TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Fluminense recebe o Cuiabá em Maracanã lotado
Flamengo bate São Paulo fora de casa e dorme no 3º lugar do Brasileiro
Líder Cruzeiro faz 2 a 0 no Tombense e abre larga vantagem na Série B
Botafogo sai na frente mas cede a empate do Ceará no Brasileirão
Isaquias Queiroz é campeão mundial no C1 500 metros no Canadá
Calderano derrota francês e conquista o WTT Contender da Tunísia
Ex-jogador do Corinthians é novo reforço do Cuiabá
Corinthians faz último treino antes de visita ao Avaí; veja entrevista coletiva de Fausto Vera
Grêmio vence o Guarani, soma mais 3 pontos e sobe na tabela
Sob jejum de vitórias no Brasileiro, São Paulo encara Flamengo em casa
Grêmio bate Guarani para assumir vice-liderança da Série B
Almir Sater faz show gratuito em comemoração ao aniversário da capital
CESP pretende atrair pesquisadores para a Reserva Cisalpina
Um bando de loucos invade o Shopping Três Lagoas
Brasil alcança final do Sul-Americano de basquete feminino
Morre aos 84 anos o humorista e escritor Jô Soares
Três Lagoas fecha Jogos Escolares com ouro, prata e equipes classificadas para a Copa dos Campeões
Isaquias se classifica para 2ª final no Mundial de Canoagem no Canadá
Flamengo realiza última treino antes da partida contra o São Paulo, pelo Brasileirão
Rony treina integralmente na academia de futebol do Palmeiras
Flu chega a 50 jogos na temporada e 2022 já é o ano com mais vitórias desde 2012
FESTA DO FOLCLORE – Confira a programação da 32ª Edição e os artistas locais que irão se apresentar
Agentes de trânsito concluem curso – Nivelamento Básico de Moto Patrulhamento, ministrado pela PMMS
Balneário Municipal terá materiais esportivos para uso dos frequentadores e turistas
Coluna – No futebol adaptado, Brasil também é potência entre amputados
Três Lagoas registra os dois primeiros casos suspeitos de Varíola Monkeypox
Sabe qual presente comprar para o Dia dos Pais? Confira a pesquisa de preços realizada pelo PROCON de Três Lagoas
Campanha “Agosto Lilás” orientou 146 mulheres na primeira semana de ações
Saiba como emitir o cartão para vaga especial de estacionamento em Três Lagoas
São Paulo acerta a contratação de Nahuel Bustos
Next
Prev

Suzano

Suzano apoia projetos sociais de geração de renda para mulheres em Água Clara e Três Lagoas

Publicado

Desenvolvidos pela Banda Marcial e Missão Salesiana, iniciativas “Mão na Massa” e “Mulheres Arteiras” irão qualificar 60 pessoas para atuarem nos setores de panificação e costura

 

Com o objetivo de reduzir desigualdades sociais e promover o empoderamento feminino, a Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, está apoiando a qualificação profissional de 60 pessoas, sendo 59 delas mulheres, para atuarem em setores como de panificação e costura. Os projetos “Mão na Massa” e “Mulheres Arteiras” são desenvolvidos pelas instituições Associação Guarda Mirim e Banda Marcial Cristo Rei, de Água Clara, e Missão Salesiana de Três Lagoas, respectivamente, e visam, com o apoio da companhia, fomentar a geração de renda complementar para famílias em situação de vulnerabilidade social.

“Esses projetos atendem a um dos nossos principais direcionadores, que diz que ‘Só é bom para nós, se for bom para o mundo’. Ao promover a qualificação profissional, principalmente do público feminino, estamos contribuindo diretamente para a redução de desigualdades social e de gênero. Estas ações fazem parte do compromisso público da Suzano e estão previstas nas metas de longo prazo da companhia, anunciadas no ano passado. Entre elas, está a de mitigar o problema de distribuição de renda e retirar 200 mil pessoas da linha de pobreza nas áreas de atuação da companhia até 2030”, destaca Israel Batista Gabriel, coordenador de Desenvolvimento Social da Suzano.

Mão na Massa

Em Água Clara, o projeto foi iniciado em 17 de setembro. Com o apoio da administração municipal, o “Mão na Massa” é voltado para as famílias de integrantes Associação Guarda Mirim e Banda Marcial Cristo Rei e visa qualificar 30 pessoas, a grande maioria mulheres, para o preparo de pães, salgados, roscas, entre outros. O objetivo é que, após o curso, as participantes possam preparar os produtos para comercialização e, assim, incrementar a renda familiar.

Expectativa esta que começou a virar realidade para Lúcia Keiko Ivase, de 55 anos. Moradora de Água Clara, ela trabalhou a vida toda na área de serviços gerais, limpeza e faxina, mas estava desempregada e viu no projeto uma chance de ingressar em um novo mercado. “O objetivo do curso é nos dar uma oportunidade de geração de renda. Estava desempregada e agora tenho uma nova profissão. Trabalho com todos os tipos de massa. Já fiz pão e uma variedade imensa de salgadinhos. As encomendas já começaram a chegar e, com o fim da pandemia, os eventos vão voltar a acontecer”, avalia. Hoje, ela já atende a encomendas para a família, amigos mais próximos e para a vizinhança.

Mulheres Arteiras

Já em Três Lagoas, o projeto “Mulheres Arteiras, da Missão Salesiana, visa, além de proporcionar um incremento na renda familiar, fomentar a inserção dessas mulheres no mercado de trabalho ao atender uma demanda reprimida por mão de obra qualificada no setor de têxtil e de confecção. A iniciativa teve início no dia 20 de setembro e terá duração de três meses, com a participação de 30 mulheres. Nesse período, as participantes terão aulas sobre artesanato e costura.

Para Graucia Coelho de Moraes, 44 anos, o curso trará a oportunidade de complementar a renda sem precisar sair de casa, e de perto das filhas de 6 e 8 anos. “Estou gostando bastante. Já trabalho na área e busco me especializar, me qualificar enquanto estou em casa, acompanhando o desenvolvimento delas. Muitas mulheres do curso também estão vendo como uma oportunidade boa para conseguir um emprego, uma vez que existe uma carência no mercado neste setor”, completa.

Além da parte teórica dos cursos, os projetos também abordam temas como empoderamento feminino, independência financeira, prevenção à violência doméstica e autoestima. No dia 24 do mês passado, profissionais da Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) ministraram uma palestra com foco no Setembro Amarelo, mês de conscientização sobre suicídios. Outros temas importantes também estão sendo abordados, como educação ambiental, reutilização de materiais, reciclagem e melhoria da alimentação para aumentar a qualidade de vida.

Comentários Facebook

Suzano

Suzano abre vagas de condutora de veículo florestal exclusivas para mulheres em Brasilândia e Três Lagoas/MS

Publicado

As inscrições podem ser feitas por todas as mulheres interessadas, sem distinção de idade, cor, origem ou orientação sexual

 

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, está com duas vagas abertas exclusivas para mulheres para a função de Condutora de Veículo Florestal I, em Brasilândia e Três Lagoas (MS). O processo seletivo está aberto na Plataforma de Oportunidades da empresa (https://jobs.kenoby.com/Suzano) e vem ao encontro do compromisso da companhia em promover a diversidade e equidade de gênero no mercado de trabalho.

As inscrições podem ser feitas por todas as mulheres interessadas, sem distinção de idade, cor, origem ou orientação sexual, desde que atenderam a alguns pré-requisitos: ter Ensino Médio completo – a formação técnica será considerada um diferencial -; experiência básica em condução de veículos articulados; conhecimento em avaliação de condições de estradas; conhecimento em planejamento e programação de transporte florestal; Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria “E” e residir no município de  Três Lagoas ou Brasilândia. As inscrições seguem abertas até 8 de agosto e devem ser feitas pela página: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/condutora-veiculo-florestal-i/62e2ef93ac36d750bd14edb6?utm_source=website

De acordo com Angela Aparecida dos Santos, gerente Executiva de Gente e Gestão da Suzano em Mato Grosso do Sul, a iniciativa de abrir vagas exclusivas para o público feminino tem como objetivo atrair o interesse das mulheres pelo setor florestal e, com isso, colaborar para a formação de um mercado de trabalho mais igualitário. “Hoje, todas as nossas vagas são abertas para todas as pessoas, sem distinção de gênero, idade, cor, origem, deficiência ou orientação sexual. Porém, percebemos que o número de candidatas pode ser ainda maior. Com esta ação, pretendemos atrair cada vez mais mulheres e fortalecer a nossa política de promoção da diversidade em nossas unidades”, destaca Santos.

Com 14 anos de experiência como motorista, Suzamara Neubert, 34 anos, foi uma das mulheres que apostou na carreira de condutora de veículos florestais na Suzano. O impulso necessário veio de uma colega de trabalho. “Na época, uma colega de trabalho atuava como condutora de caminhão enquanto eu estava no trator. Essa motorista foi uma inspiração para mim e outras colegas. Foi quando tomei coragem, tirei minha CNH na categoria E. Logo após, já estava contratada pela empresa como condutora de caminhão na Suzano”, recorda.  Atualmente, há 19 mulheres atuando na função de condutora de veículos florestais na Unidade de Três Lagoas.

Para Suzamara, assim como ocorreu com ela, a representatividade feminina em ocupações até então predominantemente masculinas colabora com a quebra de estigmas e estimula outras mulheres a buscarem qualificação. “Elas veem que basta ter coragem, correr atrás e se qualificar. Tento alguém para nos apoiar, como ocorre na Suzano, a gente vai longe. É muito tranquilo. Para as mulheres que gostam [deste setor], não tem dificuldade nenhuma. É só buscar!”, reforça a condutora de hexatrem.

Outras oportunidades

Mais detalhes sobre o processo seletivo, assim como os benefícios oferecidos pela empresa, estão disponíveis na Plataforma de Oportunidades da Suzano (https://jobs.kenoby.com/Suzano).  Na página, candidatas também poderão acessar todas as vagas abertas no Estado e em outras unidades da Suzano no País, além de se cadastrar no Banco de Talentos da empresa.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Suzano

Suzano vende 3 milhões de toneladas de celulose e papéis no segundo trimestre de 2022

Publicado

Com demanda positiva e maior volume de vendas, receita líquida atingiu R$ 11,5 bilhões no período

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, comercializou 3 milhões de toneladas de celulose e diferentes tipos de papéis ao longo do segundo trimestre de 2022. O volume representa um acréscimo de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.

Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a Suzano comercializou entre abril e junho um total 2,7 milhões de toneladas de celulose, matéria-prima utilizada na fabricação de papéis sanitários, embalagens, fraldas, máscaras e papéis de imprimir e escrever em geral, entre outros produtos essenciais para o dia a dia das pessoas. No segmento de papéis, com destaque para os produtos de imprimir e escrever, papelcartão e outros tipos de papéis especiais, as vendas somaram 324 mil toneladas.

O maior volume de vendas, influenciado pela demanda favorável, contribuiu para que a receita líquida trimestral da Suzano totalizasse R$ 11,5 bilhões, alta de 17% em relação ao mesmo período de 2021. Já a geração de caixa operacional somou R$ 5,1 bilhões entre abril e junho, com leve oscilação positiva de 2%.

“Os fortes resultados do segundo trimestre decorrem não apenas da alta de preços e da demanda positiva do mercado, mas também dos esforços das equipes da Suzano em todas as frentes de atuação para ampliar ainda mais nossa excelência operacional. A solidez financeira e o consistente desempenho operacional têm nos permitido ampliar nossa capacidade de gerar e compartilhar valor com nossos stakeholders”, afirma o presidente da Suzano, Walter Schalka.

Investimentos

A companhia ampliará de R$ 13,6 bilhões para R$ 16,1 bilhões o valor a ser investido ao longo de 2022. Deste total, R$ 7,3 bilhões permanecem sendo destinados ao Projeto Cerrado, que já atingiu 21% de seu progresso físico e avança conforme planejado. A fábrica de celulose em construção no município de Ribas do Rio Pardo (MS) demandará R$ 19,3 bilhões em investimentos acumulados até 2024. No pico das obras, serão gerados 10 mil postos de trabalho na região.

O ritmo de investimentos segue adequado à disciplina financeira da Suzano e alinhado com o objetivo da companhia de compartilhar valor com todos os stakeholders.

No decorrer dos últimos meses, a Suzano anunciou importantes investimentos e iniciativas, incluindo a constituição da Suzano Ventures, corporate venture capital para intensificar o investimento da empresa em startups no Brasil e no exterior; a intenção de construir uma nova fábrica de bens de consumo no Espírito Santo; duas transações de aquisição de ativos que irão aumentar a competitividade estrutural de madeira, principal matéria-prima na produção de bioprodutos; o pagamento de dividendos; e novos programas de recompra de ações.

Na frente social, a Suzano pretende dobrar o número de pessoas beneficiadas em 2022, alcançando cerca de 50 mil beneficiários por meio de seus projetos sociais. Na agenda ambiental, entre as muitas iniciativas em curso, destaque para um dos maiores esforços de restauração do país, com 35 mil hectares de áreas em restauração e o compromisso de conectar meio milhão de hectares de fragmentos florestais até 2030. Iniciativas sociais e ambientais da Suzano foram detalhadas durante o 2º ESG Call da companhia, realizado com o objetivo de ampliar a transparência e engajamento com partes interessadas sobre temas materiais relacionados ao negócio.

Sobre a Suzano

A Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana