TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Polícia Militar prende autor de Tráfico de Drogas e Receptação em Três Lagoas.
Petrobras desliga termoelétrica de Três Lagoas sob risco de ‘falha catastrófica’
Polícia Militar cumpre Mandado de Prisão em Três Lagoas.
Força Tática de Dourados prende em flagrante autor de estupro de vulnerável
Polícia Militar Ambiental Amambai e Policia Militar Rodoviária apreendem 260 Kg de maconha em ação conjunta
Taekwondo é o primeiro a definir campeões nos Jogos Escolares da Juventude de MS
Três-lagoense morre em acidente na Rodovia Marechal Rondon
Uberlândia-MG derruba invencibilidade do Joinville-SC na Série D
Brasil disputa Copa do Mundo por equipes de tênis em cadeira de rodas
Polícia Militar Ambiental de Amambai prende indígena com duas armas de fogo e cinco munições ilegais
Polícia Militar Ambiental de Dourados autua empresa em R$ 353 mil por incêndio em área plantada de cana-de-açúcar
Foragido da justiça é preso em flagrante pela PM por tentativa de Feminicídio
Com gols no fim, América-MG e Flamengo empatam pelo Brasileiro
Com gol de Jael, Ceará vence a Chapecoense na Arena Castelão
Em jogo equilibrado, São Paulo empata com Atlético-MG no Morumbi
Timão vence o Palmeiras na Neo Química Arena com dois gols de Róger Guedes
Brasil derrota o Marrocos e vai à semifinal da Copa do Mundo de futsal
Polícia Militar atende ocorrências de violência doméstica na madrugada e prende cinco pessoas
BOLETIM COVID-19 – Três Lagoas registra 03 novos casos neste domingo (26)
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana atende denuncia de pesca predatória e prende o pescador que era foragido da justiça com mandado de prisão em aberto
Brasileiro: Fluminense recebe Bragantino no Maracanã
Série D: Uberlândia-MG e Joinville-SC iniciam confronto pelas oitavas
2º BPM realiza a III Operação Blitz de Trânsito “Condutor Não Habilitado”.
As inscrições para o 22º Encontro do Proler e o 18º Encontro do Sistema Estadual de Bibliotecas seguem até novembro
Novas leis estaduais promovem educação e bem estar econômico-social em MS
Termina na quarta-feira pesquisa da Agepan e Fundtur para projeto de melhoria do transporte turístico
Atleta de MS carregará as cores do Brasil no vôlei de praia nos Jogos Pan-Americanos Júnior
Governo economiza milhões com trabalho prisional em obras públicas
Chuva ameniza calorão e melhora umidade do ar no primeiro domingo da primavera
Força Tática prende homem com mandado de prisão e recupera veículo roubado
Next
Prev

Celulose em Destaque

Pesquisa de MS avalia emissões de diferentes espécies de eucalipto

Publicado

Mato Grosso do Sul está na meta de ser Carbono Neutro em 2030 e, para isso, tem investido em projetos de pesquisa que unam inovação e sustentabilidade. Mato Grosso do Sul se destaca com pesquisas de ponta sendo desenvolvidas em suas instituições para encontrar alternativas para medir e mitigar os gases de efeito estufa.

É o caso do projeto inter-institucional do qual faz parte o engenheiro agrônomo e doutor em genética e melhoramento, Paulo Eduardo Teodoro. Em parceria com o Governo do Estado por meio da Semagro e da Fundect, o projeto está analisando a quantidade de CO2 no solo em uma área com 6 diferentes espécies de eucalipto e tem como um de seus objetivos, determinar quais destas espécies contribuem em maior ou menor grau com a emissão desse gás.

“Mato Grosso do Sul é um dos Estados do país que mais se destacam no plantio de eucalipto. Determinar a emissão de Carbono destas espécies será de suma importância tanto no quesito ambiental quanto no econômico, visto que a neutralização do carbono pode vir a ser um quesito fundamental exigido pelo mercado. As avaliações destas emissões estão em andamento e em breve os resultados serão publicados em um artigo”, avalia o pesquisador.

Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck afirma que a proposta do Estado é fazer um inventário das emissões do carbono no Estado e então, criar ações para neutralizar e mitigar os efeitos estufa no Estado. “Precisamos focar na agropecuária, que tem mais ações com direcionamento para inovação com sustentabilidade. Essa pesquisa avalia o eucalipto, temos um crescimento grande da base florestal e a produção é importante para a captação de carbono”, destaca.

O pesquisador Paulo Eduardo Teodoro, que é docente do curso de agronomia da UFMS campus de Chapadão do Sul, participa de uma série de estudos em conjunto com a Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso) por meio do Dr. Carlos Antônio da Silva Junior e Unesp (Universidade Estadual Paulista) por meio do Dr. Newton La Scala Junior com o objetivo de analisar as emissões de CO2.

Também faz parte do projeto, a criação de um sensor capaz de realizar a medição da emissão de gás carbônico por meio de drones. “Atualmente em nossa pesquisa, utilizamos para fazer essa medição um aparelho extremamente caro e que dificilmente seria acessível para os produtores, Sendo assim, estamos trabalhando em um modelo matemático que permita fazer as medições em longa escala e com baixo custo. Assim, a busca pela neutralidade do carbono teria seu caminho encurtado, tendo métodos de avaliação mais acessíveis”, finaliza Paulo.

Priscilla Peres, Semagro e Diogo Rondon, Fundect

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Celulose em Destaque

De janeiro a maio, produtos florestais representam 23% das exportações de MS com faturamento de US$ 620 milhões

Publicado

Os produtos florestais de Mato Grosso do Sul representaram 23,3% das exportações do agronegócio realizadas pelo estado neste ano. Em cinco meses, o valor das vendas internacionais de MS totalizou U$ 620 milhões. Esse é o tema de #MercadoAgropecuário desta segunda-feira.

No ranking de produtos exportados por Mato Grosso do Sul, os florestais ficaram em segundo lugar, atrás somente do complexo soja. Entre janeiro e maio de 2021 as exportações do agronegócio representaram 95% das exportações do estado, com total de US$ 2,66 bilhões em receita, alta de 12,4% em relação ao igual período de 2020.

O complexo soja, com 50,5%, e produtos florestais, com 23,3%, foram os líderes das exportações do agronegócio. O terceiro segmento que se destacou foi o de carnes com 17,1% do faturamento.

Entre os produtos florestais, a celulose continua tendo uma alta participação nas exportações sul-mato-grossenses, com índice de 97,6% nos primeiros cinco meses de 2021, movimentando mais de US$ 605 milhões. Na sequência aparece o papel, com 2,18% e, em seguida, a madeira com 0,20%. No período, o valor das exportações florestais totalizou US$ 620,276 milhões.

A China, assim como em outras cadeias produtivas, também lidera a lista de países compradores dos produtos florestais sul-mato-grossenses. Nos cinco primeiros meses de 2021, esses produtos foram exportados para 68 países, sendo a China o principal consumidor, com uma participação de 50,5%.

O segundo posto segue ocupado pelos Estados Unidos, com 14,8%, seguido da Itália com 9,2%. O volume total exportado pelo estado foi de 1,723 milhão de toneladas neste período.

SERINGUEIRA

No mês de junho o preço médio do coágulo de seringueira (DRC 53%) se manteve no valor de R$ 4,38/Kg em Mato Grosso do Sul, sustentando um bom patamar de preço.

Nos últimos meses o preço médio estadual vem refletindo alguns pontos do mercado: a variação positiva da bolsa de Cingapura, a menor oferta internacional e o dólar em patamares elevados quando comparado ao real.

A atual variação do dólar, o fim da entressafra em outras regiões produtoras e o início da entressafra no Brasil podem impactar os preços nos próximos meses.

O preço de referência de importação da borracha natural no último mês foi de R$12,25/kg, apontando queda de 5,11 % em relação ao mês de maio. A redução foi impulsionada, principalmente, pela cotação média mensal na bolsa de Cingapura, que retraiu 2,73%, e da desvalorização de 4,90% do dólar frente ao real. A redução só não foi maior devido ao frete internacional, que pressionou os preços com elevação de 5,26% em relação a maio.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

Comentários Facebook
Continue lendo

Celulose em Destaque

Sistema Famasul, Reflore/MS e parceiros lançam ‘9ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios’

Publicado

Evento virtual acontece no dia 8 de abril, às 8h30 (MS), no site reflore.com.br/live

Com o tema ´Fogo Zero’, a “9ª Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios” será lançada em uma live, no dia 8 de abril, às 8h30 (MS), no site no site reflore.com.br/live. O objetivo é criar uma consciência constante de prevenção contra os focos, oferecendo capacitação à população rural e levando informações à sociedade civil sobre as perdas e os danos provocados pelas queimadas.

A campanha é uma iniciativa da Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas (Reflore/MS) com as empresas associadas e os parceiros Sistema Famasul, Senar/MS, Governo do Estado de MS, Corpo de Bombeiros Militar de MS, Defesa Civil e Ibama.

“No processo de produção florestal, para que se tenha a matéria-prima chegando até as indústrias, é necessário produzir a madeira e cuidar durante o seu ciclo de crescimento e desenvolvimento (que pode variar de sete anos ou mais dependendo do destino final do processo produtivo); cuidando sempre de pragas, doenças e, principalmente do inimigo maior que é o fogo, o incêndio florestal, que pode gerar consequências sociais, ambientais e financeiras. Para tanto, anualmente realizamos a Campanha, com ações que incluem outdoors nas estradas; compartilhamento de informações com crianças; palestras junto aos Sindicatos Rurais; treinamento e capacitação dos colaboradores das empresas associadas e outras ações de colaboração quando os incêndios acontecem”, descreve Moacir Reis, presidente da Reflore/MS.

“Este trabalho educativo realizado pelas entidades parceiras é de extrema importância para evitar os impactos causados pelo fogo. Para que haja um verdadeiro despertar sobre a importância da prevenção dos incêndios florestais, o compartilhamento de informações deve ocorrer constantemente, com responsabilidade, coletividade e conhecimento técnico”, ressalta Mauricio Saito, presidente do Sistema Famasul.

Dados de incêndios

De acordo com dados do Ibama (Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis), em 2020, MS registrou 12.080 focos de incêndio, um incremento de 8% em relação a 2019, quando foram registrados 11.653 focos.

Ainda segundo o Ibama, cerca de 90% das queimadas são causadas por ação humana. Essa prática pode causar grandes prejuízos, tanto econômicos quanto sociais e ambientais, como empobrecimento do solo, poluição do ar, mudança do clima, mortes da fauna e flora, além de acidentes nas rodovias devido à fumaça que diminui a visibilidade dos condutores.

Na Costa Leste de MS, onde o setor de base florestal está fortemente presente com florestas plantadas, indústrias e empresas, no ano passado foram registrados aproximadamente 1.050 focos de incêndios. Para prevenir e combater incêndios, há um trabalho contínuo das empresas do segmento com a Reflore/MS e, com os produtores rurais, entidades e agentes públicos.

Diariamente o setor busca prevenir e combater os incêndios florestais, contando com brigadas de incêndios e profissionais capacitados para lidarem com situações de risco, fazendo monitoramento de focos por câmeras e sensores de fumaça.

Ações

São vários os fatores que podem ocasionar incêndios florestais: fenômenos naturais, incidentes/acidentes, cultura (hábitos e comportamentos) e, principalmente, o chamado ‘analfabetismo ambiental’, o que demonstra a importância de conscientizar as populações rurais e urbanas com ações focadas no compartilhamento de informações e orientações.

As ações incluem placas informativas que foram instaladas ao longo de rodovias de MS, com contatos para casos de emergência; peças publicitárias educativas para as redes sociais (Whatsapp, Facebook e Instagram) da Reflore/MS, das empresas associadas e dos parceiros da ação; e anúncios com orientações em rádios.

Outra ação é a capacitação de profissionais para o combate de incêndios florestais. Para tanto, a Associação conta com a parceria do Corpo de Bombeiros Militar de MS e do Senar/MS, que anualmente têm realizado o treinamento SCI – Sistema de Comando de Incidentes, com colaboradores das empresas associadas. Mais de 100 profissionais já foram capacitados.

Há ainda a missão de compartilhar informações e orientações com as crianças, pois para a Reflore/MS, levar conhecimento para este público é plantar uma semente da cultura da prevenção nas gerações futuras.

Antes da pandemia do novo coronavírus, profissionais das empresas associadas realizavam palestras educativas em escolas rurais e urbanas da região da Costa Leste. Neste ano, frente a Covid-19, a Associação criou uma cartilha digital de boas práticas para o público infanto-juvenil, e vai buscar parcerias com escolas estaduais e municipais para o compartilhamento deste material, além da realização de palestras no formato on-line.

“Estas são algumas ações que planejamos para a campanha deste ano. É importante ressaltar que todos nós temos um papel importante na missão de prevenir e combater os incêndios florestais. Precisamos ser responsáveis em nossas atitudes diárias: não jogar lixo na beira das rodovias, não acender fogueira perto das matas, fazer a manutenção em equipamentos, tratores e caminhões adequadamente, entre outras ações. Nossas atitudes podem salvar vidas”, finaliza Moacir Reis.

A realização da ‘9a Campanha de Prevenção e Combate a Incêndios’ é da Reflore/MS e seus associados: Arborgen, Bandeirante Florestal, Brasilwood, Corus Agroflorestal, Eldorado Brasil, Frigg Florestal, Niobe, Grupo Atallah, Grupo Mutum, InnovaTech, Lacan Florestal, Marca 7, Maseal, Novo Oeste, Quilombo Florestal, Ramires Reflortec, Suzano, Trim Florestal, TTG Brasil e Vetorial. Co-realização: Sistema Famasul e Senar/MS. Apoio: Governo do Estado de MS, Corpo de Bombeiros Militar de MS e Ibama.

Para denunciar focos de incêndio ligue 193.

Reflore/MS: é a Associação Sul-Mato-Grossense de Produtores e Consumidores de Florestas Plantadas que reúne importantes empresas da cadeia produtiva da floresta com sede ou filial em MS. Tem como missão congregar, promover e defender os interesses coletivos das Empresas Associadas que se dedicam ao Desenvolvimento Sustentável com base em Florestas Plantadas.

SERVIÇO
DATA: 8 DE ABRIL DE 2021
HORÁRIO: 8H30 (MS)
INSCRIÇÕES:  www.reflore.com.br/live

 

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana