Três Lagoas-MS

  Últimas
SES esclarece sobre materiais hospitalares no Centro de Convenções Albano Franco
Polícia Militar de Maracaju prende indivíduo por portar droga
Polícia Militar Ambiental realiza trabalhos de orientações e esclarecimentos relativos aos minhocuçus em casas de iscas vivas em Mato Grosso do Sul
Atual gestão da PGE estabelece a Política de Governança da instituição
SAD publica cronograma do ciclo de Avaliação de Desempenho Individual 2021
Três Lagoas registra 21 novos casos de Covid-19, 71 recuperados e 01 óbito suspeito nesta segunda-feira (01)
Apesar das 3.330 mortes por coronavírus, MS já é o 2º no ranking nacional de vacinação
Força Tática do 8ºBPM passa a integrar Operação Hórus
Athletico comunica que Jogo contra o Operário é adiado
Grêmio realiza 75 testes do Covid e todos dão negativo
Atacante Igor Torres do Fortaleza tem contrato renovado até 2024
Obras da Sanesul em Naviraí levam qualidade de vida à população
Governo do Estado e Prefeitura garantem casa própria a 64 famílias de Bataguassu
Criminosos armados tentam roubar policial militar de folga em Três Lagoas e um deles acaba morto
Em Anastácio, Polícia Militar apreende uma arma de fogo
Polícia Militar intensifica policiamento nos acessos de Anastácio e prende uma pessoa por tráfico de drogas
Polícia Militar apreende contrabando e descaminho que seriam revendidos em Campo Grande
Polícia Militar recebe visita de vice-prefeito de Aparecida do Taboado
Polícia Militar evita suicídio em Guia Lopes da Laguna
Polícia Militar e Departamento Estadual de Trânsito realizaram operação conjunta em Aquidauana durante o final de semana
Steven Mendoza assina contrato com o Ceará e será reforço até o fim de 2023
Vereadores de Três Lagoas dão início as sessões de segunda-feira
SES inicia capacitação de Coordenadores e Supervisores Municipais de Controle de Vetores
Ministro diz que projeto de saneamento básico de Dourados é modelo para o País 
Para atender região de fronteira, governo assina contrato para obra de R$ 45 milhões na MS-270
Atlético Clube Goianiense é Bicampeão do Campeonato Goiano de 2020
Polícia Militar prende homem por conduzir motocicleta sob influência de álcool
Abordagem com cão farejador leva Policia Militar a apreender grande quantidade de drogas em Três Lagoas
Em Miranda, Polícia Militar e Detran realizam operação
Polícia Militar autua 23 pessoas por Infração de Medida Sanitária Preventiva e encaminha cinco indivíduos à Delegacia por prática de “racha” em via pública
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Janeiro registra mais de 460 óbitos por coronavírus e já é o 3º pior mês da pandemia

Publicado


Faltam poucos dias para o primeiro mês de 2021 encerrar, porém, os números da pandemia estão longe de diminuir e com 461 óbitos registrados ao longo de janeiro, o mês já é o terceiro pior desde o início da propagação da doença, atrás apenas dos picos de agosto (488 mortes) e dezembro (583 vítimas).

De acordo com o boletim epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, em apenas 24 horas, foram registradas 20 mortes pela doença, com isso, totalizando 2.839 vítimas do coronavírus em Mato Grosso do Sul.

Além disso, mais de mil exames deram positivos em um dia, somando 157.758 casos confirmados da doença. Deste total, 145.442 estão recuperadas, 8.970 estão se recuperando, em isolamento domiciliar e 507 estão hospitalizadas.

Dos pacientes internados, 262 estão em leitos clínicos, sendo 168 pelo SUS e 98 na rede privada. E em UTI, 181 estão internados pelo SUS e 64 na rede privada, somando 245 sul-mato-grossenses que apresentam um quadro clínico mais grave.

Em relação ao comprometimento de leitos, a situação mais grave está na macrorregião de Dourados, com 85% de ocupação; na sequência Campo Grande, com 78% ; Corumbá, com 67% e Três Lagoas, com 62%.

Boletim SES aqui:

Ana Brito, SES

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

SES esclarece sobre materiais hospitalares no Centro de Convenções Albano Franco

Publicado

por


Circula nas redes sociais, desde esta segunda-feira (1°), vídeo em que um homem acusa o Governo do Estado de deixar leitos hospitalares parados no Centro de Convenções Albano Franco, em Campo Grande. A informação propagada é falsa.

A Secretaria de Estado de Saúde de Mato Grosso do Sul (SES) esclarece que o local é utilizado como depósito para EPI’s (Equipamentos de Proteção Individual) adquiridos pelo Governo do Estado e também doados por empresas.

Gerido pela FIEMS (Federação das Indústrias do Estado de Mato Grosso do Sul), o espaço do centro de convenções foi doado pela instituição, que é parceira de trabalho do poder público no combate à Covid-19.

No  local estão armazenados, por exemplo, aventais, máscaras, luvas e outros equipamentos que são destinados, à medida do necessário, para as demandas de hospitais e outras unidades de saúde, tanto da Capital quanto do interior.

Camas

O Centro de Convenções Albano Franco também serve de depósito das camas hospitalares que foram utilizadas, no ano passado, nos hospitais de campanha em Campo Grande (no Hospital Regional de Mato Grosso do Sul – HRMS) e em Ponta Porã (Hospital Regional Dr. José de Simone Netto).

As duas estruturas foram desativadas ainda em 2020 e as camas hospitalares estão agora depositadas no espaço do Centro de Convenções, tendo em vista a judicialização do pagamento das mesmas que encontra-se em andamento.

Vale ressaltar, que camas hospitalares não são leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva). Para serem classificadas como leitos de UTI, as “camas” precisam de profissionais especializados que fazem a gestão e manuseio correto de pacientes. E neste momento da pandemia há dificuldades para contratação de pessoal capacitado para o trabalho na linha de frente.

A SES esclarece, ainda, que os recursos próprios do Estado, ou mesmo as transferências do governo federal, são utilizados de forma responsável e transparente, tanto que os repasses federais para tratamento da Covid-19 foram encaminhados aos municípios ou utilizados na compra de equipamentos para distribuição a unidades hospitalares no combate à Covid-19, tendo os valores ou aquisições sido amplamente divulgados por ocasião dos pagamentos.

Assessoria de Comunicação SES

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Atual gestão da PGE estabelece a Política de Governança da instituição

Publicado

por


“A boa governança é crucial para qualquer sociedade que deseje promover seu desenvolvimento econômico e o bem-estar de seu povo. No nível mais básico, governança significa a capacidade de estabelecer metas para a sociedade, bem como a capacidade de desenvolver programas que permitam atingir esses objetivos”. Esta afirmação é do professor de Ciência Política da University of Pittsburg e autor/editor de dezenas de livros sobre o assunto, Guy Peters.

Partindo deste princípio, a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) publicou nesta segunda-feira (1.3), no Diário Oficial (DOE), a Resolução PGE/MS/ Nº 314 que dispõe sobre a Política de Governança Pública no âmbito da instituição.

Com a publicação do documento a PGE de Mato Grosso do Sul passa a ser uma das poucas instituições do Estado e do País a estabelecer esta prática. Mas, o que muda?

A partir de agora a PGE possui mecanismos para promover, entre outras:

  • ações em busca de resultados para a sociedade, encontrando soluções inovadoras para lidar com a limitação de recursos e com as mudanças de prioridades;
  • a simplificação administrativa, a modernização da gestão pública e a integração dos serviços públicos;
  • a cultura de monitoramento de desempenho por meio de indicadores e avaliação da concepção, da implementação e dos resultados das políticas e das ações prioritárias para assegurar que as diretrizes estratégicas sejam observadas;
  • instrumentos de controle interno fundamentados na gestão de risco, privilegiando a prevenção em face às sanções;
  • a comunicação aberta, voluntária e transparente das atividades e dos resultados, de forma a fortalecer o acesso da sociedade à informação.

Para o exercício da Governança Pública, a PGE utilizará os mecanismos de liderança – que engloba a prática da integridade, da competência, da responsabilidade e da motivação -; de estratégia – com definição de diretrizes, objetivos, planos e ações, além de critérios de priorização e alinhamento entre as partes interessadas, de forma a alcançar os resultados pretendidos; e de controle – pautado na ética, eficiência e eficácia, preservando a legalidade e a economicidade no dispêndio de recursos públicos.

Com esta nova visão de gestão a PGE conclui que um dos desafios que uma boa governança permite enfrentar é a solução de problemas que afetam as funções da instituição que são necessárias para garantir a eficácia das políticas, quais sejam: comprometimento, coordenação e cooperação.

Para a procuradora-Geral do Estado, Fabíola Marquetti Sanches Rahim, “não há como negar que é um marco para a PGE, pois é um avanço institucional. O intuito é sempre melhorar as boas práticas tendo como reflexo o avanço do Estado e da sociedade como fim de um processo evolutivo”, afirma.

Karla Tatiane, PGE
Foto: Reprodução Internet

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana