Três Lagoas-MS

  Últimas
Três Lagoas tem 20 novos casos e registra mais 02 óbitos por COVID-19 neste domingo (27)
Vendaval que devastou Três Lagoas completa dez anos
Em Três Lagoas|Princípio de incêndio destrói oficina e assusta moradores
Rifa de programa sexual vira caso de polícia em cidade mineira
Começou a propaganda eleitoral
Polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil apreende armamentos em Costa Rica
André e George faturam 1ª etapa do Circuito Nacional de Vôlei de Praia
Atlético-GO e Botafogo empatam em 1 a 1 no estádio Olímpico
Após imbróglio judicial, Palmeiras e Flamengo empatam em 1 a 1
Em Brasilândia| PRF apreende 19,5 Kg de maconha
PRF apreende 60 mil maços de cigarros contrabandeados e recupera veículo em Eldorado (MS)
Após goleada em casa, Carlos Barbosa é vice-lider do grupo B da LNF
Após goleada em casa, Carlos Barbosa alcança vice-liderança da LNF
PRF apreende 15,8 Kg de cocaína em Três Lagoas (MS)
Flamengo e Palmeiras duelam após decisão do TST favorável à CBF
Vasco empata com Bragantino e entra, provisoriamente, no G4
Em Anastácio, Polícia Militar em ação conjunta com a Policia Civil, prende autor e recupera Veículo
Bottas ganhar GP da Rússia após punições afastarem Hamilton de recorde
Desembargadora mantém suspensão de jogo entre Flamengo e Palmeiras
Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS
Após êxito na Copa do Brasil, Botafogo e Atlético-GO duelam na Série A
Carlos Barbosa e Blumenau opõem experiência e juventude pela LNF
Com gastronomia típica, servidor representa Mato Grosso do Sul em feiras pelo Brasil
Autocine traz contação de histórias e lenda sobre a Vitória-régia nesse domingo
Primeiro domingo da primavera será de sol e calor em todas as áreas de Mato Grosso do Sul
UEMS será sede da XV Jornada Nacional de Linguística e Filologia em novembro
Governo do Estado dá início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
PRF apreende 105 Kg de cocaína em Camapuã (MS)
Em Japorã, Polícia Militar prende autor de violência doméstica
Em Naviraí, Polícia Militar apreende motocicleta adulterada
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Projetos selecionados da Sejusp recebem recursos da Justiça Federal

Publicado


.

Recursos são provenientes de valores arrecadados pela 3ª Vara Federal de Campo Grande

A 3ª Vara Federal de Campo Grande destinou R$ 1,48 milhão para a segurança pública, sendo R$ 552.872,81 para quatro projetos selecionados pela Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp). Os outros recursos são para a Superintendência da Polícia Federal e para o Presídio Federal.

O dinheiro é do Programa de Distribuição de Recursos, destinado ao financiamento de projetos de interesse público ou planos de aplicação desenvolvidos por órgãos públicos e entidades ou instituições públicas, sem fins lucrativos, com finalidade social ou dedicadas a atividades de caráter essencial à segurança pública, à educação ou à saúde. 

Em decisão favorável aos projetos selecionados da Sejusp, o juiz federal Bruno Cesar da Cunha Teixeira afirmou que todos os projetos se enquadram nos critérios. “Como sabido, o Estado de Mato Grosso do Sul possui uma extensa área de fronteira, exigindo do poder público um esforço conjunto no combate à criminalidade fronteiriça. Isso é facilmente notado nas ações em curso no Poder Judiciário federal, já que grande parte das prisões em flagrante são realizadas pelas polícias civis, militares e rodoviária”.

Antonio Carlos Videira, secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, declarou que os recursos destinados pela 3ª Vara Federal potencializam os investimentos do Estado e os trabalhos realizados principalmente na faixa e linha de fronteira. “A perícia também foi contemplada com softwares de última geração para acelerar a expedição de laudos periciais decorrentes das prisões realizadas nos últimos meses que aumentaram significativamente com as apreensões de drogas”.

Projetos selecionados

O Batalhão de Operações Especiais (Bope) está sendo contemplado com recursos para o reaparelhamento do Setor de Inteligência. O valor empenhado neste projeto é de R$ 96.364,72. Já o Batalhão da Polícia Militar Rodoviária contará com R$ 71.290,00 para a aquisição de material de informática. 

E a Coordenaria-Geral de Perícias foi contemplada em dois projetos. Um visa a modernização do Parque de Máquinas do Núcleo Pericial, avaliado em R$ 143.846,40. Já o outro é aquisição de equipamento de triagem computacional portáteis no valor de 241.371,69. 

Rodson Lima, Sejusp

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS

Publicado

por


.

A Secretaria de Saúde aposta no programa “Rastrear” que está sendo implantado nos 79 municípios do MS, para diminuir a taxa de contaminação (que está em 1,06) com monitoramento dos contatos de cada paciente testado positivo para o Covid 19. A iniciativa do Governo do Estado é pioneira no Brasil.

Dados do Boletim da SES, deste domingo (27), mostram que nas últimas 24 horas 13 pessoas não resistiram a Covid-19, em Mato Grosso do Sul, sendo seis (6) pacientes em Campo Grande, dois (2) em Miranda, e um (1) nas cidades de Aquidauana, Chapadão do Sul, Corumbá, Paranaíba, Ponta Porã e Três Lagoas. Média diária de 13/dia;
O número de novos casos diminuiu um pouco e está em + 258. As cidades mais afetadas continuam sendo Campo Grande com +144 casos; Três Lagoa + 31; Corumbá +25; Dourados +16 e Paranaíba +11. A taxa de contaminação é de 1,06.
A média de pacientes internados continua entre 450 e 550 pessoas. A capital registra 76% de ocupação, Corumbá 71%; Dourados 67%; Três Lagoas 68%. De acordo com a doutora Christiane Maymone, a ocupação dos leitos de UTI aumentou para 243.
No total, Mato Grosso do Sul registra 267.212 casos, sendo 195.001 descartados; 1,363 óbitos. De acordo com o último boletim, a capital tem um total de 29.974 mil casos registrados.

Veja boletim aqui.

Theresa Hilcar, Subcom
Foto: Edemir Rodrigues

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Com gastronomia típica, servidor representa Mato Grosso do Sul em feiras pelo Brasil

Publicado

por


.

Quando falamos em turismo, logo nos vem à cabeça viagens que já realizamos ou que ainda desejamos fazer em algum momento de nossa vida. E esse insight acontece porque é exatamente o conceito da palavra, definida pela Organização Mundial do Turismo (OMT): ‘deslocamento de pessoas para lugares diferentes em um período inferior a um ano e que não esteja vinculado à realização de trabalho ou alguma atividade econômica.’

É importante lembrar que a cada viagem que fazemos, adquirimos experiências sobre a cultura do local, conhecemos seus pontos turísticos e também provamos a sua gastronomia típica. Como hoje, dia 27 de setembro, comemoramos o Dia Mundial do Turismo, conversamos com um servidor icônico da Fundação de Turismo, que visita diversas cidades para divulgar o turismo de Mato Grosso do Sul.

Estamos falando do servidor Antônio Correia da Silva, mais conhecido como Baiano, que está há mais de 20 anos na Fundação de Turismo atuando como motorista, encarregado do depósito de material de divulgação das cidades turísticas do nosso Estado e o principal: como chef de cozinha, quando participa de feiras e congressos pelo Brasil.

“A gastronomia e o turismo são irmãos. Isso porque não se faz turismo sem desfrutar da gastronomia, portanto, são coisas que andam juntas. É cultural. Você vai conhecer um Estado, qual é o primeiro lugar que você vai? Você vai se alimentar e está conhecendo a gastronomia daquela região”, comentou.

Durante as apresentações nas feiras, Baiano prepara os principais pratos de Mato Grosso do Sul, como: sopa paraguaia, arroz de carreteiro e macarrão de comitiva. Mas ele revela que o carro chefe é o caldo de piranha.

“O prato típico que é do nosso Estado e que eu venho trabalhando há 37 anos é o caldo de piranha, porque na época ninguém trabalhava o caldo de piranha como gastronomia de algum estado específico”, recordou Baiano.

E quando ele diz que trabalhava com esse prato e outras comidas típicas há tanto tempo, não é exagero. Antes de iniciar a sua trajetória no serviço público e viajar para várias cidades para representar Mato Grosso do Sul, Baiano esteve à frente do seu próprio negócio por oito anos.

“Por muitos anos tive bar e restaurante chamado Recanto Bahiano, onde servia bolinho de bacalhau, frango à passarinho, camarão, carne de sol acebolada, caldo de piranha, canja de frango e caldo de costela com mandioca. Como já tinha todo esse conhecimento da gastronomia regional ficou mais fácil participar das feiras e congressos divulgando a cultura gastronômica do nosso Estado.”

O servidor conta que já teve a oportunidade de conhecer 22 capitais e dezenas de cidades com cerca de 50 a 500 mil habitantes e ainda relembra sobre a curiosidade que o seu apelido gera durante as degustações.

“O fato de ter um chef de cozinha com o apelido de Baiano no stand de MS sempre gera brincadeiras, que na realidade vira show e felicidades. O importante é que com o nosso trabalho, eu tive o privilégio de conhecer muitas cidades e ainda divulgar a nossa cultura gastronômica”.

Quando questionado sobre o que mais marcou na sua trajetória profissional, Baiano é categórico. “O privilégio de servir o caldo de piranha para presidentes, governadores, ministros, prefeitos, inclusive os nossos. Graças a Deus. Olha, é uma caminhada maravilhosa. Não posso reclamar”.

E ele ainda ressalta que “mesmo com mais de 30 anos de gastronomia, acredito que cozinhar é arte e paixão para um chef de cozinha e aprender não é problema. Cada dia é novo e representa uma nova experiência”, finaliza.

Ana Letícia Gaúna, SAD

Fotos: Divulgação

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana