TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Polícia Militar em Nova Andradina prende homem por dano e violência doméstica
|| Em Miranda, Polícia Militar cumpre mandado de prisão e apreende arma de fogo ||
|| Em Aquidauana, Polícia Militar prende homem por tráfico de drogas ||
Em quatro anos, índice de roubos cai pela metade em Campo Grande
Funtrab/MS oferece 2.009 vagas de emprego em todo o Estado
Prefeito de Três Lagoas assina autorização para início da obra de restauração asfáltica de ruas do Interlagos
Programa Vida Saudável fala sobre técnica que melhora concentração e memória
Em entrevista à Caçula FM de Três Lagoas, Bolsonaro fala sobre importância de MS para o Brasil
Em Três Lagoas| Jovem fica ferido em acidente próximo da 2º lagoa
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande resgata filhotes de tucano após queda de árvores em virtude de tempestade
Em Naviraí, Polícia Militar prende homem por porte ilegal de arma de fogo
Polícia Militar prende homem por prática de direção perigosa e adulteração de sinal identificador de veículo em Nova Andradina
Polícia Militar apreende moto irregular em Alcinópolis
Polícia Militar prende indivíduos por Receptação e Porte de Droga em Três Lagoas.
Em Vídeo| Ventania derruba fiação e 51 animais morrem eletrocutados em Eldorado/MS
Durante abordagem, homem é preso pela Polícia Militar por furto, tráfico de drogas e porte de arma em Nova Andradina
Polícia Militar surpreende fã no seu aniversário em Coxim
Estrada Viva: projeto contará com manual de diretrizes para as obras do Governo do Estado
Previsão do Tempo:
Antologia histórica da música e literatura de MS “A Chama da Paz na América do Sul” será lançada dia 28
Conselho vai promover nova ação para que mulheres com deficiência física e visual realizem exames preventivos
Chuva dá uma trégua e semana começa com sol entre nuvens e temperaturas agradáveis
Outubro termina com oferta de 2.009 vagas de emprego em Mato Grosso do Sul 
Fundação de Turismo participa de ação promocional nos principais mercados emissores da Europa
Última semana para pagar licenciamento de veículos com placa terminada em zero
Polícia Militar prende homem que manuseava espingarda em via pública
Polícia Militar resgata arara que era atacada por cães em Rio Verde
Série B: Vasco sai na frente nos Aflitos, mas cede empate ao Náutico
Série D: Aparecidense-GO vence ABC-RN de virada e fica perto da final
Em Campo Grande| Policias do 10° BPM salvam pessoas ilhadas por causa de temporal
Next
Prev

Celulose em Destaque

Laboratórios da Paper Excellence vão transformar jovens e adultos em empreendedores

Publicado

Distrito Federal será a primeira região do País a receber uma sede do PaperLab, que também terá unidades em São Paulo e Mato Grosso do Sul

São Paulo, 28 de setembro – Laboratórios de qualificação profissional criados pela Paper Excellence, uma das maiores e mais diversificadas produtoras de papel e celulose do mundo, serão a porta de entrada para que jovens e adultos vivenciem um processo de imersão empreendedora, com direito a mentorias para inclusão digital e acesso a novas tecnologias. A primeira sede regional do PaperLab será inaugurada nesta quarta-feira (29/09) no Distrito Federal, me a previsão é que novas unidades sejam construídas em outros estados onde a empresa atua, como Mato Grosso do Sul e São Paulo.

O projeto piloto do PaperLab será implementado no Paranoá, região administrativa do Distrito Federal, e conta com uma sala composta por 15 computadores com acesso à internet. Infraestrutura, materiais didáticos e um corpo docente altamente qualificado estarão à disposição para acompanhar os alunos em toda jornada do empreendedorismo, desde a concepção de uma ideia de negócio até a venda do produto para investidores. 

O projeto tem como parceira a ONG Programando o Futuro, que atua no fortalecimento das iniciativas da sociedade civil por meio do empoderamento digital de comunidades em todo País. “Recebemos, logo nos primeiros dias, uma grande procura para inscrições. Cerca de 90% dos matriculados, até agora, possuem renda familiar de 1 a 2 salários mínimos e 78% estão desempregados”, afirma Vilmar Simion, Coordenador Geral da ONG. “O projeto é direcionado a jovens, a partir de 16 anos, mas está aberto a pessoas de todas as idades que tenham desejo de aprender”, completa.

A cerimônia de inauguração está marcada quarta-feira (29), a partir das 15h, no Centro de Cultura e Desenvolvimento do Paranoá (CEDEP). O evento vai contar com a presença dos alunos da turma inaugural e de autoridades, entre eles a secretária de Desenvolvimento Social e primeira-dama do Distrito Federal, Mayara Noronha Rocha e o secretário de economia André Clemente..

Entre os cursos profissionalizantes ofertados estão informática básica, suporte técnico em informática, economia circular, habilidades socioemocionais, empreendedorismo e transformação digital. Os jovens terão ainda mentorias para elaborar uma apresentação com o panorama geral de seus respectivos negócios, conhecida como Pitch Deck. Por fim, poderão participar de uma rodada teste com investidores.

Idealizar projetos voltados ao desenvolvimento socioeconômico das regiões onde atua faz parte da gestão de negócio da Paper Excellence. “Com o PaperLab vamos proporcionar práticas modernas e estimulantes de empreendedorismo e contribuir para a qualificação de jovens para o mercado de trabalho”, diz Guilherme Cunha Costa, diretor de Relações Institucionais da Paper Excellence no Brasil.

Inscrições

Os interessados em participar das aulas e mentorias do PaperLab, no Distrito Federal, podem se inscrever pelo site www.programandoofuturo.org.br. A primeira edição será formada pelos 6 cursos, para formação de até 100 alunos com duração de seis meses.

O objetivo da Paper é que, fora do horário das aulas, o laboratório seja também usado por outras pessoas da comunidade como um espaço de pesquisa e acesso à internet. “Estamos estruturando um ambiente acessível e democrático para levar a inclusão digital ao maior número possível de pessoas”, finaliza Costa.

Comentários Facebook

Celulose em Destaque

Pesquisa de MS avalia emissões de diferentes espécies de eucalipto

Publicado

por

Mato Grosso do Sul está na meta de ser Carbono Neutro em 2030 e, para isso, tem investido em projetos de pesquisa que unam inovação e sustentabilidade. Mato Grosso do Sul se destaca com pesquisas de ponta sendo desenvolvidas em suas instituições para encontrar alternativas para medir e mitigar os gases de efeito estufa.

É o caso do projeto inter-institucional do qual faz parte o engenheiro agrônomo e doutor em genética e melhoramento, Paulo Eduardo Teodoro. Em parceria com o Governo do Estado por meio da Semagro e da Fundect, o projeto está analisando a quantidade de CO2 no solo em uma área com 6 diferentes espécies de eucalipto e tem como um de seus objetivos, determinar quais destas espécies contribuem em maior ou menor grau com a emissão desse gás.

“Mato Grosso do Sul é um dos Estados do país que mais se destacam no plantio de eucalipto. Determinar a emissão de Carbono destas espécies será de suma importância tanto no quesito ambiental quanto no econômico, visto que a neutralização do carbono pode vir a ser um quesito fundamental exigido pelo mercado. As avaliações destas emissões estão em andamento e em breve os resultados serão publicados em um artigo”, avalia o pesquisador.

Titular da Semagro, o secretário Jaime Verruck afirma que a proposta do Estado é fazer um inventário das emissões do carbono no Estado e então, criar ações para neutralizar e mitigar os efeitos estufa no Estado. “Precisamos focar na agropecuária, que tem mais ações com direcionamento para inovação com sustentabilidade. Essa pesquisa avalia o eucalipto, temos um crescimento grande da base florestal e a produção é importante para a captação de carbono”, destaca.

O pesquisador Paulo Eduardo Teodoro, que é docente do curso de agronomia da UFMS campus de Chapadão do Sul, participa de uma série de estudos em conjunto com a Unemat (Universidade do Estado de Mato Grosso) por meio do Dr. Carlos Antônio da Silva Junior e Unesp (Universidade Estadual Paulista) por meio do Dr. Newton La Scala Junior com o objetivo de analisar as emissões de CO2.

Também faz parte do projeto, a criação de um sensor capaz de realizar a medição da emissão de gás carbônico por meio de drones. “Atualmente em nossa pesquisa, utilizamos para fazer essa medição um aparelho extremamente caro e que dificilmente seria acessível para os produtores, Sendo assim, estamos trabalhando em um modelo matemático que permita fazer as medições em longa escala e com baixo custo. Assim, a busca pela neutralidade do carbono teria seu caminho encurtado, tendo métodos de avaliação mais acessíveis”, finaliza Paulo.

Priscilla Peres, Semagro e Diogo Rondon, Fundect

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Celulose em Destaque

De janeiro a maio, produtos florestais representam 23% das exportações de MS com faturamento de US$ 620 milhões

Publicado

Os produtos florestais de Mato Grosso do Sul representaram 23,3% das exportações do agronegócio realizadas pelo estado neste ano. Em cinco meses, o valor das vendas internacionais de MS totalizou U$ 620 milhões. Esse é o tema de #MercadoAgropecuário desta segunda-feira.

No ranking de produtos exportados por Mato Grosso do Sul, os florestais ficaram em segundo lugar, atrás somente do complexo soja. Entre janeiro e maio de 2021 as exportações do agronegócio representaram 95% das exportações do estado, com total de US$ 2,66 bilhões em receita, alta de 12,4% em relação ao igual período de 2020.

O complexo soja, com 50,5%, e produtos florestais, com 23,3%, foram os líderes das exportações do agronegócio. O terceiro segmento que se destacou foi o de carnes com 17,1% do faturamento.

Entre os produtos florestais, a celulose continua tendo uma alta participação nas exportações sul-mato-grossenses, com índice de 97,6% nos primeiros cinco meses de 2021, movimentando mais de US$ 605 milhões. Na sequência aparece o papel, com 2,18% e, em seguida, a madeira com 0,20%. No período, o valor das exportações florestais totalizou US$ 620,276 milhões.

A China, assim como em outras cadeias produtivas, também lidera a lista de países compradores dos produtos florestais sul-mato-grossenses. Nos cinco primeiros meses de 2021, esses produtos foram exportados para 68 países, sendo a China o principal consumidor, com uma participação de 50,5%.

O segundo posto segue ocupado pelos Estados Unidos, com 14,8%, seguido da Itália com 9,2%. O volume total exportado pelo estado foi de 1,723 milhão de toneladas neste período.

SERINGUEIRA

No mês de junho o preço médio do coágulo de seringueira (DRC 53%) se manteve no valor de R$ 4,38/Kg em Mato Grosso do Sul, sustentando um bom patamar de preço.

Nos últimos meses o preço médio estadual vem refletindo alguns pontos do mercado: a variação positiva da bolsa de Cingapura, a menor oferta internacional e o dólar em patamares elevados quando comparado ao real.

A atual variação do dólar, o fim da entressafra em outras regiões produtoras e o início da entressafra no Brasil podem impactar os preços nos próximos meses.

O preço de referência de importação da borracha natural no último mês foi de R$12,25/kg, apontando queda de 5,11 % em relação ao mês de maio. A redução foi impulsionada, principalmente, pela cotação média mensal na bolsa de Cingapura, que retraiu 2,73%, e da desvalorização de 4,90% do dólar frente ao real. A redução só não foi maior devido ao frete internacional, que pressionou os preços com elevação de 5,26% em relação a maio.

Assessoria de Comunicação do Sistema Famasul

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana