Três Lagoas-MS

  Últimas
Meia-atacante brasileiro Willian pode trocar Chelsea por Arsenal
Detran-MS suspende atendimento do Fácil Aero Rancho por sete dias por caso de Covid-19
Polícia Militar apreende um revólver, 78 munições e quase nove mil reais, em espécie, durante abordagem veicular em Caracol
Combate à violência contra mulher é tema do programa Vida Saudável da Rádio ALEMS
SES inaugura hospital de campanha e ativa mais 10 leitos de UTI-Covid no Regional de Ponta Porã
Bazé chama atenção para casos de Covid e pleiteia pavimentação
Agosto Lilás: ALEMS apoia campanha e aprova projetos para defesa da mulher
Policiais Militares recuperam veículo de luxo furtado no Estado de São Paulo
PRF prende passageira de ônibus com 2 Kg de cocaína em Rio Brilhante (MS)
PRF apreende 105,25 Kg de maconha e skunk em Ponta Porã (MS)
Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua laticínio em R$ 6,3 mil por lançamentos de efluentes no solo sem tratamento
Operação Hórus – Polícia Militar apreende mercadoria descaminhada
Zona Azul ficará inoperante até 12h de hoje devido furto na empresa Central Park
Liga dos Campeões da Europa retorna com jeito de Copa do Mundo
Procuradoria-Geral do Estado participa de live da OAB/MS
Simpósio de educação patrimonial aborda os bens arquitetônicos de MS
Curso aborda aspectos fisiológicos aplicados à criança e ao adolescente na prática esportiva
Projetos selecionados da Sejusp recebem recursos da Justiça Federal
Agesul anuncia reconstrução emergencial de ponte queimada na MS-228
Protetores faciais garantem mais proteção a servidores do semiaberto de Três Lagoas
Com investimento de R$ 25 milhões, duplicação da MS-156 começa nas próximas semanas
Programa UEMS Acolhe oferece novo curso on-line para migrantes internacionais
Meteorologia prevê bastante sol para o fim de semana de dia dos pais
Drive thru da Capital dobra capacidade e faz 258 testes diários de Covid a partir desta sexta-feira
Água Clara chega a 37 positivos com Coronavírus
Morte de duas pessoas bastante conhecidas em Água Clara
Polícia Militar age rápido e recupera motocicleta furtada poucas horas depois em Coxim
Fórmula E: português vence de novo e Di Grassi assume vice-liderança
Quinze veículos foram apreendidos pelo DOF com produtos ilegais avaliados em dois milhões de reais durante a Operação Hórus
Conmebol aprova protocolo de saúde para Libertadores e Sul-Americana
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Registros por excesso de velocidade caem e Detran-MS resgata depoimento de tragédia no trânsito

Publicado


.

Campo Grande (MS) – Uma das principais causas de acidentes graves no trânsito, o número de infrações cometidas por excesso de velocidade caiu 24,8% no primeiro semestre deste ano comparado com 2019 em Mato Grosso do Sul. Segundo dados do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), enquanto no ano passado foram registradas 202.076 infrações, este ano o número é de 151.896. Essa queda pode ser resultado de dias de lockdown, vividos em função da pandemia do Novo Coronavírus (Covid-19), mas independente disso, já representa uma situação positiva para o trânsito de Mato Grosso do Sul com relação ao número de vítimas, feridos ou mortos em acidentes.

“Ela estava trabalhando, fazia faculdade, era líder de célula na igreja dela, isso tudo foi interrompido. Hoje ela não tem condições de trabalhar, frequentar uma faculdade, embora o cognitivo funcione muito bem, não tem mais condições de coordenação motora, não consegue se quer direcionar a cadeira de rodas sozinha. Criou-se uma dependência com relação à família, muito séria. Ela é dependente de nós para praticamente tudo”.

O relato cheio de emoção é de alguém que vivenciou, como autoridade e como vítima, o trânsito com todos os seus benefícios e adversidades. Agente, hoje aposentado, da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Valter Favaro, conta a história da filha Rayssa Favaro, que teve sua rotina modificada após ter a coordenação motora limitada por conta de um acidente de trânsito.

“A Rayssa, no dia 21 de abril de 2009, vinha vindo para casa depois de ter passado a noite na casa de amigos, por volta das 6h da manhã. Ela teve o carro colido na lateral por outro veículo. A perícia apontou a velocidade de 40 km/h no carro da Rayssa e 104 km/h no outro carro. Só o fator velocidade já é causador de danos graves”, relatou Favaro. “Eu pedia a ela que nunca viesse na madrugada, tipo três ou quatro da manhã. Sempre pedia que esperasse clarear o dia e eu tenho isso na minha alma. Talvez se eu não tivesse dito isso pra minha filha ela teria vindo em outro horário”, ponderou.

Onze anos se passaram. O crime, segundo Favaro, prescreveu e o condutor do outro carro, à época com 18 anos, não foi a julgamento.

O acidente

“Quem me deu a notícia foi minha irmã, que é delegada de polícia civil. O delegado que estava no local, de posse da carteira de habilitação da Rayssa, ligou para minha irmã perguntando o que era dela e coincidentemente, a Rayssa é sobrinha e afilhada dessa minha irmã, que teve o desprazer da primeira notícia.

Ela me ligou e disse: a Rayssa sofreu um acidente muito grave na Mato Grosso com a Bahia. Prepare-se para o pior! Foi exatamente o que ela disse: Vá para o local, mas vá preparado!”

O pai, que ainda hoje se emociona ao lembrar o ocorrido, lembra que o pior foi encontrar a filha no hospital, em coma profundo. “É um momento muito difícil”, lembrou.

O causador do acidente havia passado a noite em uma festa, estava em alta velocidade e não tinha carteira de habilitação.

“É muito difícil eu não desejo isso pra ninguém, nem mesmo para a família do rapaz. É muito difícil passar pelo que nós passamos. Hoje estamos mais acostumados com essa ideia, embora não deixemos de lutar para que ela volte a andar e ter suas atividades. Mas a gente sabe que a pancada foi forte e as limitações são grandes. Mas Deus é mais, ele pode dizer que sim ou não. No mais, é contar com a graça de Deus no sentido de nos dar ânimo para que possamos continuar lutando. A dificuldade do acidente é que ele envolve toda uma história de vida. Por isso que eu digo, todo cuidado na direção veicular é pouco. A velocidade não te dá tempo de reação. Um conselho: Primeiro, não beba e dirija! Segundo, não corra dentro da cidade, diminua sua velocidade, saia mais cedo, não tente tirar o atraso no acelerador do seu veículo”.

Vivianne Nunes, Detran/MS
Fotos: Arquivo pessoal, Detran/MS

 

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Detran-MS suspende atendimento do Fácil Aero Rancho por sete dias por caso de Covid-19

Publicado

por


.

O Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul) suspendeu nesta sexta-feira (7) o atendimento na agência do Fácil Aero Rancho, em Campo Grande. A deliberação acontece depois que uma funcionária terceirizada testou positivo para o Novo Coronavírus (Covid-19) e é válida para os próximos sete dias. O mapa da pandemia em Campo Grande apresenta o bairro Aero Rancho com um dos locais de maior incidência da doença.

De acordo com o diretor-adjunto do Departamento, Valter Bortoletto, a decisão foi tomada como forma de prevenção contra a disseminação do vírus, que já tem um saldo de pouco mais de 29 mil infectados desde o início da pandemia apenas em Mato Grosso do Sul.

“Nós temos seguido à risca os protocolos de biossegurança das autoridades em saúde como forma de evitar a disseminação do vírus, mas sabemos que este é um momento delicado e por isso resolvemos fechar a agência por sete dias”, enfatizou o adjunto.

Para evitar aglomerações nas agências, o Detran-MS adotou o sistema de atendimento agendado e, para isso, o cliente precisa acessar o site www.detran.ms.gov.br. No site também está disponível o portal de serviços Meu Detran, que dispõe de vários serviços que podem ser executados de maneira rápida e fácil, sem que os clientes precisem procurar uma das agências.

Além do Detran-MS, o Fácil Aero Rancho também dispõe de agências do Banco do Brasil, Sejusp, Energisa, Águas Guariroba, Agehab e Cartório Eleitoral.

Essa semana foram fechadas agências em Sidrolândia e Itaquiraí.

Vivianne Nunes, Detran/MS

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

SES inaugura hospital de campanha e ativa mais 10 leitos de UTI-Covid no Regional de Ponta Porã

Publicado

por


.

Hospital Regional José de Simone Netto é referência para casos de Covid-19 para mais de 200 mil habitantes dos oito municípios da região sul-fronteira do Estado

 

A população de MS na região fronteiriça vai receber, nesta sexta-feira (07), mais 10 leitos de UTI – contando agora com 20 vagas – além de 40 leitos clínicos de enfermaria/observação para tratamentos de pacientes da Covid-19. A estrutura está montada no Hospital Regional de Ponta Porã Dr. José de Simone Netto, que ativa também um hospital de campanha para ampliar sua estrutura de atendimento.

A ativação é resultado de esforço do Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES) em parceria com o Instituto Acqua, entidade que administra o Hospital Regional de Ponta Porã.

“Estamos trabalhando e vamos continuar fazendo todos os esforços para que o cidadão sul-mato-grossense não fique sem atendimento por falta de leitos, sejam clínicos ou de UTI. Há uma mobilização de recursos financeiros e humanos extraordinária, mas para que isso aconteça é preciso a colaboração de todos, fazendo o isolamento social e seguindo as regras de prevenção e higiene”, saliente ao secretário Geraldo Resende.

Os leitos e o novo espaço serão ativados pelo secretário estadual de Saúde Geraldo Resende, prefeito Hélio Pellufo e o diretor-geral do hospital, Demetrius do Lago Pareja.

O Hospital

O Hospital Regional José de Simone Netto é referência para casos de Covid-19 para mais de 200 mil habitantes dos oito municípios da região sul-fronteira do Estado (Ponta Porã, Amambai, Antônio João, Aral Moreira, Coronel Sapucaia, Paranhos, Sete Quedas e Tacuru).

Instalado anexo à unidade, o Hospital de Campanha que está sendo ativado oficialmente nesta sexta-feira conta com 40 leitos clínicos de enfermaria/observação equipados com todo suporte de tratamento, inclusive oxigênio.

Mais 20 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) instalados no Hospital Regional se somam a essa estrutura. Até então, a unidade hospitalar mantinha apenas 10 leitos de UTI, mas agora ganhou outros 10, todos equipados com ventiladores mecânicos, desfibriladores, carrinhos de urgência, central de multiparâmetro e suporte avançado de vida.

Para atender adequadamente aos pacientes da Covid-19, o hospital de campanha conta com aproximadamente 150 profissionais entre médicos, enfermeiros, fisioterapeutas e equipe multiprofissional. A unidade está equipada com toda assistência multidisciplinar de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas intensivistas 24 horas por dia, equipamentos de EPI adequados e capacitação constante dos colaboradores.

O novo fluxo

A partir desta sexta-feira, os pacientes com sintomas respiratórios e suspeita de Covid-19 serão atendidos no acesso da Rua Jorge Roberto Salomão, ao lado da Clínica do Rim. As demais urgências e emergências retornam para o atendimento no Pronto Socorro e serão atendidas no acesso pela Rua Walter Avelino. O atendimento às gestantes e consultas ambulatoriais permanecem no acesso da Rua Baltazar Saldanha.

“Com a orientação e suporte da secretaria estadual de Saúde, disponibilizamos 40 leitos clínicos Covid no hospital de campanha. Os pacientes com sintomas respiratórios serão triados na carreta, e se houver necessidade de internação, serão utilizados os leitos respiratórios. As urgências e emergências de pacientes sem sintomas respiratórios voltam a ser atendidas no acesso ao Pronto Socorro”, explica o diretor-geral do hospital, Demetrius do Lago Pareja.

Ricardo Minella/SES, Camila Kaveski/Acqua

Foto: Thaís Gomez/Acqua

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana