção do nosso país. A data foi escolhida em menção ao dia da morte em 1695 de um dos maiores líderes de resistência contra a escravidão: Zumbi dos Palmares.

Confira alguns dos livros da IMESP selecionados para marcar a data:

Em Arte Africana (IMESP/SESC-SP), o autor Frank Willett propicia ao leitor o conhecimento para a apreciação das mais importantes produções artísticas africanas. A obra foi descrita pelo “Times Literary Supplement” como “a melhor introdução geral ao estudo da arte africana, repleto de informações de primeira linha,  estimulante e fascinante”.

O livro Yêdamaria (IMESP) celebra a artista plástica Yêda Maria Corrêa de Oliveira, ou simplesmente Yêdamaria. Nascida em 1932, em Salvador, foi a primeira estudante negra da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia e, no início dos anos de 1970, a fazer mestrado nos Estados Unidos. Desde então, desenvolveu uma bem-sucedida carreira como pintora, tanto no Brasil quanto no exterior. O título faz uma retrospectiva de sua obra, começando com a fase das paisagens marinhas, dos barcos que se transformam numa geometria livre, até as naturezas-mortas que caracterizam sua produção mais recente, de cores vivas, banhadas por luzes e cheias de transparências. Além de suas obras, estão aqui reunidos alguns ensaios sobre a vida e a carreira da artista.

Jeferson De: dogma feijoada – o cinema negro brasileiro (IMESP), da Coleção Aplauso – Cinema Brasil, traz quatro curtas-metragens do cineasta negro Jeferson De que mostram sua versatilidade com gêneros absolutamente diferentes como Carolina que conta a história da escritora Carolina de Jesus e Narciso Rap, um garoto negro da periferia. Os textos de Emanoel Araujo, curador do museu Afro Brasil e do sociólogo Noel dos Santos Carvalho, com o seu trabalho sobre a História do Negro no Cinema Brasileiro, completam a obra. Inúmeras fotografias revelam a importância dos atores e dos personagens nos seus variados papéis, nos filmes dirigidos por Jeferson De.

Integrante da Coleção Aplauso Perfil, Zezé Motta: muito prazer (IMESP) homenageia a atriz Zezé Motta, conhecida por seus numerosos trabalhos no cinema, no teatro e na televisão. Na obra, ela descreve o cotidiano da mulher negra com a discriminação e sua atuação para tornar realidade a tão idealizada “democracia racial” brasileira. O que mais surpreende no depoimento da eterna “Xica da Silva” é sua paixão pela música e, como cantora, seus encontros inesquecíveis, dividindo palcos com Chico Buarque, Simone, Johnny Alf, Marina, Luiz Melodia, Paulo Moura, entre outros.

Todos os títulos mencionados e demais livros do catálogo da IMESP podem ser adquiridos nas lojas próprias, pela livraria virtual (livraria.imprensaoficial.com.br) ou na livraria física (Rua XV de Novembro, 318 – Centro São Paulo – SP), ou por meio de livreiros parceiros.

Sobre a Editora da Imprensa Oficial

 A Editora é um importante pilar institucional da Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. Em sua história, recebeu vários reconhecimentos editoriais e de excelência gráfica, dos quais destacam-se 50 Prêmios Jabuti.

Comentários Facebook

Brasil

Na véspera do Dia da Consciência Negra, homem negro é espancado até a morte em supermercado

Publicado

Imagem de vídeo que circula em redes sociais do momento em que homem negro foi espancado até a morte em unidade do Carrefour em Porto Alegre — Foto: Reprodução

Um homem negro foi espancado e morto por dois homens brancos em Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, na noite desta quinta-feira (19), véspera do Dia da Consciência Negra (nesta sexta, 20). João Alberto Silveira Freitas, de 40 anos, foi agredido em uma unidade do supermercado Carrefour. As imagens da agressão foram gravadas e circulam nas redes sociais.

Os dois suspeitos, um de 24 anos e outro de 30 anos, foram presos em flagrante. Um deles é policial militar e foi levado para um presídio militar. O outro é segurança da loja e está em um prédio da Polícia Civil. A investigação trata o crime como homicídio qualificado.

A Brigada Militar, como é chamada a Polícia Militar no Rio Grande do Sul, informou que o espancamento começou após um desentendimento entre a vítima e uma funcionária do supermercado, que fica na Zona Norte da capital gaúcha. A vítima teria ameaçado bater na funcionária, que chamou a segurança.

O Carrefour informou, em nota, que lamenta profundamente o caso, que iniciou rigorosa apuração interna e tomou providências para que os responsáveis sejam punidos legalmente.
A rede, que atribuiu a agressão a seguranças, também chamou o ato de criminoso e anunciou o rompimento do contrato com a empresa que responde pelos funcionários agressores.

Também em nota, a Brigada Militar informou que o PM envolvido na agressão é “temporário” e estava fora do horário de trabalho.
Segundo o comunicado, as atribuições dele na corporação são limitadas à “execução de serviços internos, atividades administrativas e videomonitoramento” e “guarda externa de estabelecimentos penais e de prédios públicos”. A Brigada não informou o que ele fazia no mercado.

Homem morreu no local

Freitas foi levado da área de caixas para a entrada da loja e teria, segundo apurou a Polícia Civil, iniciado a briga após dar um soco no PM. Na sequência, Freitas foi surrado.

O vídeo da agressão circula nas redes sociais desde o final da noite de quinta-feira. A polícia vai analisar as imagens do vídeo postado e também de câmeras de segurança do local.

Nas imagens que circulam nas redes, é possível ver dois homens vestindo roupa preta, o que aparenta ser o uniforme dos seguranças, dando socos no rosto da vítima, que já está no chão. Uma mulher que estava próxima deles parece filmar a ação dos agressores. Em seguida, já com sangue espalhado pelo chão, outras pessoas aparecem em volta do homem agredido, enquanto os dois agressores continuam tentando mobilizá-lo no chão.

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) tentou reanimar o homem depois que ele foi espancado, mas ele morreu no local.
O crime está sendo investigado pela Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Porto Alegre.

Assassinatos de negros aumentam

Dados divulgados em agosto deste ano pelo Atlas da Violência 2020 indicam que os assassinatos de negros aumentaram 11,5% em dez anos, enquanto os de não negros caíram 12,9% no mesmo período. Entre os negros, a taxa de homicídios no Brasil saltou de 34 para 37,8 por 100 mil habitantes entre 2008 e 2018.
O relatório também mostra que, em 2018, os negros representaram 75,7% das vítimas de todos os homicídios.

Em junho, uma jovem negra de 23 anos registrou boletim de ocorrência em Araçatuba (SP) por injúria racial alegando que foi seguida pelo segurança e enforcada pelo gerente de um supermercado. A mulher, que é produtora cultural, gravou vídeos nas redes sociais em que aparece chorando e denunciando o caso.

Veja a íntegra da nota do Carrefour

O Carrefour informa que adotará as medidas cabíveis para responsabilizar os envolvidos neste ato criminoso. Também romperá o contrato com a empresa que responde pelos seguranças que cometeram a agressão. O funcionário que estava no comando da loja no momento do incidente será desligado. Em respeito à vítima, a loja será fechada. Entraremos em contato com a família do senhor João Alberto para dar o suporte necessário.
O Carrefour lamenta profundamente o caso. Ao tomar conhecimento deste inexplicável episódio, iniciamos uma rigorosa apuração interna e, imediatamente, tomamos as providências cabíveis para que os responsáveis sejam punidos legalmente. Para nós, nenhum tipo de violência e intolerância é admissível, e não aceitamos que situações como estas aconteçam. Estamos profundamente consternados com tudo que aconteceu e acompanharemos os desdobramentos do caso, oferecendo todo suporte para as autoridades locais.

Por G1

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasil

Após morte de família, técnicos inspecionam falésias na Praia de Pipa

Publicado

Técnicos dos órgãos de Defesa Civil nacional e do Rio Grande do Norte, além de servidores da prefeitura de Tibau do Sul, estão desde a manhã desta quarta-feira (18) avaliando o risco de novos desmoronamentos de falésias na Praia de Pipa.

Ontem (17), parte do paredão rochoso que dá acesso a um dos principais pontos turísticos do litoral norte-rio-grandense se desprendeu, matando um casal e uma criança que estavam na areia, sob a sombra da falésia. Os corpos de Hugo Pereira, de 32 anos, Stela Souza, de 33, e o filho dos dois, de apenas 7 meses, foram enterrados nesta manhã, em Tibau do Sul. O cachorro da família também morreu soterrado no acidente, testemunhado por muitas pessoas que estavam na praia e tentaram ajudar as vítimas.

Segundo o coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, Marcos de Carvalho Fernandes, nove estabelecimentos comerciais que funcionam em um ponto do extenso paredão rochoso, próximos à borda da falésia, foram interditados ontem à noite. Até as 16h de hoje, a inspeção do local ainda não tinha sido concluída.

“Estamos na fase de levantamento de dados e ainda não temos nenhuma medida conclusiva”, informou Fernandes à Agência Brasil. Os técnicos inspecionaram alguns pontos da falésia sujeitos à ação do mar quando a maré sobe – ação esta que, com o tempo, acaba por erodir a base do paredão, fazendo com que pedras se soltem. “À tarde, iniciamos a inspeção dos estabelecimentos que, preventivamente, continuarão interditados até a conclusão da inspeção”, acrescentou Fernandes. De acordo com Fernandes, a perícia poderia ser concluída ainda hoje.

Nas redes sociais, o prefeito de Tibau do Sul, Modesto Macedo, afirmou que os órgãos municipais responsáveis instalam placas de sinalização advertindo sobre o risco de deslizamentos, mas que estas costumam ser arrancadas pela força do oceano quando a maré sobe. Macedo disse que, pouco antes da tragédia, fiscais municipais tinham passado no local alertando sobre o perigo, mas não se sabe se o casal foi avisado.

Ainda segundo o prefeito, tão logo técnicos da Defesa Civil nacional e estadual e servidores municipais concluam o “estudo emergencial” iniciado nesta manhã, serão “tomadas as melhores providências possíveis, de acordo com o combinado por todas as organizações”. Macedo também aproveitou a mensagem nas redes sociais para reforçar o pedido para que os frequentadores da praia evitem ficar muito perto das falésias.

O coordenador estadual de Proteção e Defesa Civil, Marcos de Carvalho Fernandes, destacou que o perigo de queda de pedras já é conhecido dos moradores e frequentadores habituais da praia. “Além de a prefeitura fazer regularmente ests serviço, a própria população, que tem percepção do risco, costuma orientar os turistas”, acrescentou Fernandes.

Hugo, que era de Jundiaí, São Paulo, vivia em Tibau do Sul há quase dois anos. Sua mulher, Stela, era do Rio Grande do Norte e frequentava a praia há muitos anos.

O risco de acidentes como o desta terça-feira é alvo da atenção do Ministério Público Federal (MPF) há tempos. Em 2018, a Procuradoria da República recomendou à prefeitura que tomasse medidas para evitar possíveis desmoronamentos e assegurar a segurança dos frequentadores da Praia de Pipa. Na época, a maior preocupação dos procuradores era com um local conhecido como Morro da Vicência, onde, inclusive, um hotel funciona à beira da falésia.

Na recomendação, enviada à prefeitura e ao governo estadual, os procuradores lembravam que a Defesa Civil estadual já tinha atestado o “alto risco de desabamentos” e a “presença de fortes anomalias que, em prazo indeterminado”, poderiam provocar o colapso do Morro da Velha Vicência, de forma progressiva e sem controle, com risco de causar mortes. Os procuradores disseram que a prefeitura precisava apresentar um projeto de drenagem e saneamento de toda a área.

Ontem, pouco após saber do ocorrido, o ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, comunicou, pelas redes sociais, que havia determinado à Defesa Civil nacional que ajude a cidade a “levantar as causas e enfrentar o problema”. “Queremos evitar que tragédias como essa voltem a se repetir. Pipa é uma das principais praias do Brasil. Vamos trabalhar para garantir a segurança dos frequentadores.”

A governadora do Rio Grande do Norte, Fátima Bezerra, também usou as redes sociais para lamentar as vidas perdidas. “A partida precoce de Hugo, Stela e do filhinho deles, hoje, na praia da Pipa, deixou a todos nós tristes e inconsoláveis. Minha solidariedade aos familiares, amigos e aos moradores de Pipa, onde a família vivia e era muito querida”, escreveu a governadora. Ela disse que, “desde o início da tragédia”, o governo estadual acompanha o caso, no intuito de “garantir a segurança do local e o apoio às famílias”.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana