TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Corinthians fica no 0 a 0 com o Boca Juniors pela Libertadores
Athletico-PR derrota Libertad por 2 a 1 na Arena da Baixada
Em visita de manutenção, HNSA que já é ONA Nível 1, recebe retorno positivo de avaliadores do IBES
Libertadores: Hulk perde pênalti e Galo empata na ida das oitavas
Com gol de Gabriel Teixeira, Grêmio derrota Londrina na Série B
Governo entrega veículo para transportar famílias atendidas pelo Cotolengo e doa casacos
Polícia Militar Rodoviária apreende três cargas de contrabando e descaminho, na MS 164, em Maracaju
Brasil encerra Pan de Ginástica de Trampolim com nove medalhas
Liga das Nações: seleção feminina bate China em abertura da 3ª etapa
Governo arca com passe da Rede Estadual de Ensino, mas quer tarifa congelada
Coluna – Brasileirão está mais difícil do que nunca
Artista que criou portal da entrada para Arapuá vai realizar manutenção gratuita
Servidores acompanham visita do ícone da padroeira de MS ao Legislativo
MS gera 6.644 empregos formais no mês de maio; no acumulado dos últimos 12 meses são 40 mil novas vagas no Estado
Brasil perde da Suécia, em último jogo antes da Copa América Feminina
PRF apreende 30 Kg de cocaína e prende 9 passageiros de ônibus em Miranda (MS)
BOLETIM COVID-19 – SMS notifica 114 novos casos positivos nesta terça-feira (28)
Vereadores aprovaram prorrogação de prazos de programas de recuperação de créditos e parcelamentos
Bonito sediará etapa do maior evento de mountain bike do país, a Maratona das Araras
Projeto prevê responsabilização por quebra de sigilo em entrega de bebês para adoção
Filipinho é tetra e estreante Samuel Pupo vice na etapa Rio Pro da WSL
Polícia Militar Ambiental de Naviraí resgata tamanduás-bandeiras, sendo mãe doente com suspeitas iniciais de possível intoxicação por veneno para formigas com filhote no dorso
Motorista é preso pela Polícia Militar após dirigir embriagado, com CNH vencida e causar acidente em Nova Andradina
Jorginho do Gás indica limpeza de córrego
Silverado faz indicações pleiteando recapeamentos
Negu Breno indica colocação de lâmpadas em praça e ginásio
Britão indica serviços de drenagem e iluminação
Sayuri indica serviços de limpeza e pavimentação
Corinthians finaliza treinos para jogo das oitavas e inscreve quatro atletas na CONMEBOL Libertadores
Igor Gomes analisa empate com o Juventude
Next
Prev

Gospel

Brasileiros lançam a Faceglória, uma rede social para cristãos

Publicado

O Facebook é uma das redes sociais de mais popularidade em todo o mundo. Nele, os usuários podem compartilhar o que mais lhes agrada, dando assim uma liberdade de expressão que alguns acham um pouco exagerada. Obviamente o Facebook conta com algumas políticas de restrições, mas para muitos elas não são muito eficientes. Isso foi o que levou o designer Átilla Barros a ter uma ideia de uma rede social voltada especialmente para os cristãos que acham que as coisas que estão sendo compartilhadas no Facebook são de mal gosto ou erradas.

É a chamada Faceglória. Uma rede social nova, mas que já conta com cerca de 50 mil membros. Seu desenvolvedor, inclusive, parece bem otimista e diz que a meta é chegar a 10 milhões de membros em um ano de existência. Segundo ele, o Faceglória é um espaço para que os cristãos possam interagir com o mundo virtual sem o receio de encontrar assuntos como pornografia, palavrões ou até homossexualismo.

Segundo ele a rede não é proibida para os homossexuais, contanto que eles respeitem as regras, ou seja, que não apresentem sua ideologia e suas crenças sexuais. Por exemplo, a boticário, que recentemente foi vítima de algumas tentativas de boicote após lançar uma campanha publicitária para o dia dos namorados celebrando todo o tipo de amor, inclusive o homossexual, pode sim fazer sua propaganda na rede, mas não essa.

A rede social é apresentada como um lugar para a família cristã e nela, ao invés da opção de “curtir”, os usuários podem dar um “amém” a cada postagem. E apesar do nome remeter aos evangélicos, todas as religiões são bem vindas, contanto que se respeitem, afinal o Faceglória não está ligado a nenhuma religião exclusivamente. Quem descumprir as regras terá o perfil excluído da rede. Se você ficou curioso e quer conhecer um pouco do Faceglória, basta acessar o link da rede e se cadastrar.

Comentários Facebook

Gospel

Jesus e a exaltação à Vida

Publicado

A mensagem da Semana Santa não é a da ruína, mas de vitória. Vitória sobre a morte!

Em O drama milenar do Cristo e do anti-Cristo, escreveu Huberto Rohden (1893-1981): “(…) o Cristo sempre ressuscita, mesmo de túmulos fechados, sigilados e guardados por Seus inimigos. É proibido ressuscitar — mas Ele sempre ressuscita… Os Seus verdadeiros amigos O encontram sempre glorioso, por toda a parte, em todos os tempos”.

Realmente, contra todas as perspectivas, vencendo dramas, lutas e guerras, o Celeste Taumaturgo a todo momento ressurge nos corações de Boa Vontade. É o triunfo do Amor, que se manifesta das mais surpreendentes formas, dando continuidade à existência. Porque a Paixão de Jesus não canta a morte, mas exalta a vida, Vida Eterna.

Aí está. Onde há vida, diz o povo, há Esperança.

Levanta e anda, humanidade!

No Santo Evangelho do Cristo, Mateus relata, nos versículos de 1 a 8 do capítulo 9:

A cura de um paralítico em Cafarnaum

 1 Entrando Jesus num barco, passou para o outro lado do lago e foi para a Sua própria cidade.

2 E eis que Lhe trouxeram um paralítico deitado num leito. Vendo-lhes a Fé, Jesus disse ao paralítico: Tem bom ânimo, filho; estão perdoados os teus pecados.

3 Mas alguns escribas diziam consigo: Este blasfema.

4 Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, perguntou: Por que cogitais o mal nos vossos corações?

5 Pois o que é mais fácil dizer: Estão perdoados os teus pecados, ou: Levanta-te e anda?

6 Ora, para que saibais que o Filho de Deus tem sobre a Terra autoridade para perdoar pecados — determinou ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.

7 E, levantando-se, partiu para sua casa.

8 Vendo isto, as multidões, possuídas de temor, glorificaram a Deus, que dera tal autoridade aos homens.

Que cada criatura tenha a Fé daqueles que carregaram até Jesus o paralítico, a ponto de comover o Divino Mestre, que então lhe ordenou: “Surge et ambula! (Levanta e anda!)”, humanidade!

Curioso este mundo!… Multidões consideram-se cristãs. Mas quando se fala a respeito do Evangelho, há quem exclame surpreso: “Hein?!” A impressão que passa é que muitos jamais sequer abriram o Novo Testamento.

Eis o caso da Semana Santa: como gerações e gerações não se debruçaram do modo que deveriam sobre o Livro Sagrado, quando os povos alcançam períodos de transição semelhantes a este que vivemos, percebe-se em parte da mídia menor cuidado ao fato que marca a afirmação do Cristianismo desde os seus primeiros passos: a Ressurreição de Cristo Jesus!

Ademais, muita gente acostumou-se a guardar da Semana Santa a imagem da crucificação (morte) de Jesus, embora o seu grande recado se encontre estampado na Ressurreição, que é Vida, e Vida perene.

O Evangelho não é um livro ocioso. Sua mensagem permeia Céu e Terra. É urgente que a Divina Pregação de Jesus realize, mesmo nos territórios em que ela fincou raízes, sua extraordinária missão: civilizar a civilização humana com a vivência do Novo Mandamento do Cristo: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Boa Nova, segundo João, 13:34 e 35).

É obra da paciência e da perseverança em Deus.

Já dizia o filósofo que a mais difícil fronteira a ser suplantada é a do cérebro humano, inclusive nas nações cristãs. Mas o ânimo e a vontade de avançar vêm Daquele que carrega o Sinete Divino da Vitória e atestou em Seu Evangelho, consoante João, 16:33: “Eu venci o mundo!” Por essa razão, com Jesus, venceremos sempre, sempre e sempre!

 

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

[email protected]www.boavontade.com

Comentários Facebook
Continue lendo

Gospel

Cantora gospel Cristiane Ferr, defensora do tratamento precoce, morre de Covid

Publicado

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora e compositora gospel Cristiane Ferreira de Souza, 48, conhecida como Cristiane Ferr, morreu, no dia 11 de junho, em Juiz de Fora (MG), por complicações da Covid-19. Famosa no cenário gospel nacional, Ferr tinha mais de 20 anos de carreira.

 Ela iniciou o tratamento contra a doença em casa, mas seu quadro piorou rapidamente e chegou a ter 100% dos pulmões comprometidos. A mãe da cantora também foi infectada pelo coronavírus e permanece em tratamento.

Cristiane Ferr era natural do Rio de Janeiro, mas morava em Juiz de Fora. A artista também tinha formação em fisioterapia e exercia a profissão.

A artista trabalhou no estúdio Prata Music durante cerca de dez anos, segundo o proprietário do local, Humberto Almeida Prata. À reportagem ele elogiou a parceria e o profissionalismo da cantora.

No dia 5 de dezembro de 2020, ela havia compartilhado uma mensagem em rede social incentivando o chamado tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina. No comentário do post escreveu “eu tomei”.

“Se você tomou ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina poste no Facebook, e se não precisou tomar e é a favor, poste que é a favor. Seremos a maioria. Vamos forçar as prefeituras a começarem a prevenção urgente. E fazer a distribuição gratuita”, diz o texto compartilhado.

Na mesma rede social, compartilhou mensagem com a hashtag “fica em Casa” e “obedecer é melhor do que sacrificar”, escreveu.
Evidências científicas mostram que os remédios dos chamados “kit Covid” ou “tratamento precoce” não tratam nem previnem a Covid-19.

A hidroxicloroquina para tratamento de Covid-19 foi a droga mais estudada desde o início da pandemia, com 268 pesquisas científicas registradas em 55 países, mas sua eficácia não foi comprovada nem para tratamento de pacientes internados nem como medida profilática, de acordo com as pesquisas científicas que utilizam o chamado padrão-ouro do método científico.

Entidades médicas em todo o mundo, incluindo a SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), recomendaram abandonar o medicamento, ainda em maio de 2020.

O Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês) dos EUA contraindicou o uso da cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina para tratamento da Covid-19 já em abril de 2020. A nota teve o apoio de 13 entidades, entre elas o CDC (Centro de Controle e Prevenções de Doenças), principal órgão de saúde norte-americano.

Posteriormente, em julho do mesmo ano, a FDA, agência regulatória de medicamentos no país, publicou uma nota que citava preocupação quanto ao uso da hidroxicloroquina fora de ambiente hospitalar para tratamento de casos leves ou profiláticos e como seu uso estava associado a um risco elevado de problemas cardíacos.

Desde o início da pandemia de Covid-19, porém, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defende o uso de medicamentos sem comprovação científica contra a doença, como a hidroxicloroquina.

POR FOLHAPRESS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana