TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Brasil visita Uruguai pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de Basquete
Governo isenta ICMS do cavaco de madeira e atende demanda do setor florestal
Rede social é utilizada para estudar “Clube do Manoel” na EE Arlindo de Sampaio Jorge
Presídio de Amambai amplia sistema de câmeras e garante reforço na segurança 24 horas por dia
Com recursos do Governo do Estado e União, 300 famílias recebem nesta quinta-feira apartamentos do Residencial Jardim Canguru
MS é o 4º estado que mais gera emprego formal no Brasil em 2022, revela Caged
MS recebe visita do presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Educação, nesta quinta-feira
Quinta-feira tem previsão de tempo firme, com mínima de 13°C e máxima de 31°C no Estado
Mesmo com reservas, Santos arranca empate com Deportivo Táchira
Série B: Vasco cai diante do Novorizontino
Em ação rápida, Polícia Militar salva adolescente que ameaçava se jogar de torre de telefonia em Anaurilândia.
Em noite de festa e emoção, ALEMS presta homenagem à comunidade italiana
Ceará arranca vitória sobre o Strongest na altitude de La Paz
Rony marca dois e Palmeiras derrota Cerro Porteño na Libertadores
Corinthians anuncia contratação por empréstimo de Yuri Alberto
Coluna – Marina Dias e o sonho paralímpico da paraescalada
Polícia Militar Ambiental de São Gabriel do Oeste captura serpente em ferro velho e a solta em seu Habitat
Governo do Estado assina contrato para espaço múltiplo uso no Parque dos Poderes; veja como vai ficar
Edital regulamenta cadastro de artistas no Festival Sarau Cidadania e Cultura no Parque
Três Lagoas celebra 14 anos de vidas salvas pelo SAMU
Em solenidade do Dia dos Bombeiros, corporação reconhece papel histórico da ALEMS
Governo do Estado firma parceria com setor industrial para fortalecer a qualificação profissional
Começa a Copa dos Campeões de futsal e basquetebol em Coxim
Djokovic supera Kokkinakis e avança para terceira rodada em Wimbledon
Carga de contrabando e descaminho é apreendido pela Polícia Militar Rodoviária, na MS 164, em Maracaju
PMA, Colônia de Pescadores e voluntários realizam limpeza do rio Aquidauana e retiram uma tonelada de resíduos na 11ª edição do projeto Rio Vivo
Polícia Militar descobre plantação de maconha em residência e prende autor em Batayporã
Em Mundo Novo, Policia Militar recupera veículo furtado em menos de 24 horas
Programa Fortalece TL prorroga prazo para renegociação de dívidas
Polícia Militar Rodoviária apreende carga de contrabando e descaminho, na MS 162, em Dourados
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Cemtec prevê possibilidade de chuva forte nesta sexta-feira em MS

Publicado

Há possibilidade de chuvas de intensidade forte a moderada e tempestades acompanhadas de raios, rajadas de vento e eventual queda de granizo nesta sexta-feira (17) em Mato Grosso do Sul, de acordo com o Cemtec (Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima).

No entanto, não são esperadas quedas acentuadas de temperatura, exceto para a região Sul do Estado.

Em Campo Grande, os termômetros devem registrar entre 19ºC e 26ºC. Já em Ponta Porã, a mínima pode chegar a 15ºC, enquanto em Três Lagoas, a máxima pode chegar a 31ºC.

Paulo Fernandes, Subcom

Foto: Saul Schramm/arquivo

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Governo isenta ICMS do cavaco de madeira e atende demanda do setor florestal

Publicado

por

Visando dar mais competitividade ao setor florestal e atendendo às reivindicações da cadeia produtiva, o Governo do Estado vai isentar o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) do cavaco de madeira nas operações internas com o produto no Estado. A alíquota era de 17% e a partir de alterações no decreto nº 9.708/99 publicado hoje (30) passa a ser isenta. O cavaco de madeira seria a sobra das toras e é gerado por meio da trituração em picadores de facas ou martelos, resíduos de serrarias e ponteiras de árvores de eucalipto. Ele comumente é usado na geração de energia em caldeiras nas indústrias e até na secagem de grãos nos armazéns, e

A decisão do Governo dará mais competitividade ao setor de florestas do Estado. De acordo com o secretário de Estado da Produção, Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico e Agricultura Familiar (Semagro), a medida acompanha a evolução da cadeia produtiva das florestas, que deverá receber nos próximos anos investimentos de mais de R $34 bilhões em celulose.

“Mato Grosso do Sul tem evoluído muito rapidamente nessa estruturação da cadeia produtiva florestal. E uma das questões que foram apresentadas tanto pela Câmara Setorial das Florestas como também pela indústria de alimentos e armazenagem no Estado é que nós não tínhamos uma cadeia de cavaco desenvolvida. O cavaco é a biomassa das florestas plantadas, que serve para produção de energia, tanto na do eucalipto, como na produção de energia na própria indústria e esse mercado ficou extremamente dinâmico. Até a data de hoje nós tínhamos uma alíquota de 17% nessa operação e o governador tomou uma decisão corretíssima exatamente para alinhar a eficiência dessa cadeia em função dos pedidos do setor produtivo e nós fizemos o diferimento”, explicou o secretário.

Verruck explica que a partir de agora as empresas não precisarão mais pagar imposto de 17% nas operações internas do produto. “Modernizamos a cadeia, damos competitividade à cadeia de cavaco em Mato Grosso do Sul. Nós temos uma série de empresas hoje que fazem o cavaco e fornecem. Então elas pegam o eucalipto, fazem o cavaco e fornecem para toda a cadeia produtiva”, explicou.

Para o diretor-executivo da Reflore-MS, Dito Mário, a decisão vem em momento oportuno.

“Este já é um pleito que nós estamos há algum tempo fazendo para que pudéssemos dar mais competitividade à cadeia e atrair novas empresas que façam essa prestação de serviço”, salientou.

O diretor da Reflore salienta que com a isenção será possível criar um novo elo da produção. “Eu acho que a decisão foi fundamental para o sistema. Foi um um gol muito bem marcado pelo Governo, pelo governador Reinaldo, pela equipe do Jaime Verruck”, comemorou.

Segundo o coordenador da Câmara Setorial Consultiva do Programa de Desenvolvimento Florestal de MS, Moacir Reis, várias indústrias do Estado utilizam o cavaco de madeira para gerar energia nos fornos. “Hoje o uso de cavaco permite um custo bem mais eficiente, uma escala maior. Então, as grandes empresas e até os pequenos secadores hoje, de pequenos produtores, estão usando o cavaco. Por isso, a medida do Governo de isentar o ICMS é uma briga nossa já de por muitos anos. Isso é um grande avanço do setor Florestal, que tem como carro chefe a celulose, mas agrega outros segmentos como serraria, a produção de carvão vegetal entre outros”, salientou lembrando ainda que a decisão dá mais incentivo pras indústrias que tiverem pensando produzir energia elétrica.

Secretário de Produção, Jaime Verruck diz que medida atende o setor florestal – Chico Ribeiro

Subproduto

O secretário de Produção, Jaime Verruck, destacou que a mesma isenção foi dada também à maravalha de madeira, que é o subproduto muito usado na cama de frango. “Isso vai impactar também diretamente na agricultura e na própria lenha. Até então ela tinha parte diferida. Hoje nós generalizamos. Então é um grande avanço e dentro da lógica de criar realmente uma cadeia florestal competitiva do Mato Grosso do Sul e beneficiar aqueles que estão investindo e operando no Estado de Mato Grosso do Sul. Então parece um decreto simples quando se fala de isenção de 17%, mas não é. Isso dá economicidade e competitividade à cadeia produtiva do Mato Grosso do Sul”, concluiu.

Rosana Siqueira, da Subcom

Fotos – Chico Ribeiro 

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Rede social é utilizada para estudar “Clube do Manoel” na EE Arlindo de Sampaio Jorge

Publicado

por

Estudantes, durante a eletiva, vêm postando desenhos, letterings, vídeos, caricaturas, biografia, obras e muitas outras coisas relacionadas ao poeta sul matogrossense  Manoel de Barros

 No início do ano, diversas escolas  da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul (REE/MS) inseriram em sua grade a disciplina itinerária intitulada de “Clube do Manoel”. Entre elas, a Escola Estadual Arlindo de Sampaio Jorge, localizada no Bairro Moreninha II, em Campo Grande, sob orientação  do professor de Língua Portuguesa e da disiciplina de Clube de Manoel,  Lucas Lester Pereira Ipólito.

Estudantes da disciplina “Clube do Manoel ASJ”

O professor propôs aos seus alunos que de fato fizessem um “Clube”, entretanto, que não ficasse somente entre as quatro paredes da sala de aula, mas que propagasse na rede social “Instagram”, onde este (@clubemanoelasj) teria o propósito de estudar profundamente e divulgar ainda mais Manoel de Barros.

Clube do Manoel ASJ

Com isso, formaram o “Clube do Manoel ASJ” e há pouco mais de um mês eles vêm postando desenhos, letterings, vídeos, caricaturas, biografia, obras e muitas outras coisas relacionadas ao nosso poeta amado.

O professor Lucas Ipólito quando recebeu a proposta de ministrar esta disciplina, a única certeza que ele tinha em mente era de que não faria mural biográfico com fotos, não levaria os alunos a lerem um livro de Manoel de Barros por obrigação, “mas, queria formar um grupo onde os alunos pudessem fazer parte dele e também sentissem vontade e gosto ao buscar da biografia, das obras e de outros materiais que temos neste mundo sobre Manoel”, enfatiza.

Os estudantes Kennedy da Silva Constantino e João Vitor Martins dos Santos, do 2º ano do Ensino Médio afirmam que ter escolhido esta disciplina e participar do clube foi uma das suas melhores decisões, pois os ajudaram a romper as barreiras da timidez e os têm levado a verem com outros olhos sobre o ato de falar em e com o público.

Já a aluna Larissa Corrêa Rocha de Oliveira, do 2º ano do Ensino Médio, ressalta o fato de que vê com bons olhos a forma como esta disciplina vem sendo trabalhada e avaliada, “afinal, as metodologias que são mais agradáveis e eficazes. Percebemos que a substituição das avaliações tradicionais por avaliações atuais e mais dinâmicas (produção de material para o Instagram) tem sido mais instigante e atraente para a aprendizagem”, relata Larissa.

“A turma do “Clube do Manoel ASJ” pontua em voz uníssona que cursar esta e outras disciplinas itinerárias tem sido fantástico, pois cada dia é superado os desafios e trabalhos que lhes são propostos”, relata diretora Rosana Cristina Ferreira Soares.

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana