TRÊS LAGOAS

Três Lagoas

Prefeitura de Três Lagoas oferece Equoterapia para usuários do SUS

Publicado em

A prefeitura de Três Lagoas, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), começou a ofertar, nesta semana, tratamento com equoterapia. A modalidade é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo como instrumento cinesioterapêutico.

O uso de cavalos como forma terapêutica é recomendado para pessoas com doenças neurológicas e tratamento de pessoas com transtornos de neurodesenvolvimento.

As atividades acontecem duas vezes por semana no Recinto de Exposições “Joaquim Marques de Souza”. A equipe responsável pelo serviço é composta por seis profissionais, sendo: dois fisioterapeutas, um psicólogo, um equitador e dois auxiliares/guias.

O TRATAMENTO

O fisioterapeuta Eduardo Conti explica que, primeiramente, é realizada a avaliação do paciente para verificar qual o grau cognitivo e neurológico e qual programa será indicado para a terapia.

Eduardo explicou que a “Equoterapia é dividida em quatro programas, que são realizados conforme a evolução das sessões. Não existe um tempo mínimo e nem máximo para o tratamento.”

Esses programas são:

1º hipoterapia – para praticante que não tem condições de montar sozinho no cavalo;

2ª educação e reeducação – com uso de brinquedo lúdicos mediante as dificuldades cognitivas;

3ª equitação – praticante inicia o trabalho de rédeas (irá aprender a andar sozinho no cavalo, os comandos de tocar, virar, parar) e por fim, a última fase;

4ª esporte adaptado – quando o praticante começa a aprender o esporte de três tambores.

BENEFÍCIOS

“A mudança do meu filho foi total depois que começou a Equoterapia”, disse Carla Muriel mãe do Murilo Henrique de sete anos, que tem paralisia cerebral. “Ele evoluiu muito na postura, no medo do animal, equilíbrio, firmando e esticando o corpo. Antes você o colocava sentado e ele caia, agora consegue ter o reflexo de equilibrar”, ressaltou a mãe do paciente que faz todo tratamento no Município com acompanhamento também de fisioterapia e terapia ocupacional.

Miriam da Cruz é mãe da Gabrielly Vitoria, de 10 anos, disse estar empolgada com a terapia e espera ver a evolução da filha. “Tenho certeza que o tratamento vai ajudar na postura e comportamento dela, as vezes ela acaba ficando bem agitada. O Eduardo me explicou que o foco das sessões dela é tratar a lesão que ela está na coluna, a escoliose, devido a síndrome de Dravet.”

QUEM PODE PARTICIPAR

Podem participar da terapia crianças a partir de 02 anos de idade, o agendamento do paciente será realizado pela SMS, conforme a prescrição dos profissionais de saúde da Rede Municipal – médico psiquiatra e médico neurologista. Ao todo são oferecidas 40 vagas, para sessões semanais às terças e quartas-feiras, com duração de 30 minutos.

O paciente deve seguir o fluxo de atendimento como de qualquer especialidade, ou seja, passar pela Unidade de Saúde de seu bairro e depois ser encaminhado para o especialista indicado (neurologista e psiquiatra), que prescreverá o tratamento caso necessário.

Fonte: Prefeitura de Três Lagoas

Comentários Facebook

Três Lagoas

Apresentações folclóricas, shows locais e Rionegro e Solimões esquentam a 2ª noite da 32ª Festa do Folclore de TL

Published

on

By

A dupla Rionegro e Solimões vai esquentar o clima nesta sexta-feira (19), no Galpão da NOB, na segunda noite da 32ª Festa do Folclore. Considerado um dos shows sertanejos mais animados do Brasil, os cantores prometem não deixar nenhum três-lagoense parado.

Antes do show da dupla paulista, a segunda noite vai contar com um belo esquenta com música local com a performance do Grupo Os Caçulas, Tiamita Show e Thamires Mori e Anderson e Claudinho.

Também começam hoje as tradicionais apresentações folclóricas estreladas pelos alunos dos Centros de Educação Infantil (CEIs), Escolas Municipais, Particular e Studio de Dança do Município, na exibição desta sexta-feira terão danças pantaneiras, Boi Bumbá, Carimbó, Pau de Fita entre outros estilos regionais.

A FESTA

Além de música e dança, a Festa oferece outras atrações ao público, a Praça de Alimentação é composta por 25 instituições e entidades filantrópicas três-lagoenses, 75 barracas de artesanato, com artesãos da Associação Costa Leste de Artesãos do Mato Grosso do Sul (ACLAMS) e parque de diversões.

Em sua 32ª Edição, a Festa do Folclore é promovida pela Prefeitura de Três Lagoas, por meio da Diretoria de Cultura da Secretaria Municipal de Educação e Cultura (SEMEC) e tem apoio do Estado de Mato Grosso do Sul.

AGENDA

Dia 19 (sexta-feira)

Horário: A partir das 19h

Apresentações folclóricas: CEI Profª M. Aparecida Castro, CEI Profª Clarinda Dias, CEI Profº Diógenes de Lima, CEI Guanabara, Escola M. Flausina de Assunção, Escola M. Olynto Mancini, Profª. Maria Eulália, Aposentadas do Sinted e Colégio Hermesindo A. Gonzales (FUNLEC).

Shows regionais: Grupo Os Caçulas, Tiamita Show e Thamires Mori e Anderson e Claudinho

Show principal: Rionegro e Solimões

Fonte: Prefeitura de Três Lagoas

Comentários Facebook
Continue Reading

Três Lagoas

Entomologia entrega coleção que permite alunos verem evolução do Aedes aegypti

Published

on

By

A Prefeitura de Três Lagoas, por meio do setor de Entomologia da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), iniciou o projeto “Entomologia nas Escolas” que tem como objetivo estimular o aprendizado dos alunos e a prevenção de doenças.

O projeto consiste em oferecer uma coleção entomológica e orientação para professores de biologia e ciência da rede pública e privada de ensino, além de serem capacitados por técnicos da SMS dos setores de Entomologia e Promoção em Saúde. Os educadores recebem instruções para utilizar a coleção entomológica durante as aulas práticas, como ferramentas complementares do ensino e aprendizagem, para doenças como arboviroses, leishmanioses entre outras.

A coordenadora do setor de Entomologia da SMS, Georgia Medeiros, explica que a entomologia é uma ciência que está designada ao estudo dos insetos. Devido ao clima tropical do Brasil é comum a proliferação desses insetos que podem transmitir diversas doenças para os seres humanos, os mais comuns são Dengue, Leishmaniose, Febre Amarela e a Doença de Chagas.

“A Prefeitura realiza a identificação, análise e estudos mais profundos de cada vetor, por meio da observação de ovos, larvas pupas e alados de mosquitos capturados através de armadilhas, e esse material biológico foi submetido a tratamentos químicos e conservador, que foram organizados e identificados com propósitos científico e didático entre outros fins” destacou a coordenadora.

COLEÇÃO ENTOMOLÓGICA

Nesta semana, o setor entregou as primeiras coleções nas escolas da Rede Estadual de Ensino (REE) e outras instituições também serão completadas ao decorrer do ano.

As coleções entomológicas são compostas do ciclo biológico do Aedes aegypti (ovo, pupa, larva e adultos), espécime de flebotomineo, larva e alado de Culex sp. O material entregue foi armazenado em tubos de ensaio de plástico com álcool 70% compostas de exemplares de insetos.

Essas amostras que compõem a coleção didática foram produzidas a partir de material biológico coletado durante os trabalhos de campo e também criados no laboratório de Entomologia da SMS.

Fonte: Prefeitura de Três Lagoas

Comentários Facebook
Continue Reading

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana