TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Braga Netto deverá ser o vice de Bolsonaro e Tereza Cristina poderá disputar o Senado
Polícia Civil identifica suspeito de tentativa de homicídio em Três Lagoas
Homem morre atropelado enquanto empurrava carro estragado para fora de rodovia em MS
Ladrão vestido de ‘fantasma’ furta companhia de água
Pai e filha morreram em colisão frontal entre carro e bitrem na BR-262
Polícia Militar prende dois autores de furto em Anastácio
“Capitania Itinerante” atende amadores, aquaviários e proprietários de embarcações até sexta-feira (01)
Superintendente da PRF/MS visita Procurador-Chefe do MPF em MS
Mato Grosso do Sul termina o Brasileiro Sub-18 de Judô com cinco medalhas
Polícia Militar prende cinco homens com pendências judiciais na área do 7º BPM
Águas abertas: Ana Marcela Cunha conquista ouro nos 5 km no Mundial
Em Paranaíba, Polícia Militar prende dois homens por cometer o crime de violência doméstica
Polícia Militar prende homem por dirigir embriagado e sem Carteira de Habilitação em Paranaíba.
Polícia Militar prendeu três homens por cometer crime de tráfico de drogas em de Paranaíba
Timão se reapresenta e inicia preparativos para jogo da CONMEBOL Libertadores
Polícia Militar prende homem de 24 anos por cometer furto em Aparecida do Taboado
Polícia Militar da 10ªCIPM realiza operação Lagoa Segura
Polícia Militar prende homem de 22 anos por dirigir perigosamente em Aparecida do Taboado
PRF participa de peregrinação e recebe homenagem em Campo Grande (MS)
Projeto “Vida na Praça” chega ao Distrito de Arapuá neste domingo (03)
Polícia Militar divulga levantamento das ações semanal da 10ªCIPM
Polícia Militar faz acompanhamento da 1ª Corrida de Rua em Alusão ao Dia do Bombeiro Militar, em Aparecida do Taboado
Polícia Militar garante a segurança durante evento de carros antigos em Aparecida do Taboado
Polícia Militar realiza o patrulhamento rural na região da “Mata” no município de Paranaíba/MS.
Polícia Militar prende mulher por violação de domicílio, dano e desacato em Nova Andradina
Fazendo Arte entra no balanço dos 35 anos da Ginga Cia de Dança
Atenção proprietários de veículos: Última semana para quitar licenciamento de placas com final 3 e 4
Carga de maconha é apreendida pela Polícia Militar Rodoviária, na MS-164, em Ponta Porã
PMMS realiza Passagem de Comando do Batalhão de Guarda e Escolta
Projeto Segunda Legal traz dicas de comunicação para o pleito de 2022
Next
Prev

Arapuá

Neto de moradora de Arapuá, dá um show em apresentação na Câmara Municipal de Três Lagoas

Publicado

A dupla Camilly da Silva Oliveira e Gustavo Bastos Soares, este último neto de Nadir Santos da Silva e João Soares da Silva, moradores do Distrito de Arapuá. Gustavo e Camilly, na noite de ontem 15 de Julho dão um show em apresentação na Câmara Municipal de Três Lagoas, onde representou o projeto projeto AABB Comunidade de Três Lagoas, campeã do Concurso Agenda 2015, com o tema “O que eu quero ser”, promovido pela Federação Nacional das AABB (FENABB) em parceria com a Fundação Banco do Brasil. Foram classificados três educandos nas modalidades de fotografia, desenho e redação.

Gustavo Bastos tem no sangue o dom para a música, já que em sua família existe o veio musical com sua tia Fran Soares, famosa nos bares e eventos de Três Lagoas, levando a boa música nacional.

Diante de grande público, onde foram homenageados 13 personalidades, entre elas representantes de entidades, grupo e clube, que têm prestado relevantes serviços para Três Lagoas.

Na Sessão Solene, em sua fala, a coordenadora da AABB Comunidade de Três Lagoas, Evalda Reis, agradeceu a homenagem e aos parceiros do programa. “Sou muito grata por esta honraria, que não é só minha, mas das nossas crianças e nossos professores. Agradeço aos nossos parceiros, em especial a Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria de Educação e Cultura, que nos concede muita ajuda para manutenção do projeto”.

Assista apresentação dos alunos Gustavo Bastos Soares e Camilly da Silva Oliveira

 

 

Curta a nossa página no Facebook

Veja mais fotos do evento das homenagens  clicando aqui

Comentários Facebook

Arapuá

Escola Estadual AFXT de Arapuá é reinaugurada, confira o momento

Publicado

Após um ano da tão esperada reforma, da Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin do Distrito de Arapuá-MS, aconteceu nesta sexta-feira (24) de junho, a reinauguração.

Às 15h30min, a solenidade começou com apresentação dos alunos Evelyn Gemima com a música Flor e o Beija-Flor, que foi acompanhada pelo violão do aluno Caio.

A ex-aluna, e atualmente a coordenadora pedagógica e Professora Elaine Martins foi a responsável pela cerimônia do evento, que começou da seguinte forma: Distrito de Arapuá-MS, 24 de junho de 2022, é com muita honra, alegria, satisfação, que nos reunimos nesta tarde com o núcleo gestor, professores, pais, amigos, autoridades e convidados, para a cerimônia solene da reinauguração da Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin na ocasião em que completa 46 anos, escrevendo uma historia na educação.

Iniciaremos com a composição da mesa, para presidir essa solenidade, convidamos a diretora da Escola Professora Marcia Motta de Castro, a Coordenadora Regional de Educação a professora Marizete Bazé Kiill, o Prefeito Municipal de Três Lagoas-MS Angelo Chaves Guerreiro, representando a Câmara Municipal a vereadora e ex-aluna Sirlene dos Santos, o diretor da Escola Municipal de Educação do Campo Professor Celso Maioli, Comandante do 2º BPM Tenente Coronel Paulo Ribeiro dos Santos, registramos a presença assessora Vanessa Senna representando o presidente da Câmara de Vereadores de Três Lagoas Dr. Cassiano Rojas Maia, do Vereador e ex-professor da AFXT Nego Breno, a presença do Grêmio Estudantil, a presidente da APM, da Coordenadora Pedagógica Jocilea Trannin, da Coordenadora Cleia Natalia, do corpo docente e dos funcionários administrativos. Ainda destacamos a presença do Sargento Braga e do PM Moura. A presença dos representantes da P12. Convidamos a Matriarca da Familia Trannin e benfeitora da Escola, Terezinha de Jesus Trannin. Em seguida foi executado o Hino de Mato Grosso do Sul.

O Estudante do 2º ano do Ensino Médio Carlos Eduardo da Silva Linhares cantou a música escudo, um momento de muita emoção, onde os presentes fizeram um coral acompanhando o estudante.

O Estudante do 8º ano do Fundamental Reinaldo Pessoa Batista, cantou a música Chalana.

Em seu pronunciamento a Coordenadora Regional de Educação Marizeth Bazé Kiill, contou sua trajetória na Escola AFXT de Arapuá, “quando assumi o concurso em 1984, cheguei aqui assustada para tomar posse com o diretor Rikio, e perguntei, como venho trabalhar diretor, e ele disse: – Cada um se vira. E tem ônibus? – Não o ônibus vem dia sim e dia não. Então, a diretora adjunta Diva, vinha comigo todos os dias, e nos andávamos há pé cerca de 5 Km, para pegar carona na BR 262, e fomos ficando conhecidas dos fazendeiros e moradores da região. Fiquei nesta escola por 6 anos, e tenho uma paixão muito grande. Sei da dificuldade de muitos professores daquela época, que chegaram a dormir em cadeiras de madeiras, temos muito a agradecer ao sr. Altair Trannin, um desbravador da educação do Distrito”.

O prefeito de Três Lagoas Angelo Chaves Guerreiro, explicou que gostaria que o governador tivesse vindo ao Distrito na data anterior, mas não foi possível devido a correria da agenda. “Dizer que é um momento de muita alegria, enquanto deputado, a reforma da Escola começou em projeto, aliás um dos meus primeiros projetos na assembleia, sendo uma das primeiras escolas estaduais a se iniciar com reforma em nosso município, e a primeira a ser entregue, a escola que praticamente foi reformada quase 100%, uma outra construção, dando assim um melhor conforto a todos e principalmente aos alunos, e no dia a dia, um melhor rendimento na educação, e hoje temos um orgulho, onde ex-alunos, são professores na Escola. E Arapuá está de parabéns por ter hoje duas escolas, a Estadual e Municipal”.

A ex-aluna e vereadora Sirlene dos Santos, disse o orgulho em fazer parte do Distrito de Arapuá e tem muita consideração a família Trannin, “quero agradecer ao Prefeito Guerreiro e ao Governador Reinaldo Azambuja, por esta fazendo as reformas em nossas Escolas Estaduais, as escolas do Município o prefeito Guerreiro deixou tudo de primeira, mudando a nossa educação municipal, estudei aqui, lembro dos professores me educando, ensinando com muito amor e carinho, como vocês ensinam nos dias de hoje, não posso deixar de lembrar da professora Encarnação, do professor Luiz, o Rikio que foi diretor, um momento muito importante da história da Escola. Sou Muito grata por esta escola, onde me formei, e hoje sou concursada como técnica de enfermagem pelo Município”.

O ex-aluno Claudinei Canistro contou um pouco da sua história na Escola, “cheguei nesta escola em 1979 com 6 anos de idade, e fui recebido pela minha primeira professora Maria Fortunata, após uns 6 meses chega o professor Luiz, que já não está entre nós, foi com ele que aprendi a escrever e ler, no quarto ano veio o professor Djalma, o que marcou, quando terminava o ano letivo, aqui esta a lixadeira, e vocês vão me ajudar a lixar todas as carteiras e enverniza-las, para os próximos alunos pegarem todas novas. No quinto ano, chega o professor Nabutica, que ensinou a gostar da matemática, e por último o professor de Educação Física Paulo, que nos ensinou a jogar Handebol e nos tornamos o melhor time do MS, tanto no feminino e masculino. E em 1991, nos tornamos a maior turma já formada nesta escola com cerca de 30 alunos, que hoje temos apenas 4 alunos como moradores, o professor Anselmo, a técnica de enfermagem Idalina, a enfermeira Solange e eu, os demais estão morando em outros municípios, mas não esqueceram da essência da escola: educação, respeito e honestidade, às vezes nem aprendemos a matéria, mas aprendemos exemplos para toda a nossa vida”.

A ex-aluna e professora Jaqueline Souza Santos contou um pouco de sua trajetória na escola, “venho falar em nome e dos companheiros de escola, tenho 30 anos de Arapuá, cheguei em 1992, com 7 anos, estudei, formei e voltei professora, estou muito emocionada com essa reforma, quero agradecer a Marcia que está fazendo um belo trabalho nesses últimos anos, sei quanto é sofrido fazer a viagem até o Distrito, mas como nos sentimos honrados por trabalhar com essas crianças, estou bem emocionada por falar de Arapuá, por onde passar sempre vou defender este local, eu amo estar aqui, escolhi Arapuá pra Lecionar. Não teria como não agradecer a Tia Joci, ela sempre vai ser um espelho para Arapuá, quando falarmos de Escola. temos que falar de Joci, que sempre faz por essa escola, ela que põe carro na estrada, puxa nossas orelhas, quando a gente chora, é ela que dá colo, gosto muito dela”.

A Coordenadora Jocilea Trannin, fala de gratidão “é gratificante está aqui trabalhando, tenho 37 anos de educação, tenho medo de me aposentar, porque acho que ainda posso colaborar com a educação, não só educação formal, mas também a informal, quando encontramos um ex-aluno, que tem um cargo bom, foi porque que passou por aqui, isso é gratificante não só para mim, mas para todos os profissionais, porque sou apenas um pequeno elo dessa corrente, que se chama Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin, que são nossos colaboradores que trabalharam aqui, administrativos, professores, coordenadores, e superiores, que se não tivessem cobrados de nós, não tínhamos feito um bom serviço. Então hoje a palavra que fica aqui é Gratidão, pelos meus 37 anos na educação, por ter feito coisas para a Escola, e por uma pessoa que sempre se preocupou com os 3 tripés na nossa vida, união da família, religião e educação, quando a escola foi construída aqui, eu e meus irmãos já não estudávamos aqui, devemos gratidão a Altair Cabral Trannin, sou hoje o que sou, grato a minha família”. O primeiro transporte que tivemos aqui, foi Sueli Trannin que trouxe para a Escola, era uma dificuldade que nós tínhamos na década de 90, e começou assim o transporte dos profissionais de Educação de Três Lagoas ao Distrito, tudo isso foi um inicio, e hoje temos 19 linhas, que trazem alunos da região, todos os dias para nossa Escola. Estão nossa palavra hoje é Gratidão, por todos que fizeram e fazem parte de nossa Escola, meu muito obrigado.

Ex-aluna e Professora Doutora em Letras Romilda Meira Barbosa, “passou um filme, quanto tinha 9 anos de idade, e junto comigo vieram meus 6 irmãos, éramos do limoeiro, onde meu pai também construiu nossa escola onde estudei até a 4ª série, me lembrei a primeira vez que estive nessa sala do 5ª ano, na estrada com sol na cabeça, do limoeiro, para cá. Meu pai foi autodidata, e apostou forte na educação, fazendo a diferença na vida de todos nós, daqui podemos acompanhar nossa vida, onde todos estudaram e tiveram graduação, onde nos ensinaram a ser honestos, e sou muita grata, por fazer parte da escola pública, e gostaria de deixar um recadinho especial aos estudantes, não tinha a comodidade que vocês tem hoje, essa escola não tinha essa estrutura linda, não tínhamos livros didáticos, dividia o livro com meu irmão, meu pai comprava livros usados, eu apagava os exercícios,  para usar novamente, tínhamos a preocupação o que fazer quando finalizar o oitavo ano. Foi quando surgiu o segundo grau em nossa escola, uma turma de jovens e até mulheres casadas, onde a gente dividia o espaço com toda essa adversidade. Vinha de bicicleta de tardinha, para estudar o ensino médio a noite, devo um agradecimento a Maria Edvirgens, que me deixava dormir em sua casa, e assim de manhã, voltava para meu lar. Tenho um carinho muito grande por essa escola, com todas as adversidades em nossa vida, a escola ainda é o melhor lugar para estar, porque ela faz a diferença”.

A diretora da AFXT Marcia Motta de Castro em seu pronunciamento falou de gratidão, “não sou daqui, cheguei em 2005, professora recém formada, mas abracei como meu o Arapuá, na simplicidade da Escola, sem muita estrutura, quadra sem cobertura, mas a gente dava aula com muito amor, e vimos a evolução que ocorreu com essa escola. E tudo começou com uma família, a Trannin, sou grata, não conheci o sr. Afonso e o Altair, mas deixou aqui um legado, de educação, respeito ao próximo e sabedoria. E pra mim foi um orgulho receber a escola das mãos da pessoa que sempre admirei Jocilea Trannin, sempre vi como a melhor diretora. Como pais sabemos que regras são boas, nos formam, nos moldam e não podemos deixar de agradecer nossa chefia, pelos puxões de orelha, conselhos e pela ajuda, meu muito obrigado. Ao senhor Prefeito Guerreiro, o primeiro a ver nossa necessidade de reforma, depois vieram alguns vereadores o Sargento Rodrigues, Silverado, a Sirlene, todos tentando resolver diante do governo para que a reforma acontecesse. Gratidão a todos que nos ajudam, a comunidade escolar (estudantes, professores, funcionários)”.

História

Orçada em três milhões de reais, após um ano e três meses de reforma executada pela empresa ENGEMAX Construções Ltda, a Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin foi entregue pela Educação do Estado do MS do Governador Reinaldo Azambuja, aos braços dos alunos, professores e funcionários da educação do Distrito, que tiveram neste 28 de março de 2022, um dia na história do Arapuá.

Mas antes vamos lembrar como tudo começou….

Em 1974, o então vereador Altair Cabral Trannin, quando terras fronteiriças ao núcleo residencial foram loteadas o Distrito de Arapuá, formando um amplo conglomerado de pequenas propriedades rurais, conhecida como km 12 (hoje 512), Serraria, Limoeiro, Felipão, Piaba, que receberam grande contingente de ruralistas, que somando às fazendas e ao Distrito de Garcias, cujos habitantes estavam diretamente ligadas ao distrito de Arapuá, avolumaram-se as exigências para atendimento as necessidades básicas da população residente, por anseio de educação.

Que clamava com urgência esse benefício, apareceram os primeiros movimentos para a criação de uma escola que atenderia o núcleo distrital e toda população rural, em busca de conhecimento para sua juventude, com menos custos e que mantivesse as famílias juntas nos labores cotidianos.

O então vereador, Altair Cabral Trannin, foi sem dúvida o maior da história na Educação do Distrito, que através das Tribunas da Câmara Municipal de Três Lagoas e de pedidos” in loco”, junto à classe política do município e do Estado.

Mato Grosso ainda permanecia vivendo com Três Lagoas, sob área de segurança nacional, devido a importância da usina hidrelétrica de Urubupungá. Governava o Estado, Garcia Neto e era prefeito de Três Lagoas, Ramez Tebet, sendo eleito senador da República pelo Estado de Mato Grosso do Sul.

Em dia muito festivo, e, porque não, um dos mais festejados do Distrito de Arapuá aqui aportou autoridades municipais e estaduais para inaugurar a Escola. Era 13 de junho de 1976, quando se abriram as portas, para uma comunidade sedenta de saber, da Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin, cuja denominação, e a justa homenagem ao patriarca da família Trannin, proprietário do terreno doado para a realização desta grande obra.

Resgatando a história da educação no Distrito de Arapuá

Em 1957: Construção da Escola Rural da Serraria;

1961: Construção da Escola Municipal Dr. Leal de Queiroz, no Limoeiro;

1963: Construção da Escola Municipal “Hermes Rodrigues de Alcântara”, no Distrito de Arapuá;

1964: construção da Escola Municipal “Protazio Garcial Leal, no 512;

1975: Construção da Escola Municipal “Afonso Francisco Xavier Trannin”;

1976: Inauguração da Escola Municipal “Afonso Francisco Xavier Trannin”, com ensino fundamental I e II;

1981: Incorporação da Escola “Afonso Francisco Xavier Trannin”, na rede Estadual de ensino;

2001: Jubileu de prata da Escola “Afonso Francisco Xavier Trannin”;

2022: Atualmente a escola “Afonso Francisco Xavier Trannin”, atende cerca de 400 alunos do ensino Fundamental ao Ensino Médio. Possuindo: 41 professores, 9 administrativos – Direção: Márcia Mota de Castro;

Diretores que fizeram parte destes 46 anos: Afonso Ramos Trannin, Rikio Yamakami, Jocilea Trannin, Rosângela Chideroli.

Voltamos na data de hoje (28) de março, um momento glorioso que o ArapuáNews registrou, o brilho nos olhos dos alunos, professores e funcionários, com a emoção de adentrar no Nova Escola, representando todos os alunos que por ali passaram, com toda a dificuldade estrutural, mas levaram para suas vidas os ensinamentos de vida dos mestres, e hoje são grandes profissionais espalhados por todo o Brasil, sendo  professores, advogados, engenheiros, médicos, fisioterapeutas, enfermeiros, doutores e tantos outros profissionais, cuja vida estudantil foi construída dentro desses portões.

Às 6h30 min, os ônibus escolares aportaram em frente a Nova Escola, trazendo os alunos da área rural, transporte esse que tem novidade nesse ano, com os 19 (dezenove) monitores, dando mais segurança, desde a saída até a chegada a Escola.

Os alunos são recebidos com muita alegria e uma salva de palmas entoada pelos professores e funcionários.

A Grande Inspiração

Desde o início da história humana, que buscamos conhecimento para evoluirmos. Mesmo que na época citada, Treze de junho de 76, tudo era conseguido de forma lenta e rudimentar. Hoje, vinte e quatro de Junho de 2022, na entrega da escola totalmente reformada, queremos homenagear um dos pilares do conhecimento, no nosso distrito de Arapuá, que é a Escola Estadual Afonso Francisco Xavier Trannin. Foi e é através dela que muitos de nós, galgamos degrau por degrau, nos alicerçando sobre a fortaleza que nos remete aos ensinamentos acadêmicos. Foi da inspiração de um grande homem, visionário e sensível chamado Altair Cabral Trannin, que pudemos desfrutar desse símbolo imponente no Arapuá. Escola construída com dedicação, afinco e muito carinho por homens de mãos calejadas, moradores deste Distrito, sob a batuta de Trannin, que puderam sentir orgulho em dizer que haviam construído uma ESCOLA. E podemos analisar mais profundamente, quando estes mesmos homens, viram seus filhos estudarem na escola construída por eles. Não podemos deixar de falar de cada mestre do passado, que se entregaram ao dom sagrado de ensinar, seja pegando na mão de cada aluno que iniciava a alfabetização, como me incluo neste exemplo, seja preparando aluno por aluno, rumo aos cursos universitários futuros.

Minha gratidão e homenagem a cada mestre que por ali passaram, e em especial aos meus primos queridos Afonso e Jocileia, que foram pioneiros, por que sei o quanto se dedicaram para dar sequência ao sonho inicial de Altair Trannin e, que ele, mesmo sem formação pedagógica, vislumbrou a necessidade da escola, num momento em que tudo no pequeno Arapuá era muito difícil. Rasgando fronteiras as portas se abriram, não apenas da escola A.F.X. TRANNIN, mas de todas as outras que cada um de nós entramos, mesmo distante do Arapuá. Sabendo no íntimo de cada um de nós, que gratidão é um sentimento profundo e nobre e é isso que sinto por cada mestre, cada servidor, todo corpo docente, que escreveram seus nomes nesta escola. Trannin nos deixou esse legado e com certeza estará feliz e orgulhoso ao ver que hoje, após tantos anos ela continua firme, sendo referência a tantos jovens. E para terminar, me emociono ainda mais quando penso que o nome “AFONSO FRANCISCO XAVIER TRANNIN”, foi uma forma que Altair encontrou para homenagear seu próprio pai, homem de grande saber, assim como a própria história de Altair. E verdadeiramente, em minhas lindas lembranças posso cantarolar em meu interior… “Que saudade da professorinha, que me ensinou o Be a Ba…”. Aí eu pude aprender que a educação doméstica, nos ajuda a trilhar um caminho de sucesso na educação acadêmica. E hoje pela obra de tantos outros trabalhadores e sob a competência do Governador Reinaldo Azambuja, com a fiel ajuda do nosso Prefeito Ângelo Guerreiro, sendo transformada numa escola linda e aconchegante do modo que a população queria e merecia. Mas que ainda guarda em suas entranhas, o charme da época em que foi fundada, misturada com todos os nossos sonhos. Obrigado mestres, obrigado amigos da infância que estudaram comigo, obrigado a cada um que se dedicaram na construção e agora na reforma praticamente total, só ficando o alicerce, mostrando como foi fincada no passado, com amor, dedicação, e mãos abençoadas, neste rincão de meu Deus: Nosso Arapuá!!!!!. Parabéns!!!! Grande inspiração é Assinado por Zeca Trannin, ex-aluno da AFXT, hoje morador de Curitiba, onde é Gerente Industrial e Compras, da Fábrica de Tintas Virginias, com quatro lojas em Florianópolis e trinta em Curitiba, e mais de 350 colaboradores.

Comentários Facebook
Continue lendo

Arapuá

Terezinha Trannin completa 93 anos

Publicado

No dia 14 de junho, Terezinha de Jesus Ramos Trannin, completou 93 anos, e no dia 16 os familiares estiveram reunidos no Crau Fest em Três Lagoas-MS para comemorar esta data.

Terezinha logo  cedo já está vestida, perfumada, penteada e cheia de joias.Uma mulher batalhadora, disposta, sempre de salto alto até para varrer a casa e lavar roupas, criou seis filhos (José Alexandre, Sueli,  Carlinhos, Afonso, Roberto e Jocilea)  praticamente sozinha, já que Altair seu marido, trabalhava dia e noite, na Cervejaria Londrina no Paraná, onde moravam.

Em 1.960, foram convidados para vir ao então Mato Grosso para desbravar uma Fazenda de 30.000 alqueires, que era a Fazenda Arapuá S/A (FASA) de Fausto Tavares o mesmo patrão que construiu a Cervejaria Londrina.

Ao chegarem na Fazenda Arapuá, continuou trabalhando até altas horas cuidando da casa, dos filhos, do patrão. A Fazenda era ponto de pouso para boiada, e cuidava da alimentação inclusive dos peões, mas nem assim desceu dos saltos, literalmente, até hoje anda de salto alto.

Altair Cabral Trannin, foi Prefeito de Três Lagoas e vereador por quatro mandatos, Presidente do Centro Rural de Arapuá, diversas vezes, Juiz de Paz e fundou o Distrito de Arapuá e participou ativamente da vida política, sempre ao seu lado incentivando-o.

Sobre Terezinha

Nascida em 14 de junho de 1929 no município de Santa Helena, no estado do Maranhão, Terezinha de Jesus Ramos Trannin é filha de José de Ribamar Perdigão e Jacira Rodrigues da Cunha Perdigão. Veio para o Rio de Janeiro, onde na mocidade conheceu Altair Cabral Trannin, com quem se casou em 16 de julho de 1949, na Castália, Rio de Janeiro e tiveram seis filhos: José Alexandre, Sueli, Carlos Alberto, Afonso, Roberto Luís e Jocilea.

No ano de 1960 vieram para Arapuá, onde fixaram moradia e iniciaram com muita luta, o distrito de Arapuá.  Ao lado do inseparável esposo Trannin, foi a companheira de todas as horas na busca pelo desenvolvimento do local. Foi professora na Escola Dom Hermes de Alcântara, onde hoje funciona a Escola Municipal Rural e CEI, e muitos alunos passaram por suas mãos de mestre, educadora e orientadora.

Num período de muitas dificuldades, onde o Arapuá era apenas um povoado, o casal lutou para trazer o progresso para o distrito. Através de seus esforços chegaram aqui à escola, a energia elétrica, o centro rural, local de diversão com os bailes de sábados à noite e os carnavais brincados em família, do cinema dos finais de semana, do posto de saúde e tantas outras benfeitorias.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana