PET

“Não é falta de higiene”, diz dona que ficou um ano sem dar banho nos seus cães

Publicado

No início do mês uma publicação causou a maior polêmica em um grupo de cães no Facebook. A postagem é de Izabella Xavier, médica veterinária de Minas Gerais, e nela seus dois cães Stark e Sparrow (@stark_e_sparrow) estão com uma placa que comemora um ano sem tomar banho . Isso causou grande estranhamento em muitos, pois é costume de quem tem cachorro banhá-los pelo menos uma vez por mês.

Facebook/ Izabella Xavier – Cães há um ano sem tomar banho

Izabella foi procurada pelo Canal do Pet para explicar o que a levou a não dar mais banho em seus dois cachorros, mas antes, ela deixa claro que isso não quer dizer que os pets fiquem sujos. “É importante entender que não dar banho não significa não ter higiene. Não dou banhos, mas escovo-os toda semana, quando estão sujos demais, dou uma ‘mangueirada’ pra tirar excesso de sujeira, uso banho a seco nos pelos às vezes”, conta.

Segundo a dona, no inverno os cães não se sujavam tanto, e no verão eles tomavam bastante chuva e brincavam na grama . Quando isso acontecia, ela dava banho no dia seguinte. “No dia seguinte, chovia e isso se repetia. Resolvi não dar mais banho nessas situações e percebi que realmente não tinha necessidade. Quando se secavam completamente, ficavam ‘novos em folha’.” E, mesmo que eles estivessem limpos sem banho, não quer dizer que a prática é indicada para todos os tipos de cachorros.

Leia Também:  Dona faz carta em rede social para seu gato orgulhoso e relato viraliza

Cães com pelo extremamente longo, fino e que embolam facilmente, ou que têm a pelagem muito oleosa, além da escovação precisam de banho e hidratação em alguns momentos. Nos demais casos, não banhar não é prejudicial. Pelo contrário. É muito benéfico para a saúde da pele”, explica Izabella.

Mas e quando eles se sujam com algo fedido e grudento? Nesses casos ela lava a parte suja, mas somente com água. E, quem tem medo que o pet fique com odor desagradável ou cheiro de sebo, a veterinária garante que isso é pelo excesso de banho. “O cão produz um sebo na pele que serve para a proteção dela. Ao dar banho toda semana, o shampoo vai retirar essa proteção.”

Ela ainda acrescenta que o maior “vilão” para a pele do animal e o sebo protetor é o shampoo. “Só água não retira esse sebo, pois é necessário sabão para retirar a gordura. O organismo do cachorro entende que a produção de sebo dele está ineficaz, e aí começa a aumentar a quantidade de sebo. Ele fica fedido porque o sebo em excesso produz mau odor”, completa.

Leia Também:  Cão aprende a falar com teclado especial e já sabe 29 palavras

Para quem quer seguir essa linha e tentar dar menos banhos no pet, Izabella dá dicas. “Não precisa não dar banho nunca, um banho por mês já é uma frequência aceitável. Se conseguir diminuir mais, ótimo! Um banho a cada dois meses é super possível. Conheço yorkshires de pelo longo que tomam banho a cada 45 dias”, finaliza.

Mesmo assim, a prática não é indicada em todos os casos. A veterinária Tessia Cagnoni, proprietária da Clínica São Francisco, em São Bernardo do Campo, conta que para cães com doenças de pele os banhos podem ser até diários. “O excesso de seborreia, ou de poeira e ácaros depositados sobre a pele podem ser bem prejudicias”, afirma.

E, novamente, tudo depende da raça, porte, tipo de pelo, ambiente em que vive e saúde do animal. “Esses banhos diários, quando necessários, são feitos com produtos adequados ao quadro do cliente”, finaliza Tessia.

Fonte: Canal do Pet

Comentários Facebook

PET

Site cria ferramenta que ajuda a encontrar pets desaparecidos

Publicado

Quando um animal de estimação querido foge de casa é comum os donos ficarem desesperados. Postagens em redes sociais e cartazes são as formas mais utilizadas para procurar o bichinho, mas muitas vezes não surtem efeito. Pensando nisso o  AlertPet , um site especializado em encontrar pets desaparecidos , foi criado.

A plataforma cria alertas com fotos no Facebook e Instagram, avisando pessoas da redondeza que um animal desapareceu. Assim, se alguém avistar um cão, gato ou outro pet parecido com o que está perdido, ela pode avisar o dono, interagir com outras pessoas que também podem ter avistado o animal,  tornando a busca mais fácil.

Porém, o site não oferece o serviço de graça. Para fazer um anúncio do animal perdido é preciso escolher um dos seis planos: Alert Basic, Alert Standart, Alert Advanced, Alert Prime, Alert Personal ou Alert Expert. Os preços variam de R$49 a R$796, e a busca dura de 2 a 10 dias, prometendo posts impulsionados nas redes sociais para atingirem o maior número de pessoas possível.

Fonte: Canal do Pet

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana