Três Lagoas-MS

  Últimas
Com um jogador a menos Vasco é superado pelo Coritiba
BOLETIM COVID-19: Três Lagoas tem 25 novos casos positivos neste domingo (17) e chega a 1.354 ativos
Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado
CSA e Avaí empatam em jogo com arbitragem polêmica
Fora de casa, Confiança vence Oeste e alcança 45 pontos
Fluminense vence Sport por 1 a 0 no Nilton Santos
Juventude vence o Cruzeiro e segue firme para voltar ao G4
Veja exemplos de jovens que evitam aglomerações para impedir contágio do coronavírus
SED divulga segunda lista de designação neste domingo; matrícula começa na segunda
Confira as medidas de segurança durante a prova do Enem
Domingo de tempo fechado com chance de mais chuva para o Estado
Governo do Estado começa o ano com pacote de obras de R$ 376 milhões para pavimentação e restauração de estradas
Empreendedora de turismo investe na agricultura familiar e resolve divulgar produção no Manucã
Polícia Militar prende um homem por dirigir embriagado em Coxim
Moradores de Três Lagoas vão parar na Globo após câmeras de segurança flagrarem boa ação
Em Arapuá| Motorista fica ferido em acidente na estrada vicinal da Serraria
Polícia Militar prende homem com mandando de prisão em São Gabriel do Oeste
Polícia Militar em conjunto com a Policia Civil prende dois por furto em Rio Verde MT/MS
Fora de casa, Grêmio empata em 1 a 1 com o Palmeiras
Figueirense derrota Brasil de Pelotas por 3 a 0
Paraná é derrotado para o Sampaio e fica em situação complicada na tabela
No Independência, América empata com o Botafogo-SP
Doações de sangue podem ser feitas até as 12h deste sábado no Hemosul
Árbitro Marcelo de Lima Henrique comanda o jogo contra Ceará e Bragantino
Timão faz primeiro treino tático em preparação para o Derby
Furacão terá 23 jogadores à disposição contra o São Paulo
BOLETIM COVID-19: Três Lagoas tem 38 novos casos positivos neste sábado (16) e chega a 1.329 ativos
Granja em Rio Verde recebe primeiras 600 matrizes de suínos e consolida projeto de expansão do setor em MS
Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas autua paulista em R$ 51,6 mil por derrubada de árvores e incêndio ilegal da vegetação nativa em sua fazenda em Selvíria
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Nota Oficial

Publicado


O governador Reinaldo Azambuja decretou luto de três dias no Estado, em razão do falecimento do ex-deputado estadual Roberto Orro, na noite desta segunda-feira (23).

Governador Reinaldo lembrou a trajetória de Orro e as suas relevantes contribuições como advogado, defensor dos direitos humanos e da anistia, vereador, parlamentar estadual por quatro mandatos e na constituinte em 1979,  tendo participado ativamente da elaboração da primeira Constituição do Mato Grosso do Sul.

Roberto Orro  também foi Secretário de Justiça do Estado e nesta função criou os Conselhos Estaduais de Direitos Humanos, do Índio, do Negro e da Mulher e presidiu a Assembleia Legislativa.

O governador lamentou a perda do líder e registra sua solidariedade ao deputado Felipe Orro, à família e ao povo de Aquidauana.

 

Reinaldo Azambuja
Governador de Mato Grosso do Sul

Campo Grande, 24 de novembro de 2020

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Ocupação de leitos em UTI Covid continua alta nas cinco macrorregiões do Estado

Publicado

por


Neste domingo (17) o Boletim Covid-19 divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES) trouxe o registro de 762 novos casos da doença e 13 óbitos em seis municípios nas últimas 24 horas.

O total de casos positivos para o coronavírus, desde o início da Pandemia agora, é de 150.498 e, lamentavelmente, 2.674 pessoas perderam a vida na luta contra o vírus.

A Capital continua sendo o epicentro das contaminações com registro de 286 casos, seguido por Dourados com + 148; Corumbá +55; Naviraí +42; Iguatemi +27.

O maior número de mortes também foi registrado em Campo Grande (6); Corumbá e Ponta Porã (2), Anaurilândia, Bonito e Dourados perderam um a vida cada.

A ocupação hospitalar segue alta nas cinco macrorregiões do Estado. Em Campo Grande a ocupação é de 84%; Corumbá 83%; Dourados 75% e Três Lagoas 56%.

Estão em isolamento domiciliar 12.051 pessoas e 564 estão hospitalizadas. São 307 em leitos clínicos (185 leitos públicos e 257 particulares) e 257 em UTI (122 leitos públicos e 75 particulares).

Acesse aqui o Boletim Epidemiológico completo.

Theresa Hilcar, Subcom

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Veja exemplos de jovens que evitam aglomerações para impedir contágio do coronavírus

Publicado

por


Em meio ao avanço expressivo do coronavírus, jovens podem dar exemplo de como conciliar vida pessoal, profissional e os cuidados com a biossegurança, em tempo de pandemia. Na Capital, há quem saiba e reconheça a importância do autocuidado e do cuidado ao próximo e tem seguido à risca as orientações das autoridades.

Jovem só sai para trabalhar e além de evitar aglomeração, toma as medidas preventivas. Foto: Arquivo pessoal

Como é o caso do jovem cabeleireiro e barbeiro, de 27 anos, Jonathas Lima Nunes da Cunha. “Eu me vejo com um cara consciente. Desde o começo da pandemia, há mais ou menos 10 meses, eu procuro ficar em casa, saindo apenas para trabalhar”, afirma o jovem.

Ele explica que se preocupa em se manter saudável porque não quer parar de trabalhar e essa balança, saúde x sustento, depende de cautela e atenção com as medidas de biossegurança. “Eu sou autônomo, trabalho por rendimento, então se eu tiver qualquer tipo de sintoma ou, infelizmente, pegar a doença, são duas semanas que eu não vou receber, então, eu coloco na balança: um final de semana de diversão ou o trabalho”.

Para fugir da ansiedade de ser jovem e não poder curtir uma ‘balada’, Cunha foca em seus objetivos. “Estudo para aprimorar minha profissão, descanso”.

Se por um lado é o trabalho que influencia Cunha a se privar das festas e evitar aglomeração, este é o mesmo fator que permite o estagiário de jornalismo, Wesley Alexandre Oliveira de Souza, de 27 anos, a ficar em casa por mais tempo e cuidar da saúde.

Isso porque onde ele atua, em uma agência de comunicação, é possível fazer home office e para passar por esses momentos em que é importante permanecer em casa, ele precisa procurar alternativas manter o equilíbrio emocional. “Eu nunca me preocupei com a minha saúde mental, mas eu vi com a pandemia que isso também é importante. Chegou um momento da quarentena que eu me senti muito sozinho, então eu criei uma espécie de bolha, onde cultivei coisas boas, mentalmente falando, porque até então era trabalhar e ler notícias ruins. Então eu pego o violão e toco para esfrio a cabeça, comecei a fazer coisas que não tinha tempo, assistir filmes e séries. Outra coisa importante é fazer a videochamada com meus familiares e amigos”.

Wesley está em home office e criou uma bolha positiva para lidar com ansiedade Foto: Ascom Famasul (antes da pandemia)

O jovem tenta traduzir o que todos, independentemente da idade, têm sentido durante esse período. “É uma mistura de sentimentos: de desespero, de medo, raiva, é esperança que vem e que vai, e assim a gente vai tentando sobreviver nesse mar de emoções, tentando se adaptar à nova rotina”.

Não sair de casa é muito complicado para quem é jovem, avalia o acadêmico, que ressalta ainda: “é necessário e importante. São processos que ficam travados e projetos de vida que ficam em segundo plano, sem uma perspectiva ainda de quando vamos poder retomar”.

Wesley relata que traz um sentimento de revolta ao ver, em redes sociais, vizinhos, amigos e conhecidos que provocam aglomerações. “A impressão é que só você está vivendo este momento”.

“Com mais de 207 mil óbitos no Brasil e hospitais lotados, isso é motivo mais do que necessário para que a gente respeite os protocolos e fique em casa o máximo possível, que a gente se cuide e se eu não me cuidar eu vou contribuir para a propagação do vírus. A empatia é o que me motiva para ficar em casa. Devemos deixar de lado o egoísmo e pensar na coletividade “, resume.

Jovens são os que mais se contaminam

Dados do Painel Mais Saúde do Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado de Saúde, mostram que os jovens são os que mais têm sido infectados pelo coronavírus em Mato Grosso do Sul.

Atualmente, dos 148.415 casos confirmados (informação do dia 15/01), 20%, ou seja, 29.766 pessoas têm entre 20 e 29 anos, além disso, 24% possuem entre 30 e 39 anos, o equivalente a 35.829 pessoas. Com isso, 44% dos contaminados são jovens.

Para a psicóloga, especializada em stress e mestre em psicologia, Raquel Icassati Almirão, um agente complicador é que o jovem, entre 20 e 39 anos, é o que está na fase mais ativa, inclusive em relação à profissão e, por isso, há uma maior dificuldade com isolamento. “Eles estão buscando ocupar seu lugar, desenvolver profissionalmente, para poder construir sua independência de uma maneira satisfatória e estável”.

Segundo a especialista, a pandemia aumentou o nível de stress de uma forma geral. “É difícil relacionar comportamento e sanidade mental, nesse cenário. É preciso adotar comportamentos de autocuidado e de cuidado com o próximo”, conclui. 

Ana Brito, Subcom 

Foto em destaque: Chico Ribeiro 

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana