Três Lagoas-MS

  Últimas
Pelé agradece mensagens de felicitação por seus 80 anos
Série D: Bangu vence Toledo e retorna ao G4 do grupo 7
Presidente do COI diz que Jogos não devem ser “feira de manifestações”
Polícia Militar Ambiental de Costa Rica autua posto de combustível em R$ 15 mil por armazenamento de 3 mil litros de diesel ilegalmente
Real Madrid vence clássico com Barcelona em pleno Camp Nou
Fórmula 1: Lewis Hamilton conquista pole position no GP de Portugal
Com incêndios controlados e biomas preservados, Corpo de Bombeiros Militar começa a desmobilizar equipes
Governo garante reestruturação e ampliação da perícia criminal de Mato Grosso do Sul
Polícia Militar Ambiental de Rio Negro autua arrendatária de fazenda e capataz em R$ 2 mil por incêndio em galhadas de árvores derrubadas em meio a área de pastagem
Luto no esporte de Três Lagoas, com a morte do jovem goleiro Talys Vinicius
MS registra 479 novos casos de Covid-19 e faixa etária de 30 a 39 anos é a mais afetada
Agepen capacita servidores de Três Lagoas e Bataguassu em vigilância de muralhas e escolta armada
Contemplado pelo FIC, livro sul-mato-grossense é um dos finalistas do Prêmio Jabuti
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana autua infrator em R$ 2,3 mil por incêndio em leiras de vegetação proveniente de limpeza
Polícia Militar Ambiental de Dourados autua infrator em R$ 2 mil por crime de maus-tratos registrado em vídeo em que ele agride e até atira em um cachorro
Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas autua paulistano em R$ 20 mil por degradação de matas ciliares em sua propriedade em Brasilândia
Série D: Bangu mira reabilitação e Toledo busca primeira vitória
Sábado com pancadas de chuva e máxima de 32°C para Mato Grosso do Sul
Mídia Ciência relata a história da extração de diamantes em Rochedo
Em Água Clara, moradia própria e fábrica de MDF mostram desenvolvimento e preocupação com população
Com apoio do Governo do Estado, Bela Vista avança e principais investimentos são de infraestrutura
Com transmissão por live, Som da Concha traz diversidade de gêneros musicais no final de semana
PRF apreende 400 g de cocaína em Bandeirantes (MS)
Policiais Militares do 2º BPM sediado em Três Lagoas se capacitaram no Curso de Identificação e Inspeção Veicular
Polícia Militar e Polícia Civil apreendem arma de fogo, celulares, televisores e vários outros objetos durante cumprimento de mandado de Busca e Apreensão em Paranaíba
Adolescente de 15 anos morre por Coronavírus no MS
Fórmula 1: Verstappen e Stroll batem em treino para GP de Portugal
DOF apreende caminhão carregado com 6 toneladas de maconha
Brasil estreia com medalha no Grand Slam de Judô de Budapeste
Série D: jogadores do São Caetano ameaçam não entrar em campo
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Obras do Hospital Regional de Três Lagoas devem ser concluídas até o final deste ano

Publicado

O Governo do Estado já dispõe de recursos da ordem de R$ 35 milhões para a compra dos equipamentos que serão necessários para o funcionamento da unidade hospitalar, como aparelhos de ressonância nuclear magnética, centro cirúrgico e mobílias.

Executados em mais de 90%, as obras do Hospital Regional de Três Lagoas já demandaram 43 meses de andamento. A Secretaria Estadual de Saúde (SES) trabalha para que a obra física seja entregue até o final deste ano, a fim de que possa ser ativada, com todos os equipamentos, ainda no primeiro trimestre do ano que vem.

Para tanto, paralelamente aos trabalhos de finalização da estrutura física, o Governo do Estado, por meio da SES, está elaborando a documentação para dar início ao processo licitatório da compra de equipamentos.

O secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, acredita que não deverá novos adiamentos para a finalização das obras. “Houve diversos adiamentos nas datas definidas anteriormente. Agora esperamos que não haja mais prorrogações, para que possamos colocar aquela unidade em funcionamento nos primeiros meses do ano que vem”, salienta.

A data inicial prevista para a conclusão das obras daquela unidade era para 30 de março do ano passado (24 meses de construção). Com a primeira prorrogação, o prazo foi estendido, sendo fixada a segunda data para 31 de outubro de 2019 (31 meses); a terceira data foi apontada para 31 de março deste ano e, posteriormente, para 30 de junho (39 meses). O quarto adiamento marcou a entrega para o próximo dia 30 de outubro (43 meses).

O Ministério da Saúde pagou, no dia 14 de agosto, recursos da ordem de R$ 35 milhões para a compra dos equipamentos que serão necessários para o funcionamento da unidade hospitalar, que ultrapassam os 3,5 mil itens. Entre as aquisições, constam desde ressonância nuclear magnética, aparelhos para o centro cirúrgico, até mobílias.

Pagamentos

A Sial, empresa responsável pela construção do Hospital Regional de Três Lagoas já recebeu, somente este ano, mais de R$ 18,4 milhões do Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde. Somente no último dia 28 de setembro, foram repassados R$ 1.432.110,43.

“Os pagamentos estão em dia, daí esperamos que não haja atrasos no novo cronograma estabelecido”, afirma o secretário Geraldo Resende. “Esse hospital vai representar um novo momento na saúde pública de Três Lagoas e de toda a região e, pelo crescimento econômico que experimenta, a população não pode mais esperar”, complementa.

O Hospital

O Hospital Regional de Três Lagoas será uma unidade estratégica para o atendimento hospitalar na região do Bolsão, demandando um investimento de mais de R$ 56 milhões, sendo R$ 21 milhões do Governo do Estado e o restante do BNDES. Será referência no atendimento de média e alta complexidade para os moradores de Água Clara, Aparecida do Taboado, Bataguassu, Brasilândia, Cassilândia, Inocência, Paranaíba, Santa Rita do Pardo e Selvíria e Três Lagoas.

Construído em um terreno de 26.466,28m², o prédio de 15.687,00 m² contará com blocos setorizados: Bloco A, Bloco B, Bloco D e os anexos. No bloco A funcionarão os serviços de emergência e urgência, psiquiatria, diagnóstico, tomografia, ressonância magnética, Raio-X e ultrassonografia. A estrutura contará com ambulatórios, leitos, centro cirúrgico, auditório, salas de aulas, laboratórios, esterilização e área técnica dos equipamentos de climatização do centro cirúrgico.

O Bloco B contará com a farmácia, hemodinâmica, diretoria, coordenação, pediatria, alojamento, enfermaria, isolamento, elevador e escada de acesso para o bloco A e casa de máquinas. No Bloco D serão instaladas a lavanderia, cozinha e vestiários.

 

Ricardo Minella/SES

Foto: Edemir Rodrigues

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Com incêndios controlados e biomas preservados, Corpo de Bombeiros Militar começa a desmobilizar equipes

Publicado

por


Aconteceu neste sábado (24), no Comando-Geral do Corpo de Bombeiros, em Campo Grande, a solenidade de desmobilização dos 89 Bombeiros Militares do Paraná e do Distrito Federal, que reforçaram o efetivo de Mato Grosso do Sul e atuaram na Operação Pantanal II de combate às queimadas.

Retornam hoje para o Paraná 39 bombeiros militares que integram a segunda equipe enviada a Mato Grosso do Sul. Eles no dia 15 de setembro e por 38 dias atuaram no combate aos incêndios na região do Pantanal. “Foi uma honra ter tido a oportunidade de integrarmos essa grande ocorrência e só temos a agradecer aos homens e mulheres que fizeram parte dessa história, pois tivemos a oportunidade de ajudar a salvaguardar os bens e as vidas do pantanal sul-mato-grossense”, destacou o tenente-coronel Ezequias de Paula Natal, integrante da equipe do Paraná.

Do Distrito Federal são 50 Bombeiros Militares que retornam para a base de origem. O efetivo chegou em Mato Grosso do Sul no dia 10 de outubro e por 13 dias trabalhou no combate aos incêndios na região de Costa Rica, no Parque das Nascentes do Rio Taquari e também no Pantanal.

Este ano, quando foi registrada a pior seca dos últimos 50 anos e com a maior incidência de focos de incêndio da história do Estado, a Operação Pantanal II contou com equipes de bombeiros militares do Mato Grosso do Sul, Paraná, Distrito Federal, Santa Catarina e o com o envio do helicóptero de Minas Gerais.

Presente na solenidade de desmobilização dos bombeiros, o secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira destacou que foi a integração que garantiu o controle dos incêndios e a preservação de praticamente 80% da área total do Pantanal Sul-Mato-Grossense. “Não fosse essa integração e esses equipamentos enviados pelos estados vizinhos, certamente teríamos um desastre muito maior”, acredita.

Secretários Jaime Verruck (Semagro) e Antonio Carlos Videira (Sejusp) destaracam a importância da atuação dos bombeiros do PR e DF no combate às queimadas no MS

Em todo o Mato Grosso do Sul, nos meses de agosto, setembro e outubro, considerados os mais críticos, foram empregados mais de 500 homens no combate às queimadas, entre bombeiros militares, homens das Forças Armadas e brigadistas. O titular da Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento Econômico, Produção e Agricultura Familiar, Jaime Verruck, também presente na solenidade, lembrou que o momento é de reflexão. “Nós tivemos uma catástrofe ambiental, mas precisamos reconhecer os grandes trabalhos de combate aos incêndios florestais que foram realizados em Mato Grosso do Sul, mostrando a capacidade de integração e de coordenação e assegurando a preservação da vida e a da biodiversidade”, disse.

Segundo o Comandante-Geral do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul, coronel Joilson Amaral, a situação está controlada e os incêndios praticamente extintos no Estado. “Houve um período que as demandas foram superiores a nossa capacidade operacional devido a estiagem prolongada e outros fatores, que levou a necessidade de mobilização de outras corporações e, o que aconteceu no Mato Grosso do Sul, é a demonstração da capacidade dos Bombeiros Militares de se mobilizarem e estarem presentes onde a população precisa”.

O tenente-coronel Fabiano Luis de Medeiros, do Corpo de Bombeiros do Distrito Federal, o Coordenador Estadual da Defesa Civil, tenente-coronel Fábio Catarineli e o Comandante dos Bombeiros no Interior, coronel Marcos Meza, também estiveram presentes na solenidade de desmobilização dos 89 bombeiros do Paraná e do Distrito Federal.
Sobre a Operação Pantanal II

A Operação Pantanal II foi deflagrada no mês de julho pelo Corpo de Bombeiros Militares de Mato Grosso do Sul, com o objetivo de combater e controlar incêndios florestais e preservar a vegetação nativa e a fauna dos biomas do cerrado, pantanal e mata atlântica no estado.

Joelma Belchior, Sejusp
Fotos: Saul Schramm

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Governo garante reestruturação e ampliação da perícia criminal de Mato Grosso do Sul

Publicado

por


O secretário de Justiça e Segurança do Estado, Antonio Carlos Videira, recebeu no gabinete da Sejusp, em Campo Grande, na sexta-feira (23)  Coordenadora Geral de Perícias, Glória Setsuko Suzuki e o Adjunto, José de Anchieta Souza Silva, acompanhados de integrantes do Instituto de Criminalística Hercílio Macellaro (ICHM), do Departamento de Apoio as Unidades Regionais (DAUR) e do Instituto de Análises Laboratoriais Forenses (IALF), para uma reunião onde foram tratadas as demandas da perícia criminal em Mato Grosso do Sul.

Na oportunidade, a coordenadora-Geral de Perícias tratou do plano de trabalho para a aquisição de equipamentos para os institutos de perícia de Campo Grande, bem como das Unidades Regionais de Perícia e Identificação do interior do Estado, com destaque para a aquisição de arcos cirúrgicos, raman portáteis para a realização de exames em drogas, principalmente naquelas regionais mais distantes da capital.

Os peritos criminais presentes no encontro abordaram a necessidade de realização de manutenções preventivas e corretivas nos equipamentos como cromatógrafos, micro comparadores balísticos, infravermelhos e aparelhos utilizados para a realização de exames de DNA.

Conforme Glória, há necessidade ainda de aquisições de novas viaturas, computadores e móveis ergonomicamente corretos, para atender tanto as unidades da capital como do interior. “Já estão em processos de aquisições tanto os novos computadores e móveis, como as viaturas e pretendemos realizar essas entregas para a perícia até o final deste ano”, garante o Secretário de Segurança.

“Nós acertamos também detalhes acerca da informatização dos Postos de Identificação no interior do Estado, por meio de parcerias com municípios, visando ampliar e melhorar o atendimento prestado à população”, explica a Coordenadora Geral de Perícias.

Melhorias dos prédios

O Secretário de Segurança apresentou aos participantes da reunião um cronograma com o planejamento de entregas das construções, ampliações e reformas das unidades de perícia, cujas obras estão em andamento em diversos municípios, com o objetivo de melhorar as condições de trabalho dos servidores e o atendimento ao público.

Contratações

A ampliação do efetivo da perícia de Mato Grosso do Sul também esteve na pauta da reunião de hoje. Segundo o Secretário de Segurança foi discutido o andamento do processo seletivo para a contratação de peritos criminais e médicos legistas, bem como a realização de concurso público. “Nós vamos retomar as tratativas para realizar, já no ano que vem, concurso público para contratar novos peritos criminais”, assegura Videira.

O concurso público a ser realizado pelo Governo do Estado deve contemplar vagas para peritos criminais, peritos papiloscopistas, agentes de Polícia Científica e médicos legistas. O quantitativo a ser contratado ainda está em estudo pela Sejusp.

Além da titular e do adjunto da CGP, estiveram presentes na reunião o diretor do Instituto de Criminalística Hercílio Macellaro, Emerson Lopes dos Reis, a Coordenadora de Divisão do ICHM, Maria das Graças Mujol da Silva, a Diretora do Instituto de Análises Laboratoriais Forenses, Josemirtes Socorro Fonseca Prado da Silva, o Diretor do Departamento de Apoio as Unidades Regionais (DAUR), Nelson Fermino Junior e a Coordenadora de Divisão, Adriana Valéria Arruda da Silva Medeiros.

Joelma Belchior, Sejusp

Foto: Divulgação

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana