Três Lagoas-MS

  Últimas
Chance de ganhar no Nota MS Premiada é 28 vezes maior do que na Mega-Sena
Comissão estadual revisa decretos de quatro décadas
Fornatur e ABEAR se reúnem para alinhar informações sobre acordos com empresas aéreas durante pandemia
Vídeo sobre planejamento financeiro está disponível no canal da PGE/MS
Com mutirão nos fins de semana, Agesul conclui manutenção de muitas estradas após período de chuvas
Tempo firme com chuvas isoladas são esperadas para este sábado
PMMS realiza solenidade do Espadim Tiradentes, evento inédito em Mato Grosso do Sul
Estado faz repasses a clubes para a disputa do Estadual de Futebol 2021
Sinergia-MS presta homenagem à eletricista e denuncia terceirizada da Energisa
Em MS, Suzano abre processos seletivos com vagas para Água Clara, Brasilândia e Três Lagoas
PMA de Porto Murtinho utiliza imagem de satélite e autua infrator em R$ 55 mil por desmatamento ilegal de vegetação nativa protegida por lei ocorrido em 2019
Polícia Militar de Maracaju encerrou a 1º reunião de treinamento e planejamento do “Plano de Defesa”
Força Tática do 4º BPM apreende menor infrator pelo crime de tráfico de drogas
Equipes da Sanesul iniciam obras de setorização em Três Lagoas
BOLETIM COVID-19: Saúde registra 56 novos casos positivos e 82 recuperados nesta sexta-feira (26)
Alterações no regimento interno têm o intuito de otimizar os serviços prestados pela PGE
Escolagov e Prefeitura de Costa Rica firmam termo de cooperação para intercâmbio de conhecimentos
Aberto período de inscrições para contratação de Técnicos de Suporte em Tecnologia da REE
Inédita no país, granja em Dourados usa ração líquida e novas tecnologias da Suinocultura 4.0
Oficializada prorrogação de calamidade pública em mais três municípios de MS
Polícia Militar Ambiental de Bela Vista captura coruja dentro de farmácia no centro da cidade e a solta em seu habitat
Trailer Odontológico volta a atender a partir da próxima segunda-feira (01), no bairro São Carlos
Mais de 15.430 alunos da REME de Três Lagoas voltam as aulas segunda-feira (01) com Unidades de Ensino seguindo protocolo de biossegurança
PMA de Batayporã autua infrator em R$ 12,5 mil devido à falta de atividade de conservação do solo causando processos erosivos em sua propriedade no município
Elenco principal terá período de recesso; Retorno acontecerá no dia 15 de março
Abel comanda treino tático de olho na primeira decisão da Copa do Brasil
Em abordagem preventiva em Três Lagoas, Polícia Militar recupera bicicleta e apreende adolescente
Calamidade pública de Laguna Carapã e Douradina podem ser prorrogadas até 30 de junho
Santos perde para o Bahia em Salvador
Grêmio é superado pelo Red Bull Bragantino e encerra Brasileiro na sétima posição
Next
Prev

Emprego

MS possui rede de apoio a migrantes na busca por emprego, documento e alojamento

Publicado


Por meio do Centro de Atendimento em Direitos Humanos (CADH), localizado na Rua Marechal Cândido Mariano, 713, em Campo Grande, o Governo de MS disponibiliza aos migrantes e refugiados para orientação sobre empregos, documentação e até ajuda na busca por alojamentos, caso não tenham local onde dormir.

O órgão estadual que funciona na Coordenadoria de Apoio aos Órgãos (Caorc), vinculado a Sedhast (Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho), está aberto desde 2016, com o objetivo de ajudar e apoiar este público, para que tenham acesso a serviços essenciais no Estado.

“No começo dos atendimentos quem mais procurava orientação e encaminhamentos eram os haitianos, depois diminuiu bastante este público e aumentou a procura por venezuelanos, que buscam informações sobre documentação, empregos e até local para ficar”, explicou a coordenadora da Caorc, Vânia de Souza Almeida.

Ela explicou que entre os serviços realizados no Centro está o encaminhamento à Polícia Federal, para que migrantes possam emitir a Carteira de Registro Nacional Migratória (CRNM), assim como busca por empregos via Funtrab (Fundação do Trabalho de Mato Grosso do Sul) e até orientação para ter acesso aos alojamentos em Campo Grande, que são administrados pela prefeitura municipal.

“Temos o contato direto com os órgãos municipais e no caso das pessoas não terem onde dormir, fazemos este encaminhamento por exemplo aqui em Campo Grande, onde tem três locais disponíveis mantidos pelo município”, destacou Almeida.

A coordenadora ponderou que o migrante não precisa passar pelo Centro para ter acesso a estes serviços (documento, emprego e alojamentos), podendo ir diretamente aos órgãos responsáveis, mas que o local serve como uma base de “orientação” ao público, que não tem conhecimento de como proceder nestes casos. “Já orientamos até sobre como fazer as matrículas dos filhos nas escolas locais”.

Atendimentos

No balanço de atividades de 2020, o Centro de Atendimento em Direitos Humanos realizou 920 atendimentos no ano, incluindo migrantes, refugiados e apátridas, que buscaram ajuda do órgão estadual. O público que mais solicitou apoio e informações foram os venezuelanos, com 290 no total. Na lista também aparecem os haitianos e colombianos.

“Uma procura natural que demonstra que estamos com atenção também para essa demanda da sociedade. Quem recebe atendimento pelo CADH/Sedhast e retorna para mais orientações, certamente teve seu problema encaminhado e ganhou confiança no nosso trabalho”, declarou a secretária estadual de Direitos Humanos e Assistência Social, Elisa Cleia Nobre.  

Em outra frente, o Comitê Estadual para Refugiados, Migrantes e Apátridas (Cerma) discute políticas públicas para melhorar as condições e estadia dos migrantes em Mato Grosso do Sul. Neste grupo de trabalho são discutidas ações, campanhas e projetos de lei, que possam apoiar e defender os direitos deste público. A primeira reunião de trabalho neste ano já está marcada para o dia 23 de fevereiro.

Leonardo Rocha, Subcom

Fotos: Sedhast

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Emprego

Em MS, Suzano abre processos seletivos com vagas para Água Clara, Brasilândia e Três Lagoas

Publicado

Com inscrições abertas para todas as pessoas interessadas, sem distinção de gênero, idade, etnia deficiência ou orientação sexual, unidade está com vagas para Operador(a) de Colheita Florestal e Consultor(a) de Manutenção

A

 Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, está em processo seletivo para contratação de Operador(a) de Colheita Florestal I nos municípios de Água Clara e Brasilândia. As inscrições estão abertas a todas as pessoas interessadas, sem distinção de gênero, idade, etnia, deficiência ou orientação sexual.

Para concorrer a uma das vagas, os candidatos e candidatas devem atender aos seguintes pré-requisitos: ter Ensino Fundamental completo; curso de Formação de Operador de Máquinas Florestais (fornecidos pela Suzano ou instituições externas reconhecidas); experiência na operação de máquinas florestais, Carteira Nacional de Habilitação (CNH) na categoria B ou acima e disponibilidade para residir em Água Clara ou Brasilândia, dependendo do processo seletivo escolhido.

Os interessados e interessadas em se inscrever no processo seletivo em Água Clara devem acessar o link: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/operadora-colheita-i/60350b592d4b5d59531938e1?utm_source=website

Já os candidatos interessados no processo seletivo aberto em Brasilândia, podem se inscrever pelo link: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/operadora-colheita-i/603510202d4b5d5953197fac?utm_source=website

Nos endereços eletrônicos, candidatos e candidatas irão encontrar mais informações sobre a função e conhecer os benefícios oferecidos pela empresa.

Três Lagoas

A unidade também está em processo seletivo para vaga temporária de Consultor(a) de Manutenção I, em Três Lagoas. Para participar, os interessados devem ter Ensino Superior completo em Engenharia Mecânica ou correlatas; experiência em Supervisão de Manutenção (preferencialmente em manutenção de celuloses); experiência em controle de custos de manutenção; experiência em planejamento e condução de Paradas Programadas e Parada Geral em fábricas de celulose/papel; domínio do Pacote Office e conhecimento nas áreas de gerenciamento de projetos e sistemas (programa SAP-PM). As inscrições estão abertas até o dia 2 de março e podem ser feitas pela internet, por meio do link: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/consultora-manutencao-i-vaga-temporaria/60357f7f2066f059495b711d?utm_source=website

Na Página de Oportunidades da Suzano (https://jobs.kenoby.com/Suzano), a pessoa interessada também poderá acessar outras vagas abertas no Estado e em todas as unidades da Suzano no País, podendo ainda se cadastrar no Banco de Talentos da empresa.

Comentários Facebook
Continue lendo

Emprego

IBGE abre mais de 204 mil vagas temporárias para o Censo 2021 no Brasil

Publicado

O

 IBGE publicou no dia (18) de fevereiro, dois editais para contratar temporariamente 204.307 pessoas para trabalhar na organização e na coleta do Censo Demográfico 2021. São oferecidas 181.898 vagas para recenseador16.959 para agente censitário supervisor (ACS) e 5.450 para agente censitário municipal (ACM) em 5.297 municípios do país. Os quadros de distribuição das vagas estão disponíveis para consulta no site do Cebraspe, empresa organizadora dos processos seletivos. 

As inscrições para ACM e ACS começam nesta sexta-feira (19) e vão até 15 de março. Já para recenseador, as inscrições serão realizadas de 23 de fevereiro a 19 de março. Para concorrer à função de recenseador, o candidato deve ter nível fundamental completo, e para ACM e ACS, ensino médio concluído. No ato da inscrição, o candidato poderá escolher a área de trabalho e em qual cidade realizará a prova. A taxa de inscrição (R$ 39,49 para ACM e ACS, e R$ 25,77 para recenseador) poderá ser paga pela internet ou fisicamente em qualquer banco ou casa lotérica.  

As vagas são temporárias e os contratos terão duração prevista de três meses para a função de recenseador e de cinco meses para ACM e ACS, podendo ser renovados de acordo com as necessidades do IBGE e a disponibilidade orçamentária. A contratação temporária é regida pela Lei nº 8.745/1993.

Recenseador terá simulador para estimar remuneração

Os recenseadores são os profissionais que visitarão todos os domicílios do país, entrevistando seus moradores. Eles serão remunerados por produtividade, de acordo com a quantidade de residências visitadas e pessoas recenseadas, considerando ainda a taxa de remuneração de cada setor censitário, o tipo de questionário preenchido (básico ou amostra) e o registro no controle da coleta de dados.

No hotsite do Censo 2021 haverá um simulador em que os candidatos poderão estimar a remuneração a ser obtida, com base nos valores pagos por setor censitário nas diferentes localidades do país. A jornada de trabalho recomendável para os recenseadores é de, no mínimo, 25 horas semanais.

Salário para agente censitário varia de R$ 1.700 a R$ 2.100

São oferecidas 5.450 vagas para agente censitário municipal (ACM) e 16.959 vagas para agente censitário supervisor (ACS). Essas duas funções estão no mesmo processo seletivo e exigem escolaridade de nível médio completo.

Para as vagas de nível médio, os mais bem colocados em cada município ocuparão a vaga de ACM, que será o responsável pela coordenação da coleta do Censo 2021 naquela cidade. Já o ACS supervisiona as equipes de recenseadores. As remunerações dessas duas funções são de R$ 2.100 para ACM e R$ 1.700 para ACS, com jornada de 40 horas semanais, sendo oito horas diárias.

Além do salário, ACM e ACS terão direito a auxílio-alimentação, auxílio-transporte, auxílio pré-escola, férias e 13º salário proporcionais, de acordo com a legislação em vigor e conforme o estabelecido no edital.

Ideal é que recenseador more próximo de onde vai trabalhar

As vagas dos dois processos seletivos estão distribuídas entre 5.297 municípios de todos os estados do país. Nos municípios maiores e em áreas remotas, as vagas são oferecidas por áreas de trabalho específicas. Essas áreas podem abranger bairros, favelas, localidades de difícil acesso, aldeias indígenas ou comunidades quilombolas, por exemplo. Por isso, o ideal é que os recenseadores aprovados no processo seletivo sejam moradores das próprias localidades onde vão trabalhar, para economia de custos com deslocamentos e maior produtividade nas visitas domiciliares.

Com datas diferentes, candidatos podem participar dos dois processos seletivos

As provas serão realizadas em todos os municípios onde houver vagas. Elas serão aplicadas no dia 18 de abril para ACM e ACS, e no dia 25 de abril para recenseadores. Essa diferença de datas permite ao candidato participar dos dois processos seletivos. O cronograma detalhado de ambos os processos seletivos está disponível nos editais.

Os candidatos a ACM e ACS farão prova objetiva de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Raciocínio Lógico Quantitativo, 5 questões de Ética no Serviço Público, 15 questões de Noções de Administração / Situações Gerenciais e 20 questões de Conhecimentos Técnicos. O conteúdo programático está disponível no edital.

Já os candidatos a recenseador farão prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório, com 10 questões de Língua Portuguesa, 10 questões de Matemática, 5 questões sobre Ética no Serviço Público e 25 questões de Conhecimentos Técnicos. O conteúdo também está no edital.

As provas para ACM, ACS e recenseador terão duração de quatro horas e serão aplicadas no turno da tarde. Os gabaritos preliminares serão divulgados no dia seguinte a aplicação das provas, a partir das 19 horas, no site do Cebraspe. O resultado final está previsto para 27 de maio.

Protocolos sanitários contra a Covid-19 no dia da prova

No dia da prova, os candidatos deverão estar munidos de caneta esferográfica cor preta de material transparente, comprovante de inscrição e documento original com foto. Protocolos sanitários de prevenção da Covid-19 serão divulgados detalhadamente em edital específico sobre os locais de prova, exigindo o uso obrigatório de máscaras, o distanciamento seguro entre candidatos e aplicadores de prova, disponibilização de álcool em gel em todos os locais de prova, medidas para evitar aglomerações e respeito às legislações locais. O candidato que descumprir as medidas de proteção será eliminado do processo seletivo e terá sua prova anulada.

Treinamento para recenseador é eliminatório

Além da prova, os recenseadores receberão treinamento presencial e à distância, de caráter eliminatório e classificatório, com duração de cinco dias e carga horária de oito horas diárias. Para a parte presencial, também serão adotados protocolos sanitários contra a Covid-19.

Os candidatos que tiverem no mínimo 80% de frequência no treinamento farão jus a uma ajuda de custo. As contratações ocorrem logo em seguida. O trabalho de campo do Censo 2021 começa em agosto.

Adiamento do Censo em 2020 e cancelamento da seleção

Com o adiamento do Censo para 2021 devido à pandemia de Covid-19, os processos seletivos para ACM, ACS e recenseadores abertos em 2020 foram cancelados. Quem se inscreveu na seleção do ano passado não está com a inscrição garantida para os processos seletivos deste ano. É preciso fazer nova inscrição e pagar a taxa para garantir a participação na nova seleção.

Desde maio do ano passado, os inscritos na seleção cancelada podem solicitar o reembolso da taxa de inscrição através da Central de Atendimento do IBGE, pelo telefone 0800 721 8181. A ligação é gratuita. Basta informar nome e CPF para confirmação do cadastro e dados bancários (banco, nº da agência e conta bancária), em que seja o titular, para o recebimento do valor. Em janeiro, o IBGE iniciou a terceira fase de restituição da taxa de inscrição.

Censo 2021 vai visitar todos os municípios brasileiros

A partir de agosto até outubro deste ano,  cerca de 213 milhões de habitantes, em aproximadamente 71 milhões de endereços, serão visitados pelos recenseadores nos 5.570 municípios do país. A pesquisa revelará entre outras informações, as características dos domicílios, identificação étnico-racial, nupcialidade, núcleo familiar, fecundidade, religião ou culto, deficiência, migração interna ou internacional, educação, deslocamento para estudo, trabalho e rendimento, deslocamento para trabalho, mortalidade e autismo. Realizado a cada dez anos, o Censo Demográfico é a principal fonte de referência para o conhecimento das condições de vida da população em todos os municípios do país. 

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana