Três Lagoas-MS

  Últimas
Polícia Militar prende dupla por porte ilegal de arma de fogo
Coronel David participa da entrega de viaturas para o Corpo de Bombeiros e ressalta parceria do Legislativo e Executivo
Em Três Lagoas| Autor de feminicídio é preso pela SIG
PMA de Rochedo desmonta acampamento de pesca e apreende tarrafas, anzóis de galho e outros petrechos que seriam utilizados em pesca na piracema
Corpo de Bombeiros de Três Lagoas recebe unidade de resgate a mais modernas do Brasil
De cada 100 testes de Covid em MS metade tem dado positivo
Pontes destruídas no Pantanal serão substituídas por pontes de concreto
Adesão de advogados é imprescindível para sucesso do Acordo Direto em precatórios
Mato Grosso do Sul brilha no Brasileiro de Canoagem Maratona e conquista 16 medalhas
Protocolo de Volta às Aulas da Rede Estadual prevê ensino híbrido em 2021
De Três Lagoas, Ana Laura e Camila Inês ficam entre as 10 melhores do País no Campeonato Brasileiro de Atletismo
Em Santa Rita do Pardo, Polícia Militar prende mulher com mandado de prisão em aberto.
Polícia Militar recupera televisão furtada e prende suspeito do furto em Bataguassu.
Patrulha Rural da 7ª CIPM apreende mercadorias descaminhadas.
Polícia Militar prende três foragidos da Justiça durante o final de semana em Bataguassu.
Cultura convoca artesãos para atualizar produtos para reabertura da Casa do Artesão
Prefeitura de Três Lagoas inicia pavimentação asfáltica da rua de acesso ao IFMS
Frente Parlamentar de Recursos Hídricos realiza reunião para certificação de metas
Em prestação de contas, Secretaria de Saúde informa gastos de R$ 639 milhões
Flamengo embarca para a Argentina visando o duelo contra o Racing Club
Coritiba inicia preparação para encarar o Corinthians, em casa
Governo do Estado cria o selo social “Empresa Amiga da Mulher”
Desfalcado na zaga, Bahia volta a ter defesa mais vazada do Brasileirão
Polícia Militar Ambiental de Cassilândia autua frigorífico em R$ 10 mil devido a vazamento de amônia em que pessoas precisaram de atendimento médico
Policial militar que foi vítima de acidente de trânsito durante serviço recebe homenagem
Polícia Militar prende autor e apreende arma de fogo usada na tentativa de feminicídio em Três Lagoas
Luiz Adriano desfalca o Palmeiras na Libertadores após sofrer lesão
Polícia Militar prende autor de furto em um supermercado de Três Lagoas
Fortaleza consegue importante vitória sobre o Botafogo
Grêmio e Corinthians empatam sem gols na 22ª rodada do Brasileirão
Next
Prev

Assembléia Legislativa MS

Ler é Viver destaca a importância do protagonismo feminino na literatura

Publicado


Assim como em todas as áreas, na literatura a participação da mulher é primordial, tanto para ajudar a desmistificar os mitos do feminismo, quanto para o entendimento da identidade feminina. Nessa perspectiva, o programa Ler é Viver que entra na grade de programação da TV ALEMS nesta sexta-feira (20), às 18h, destaca o protagonismo feminino literário com a jornalista Evelise Couto, coordenadora do grupo ‘Leia Mulheres Campo Grande/MS’, e com a psicóloga Gabriela Molento, facilitadora da roda de estudos ‘Mulheres que correm com os lobos’, que em seus encontros debate a obra ‘Mulheres que correm com os lobos: mitos e histórias do arquétipo da mulher selvagem’, escrita pela psicóloga estadunidense Clarissa Pinkola Estés. 

Com reuniões mensais, o grupo ‘Leia Mulheres Campo Grande’, criado em 2018, é fruto do projeto ‘Leia Mulheres no Brasil’, com o objetivo de debater obras escritas por mulheres. Conforme Evelise, já foram lidos e analisados livros, como ‘A Hora da Estrela’, de Clarice Lispector; ‘Olhos D’Água’, escrito por Conceição Evaristo; ‘Quarto de Despejo’, de autoria de Carolina Maria de Jesus, ‘Estranhas Delicadezas’, da escritora Tania Souza, entre outros. 

Segundo a jornalista, participantes do grupo ‘Leia Mulheres Campo Grande’ estão se encontrando de forma remota devido ao coronavírus, mas antes os encontros eram presenciais. “Apesar de ser um grupo que debate livros escritos por mulheres, é aberto à participação masculina também”, frisa Evelise. 

Em sua participação no programa, Evelise ainda fala a respeito da desconstrução de pensamentos patriarcais e machistas que esse tipo de literatura propicia, até mesmo para o real entendimento do feminismo. Ela indica duas obras importantíssimas nesse contexto: ‘As coisas que perdemos no fogo’, de autoria da escritora e jornalista argentina Mariana Enríquez, e ‘Persópolis’, escrito pela romancista franco-iraniana Marjane Satrapi. 

Macabro, perturbador e emocionante, ‘As coisas que perdemos no fogo’ reúne contos que usam o medo e o terror para explorar várias dimensões da vida contemporânea. Em um primeiro olhar, as 12 narrativas do livro parecem surreais, no entanto, depois de poucas frases, elas se mostram estranhamente familiares: é o cotidiano transformado em pesadelo. 

Já em ‘Persépolis’, Enríquez retrata sua infância até os primeiros anos de vida adulta no Irã, durante e após a Revolução Islâmica, chamando a atenção dos leitores para a “precariedade da sobrevivência” em situações políticas e sociais. O mais interessante é que o enredo é contado em quadrinhos. 

Modelo Feminino

O despertar da consciência para entender sua real identidade feminina foi amplamente provocado em Gabriela Molento, após ter lido o livro ‘Mulheres que correm os lobos’, lançado em 1992 por Clarissa Pinkola Estés e que a tornou conhecida mundialmente. Através da interpretação de 19 lendas e histórias antigas, entre elas as de Barba-Azul, Patinho Feio, Sapatinhos Vermelhos e La Llorona, a autora procura identificar o arquétipo da mulher selvagem ou a essência da alma feminina, sua psique instintiva mais profunda, propondo o resgate desse passado longínquo, como forma de atingir a verdadeira libertação.

Com base na obra, Gabriela criou a roda de estudos que leva o mesmo nome do livro, no sentido de debater e provocar as participantes se conectarem com seu feminino. Os encontros que costumavam ser presenciais, agora estão suspensos temporariamente em decorrência do coronavírus.   

Em meio à pandemia, Gabriela foi convidada recentemente para facilitar novo grupo em parceria com a arterapeuta Mirella Rolim, de São Paulo, em formato remoto, com a participação de 18 mulheres de várias partes do Brasil. Mudanças na forma de interação e percepção de umas às outras se tornam visíveis, segundo a psicóloga. 

O Ler é Viver pode ser conferido na programação da TV ALEMS, no canal 9 da Claro Net TV, às sextas-feiras, às 18h; domingos, às 12h; e segundas-feiras, às 8h. A TV Assembleia de Mato Grosso do Sul pode também ser assistida no YouTube ou no site oficial da Casa de Leis.

 

Comentários Facebook

Assembléia Legislativa MS

Frente Parlamentar de Recursos Hídricos realiza reunião para certificação de metas

Publicado

por


Nesta segunda-feira (23) foi realizada pela Frente Parlamentar de Recursos Hídricos da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) reunião com o tema “Certificação das Metas do Pacto Nacional de Águas (Progestão) em Mato Grosso do Sul”. A iniciativa é do coordenador da Frente Parlamentar, deputado Renato Câmara (MDB), e a apresentação foi feita pelo gerente de recursos hídricos do Instituto de Meio Ambiente de Mato Grosso do Sul (Imasul), Leonardo Sampaio Costa.

A apresentação dos números para a Assembleia Legislativa é um processo obrigatório para apreciar os relatórios do cumprimento das metas previstas no Progestão anualmente. Neste ano, a reunião foi feita remotamente e como atividade da Frente Parlamentar, reunindo representantes de 23 instituições ligadas à preservação dos recursos hídricos.

O Progestão é um programa de incentivo financeiro aos sistemas estaduais para aplicação exclusiva em ações de fortalecimento institucional e de gerenciamento de recursos hídricos, mediante o alcance de metas definidas a partir da complexidade de gestão. O Programa Nacional de Fortalecimento dos Comitês de Bacias Hidrográficas (Procomitês) promove o aprimoramento dos comitês de bacia hidrográfica. Mato Grosso do Sul tem três comitês de bacias instalados: Miranda, Santana e Aporé e Ivinhema.

“No ano passado, Mato Grosso do Sul cumpriu quase 100% das metas estabelecidas pela Agência Nacional de Águas e neste ano estamos perto desse índice. Isso é importante porque atesta a seriedade com que Mato Grosso do Sul vem gerindo os recursos hídricos disponíveis, considerando o rigor com que a agência fiscaliza as ações desenvolvidas e as metas bastante ambiciosas que estabelece. Mato Grosso do Sul tem ficado entre os primeiros da lista no cumprimento de metas nos dois programas”, destacou Renato Câmara.

Anualmente, a Agência Nacional das Águas estabelece metas federativas e as de gestão de âmbito estadual para cada unidade da Federação cumprirem. Cabe ao órgão ambiental estadual – o Imasul – fazer a gestão do Programa e submeter ao Conselho Estadual de Recursos Hídricos o relatório das atividades desenvolvidas. “Caso seja aprovado, o relatório segue para certificação da ANA e o repasse de recursos do orçamento para fazer essa gestão depende do percentual das metas cumpridas”, explica o gerente de Recursos Hídricos do Imasul, Leonardo Sampaio.

A Frente Parlamentar de Recursos Hídricos foi instituída pelo Ato da Mesa Diretora 19/2019, publicado no Diário Oficial do Legislativo em 26 de março. O grupo de trabalho tem como finalidades a promoção de debates com a participação da sociedade civil, a apresentação de pareceres e informações técnicas para subsidiar as iniciativas legislativas, o estímulo à difusão cultural do uso racional das águas e o incentivo a investimentos em políticas de gerenciamento de recursos hídricos.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Assembléia Legislativa MS

Em prestação de contas, Secretaria de Saúde informa gastos de R$ 639 milhões

Publicado

por


A Assembleia de Mato Grosso do Sul (ALEMS) recebeu a prestação de contas dos gastos da Secretaria de Estado de Saúde (SES), relativos ao segundo quadrimestre de 2020 (maio a agosto). No período, o Governo do Estado empenhou R$ 639.797.680,73 – dos quais R$ 629.115.897,70 já foram pagos. Os dados foram informados durante audiência pública remota realizada nesta segunda-feira (23), a partir do Plenário Deputado Júlio Maia.

“Viemos prestar contas. Estamos vivendo um ano atípico, tendo em vista que a partir de janeiro já fomos alertados da pandemia que fez com que todos nós tivéssemos que lidar com a Covid-19. É uma tarefa bastante dura, mas o enfrentamento tem todo o apoio dos servidores da área de Saúde e do Governo do Estado”, destacou o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende.


Audiência foi proposta pelo deputado Antônio Vaz

O titular da pasta falou sobre o apoio do Legislativo Estadual ao enfrentamento da doença por meio da destinação de emendas parlamentares e também por meio das legislações originadas na ALEMS. “É um apoio conjunto. Com essa aliança, podemos fazer um enfrentamento mais rigoroso”, afirmou Resende.

O presidente da Comissão de Saúde da ALEMS e proponente da audiência, deputado Antônio Vaz (Republicanos), ressaltou as ações desenvolvidas pelo Legislativo. “Nós temos trabalhado e dado atenção à saúde. A Assembleia abraçou a causa do combate ao coronavírus. É importante, nesse momento de dificuldade, estarmos unidos, trabalhando para ajudar nossa população”, disse o parlamentar.

A equipe da Secretaria de Estado de Saúde apresentou dados sobre a doença. No segundo quadrimestre, foram realizadas oficinas para implantação do Guia Orientador para o enfrentamento da pandemia na Rede de Atenção à Saúde.


Secretário de Saúde falou sobre apoio da ALEMS no combate à Covid-19

O Guia Orientador aborda as ações e atividades que devem ser realizadas tanto na Atenção Primária em Saúde (APS) como na Atenção Ambulatorial Especializada (AAE) e na Atenção Hospitalar (AH). Foram realizadas cinco oficinas, contando com a participação de todas as macrorregiões de saúde.

No total, O Governo Estadual empenhou R$ 133.298.098,92 no combate ao coronavírus, somados os valores acumulados do primeiro e segundo quadrimestres.

Detalhamento do segundo quadrimestre

A coordenadora de planejamento da SES, Vanessa Prado, falou dos desafios enfrentados durante o segundo quadrimestre. “Além as ações de combate à Covid-19, também tivemos o desafio de fortalecer e consolidar a atenção primária à saúde; fortalecer e interiorizar as redes especializadas de atenção à saúde; expandir a telessaúde em MS; e enfrentar a falta de recursos humanos”, enumerou.

Segundo a especialista, foram adotadas diversas estratégias durante o período, entre elas parcerias de cooperação técnica qualificação, formação e capacitação dos profissionais de saúde; apoio técnico e financeiro aos municípios; e implementação e organização da assistência especializada e hospitalar, por meio das Redes de Atenção à Saúde.


Prestação de contas foi realizada remotamente e transmitida ao vivo

Foram destacadas ações nas áreas de saúde bucal, saúde prisional, saúde do homem e da mulher, além de saúde indígena. Também foram reportadas as atividades realizadas no controle de vetores.

Segundo os dados, houve aquisição de equipamentos para atender os municípios no combate ao Aedes aegypti. No total, os Agentes de Endemias dos municípios receberam R$ 4.391.466,05 de repasse por meio do Incentivo Estadual para Fortalecimento das Vigilâncias em Saúde.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana