Água Clara

Em Água Clara, Veja o que funciona com o decreto no Comércio

Publicado

Várias medidas estão sendo adotadas pela Prefeitura Municipal de Água Clara para o enfrentamento e prevenção ao Covid-19, o Coronavírus. Neste domingo (22) iniciou o toque de recolher, das 20h00 às 04h00, onde é obrigatório o confinamento domiciliar  em todo território do município, ficando terminantemente proibido a circulação de pessoas, exceto a circulação quando necessária para acesso aos serviços essenciais e sua prestação, comprovando-se a necessidade ou urgência.

Rodoviária municipal

Também foi decretado neste domingo (22), o fechamento (por tempo indeterminado) da rodoviária municipal para evitar o trânsito de pessoas e dessa forma evitar também a proliferação e contaminação pelo Coronavírus, bem como a suspensão de transporte coletivo.

Comércios, restaurantes e hotéis

Foram anunciadas mais regras para hotéis, comércios e restaurantes. Os estabelecimentos comerciais poderão funcionar até às 20h00 (verificar em decreto anterior que cada ramo do comércio tem sua regra), apenas para entrega no local sem aglomerações. Após às 20h00 poderão fazer serviços de entrega exclusivamente por delivery.

Fica determinado também aos hotéis, pousadas e congêneres, a proibição de receber novos clientes, devendo funcionar os estabelecimentos apenas com os hóspedes que já se encontram no local, não podendo receber novos hóspedes em hipótese alguma, sob pena de sanções administrativas e penais.

Supermercados e gêneros alimentícios

Seguindo o decreto municipal, os supermercados e congêneres serão obrigados a tomar as seguintes medidas:

I – disponibilizar local adequado para os clientes lavar as mãos, seja com água e sabão ou álcool 70% que poderá ser líquido ou gel;
II – providenciar a desinfecção dos carrinhos de compra para cada cliente com álcool 70% ou solução com hipoclorito 0.1% de forma regular e contínua de preferência quando cada cliente terminar seu uso;
III – restringir ao máximo a entrada de clientes ao estabelecimento e orientar aos que esperam para entrar sobre os riscos da infecção pelo Coronavírus e promover meios de evitar aglomeração de pessoas também fora do estabelecimento, sob pena de sanções legais;
IV – providenciar solução saneante para higienização das mãos de todos os funcionários do estabelecimento, principalmente os trabalhadores dos caixas e outros que tenham contato direto com a população e que a lavagem das mãos sejam feitas com muita frequência (água e sabão ou álcool 70% pode ser gel ou líquido);
V – incentivar, promover meios e dar publicidade para que as compras sejam feitas via telefone entre outros meios de comunicação, com pagamento e entrega domiciliar incluindo pagamentos com todos os tipos de cartão bancário e de instituições congêneres como vale alimentação e correlatas.

Agências bancárias, lotérica e congêneres

I – disponibilizar aos clientes e funcionários solução saneante para lavagem e desinfecção das mãos (água e sabão ou álcool 70% que poderá ser líquido ou em gel);
II – permitir a entrada de clientes de acordo com a disponibilidade dos caixas (dentro da agência “boca do caixa” e os caixas de autoatendimento) e também das mesas de atendimento, evitando que clientes fiquem aguardando dentro do estabelecimento, bem como realizar orientações para que não ocorra aglomerações de pessoas também do lado de fora do estabelecimento sob pena de sanções legais;

Bares, lanchonetes, restaurantes, panificadoras, sorveterias, trailers de lanches, espetinhos, churros entre outros 

I – fica terminantemente proibido disponibilizar aos clientes por todo o horário de funcionamento do estabelecimento mesas, cadeiras, bancos e afins para evitar aglomerações devendo os clientes pegarem a mercadoria e sair do estabelecimento;
II – incentivar, promover meios e dar publicidade para que as compras sejam feitas via telefone entre outros meios de comunicação, com pagamento e entrega domiciliar incluindo pagamentos com todos os tipos de cartão bancário e de instituições congêneres como vale alimentação e correlatas;

Lojas de Vestuário e Calçados 

Proporcionar meios para que as vendas sejam feitas on line, via redes sociais, condicional entre outros, evitando que o cliente vá e permaneça no estabelecimento evitando aglomerações.

Salões de Beleza e Congêneres

Promover meios de atendimento rápido para que os clientes não fiquem por longos períodos nos estabelecimentos e Incentivar e promover meios para dar publicidade para que as compras sejam feitas via telefone entre outros meios, com pagamento e entrega domiciliar incluindo pagamentos com todos os tipos de cartão bancário e de instituições congêneres como vale alimentação e correlatas.

Clínicas Médicas, Veterinárias, Medicina do Trabalho, Exames Complementares e de Diagnósticos

Restringir o número de atendimento, priorizando as urgências e que todos os procedimentos sejam feitos individualizados e com horário previamente agendado, promovendo todos os meios necessários para evitar aglomeração de pessoas.

Igrejas, Tabacarias, Academias, Salões de Eventos, Bailes e Clubes Recreativos

Estes estabelecimentos devem ser fechados ao público por tempo indeterminado, sendo vedadas aglomerações de pessoas, inclusive em suas residências para qualquer finalidade.
Descumprimento das medidas

Em caso de descumprimento das medidas previstas neste decreto, autoridades municipais em conjunto com as autoridades policiais e judiciárias, são competentes para apurar as eventuais práticas de infrações administrativas previstas no ordenamento jurídico, bem como também no artigo 10 da Lei Federal n. 6.437, de 20 de agosto de 1977, além dos crimes previstos nos artigos 267, 268 e 330 do Código Penal e de outras normativas legais vigentes no país.

Água Clara não possui casos de Coronavírus

No último levantamento feito pela Secretaria Municipal de Saúde, Água Clara não possuía casos de Coronavírus até este domingo, dia 22.

Com informações da Assessoria de Comunicação

Comentários Facebook

Água Clara

Acusado de feminicídio em Água Clara é preso em Campo Grande

Publicado

A partir de informações levantadas pela Agência Local de Inteligência – ALI, do 1º BPM, região central de Campo Grande, equipe da Unidade localizou e prendeu em flagrante Marcos Fernando Martins, o “Gugu”, autor confesso de feminicídio na cidade de Água Clara. Pouco depois de 18h de ontem, após agredir ele matou com tiro na cabeça a ex companheira Euzébia Clara Leite Pereira, de 26 anos, conhecida como Clara Biac.

Em seguida, fugiu do local do crime em uma Fiat Strada branca dirigida por uma mulher, supostamente sua mãe, e desapareceu. Alertados de que o homicida poderia ter fugido para Campo Grande e costumava frequentar a região central, equipes do 1ºBPM entraram em estado de alerta ao mesmo tempo que o setor de Inteligência era acionado.

Com a informação inicial de que “Gugu” fugira em uma Strada branca, foi dado o alerta sobre esse tipo de carro, até ser levantada a informação de que a fuga final e rumo a Campo Grande ocorreu em um carro prata moderno. Surgiu ainda informação do indivíduo ter relação com entorpecentes, situação que não teria sido totalmente confirmada, mas foi uma das linhas de investigação.

Como quem busca agulha no palheiro, os policiais do 1ºBPM acabaram localizando o carro da fuga e prendendo o homicida escondido em uma residência no Jardim Seminário. Os moradores desconheciam a situação do indivíduo e tinham apenas atendido uma pessoa amiga com o pedido para que abrigasse “Gugu”, por conta de uma briga que teve com a mulher. A apresentação e detalhes do caso ocorrerá em coletiva às 17h na Casa da Mulher Brasileira, para onde o preso foi encaminhado.

Strada foi só pra sair do local do crime e fuga para a Capital no carro prata.

Veja mais

Em Água Clara| Primeiro Feminicídio do ano, ex-marido cancela sonho de Bia ser professora

Por Tempo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Água Clara

Em Água Clara| Primeiro Feminicídio do ano, ex-marido cancela sonho de Bia ser professora

Publicado

Primeiro caso de Feminicídio em 2020 é registrado no Município de Água Clara-MS, fato amplamente discutido pelas autoridades do Estado de Mato Grosso do Sul,  um termo de crime de ódio baseado no gênero, amplamente definido pelo assassinato de mulheres.

Em Três Lagoas já contamos com o enfrentamento direto ao crime citado, através do programa Promusse realizado pela Polícia Militar que já apresenta resultados expressivos na redução dos casos de violência.

Na tarde de 26 de Março de 2020 por volta das 17 horas mais um crime bárbaro aconteceu em Água Clara, há 130 quilômetros de Três Lagoas, e 190 quilômetros da capital Campo Grande no MS, mais uma vítima, que após uma discussão doméstica motivada por ciúmes e não reatar relacionamento, teve a vida ceifada por seu ex-amásio que fez uso de uma arma de fogo, disparo este que atingiu a cabeça da vítima de 27 anos.

Segundo informes após cometer o crime o autor fugiu do local na carroceria de uma Fiat Strada tendo como condutora sua mãe e até o momento não foi localizado, o autor é de família influente no município e possuem diversas propriedades na região. A polícia militar junto a polícia civil realizam buscas pelas imaginações.

Relatos dos familiares

Clara levou o tiro fatal na testa, depois de discutir com o companheiro, conhecido como Gugu. Familiares disseram que eles permaneceram por um bom tempo no quarto onde houve o crime, antes de começarem a discutir. Segundo uma irmã da vítima, ele sempre visitava a ex-companheira.

Antes de se mudar para o referido quarto, no Jardim Nova Água Clara, ao lado da casa de sua mãe, Clara morou na chácara com Gugu, com quem teria vivido por mais de um ano. Segundo depoimento de familiares, ela já estaria sendo vítima de constantes ameaças e, inclusive, teria manifestado interesse de comprar uma arma para se defender.

Ainda segundo familiares, o rapaz era psicopata, ciumento e teria feito Clara ficar com raiva da família, para que acompanhasse os maus tratos da quais ela seria vítima.

 O crime

 Euzébia Clara Leite Pereira,Clara Bianc (Bia)”, de 26 anos, foi morta com um tiro na testa no salão onde se mudou recentemente, ao lado da residência de sua mãe, no Jardim Nova Água Clara.

O acusado de ter efetuado o disparo, é Marcos Fernando Martins “Gugu”, com quem ela viveu por cerca de um ano. O motivo do crime teria sido a recusa de reatar a relação. Antes de ser morta, os dois teriam discutido.

Comoção

A população se mostrou incrédulos com tamanha atrocidade. A maioria se solidarizou com a família da vítima.

“A Bia era uma menina, uma mulher como todas nós. Dividimos nossa adolescência juntas, ela era minha amiga e melhor amiga da minha irmã, ela era como da família era de casa. Íamos à catequese juntas, nos acampamentos da família, todos ela estava. Cresceu, tornou-se mãe e mulher. Pensa em uma menina doce. Ahhh Bia, não sei como alguém pode matar por amar. Isso não é amor. Ao falar pra minha família, que considerávamos sua, o semblante foi o mesmo, dor.

Entendam que em briga de marido e mulher se mete a colher Sim! Denunciem. Descanse nos braços do Pai”, postou uma amiga no perfil de Clara Bianc.

“Fico triste pelas duas famílias, que Deus tenha misericórdia de todos nós e conforte as famílias (…)”, postou uma internauta, que completou: “isso é falta de amor”. Outra comentou: “Eu vejo essas coisas assim me dá até desgosto ver uma tragédia dessas, muita crueldade. muita frieza e maldade”.

A Família

O pai de Bia, mal chegou do serviço e recebeu tal notícia que sua filha havia sido assassinada, o homem esteve no local e presenciou sua filha caída ao lado de uma cama, com um tiro na cabeça.

Bem ao lado da casa estava a mãe, numa parede dividindo do acontecido, e sem força para ver a filha, ouvindo tudo que estava acontecendo.

Procurado

O rapaz “Gugu” que fugiu do local com ajuda de seus familiares, está foragido sendo procurado pela polícia de Água Clara e Três Lagoas.

A Policia Militar foi acionada alguns momentos do acontecido, e esteve preservando o local, enquanto outra equipe estava a procura do foragido.

Por volta das 20h após deslocar cento e trinta (130) quilômetros a Polícia Científica (Perícia) de Três Lagoas-MS chega ao Município de Água Clara-MS, para colher mais provas para esclarecer o crime junto à Polícia Civil que isolou o local onde a mulher foi morta.

O acusado – que está sendo procurado pela polícia – é filho de um tradicional empresário da cidade e antes de praticar o feminicídio, teria espancado à vítima.

A ocorrência ainda está em andamento e ainda não se sabe os motivos do crime que chocou a pequena cidade com pouco mais de 13 mil habitantes.

O sonho cancelado

Euzébia Clara Leite Pereira,Clara Bianc (Bia)”, de 26 anos, estava terminando o curso de Pedagogia e já estava tendo suas primeiras aulas como professora, sonho este que foi cancelado pela tragédia que aconteceu na tarde de quinta (26).

Bia muito querida por todos, de coração grande, deixa um filho de um ano.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana