Três Lagoas-MS

  Últimas
Juventude em Pauta fala das políticas públicas para jovens do interior
Polícia Militar do Distrito de Sanga Puitã tem novo comandante
Iniciativas do Governo de MS para o Mês da Mulher são destaque no Perspectiva
Ações institucionais e estratégicas são esclarecidas no programa Defensoria Explica
Inscrições abertas para Bolsa Atleta e Bolsa Técnico até 12 de março
Ex-Atlético Mineiro, André Figueiredo é o novo Coordenador Técnico do Ceará
Patrick de Paula volta, e Verdão faz mais ajustes visando final da Copa do Brasil
Mais dois municípios de MS têm calamidade pública prorrogada
Executivo envia projeto para criar fundação de apoio à pesquisa e à Educação
PMA de Batayporã usa GPS para localização e drone para caracterização de 5,7 hectares de área de vegetação desmatada ilegalmente descoberta por imagem de satélites
Pré-natal e cuidados com o recém-nascido são temas do programa Saúde em Foco
Governo recebe motoristas de aplicativos e discute ações em benefício da categoria
Polícia Militar flagra adolescente praticando Direção Perigosa em Bela Vista
Macrorregião de Campo Grande tem 92% dos leitos para Covid-19 já ocupados
Forças de Segurança do Brasil e Paraguai estreitam relações para combater a criminalidade na fronteira
Agenda: Dia Internacional da Mulher na ALEMS será comemorado em sessão virtual
Presidente da ALEMS destaca investimentos em Segurança Pública
SES registra 23 novos óbitos por Covid, e MS já acumula 3.416 vidas perdidas
Polícia Militar Ambiental de Batayporã autua mulher de 40 anos por maus tratos a cachorro
Piá do Couto está de volta ao time do Coritiba
América se reapresenta e busca aproveitar preparação para a 3ª rodada do estadual
Um ano de pandemia: ALEMS enfrenta a Covid-19 com respeito à ciência e à vida
Caminhão com pneus do Paraguai foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus
Forças de segurança promovem ação enérgica no combate aos crimes de Furto e Receptação em Três Lagoas
Polícia Militar prende jovem por crime de dano e desordem
BOLETIM COVID-19: Saúde registra 95 novos casos positivos e confirma 01 óbito nesta sexta-feira (05) em Três Lagoas
Polícia Militar do 8ºBPM prende homem por porte de arma
Policiais femininas do 8ºBPM são homenageadas pelo Comandante do 8BPM
Comitê de Enfrentamento à COVID-19 de Três Lagoas conversa com Superintendente Executivo de Varejo da Caixa sobre atendimento aos munícipes três-lagoenses
Lateral- direito Daniel Guedes é contratado para reforçar a equipe do Fortaleza
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Na véspera de voltar ao seu habitat, onça pintada passa por exames e ganha colar

Publicado


 A onça pintada capturada na região da Serra do Amolar, em novembro do ano passado, e trazida para o CRAS (Centro de Reabilitação de Animais Silvestres) para curar as queimaduras sofridas no incêndio que atingiu o Pantanal, está prestes a retornar ao seu habitat. A soltura está programada para essa quinta-feira (21), no início da tarde, na mesma região em que foi encontrada. Antes, o animal passou pela última bateria de exames, foi pesada e ganhou um colar para monitoramento via satélite.

Os veterinários do Imasul (Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul) montaram uma operação especial para os últimos procedimentos médicos e a soltura da onça. Na tarde dessa quarta-feira (20) o animal foi sedado e recolhidas amostras de sangue para exames. A pesagem mostrou uma recuperação excelente, na avaliação do responsável técnico do CRAS, veterinário Lucas Cazati. “Está com 87 quilos, praticamente dobrou o peso desde que chegou aqui”, conta.

Os exames realizados mostraram que a onça está pronta para voltar ao seu habitat

A onça – um macho com aproximadamente dois anos de idade – chegou ao CRAS no dia 4 de novembro, após ter sido resgatada por equipes de organizações não governamentais que atuam no Pantanal. “Estava debilitada, anêmica, com queimaduras de segundo e terceiro graus nas quatro patas, e os exames revelaram ainda pneumonia difusa aguda por conta da aspiração da fumaça e a presença de um projétil alojado na região da costela”, conta Lucas.

Eram, na verdade, duas onças aproximadamente da mesma idade que foram resgatadas na mesma ocasião. A outra, também macho, não resistiu e morreu horas depois de chegar ao CRAS. No exame de necropsia foi encontrado um projétil de arma de fogo alojado próximo aos pulmões, o que pode ter contribuído para o óbito, na opinião de Cazati. Essa outra onça também estava com os pulmões bastante comprometidos pela fumaça, com queimaduras nas patas e debilidade.

A reabilitação

A onça sobrevivente permaneceu por dois meses e meio no CRAS, passou por quatro baterias de exames “que demonstraram gradualmente a melhora do animal”. Nesse trabalho os técnicos do CRAS contaram com apoio de instituições como a UFMS (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul) e organizações não governamentais. As queimaduras nas patas foram tratadas com aplicação de ozônio e a cicatrização foi completa. “Já está de alta faz algum tempinho”, disse Cazati. Só aguardava o momento certo para retornar ao habitat. Enquanto isso, a onça consumia cerca de 7 quilos de carne por dia, demonstrando preferência por peixes.

O colar vai permitir o monitoramento via satélite do animal (Foto: João Prestes)

A volta à Serra do Amolar acontecerá nessa quinta-feira (21) em um avião da FAB (Força Aérea Brasileira). A onça volta com o dobro do peso e um acessório importante: um colar para monitoramento via satélite que vai permitir acompanhar seu deslocamento e saber se ela segue um padrão de atividade considerado normal para a espécie. O colar foi implantado pelo pesquisador da UFMS, Gediendson Ribeiro de Araújo, especialista no assunto, e será monitorado por pesquisadores do Cenap (Centro Nacional de Pesquisas e Conservação de Mamíferos Carnívoros) e do IHP (Instituto do Homem Pantaneiro).

A coleira contém uma bateria e um chip que a cada hora emite um sinal, capturado pelo satélite e retransmitido ao software de monitoramento. “O sinal nos permite saber qual o percurso transcorrido pelo animal durante o dia, se tem se alimentado, quantas horas tem descansado”. Com base em dados de outros felinos da espécie, é possível saber se essa onça estará apresentando um comportamento considerado normal. A bateria deve durar cerca de um ano e meio.

João Prestes, Semagro
Fotos: Edemir Rodrigues
Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Inscrições abertas para Bolsa Atleta e Bolsa Técnico até 12 de março

Publicado

por


Seguem abertas, até o próximo dia 12 de março, as inscrições para o Programa Bolsa Atleta e Bolsa Técnico, administrado pela Fundesporte.

Este ano, podem ser beneficiados 235 atletas e 30 técnicos, com recursos mensais que variam de R$ 500,00 a R$ 1.500,00, pelo prazo de doze meses. No total serão R$ 227.750,00 e R$ 2,74 milhões somando-se todas as parcelas.

No total, são 11 categorias de bolsa, divididas entre Estudantil, Universitário, Nacional, Nacional Paralímpico, Máster, Pódio Complementar, Pódio Complementar Paralímpico, Internacional, Olímpico e Paralímpico, Técnico I e Técnico II.

O endereço para se inscrever é o http://www.ffic.ms.gov.br/Bolsa/Index. Além de preencher o formulário com os dados pedidos é preciso anexar os documentos obrigatórios.

A Fundesporte, inclusive, criou um canal de comunicação para mais informações e esclarecimento de dúvidas. Basta entrar em contato pelo telefone (67) 3323-7225 ou adicionar este número e mandar uma mensagem pelo WhatsApp.

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Governo recebe motoristas de aplicativos e discute ações em benefício da categoria

Publicado

por


Representantes de profissionais que atuam no transporte de passageiros pelos aplicativos em funcionamento em Campo Grande se reuniram na manhã desta sexta-feira (05) com o Governo do Estado, para discutir ações em benefício da categoria. Na pauta, a questão do preço dos combustíveis e o apoio da administração estadual para e melhoria das condições de trabalho.

Durante a reunião, realizada na Governadoria, o secretário de Governo e Gestão Estratégica, Sérgio Murilo, disse aos motoristas de aplicativo que os temas tratados envolvem outros órgãos, como a Petrobrás, Prefeitura e Secretaria de Fazenda, e por isso cada assunto será discutido com esses setores.

Mas Sérgio Murilo disse que o Governo do Estado está a disposição para apoiar a categoria na implementação de ações para fortalecer e dar mais segurança a eles no exercício das atividades. “O Estado está fazendo o seu papel, além de cuidar da população também ajudar algumas categorias para evoluir numa condição melhor de trabalho e o Estado está estendendo a mão para avançar na solução dos seus problemas”. Ele lembrou que no que se refere ao preço da gasolina, nem sempre é possível a intervenção do Estado, pois essa questão é da competência da Petrobras. Só no ano passado, a estatal federal autorizou 19 aumentos nos preços da gasolina.

Secretário Sérgio Murilo: Governo do Estado se coloca a disposição para apoiar os motoristas de aplicativo no que é possível

E os representantes dos motoristas de aplicativos saíram da reunião com algumas ações práticas. Ao ouvir a reclamação de que as plataformas não atualizam as tarifas há cinco anos e que aplicam algumas medidas que reduzem ainda mais a remuneração deles, o superintendente do Procon Estadual, Marcelo Salomão, anunciou como o órgão irá atuar.

“O Governo do Estado vai dar apoio para que viabilize o trabalho da categoria, vamos intermediar conversa com os aplicativos que cancelaram os descontos para a categoria (no que se refere a combustíveis), vamos verificar possíveis ilegalidades ou abusividade pelas contratantes (administradora de plataformas), e vamos discutir com o Sinpetro um modelo de negócio voltado para os motoristas de aplicativos”, explicou Marcelo Salomão.

Na reunião, alguns dos motoristas reclamaram que deixaram de ter desconto ao abastecer o carro em postos que trabalhavam com aplicativos que concediam preço melhor. “Os aplicativos suspenderam os descontos”, comentou Fuad Salamene. Para tentar auxiliar a categoria nessa questão dos combustíveis, o superintendente do Procon pretende, junto com a categoria, discutir com o Sinpetro (Sindicato dos Postos de Combustíveis, Derivados de Petróleo e Conveniências) uma forma dos motoristas de aplicativo terem algum tipo de desconto ao abastecer os carros.

Diálogo para buscar medidas para melhorar as condições de trabalho dos profissionais que trabalham com aplicativos de transporte de passageiros

Para amenizar o problema quanto a relação com as plataformas que trabalham com aplicativo para o transporte de passageiros, o presidente da Fundação Estadual do Trabalho (Funtrab), Marcos Derzi, se dispôs a discutir com a categoria a criação de uma plataforma regional via entidade que os representa. Por enquanto, existe apenas uma Cooperativa recém criada, que ainda não tem um grande número de associados.

Rogério Cândido de Oliveira, agradeceu o Governo do Estado em dialogar com a categoria e dar o apoio na viabilização de ações em benefício dos motoristas de aplicativo. Segundo Fuad Salamene, entre 1.200 a 1.500 dependem do trabalho com aplicativo de transporte de passageiros para sustentar a família.

Sobre a pauta do ICMS da gasolina e o preço do etanol, que vem acompanhando o aumento do combustível derivado do petróleo, o assunto será discutido com outros setores do Governo do Estado.

Representando os motoristas de aplicativo também participaram da reunião Alfredo Orlando, Alysson Clisman, Carolina Garcia, Eva Bianca, Emilson Irala de Souza e Helder Brito. Pelo Governo, participaram também o secretário-adjunto de Governo e Gestão Estratégica e Ana Carolina Ali, da Consultoria Legislativa.

Paulo Yafusso, Subcom

Fotos: Edemir Rodrigues

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana