TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
MS integrará Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito
Press trip de lançamento do novo voo Congonhas-Bonito tem como resultado mais de 230 matérias publicadas na imprensa de todo o país
Desde o início do mês, Detran-MS no Fácil Coronel Antonino só atende despachantes
Governo concede isenção de IPVA na primeira tributação para motos de até 125 cilindradas
Foragido da justiça é preso pela Polícia Militar em Nova Andradina
Polícia Militar apreende adolescente por direção perigosa e desobediência em Rio Verde
Comandante da Polícia Militar de Coxim participa da inauguração da PAV
CCJR é favorável à mudança no cargo de Professor de Ensino Superior da UEMS
Lei: Holerite deve ser disponibilizado em formato acessível para deficiente visual
Boletim da dengue notifica 11 casos suspeitos em Três Lagoas
Campanha da SMS leva conscientização e prevenção sobre descarte correto de materiais perfurocortantes
Alunos da Diretoria de Cultura se apresentam hoje no espetáculo ” O Circo”
Vereadores destacam importância de programa Nossa Praça
O POVO TÁ DE OLHO – Moradores do Jardim das Acácias se unem para fiscalizar e cuidar da nova praça do bairro
AS ETAPAS DE UM SONHO – Prédio principal da Feira Central será entregue aos feirantes. 2a. etapa da obra continua
Refis 2021: Governo abre nova oportunidade para negociação de débitos do Detran, Iagro, Imasul e Procon
“Vamos bancar a conta de luz de 141 mil famílias”, afirma Reinaldo Azambuja
Governo do Estado inicia a restauração de 11km da MS-480, em Batayporã
MIS realiza nesta quarta-feira a primeira sessão noturna presencial com filme premiado “Madalena”
Inscrições do vestibular da UEMS 2022 vão até dia 20 de dezembro
Artesanato sul-mato-grossense faz parte de feira nacional em Belo Horizonte
Quarta-feira de céu claro e temperaturas elevadas em Mato Grosso do Sul
Secretário Nacional de Trânsito vem a Campo Grande para assinatura de Pnatrans no próximo dia 14
Polícia Militar Ambiental do Distrito de Águas do Miranda salva jacaré de mais de dois metros preso a anzol no rio Nioaque
Deputados devem votar redação final da proposta de lei orçamentária para 2022
Visita de celebridades à Lagoa Maior de Três Lagoas repercute na imprensa nacional
Rebeca Andrade e Isaquias Queiroz conquistam Prêmio Brasil Olímpico
Projeto do Executivo cria taxa para custear funcionamento da Ageprev
PRF apreende 140,6 Kg de maconha em Jardim (MS)
Mbappé e Messi marcam em goleada do PSG na Liga dos Campeões
Next
Prev

Arapuá

As Buscas ao Três-lagoense Pedro Nunes iniciam em Monte Verde-MG

Publicado

Após uma longa distância de 760 Km, com saída de Três Lagoas no dia de ontem (19), numa viagem com muita chuva, chega na madrugada desta quarta (20) de outubro no Distrito de Monte Verde-MG que fica a 30 Km do Município de Camanducaia, Elisia Nunes mãe de Pedro Nunes Barbosa de 46 anos que está desaparecido desde 12 de outubro.

Elisia está acompanhada de um sobrinho e um amigo, eles chegaram no Distrito por volta da 1h desta madrugada (20) e foram recebidos por um casal de moradores, que ofereceram hospedagem.

Uma equipe de buscas foi criada, o local está de difícil acesso com muita lama, após muita chuva que caiu no Distrito. Por volta das 9h e 30min, a equipe inicia as buscas.

Entenda

Na última segunda-feira (11) de outubro, uma caravana com cerca de mais de 20 trabalhadores, saíram de Três Lagoas-MS com destino ao Distrito de Monte Verde em Minas Gerias.

Entre os trabalhadores estava o três-lagoense morador do bairro Santa Rita e ex-morador do Distrito de Arapuá, Pedro Nunes Barbosa de 46 anos, filho de Elizia Nunes e Osvaldo Nunes de Alencar, ferroviário aposentado.

Conforme a mãe Elizia narrou para o ArapuáNews, o Pedrinho foi convidado por amigos, para ir trabalhar em Minas Gerais, já que iria ganhar muito bem, e Pedrinho ficou desesperado querendo ir trabalhar fora, de tanto insistir, assim saíram 5h30min da manhã da segunda (11), onde embarcaram numa Van na rodoviária de Três Lagoas.

As 10h e 30 min Pedro liga pra mãe, e disse que estava almoçando, mas sentido ânsia de vomito, a noite estava esperando pela janta na cidade de Monte Verde, e já estava saindo de Três Lagoas registrado, só teria que passar por um teste.

Esse foi o último contato que a mãe teve do filho por telefone, na terça-feira (12), os trabalhadores iriam ser recepcionados com um churrasco, logo em seguida Pedro passa por uma convulsão, coisa que nunca havia acontecido, os companheiros de trabalho deitaram Pedro numa cama, ele dormiu após algumas horas. O rapaz acorda, e diz que iria sair para comprar cigarros. Então Pedro saiu do local, sem levar documentos e nem celular, e desapareceu desde então.

A empresa

A empresa de Empreendimento Imobiliário com sede em Bragança Paulista-SP, está dando o suporte com as despesas da viagem da mãe, Pedro foi contratado como ajudante de construção civil.

Matéria atualizada as 23 horas de 20 de outubro, para acrescimento de informações.

Comentários Facebook

Arapuá

Perdemos uma Guerreira, Cleodete Araújo, a “Dona Dete”

Publicado

Hoje uma grande amiga nos deu adeus, apeou na estação derradeira, e seguiu rumo à Casa do Pai Celestial.

Passou para o Plano Superior, Cleodete de Araújo Souza, a “Dona Dete”, esposa do meu amigo Orvino Tiago de Souza.

Moradores no Sitio São Tome, próximo ao distrito do Arapuá, o casal construiu uma linda história de vida, ao longo dos 51 anos de união matrimonial.

Da união do casal, nasceram dois filhos, o Thomé e Marly, criados e educados com muito amor a carinho.

Recordo que no ano de 1990, o casamento da filha Marly foi tema do Globo Rural, onde o Jornalista José Hamilton Ribeiro, conduziu a equipe de reportagem que gravou uma cavalgada que acompanhou os nubentes no cortejo nupcial.

A dona Dete como a chamávamos carinhosamente, conduzia com maestria os serviços inerentes a cozinha do Sitio São Thomé.

Das laboriosas mãos do casal, saiam doces de variados sabores, geleia de mocotó, rapaduras, farinha de mandioca, polvilho e melado de canal.

Além de um cafezinho de sabor impar com bolinho de polvilho, a dona Dete fazia um frango caipira com marcarão de sabor inigualável.

Recordo das inúmeras vezes que eu trabalhando na região do Arapuá, e naquele tempo não existia nenhuma restaurante nas redondezas, eu chegava fora de hora, no Sitio São Thomé, e num piscar de olhos a dona Dete nos servia uma refeição digna dos melhores cardápios.

No Sitio São Thomé, ocorreram festas memoráveis, festas de Reis, comemorações, e a dona Dete conduzia com firmeza e alegria todos os trabalhos, a fartura era a marca registrada nesses eventos.

Hoje, porém, de braços dado com a tristeza, fui ao Sítio São Thomé, me despedir da minha amiga Dete, ela foi chamada de volta à Casa do Pai.

Levou consigo um grande legado, e deixou para nós a sua marca como um comenta que deixa um rastro de luz, amor ao próximo, bondade e compaixão.

A vida é feita de momentos, momentos pelos quais temos que passar, todos eles fazem parte do nosso aprendizado. Fizestes com maestria a tua parte, desempenhastes de forma brilhante do teu papel no palco da vida. Mesmo a vida não seguindo o nosso querer, ela é perfeita naquilo que tem que ser. Descanse em paz minha amiga Dete!

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Arapuá

Arapuá dá o último adeus a Cleodete de Araujo Souza “Dona Dete”

Publicado

Uma manhã de segunda-feira (06) de dezembro, marcada com intensa tristeza com o sepultamento da sitiante Cleodete de Araujo Souza “Dona Dete” de 71 anos.

Cleodete passou por uma cirurgia de hidrocefalia (acúmulo de líquido excedente nos espaços normais dentro do cérebro), e ficou internada no Hospital Auxiliadora por dezoito dias, uma pneumonia agravou o estado de saúde, vindo a falecer na tarde de ontem (05).

Seu corpo chegou em sua residência no Sitio São Thomé no Distrito de Arapuá, por volta das seis horas da manhã, centenas de pessoas estiveram no velório, entre eles sitiantes, fazendeiros, amigos e parentes de diversos municípios, professores, secretários municipais, ex-vereadores e o prefeito de Três Lagoas Angelo Guerreiro.

Às dez (10) horas saiu o cortejo fúnebre, pela estrada boiadeira ao Campo Santo do Distrito, passando pelas principais ruas de Arapuá.

Dete deixa o esposo Orvino Tiago de Souza,  a qual passou 51 anos de união, os filhos: Marly e Thomé, netos e bisnetos.

O Distrito de Arapuá está de luto com o passamento de uma ilustre moradora, que levou alegria a todos, que tinha o prazer de receber os amigos em sua residência.

Em sua rede social Luis Alberto deixa uma homenagem a Dete

Hoje uma grande amiga nos deu adeus, apeou na estação derradeira, e seguiu rumo à Casa do Pai Celestial.
Passou para o Plano Superior, Cleodete de Araújo Souza, a “Dona Dete”, esposa do meu amigo Orvino Tiago de Souza.
Moradores no Sitio São Tome, próximo ao distrito do Arapuá, o casal construiu uma linda história de vida, ao longo dos 51 anos de união matrimonial.
Da união do casal, nasceram dois filhos, o Thomé e Marly, criados e educados com muito amor a carinho.
Recordo que no ano de 1990, o casamento da filha Marly foi tema do Globo Rural, onde o Jornalista José Hamilton Ribeiro, conduziu a equipe de reportagem que gravou uma cavalgada que acompanhou os nubentes no cortejo nupcial.
A dona Dete como a chamávamos carinhosamente, conduzia com maestria os serviços inerentes a cozinha do Sitio São Thomé.
Das laboriosas mãos do casal, saiam doces de variados sabores, geleia de mocotó, rapaduras, farinha de mandioca, polvilho e melado de canal.
Além de um cafezinho de sabor impar com bolinho de polvilho, a dona Dete fazia um frango caipira com marcarão de sabor inigualável.
Recordo das inúmeras vezes que eu trabalhando na região do Arapuá, e naquele tempo não existia nenhuma restaurante nas redondezas, eu chegava fora de hora, no Sitio São Thomé, e num piscar de olhos a dona Dete nos servia uma refeição digna dos melhores cardápios.
No Sitio São Thomé, ocorreram festas memoráveis, festas de Reis, comemorações, e a dona Dete conduzia com firmeza e alegria todos os trabalhos, a fartura era a marca registrada nesses eventos.
Hoje, porém, de braços dado com a tristeza, fui ao Sítio São Thomé, me despedir da minha amiga Dete, ela foi chamada de volta à Casa do Pai.
Levou consigo um grande legado, e deixou para nós a sua marca como um comenta que deixa um rastro de luz, amor ao próximo, bondade e compaixão.
A vida é feita de momentos, momentos pelos quais temos que passar, todos eles fazem parte do nosso aprendizado. Fizestes com maestria a tua parte, desempenhastes de forma brilhante do teu papel no palco da vida. Mesmo a vida não seguindo o nosso querer, ela é perfeita naquilo que tem que ser. Descanse em paz minha amiga Dete!
Comentários Facebook

Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana