Mundo

Kobe Bryant, astro da NBA, morre em acidente de helicóptero nos Estados Unidos

Publicado

Por GloboEsporte.com — Calabas, EUA – Foto:GABRIEL BOUYS AFP

O astro da NBA Kobe Bryant, de 41 anos, morreu na tarde deste domingo em um acidente de helicóptero, na cidade de Calabas, na Califórnia. De acordo com as informações iniciais, outras quatro pessoas estavam na aeronave e também não sobreviveram à queda. Sua esposa, Vanessa e os filhos, a princípio, não estão entre as vítimas. A informação inicial foi dada pelo site “TMZ” e confirmada por outros veículos americanos, como ESPN e Variety.

Imagens do acidente que matou o astro Kobe Bryant, em Calabasas, Califórnia — Foto: Departamento de Polícia Los Angeles

De tão imodesta, uma verdade soa a ultraje: Kobe esteve fadado a ser um dos melhores de sua geração desde os primeiros arremessos. Filho de Joe Bryant, jogador de nível mediano na NBA dos anos 70 e 80, Kobe viveu seus anos de formação na Itália, onde o pai decidiu apostar as fichas ao fim da carreira. Foram anos que moldaram seu jogo de maneira única em relação a outros jovens americanos. Enquanto nos Estados Unidos a AAU – Amateur Athletic Union, organização não lucrativa dedicada a promover novos jogadores nos EUA – empurrou os atletas para o desenvolvimento de aspectos físicos como atleticismo, força e explosão, na Itália, Kobe Bryant pôde beber da fonte do “fundamento acima de tudo”, um mantra repetido exaustivamente no basquete de base de países como Argentina, Espanha, Lituânia e claro, Itália.

Carros de bombeiros próximos ao local do acidente de helicóptero, que matou o astro da NBA Kobe Bryant, em Calabasas, Califórnia — Foto: Departamento de Polícia de Los Angeles

Foram cinco títulos (2000, 2001, 2002, 2009, 2010), um prêmio de MVP (2008), dois troféus de MVP das finais (2009 e 2010), 11 nomeações para a seleção da NBA, nove nomeações para a seleção de defesa, 18 All-Star Games, duas vezes cestinha da temporada, terceiro maior cestinha da história da liga, segunda maior pontuação em um jogo (81 contra o Toronto). Sem falar naquilo que não se mede: a liderança, o caráter, o estilo, a beleza dos movimentos, o papel inegável na popularização do basquete mundo afora.

Comentários Facebook

Mundo

Rei da Tailândia passa por quarentena com 20 namoradas em hotel

Publicado

Maha Vajiralongkorn, de 67 anos, também chamado de Rama X, é conhecido por suas decisões polêmicas. Desta vez, o rei da Tailândia foi notícia por conta do coronavírus.

Em meio à pandemia da Covid-19 em todo o mundo, o monarca escolheu passar a quarentena em um hotel na Alemanha com suas 20 namoradas, de acordo com o jornal alemão Bild.

Ainda conforme a imprensa alemã, o rei conseguiu fazer com que o estabelecimento continuasse funcionando. No entanto, o Grand Hotel Sonnenbichl, na cidade de Garmisch-Partenkirchen, só está trabalhando para o monarca.

Além disso, o jornal não noticiou se as quatro esposas de Rama X também estão hospedadas no local. O rei decidiu mandar 119 funcionários da sua comitiva de volta para a Tailândia. O motivo foi que alguns membros estavam com sintomas do coronavírus.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mundo

Astros da NBA e celebridades dão último adeus a Kobe Bryant

Publicado

A cidade de Los Angeles parou na tarde dessa segunda-feira por um motivo nobre: a cerimônia de despedida do astro Kobe Bryant e Gianna, sua filha. Os dois morreram no último dia 26 de janeiro, juntamente com outras sete pessoas, num trágico acidente de helicóptero na região de Calabasas, na Califórnia. O memorial sob o teto do imponente ginásio Staples Center contou com a presença de cerca de 20 mil pessoas, incluindo celebridades, fãs e atletas.

O aparato em torno do cerimonial foi tamanho, que a prefeitura da cidade pediu previamente para que os fãs sem ingressos adquiridos não se dirigissem ao local. Repleto de emoção, o cerimonial teve apresentações das cantoras Beyoncé, Alicia Keys e Christina Aguilera, e contou com a presença de vários astros do presente e do passado da NBA, como Michael Jordan, Bill Russell, Shaquille O’Neal, Russell Westbrook, Dwyane Wade, Dwight Howard e tantos outros.

Entre os esportistas fora do mundo do basquete, Michael Phelps, maior medalhista olímpico de todos os tempos, esteve presente ao Staples Center. Dono de 28 pódios nos Jogos, ele foi companheiro de delegação norte-americana de Kobe em 2008 e 2012.

Beyoncé canta em memória de Kobe

A cerimônia começou com uma apresentação de Beyocé, que cantou duas músicas. Uma delas, “Halo”, era uma das preferidas de Kobe. Em seguida, um belo clipe em homenagem ao astro foi exibido no telão.

O discurso emocionado de Vanessa Bryant

Viúva de Kobe Bryant, Vanessa falou publicamente pela primeira vez desde a tragédia. Ao assumir o púlpito para discursar, ela foi ovacionada e se emocionou, demorando um instante até conseguir expressar suas primeiras palavras.

Vanessa leu um grande discurso sobre Gianna, sublinhando a competitividade, a confiança e a doçura de sua filha. Foi um discurso que em alguns momentos tocou personalidades presentes no local, como Jennifer Lopez e Shaquille O’Neal.

– Sinto sua falta todos os dias, todos os dias. Eu te amo – concluiu Vanessa sobre Gigi.

Em seguida, Vanessa falou sobre a personalidade de Kobe nas quadras de basquete, um homem tenaz, voraz e competitivo. Por outro lado, na vida em família, segundo Vanessa, Kobe Bryant era adorável, afável, preocupado com os filhos e acima de tudo amoroso.

– Ele era carismático, um cavalheiro, um romântico. Ele me fazia esperar ansiosamente o Dia dos Namorados – disse Vanessa. Michael Jordan acompanhou Vanessa Bryant na saída do palco. Antes de encerrar, ela pediu para Kobe cuidar de Gigi no céu.

Diana Taurasi, “White Mamba” aos olhos de Kobe

Lenda do basquete feminino norte-americano, Diana Taurasi subiu ao palco para falar sobre Kobe, que costumava chamá-la de “White Mamba”. Ela brincou com a alcunha, e em espanhol, fechou seu discurso:

– Kobe, você está no coração de Los Angeles – disse a craque da WNBA.

Pelinka revela troca de mensagens e gesto de Kobe

O dirigente dos Lakers, Rob Pelinka, fez a revelação de que trocou mensagens com Kobe durante toda a manhã do dia do acidente. O superastro queria ajudar uma jovem jogadora de beisebol, que era a filha de John Altobelli, que também morreu na queda do acidente. Rob Pelinka citou três lados de Kobe, com os quais conviveu por mais de 20 anos: o Kobe melhor amigo, o Kobe pai e o Kobe marido.

– Ele simplesmente amava as meninas dele. Nada no mundo tinha mais importância para ele. […] Kobe viveu para tornar melhor as vidas dos outros – finalizou Pelinka.

Alicia Keys toca Sonata ao Luar, de Beethoven

A cantora e pianista Alicia Keys deu sequência à cerimônia, tocando Sonata ao Luar, de Beethove. Ao fim da apresentação, recebeu uma forte salva de aplausos. Veja como foi a apresentação.

O choro copioso de Michael Jordan

Absolutamente emocionado ao ser chamado ao palco para falar sobre Kobe Bryant, Michael Jordan não conseguiu conter a emoção e chorou copiosamente ao discursar sobre um dos maiores ídolos do esporte mundial. Jordan falou da relação de proximidade com Kobe, e lembrou de como o ex-Lakers era curioso, sempre lhe mandando mensagens, inclusive nas madrugadas.

O assunto era quase sempre o mesmo: basquete. Movimentações, trabalho de pés, estratégias. No começo, Jordan revelou cheio de lágrimas, achou abusivo. Depois, passou a admirar o tamanho da paixão do jovem e ambos se tornaram inseparáveis.

– Kobe deu tudo de si. Deixou tudo na quadra (longa pausa para aplausos). Kobe e eu éramos amigos muito próximos. Quando o conheci melhor, quis ser o melhor irmão mais velho possível. Quando Kobe Bryant morreu, um pedaço de mim morreu. Descanse em paz, meu irmão mais novo – disse Michael Jordan ao encerrar seu discurso.

Brincadeira com meme
Um dos memes mais famosos no universo do basquete é uma imagem de Michael Jordan com os olhos cheios de lágrimas. O rei do basquete reconheceu a fama da imagem nas redes sociais, e brincou na cerimônia dizendo: “Agora vou ter que lidar com outro meme choroso”.

Shaquille O’Neal frisa respeito apesar de relação conturbada com Kobe

Ao discursar, Shaquille O’Neal frisou a relação por vezes intempestiva com Kobe, mas fez questão de lembrar que apesar de algumas rusgas, os dois sempre exercitaram o respeito mútuo. Shaq encerrou suas palavras desejando que Kobe descanse em paz.

– Como vocês, continuo devastado com a morte de Kobe e Gigi. […] Agora é a hora de nós continuarmos o seu legado – disse o ex-pivô dos Lakers.

Na reta final da cerimônia, o curta “Dear Basketball”, que rendeu a Kobe Bryant um Oscar, foi reprisado no Staples Center. O memorial foi encerrado ao som de “Unforgettable”, clássico de Nat King Cole.

Por GloboEsporte.com — Los Angeles, Estados Unidos

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana