TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
IPTU – Departamento de Administração Tributária de TL informa população sobre vencimento de parcela e isenção
Polícia Militar prende três pessoas por dirigirem embriagadas em Aquidauana
Polícia Militar no Vale do Ivinhema aborda mais de 800 pessoas, cumpre mandados de prisões e conduz 18 pessoas para a delegacia em ações do final de semana
Neste final de semana, Polícia Militar prende 5 pessoas por tráfico de drogas na região do 7º BPM
Polícia Militar de Fatima do Sul prende motociclista por direção perigosa de veículo na via publica.
Em Fatima do Sul, Polícia Militar prende autor de violência doméstica.
Publicados editais relacionados à Seleção de profissionais para Residências Inclusivas do SUAS
Funtrab/MS oferta quase 2 mil vagas nesta segunda-feira
Editais relacionados à seleção de Gestor de Atividades Educacionais são publicados
Combate ao coronavírus: Crianças falam de esperança na 8ª edição do informativo
Associação dos Agentes Ambientais do Taquari pode ser declarada de utilidade pública
Após denúncias, Polícia Militar prende dois homens por furto de combustível em Batayporã
DE OLHO NO CORONAVÍRUS – Auxílio da Polícia Militar é solicitado em razão de 2 grandes aglomerações em conveniências de Três Lagoas
Suavidade da MPB e música erudita envolvem o público no Som da Concha deste domingo
Edenilson marca nos acréscimos e Inter vence o Fortaleza no Beira-Rio
PALMEIRAS supera a Chape fora de casa.
Casal que seguia para São Paulo com mais de 60 quilos de maconha foi preso pelo DOF durante a Operação Hórus
Polícia Militar prende jovem por descumprimento de medida protetiva e ameaça contra a ex-mulher em Bataguassu.
PRF apreende 23 Kg de cloridrato de cocaína em Nova Alvorada do Sul (MS)
Mato Grosso do Sul recebe mais 277.330 doses de vacina contra a Covid-19
Líder vence no Mineirão
Com gols de Rigoni e Luciano, Tricolor vence o Atlético-GO pelo Brasileirão
Na estreia de Wiliam, timão empata em cada contra America-Mg
Série A: Ceará batalha pela vitória, mas fica no empate sem gols com o Santos
Flamengo é derrotado pelo Grêmio por 1 a 0, no Maracanã, na 21ª rodada do Brasileirão
Polícia Militar prende autor de Furto em supermercado de Três Lagoas.
Setembro Amarelo: Vida Saudável fala sobre prevenção ao suicídio
Previsão do Tempo: Semana será de altas temperaturas e baixa umidade relativa do ar
OCOP – Polícia Militar zera fila de atendimento 190 e finaliza operação desarticulando festa clandestina com mais de 2mil pessoas na madrugada desse domingo em Dourados
Núcleo de Pesquisa em Quadrinhos da UEMS é finalista no ‘Oscar’ das HQs
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

UEMS/Dourados pesquisa concreto permeável em Projeto de Iniciação Científica

Publicado


A Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS) – Unidade Universitária de Dourados tem desenvolvido diversas pesquisas alinhadas às soluções de destinação de materiais com foco na sustentabilidade, seja na área agrícola ou na área de infraestruturas, com o reaproveitamento de resíduos da construção civil. Projetos desenvolvidos pelo Centro já foram premiados em nível regional, com o Troféu Marco Verde, concedido pelo IMAM/Dourados, em 2018; e em nível nacional, com a premiação na 9ª Edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável, em 2017.

Não é de hoje que o Centro de Pesquisas em Materiais (CEPEMAT) da UEMS de Dourados realiza estudos para reaproveitamento de materiais de diversas origens, alavancando metodologias tecnológicas que garantam a produção de produtos experimentais sob o conceito da chamada “infraestrutura sustentável”. Nessa linha de pesquisa, um projeto de Iniciação Científica da acadêmica Jéssica Jaques de Souza, do 4º curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, sob orientação do prof. Me. João Victor Maciel de Andrade Silva, tem ganhado destaque ao se debruçar sobre técnicas de produção e aprimoramento de concreto poroso – ou “concreto permeável”, termo técnico mais utilizado.

O trabalho vem sendo desenvolvido desde 2020, sob o título “Substituição Parcial de Agregados por Resíduos de Construção e Demolição na Produção de Concreto Permeável”. Desse modo, a importância da pesquisa configura-se frente ao fato de que, nas grandes cidades, o problema da deficiência de planejamento aliado ao crescimento desordenado de expansão urbana, além de comprometer a saúde e o meio ambiente, se configura como ameaça aos recursos hídricos, ao solo e à vegetação.

Sob tal perspectiva, o tradicional sistema de drenagem, presente na maior parte das regiões urbanas no Brasil, ocasiona determinados resultados como enchentes e alagamentos, resultantes, por sua vez, de vazões de pico e uma redução no tempo de escoamento. Os noticiários durante as chuvas de verão, se tornaram recorrentes na memória de grande parte da população, materializando prejuízos de ordem estrutural, financeira e até de vidas humanas.

“Estamos desenvolvendo esse projeto há pouco mais de um ano e a ideia principal é produzirmos um concreto que tenha espaços vazios em sua parte interna. Estes espaços permitem a percolação da água dentro do concreto. Dessa maneira, conseguimos utilizar um material resistente e que garante que a água se infiltre no solo, sem que isso cause qualquer impacto no sistema público de coleta e transporte de águas pluviais. A aplicabilidade, por exemplo, pode ser desde praças, a trechos de calçada onde transitam pessoas e automóveis”, explica o docente e pesquisador da UEMS. De acordo com João Victor, o mote da pesquisa é a sustentabilidade, sendo que este tipo de abordagem é trabalhado em outros países, o trabalho da UEMS pioneiro no Estado de Mato Grosso do Sul.

“Precisamos encontrar solução para as regiões de alta concentração urbana. Sendo assim, esta pesquisa tem um forte viés ecológico e sustentável, sobretudo com o reaproveitamento de materiais de construções, uma etapa mais à frente deste estudo, materiais produzidos com sobras da construção civil. São duas frentes: garantir o aumento da percolação da água em vias públicas e reaproveitar o descarte de obras urbanas”, orienta o pesquisador do CEPEMAT. É uma solução prática e efetiva para amenizar e até mesmo extinguir riscos de alagamentos.

O promissor projeto de Iniciação Científica, trabalhado nos laboratórios do CEPEMAT reflete a importância da política de incentivo da Universidade, por meio do Programa Institucional de Iniciação Científica (PIBIC) da UEMS, que oferta bolsas aos acadêmicos e acadêmicas da instituição. Os editais PIBIC são administrados e gerenciados pela Pró-reitoria de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação (PROPPI) e recebem propostas de professores e discentes que desejam participar. Os processos são desenvolvidos em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

Um pouco sobre Teoria das Estruturas

No curso de Engenharia Ambiental e Sanitária, a disciplina de Teoria das Estruturas é obrigatória e visa fornecer ao estudante conhecimentos básicos dos princípios energéticos que regem o comportamento de estruturas e seus elementos, submetidos às solicitações usuais. A acadêmica autora do projeto de IC informa que teve contato com o tema em 2018 e logo começou a tomar contato com o conceito de concreto permeável, por meio do orientador.  “Me interessei muito pelo assunto e, inclusive antecipei disciplinas para buscar compreender melhor a dinâmica. Assim, estudei conceitos da mistura que forma o concreto e das influências de seus componentes, como a brita, areia e o aspecto geral da matriz cimentícia”, detalha a acadêmica da UEMS.

De acordo com ela, a pandemia impactou o desenvolvimento do projeto de iniciação científica e atrasou etapas. “Tivemos receio. Se conseguiríamos finalizar o projeto de pesquisa, tanto que o resíduo de construção civil (denominado RCD) era para constar nesse primeiro projeto, porém, com as limitações da pandemia tivemos que substituir este item pela brita. Com a continuidade dessa pesquisa, via o projeto subsequente de IC, denominado “Análise da Influência da Utilização de Agregados Reciclados em Concretos Permeáveis”, poderemos testar a resistência de produtos desenvolvidos com restos de descarte de obras urbanas”, explica Jéssica. De acordo com ela, a alta permeabilidade dos tijolos porosos, desenvolvidos com brita no primeiro projeto apresentou uma resistência que será fortalecida nas análises vinculadas a este segundo projeto.

Vários instrumentos são utilizados nos testes dos materiais

É preciso testar e aprimorar a resistência

“A importância dos testes de resistência é fundamental para prosseguirmos com a pesquisa, é preciso equipamentos para a realização de experimentações mecânicas mediante aplicação de peso sobre os materiais desenvolvidos no laboratório a fim de determinar suas respectivas resistências. Atualmente, temos uma demanda por um aparelho denominado Máquina Universal de Ensaio de Resistência (MUER), uma prensa hidráulica de altíssima pressão, e esperamos que, dentro em breve, esse material esteja disponível em nosso Laboratório. Além destes testes vinculados às experimentações de ordem científica, um item como a MUER irá conferir à UEMS a possibilidade parcerias público-privadas para atendimento de construtoras e demais empresas do setor de construção e infraestrutura da região”, pondera o docente João Victor.

A reutilização de materiais para elaboração de itens como concreto, lajotas e demais produtos correlatos tem sido foco dos trabalhos do CEPEMAT nos últimos anos. Uma diversidade de itens já foi testada considerando a sustentabilidade por meio do reaproveitamento de resíduos de descarte. De garrafas plásticas “pet” aos restos de bagaço de cana-de-açúcar. De lixo eletrônico, composto por peças descartadas de computadores a garrafas de vidro longneck. O próximo tem que entrará na mira de nossos pesquisadores serão as bitucas de cigarro. Qual seria a resistência destes itens?

O CEPEMAT

O CEPEMAT está localizado na Unidade Universitária da UEMS de Dourados. É um Centro de Ensino, Pesquisa e Extensão, constituído conforme legislações vigentes específicas dos Centros de Ensino, Pesquisa e Extensão (CEPEX) da Universidade. O Centro tem por objetivo promover o desenvolvimento e a promoção de atividades de Ensino, Pesquisa e Extensão, bem como ações de Assessoria e Consultoria para o fortalecimento e cooperação entre a UEMS e outras instituições públicas e privadas.

O CEPEMAT atua nas linhas de pesquisa vinculadas ao estudo, desenvolvimento, caracterização e reciclagem de materiais. De acordo com o prof. Dr. Aguinaldo Lenine, o CEPEMAT cumpre um papel importante voltado à reutilização de materiais, com professores que estudam . “Dentro das pesquisas com uso de resíduos, já tivemos experimentações para reutilização de descarte de seringas, de garrafas Pet e de cinzas do bagaço de cana na produção de concreto. Não se trata simplesmente de substituir, jogar estes resíduos junto ao concreto. Os testes e pesquisas mostram que há viabilidade de serem realmente aproveitados, assim, ao invés destes materiais irem para o lixo, está provado que podem ser reutilizados”, explicou o docente da UEMS.

Atualmente, o CEPEMAT é formado por um grupo de sete professores pesquisadores e de uma técnica que atua no suporte administrativo. A coordenação do Centro é exercida pelo prof. Dr. Dalton Pedroso de Queiroz. Para mais informações, acessar o link da página do CEPEMAT, disponível AQUI

Fachada do CEPEMAT, localizado na UEMS de Dourados

Anexos:

Comunicação UEMS

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Publicados editais relacionados à Seleção de profissionais para Residências Inclusivas do SUAS

Publicado

por


Foram publicados na edição desta segunda-feira (20) do Diário Oficial do Estado, editais relacionados ao Processo Seletivo para contratação de profissionais para as Residências Inclusivas do Sistema Único da Assistência Social (Suas) em Dourados e Três Lagoas. O primeiro dos editais publicados, é referente aos resultados dos recursos interpostos pelos candidatos. Além do número da inscrição e nome do candidato, também estão listados na publicação a função, o resultado do recurso e a justificativa.

A relação dos candidatos que tiveram suas solicitações de inscrição indeferidas foi publicada por meio do anexo II do edital e traz a fundamentação do indeferimento. Se somam às publicações, o resultado final das etapas I e II do Processo Seletivo Simplificado, contendo a classificação dos candidatos aprovados, por função, e estabelecida a partir da somatória dos pontos obtidos na Avaliação Curricular, em ordem decrescente de pontuação e em ordem crescente de classificação.

Já o edital de homologação do Processo Seletivo estabelece como prazo de validade do certame o período de um ano, a contar da data de publicação do presente edital, podendo ser prorrogado por igual período.

Por fim, o edital de convocação dos candidatos para apresentação de documentos e comprovação de requisitos para contratação, estabelece o dia 23 de setembro como data para apresentação dos selecionados para a Residência Inclusiva do município de Dourados. Os candidatos devem se apresentar das 08h às 11h e das 12h às 17h, na Funtrab/Casa do Trabalhador, localizada na rua Rahel Bom Faker, 5470, Jardim Europa. Já os candidatos selecionados para o município de Três Lagoas, também devem se apresentar no dia 23 de setembro das 8h às 11h e das 12h às 17h, na Rua Professor Antoniel Cardoso da Cunha, 489, bairro Colinos.

Elaine Paes, SAD

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Funtrab/MS oferta quase 2 mil vagas nesta segunda-feira

Publicado

por


Nesta segunda-feira, dia 20 de setembri, a Funtrab/MS está com 1.987 vagas disponíveis, divididas entre a capital e municípios do interior.

Em Campo Grande são 704 ocupações. Só para vendedor pracista são 66 vagas disponíveis, 46 vagas são para pedreiro, 12 para repositor de mercadorias, 30 para motorista carreteiro e 10 para farmacêutico.

Também há vagas em Guia Lopes da Laguna (13), Batayporã (13), Coxim (11), Maracaju (11), Bataguassu (10), Jardim (10), Aparecida do Taboado (6), Corumbá (6), Nova Andradina (5), Rio Verde de Mato Grosso (5), Ribas do Rio Pardo (4) e Paranaíba (3).

A Funtrab disponibiliza para os trabalhadores na Capital, Dourados, Corumbá, Naviraí, Chapadão do Sul, Maracaju, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Sidrolândia, Três Lagoas, o agendamento de atendimento por meio do aplicativo “MS Contrata+”. A ferramenta permite que o trabalhador agende dia e hora para ser atendido, sem a necessidade de ficar na fila para retirar senha.

Katiuscia Fernandes – Subcom

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana