TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Doutor Cassiano Maia pede pronto atendimento odontológico 24 horas
PMA de Bonito prende e autua em R$ 2,36 mil pescador por pesca predatória ao capturar pescado acima da cota e apreende 18 kg de pescado
PM encaminha ao DP autor de perturbação do sossego e apreende equipamento de som
Polícia Militar apreende em Paranaíba motocicleta adulterada e conduz mulher de 25 anos à delegacia
Professor Negu Breno sugere sinalização de trilha da Cascalheira
Vice-prefeito Paulo Salomão participa de abertura de curso gastronômico em Três Lagoas
Doutor Paulo Veron encaminha pedidos de melhorias viárias
Sayuri Baez requisita lista de médicos plantonistas nas unidades de saúde
Vereadora Evalda Reis solicita implantação de energia fotovoltaica em prédios públicos
Britão do Povão solicita serviços em ruas
Polícia Militar apreende aparelhagem de som em São Gabriel do Oeste após denúncia de perturbação.
Três pessoas são presas em cumprimento de mandados de prisão neste final de semana, na área de atuação do 7º BPM
América domina o Santos e vence fora de casa
Fortaleza vence Athletico e assume vice-liderança do Brasileirão
São Paulo é derrotado pelo Red Bull Bragantino no Brasileirão
De virada, Galo vence Cuiabá e amplia vantagem na liderança
Corinthians empata com Internacional no Brasileirão
Flamengo perde para o Fluminense por 3 a 1 no Maracanã
Polícia Militar em Nova Andradina prende homem por dano e violência doméstica
|| Em Miranda, Polícia Militar cumpre mandado de prisão e apreende arma de fogo ||
|| Em Aquidauana, Polícia Militar prende homem por tráfico de drogas ||
Em quatro anos, índice de roubos cai pela metade em Campo Grande
Funtrab/MS oferece 2.009 vagas de emprego em todo o Estado
Prefeito de Três Lagoas assina autorização para início da obra de restauração asfáltica de ruas do Interlagos
Programa Vida Saudável fala sobre técnica que melhora concentração e memória
Em entrevista à Caçula FM de Três Lagoas, Bolsonaro fala sobre importância de MS para o Brasil
Em Três Lagoas| Jovem fica ferido em acidente próximo da 2º lagoa
Polícia Militar Ambiental de Campo Grande resgata filhotes de tucano após queda de árvores em virtude de tempestade
Em Naviraí, Polícia Militar prende homem por porte ilegal de arma de fogo
Polícia Militar prende homem por prática de direção perigosa e adulteração de sinal identificador de veículo em Nova Andradina
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

FCMS abre seleção de artistas de MS para participação no Festival Campão Cultural

Publicado


A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul (FCMS) publicou no diário oficial de hoje (13) a chamada pública de artistas de Mato Grosso do Sul para a participação no Campão Cultural – 1º Festival de Artes, Diversidade e Cidadania de MS, que acontecerá, em Campo Grande, entre 22 de novembro a 5 de dezembro de 2021. O festival tem como objetivo o fomento à produção artística sul-mato-grossense, promovendo a diversidade e cidadania, e inspirando uma nova visão de futuro, mais inclusiva e sustentável. Baixe o edital aqui.

A chamada pública vai selecionar as seguintes categorias:

MÚSICA:

 3 shows musicais, entre 50 minutos e 60 minutos de duração, de artistas solos, grupos ou coletivos, que comprovem 4 anos de atuação artística através de portfólio, para serem apresentados em palco de grande porte. Valor bruto por apresentação: R$ 12.000,00.

4 shows musicais, entre 40 minutos e 50 minutos de duração, de artistas solos, grupos ou coletivos, para serem apresentados no palco da 1ª Feira da Música de Campão. Valor bruto por apresentação: R$ 7.000,00.

4 discotecagens, com 30 minutos de duração, de artistas solos, grupos ou coletivos, para serem apresentadas no set de DJ da 1ª Feira da Música de Campão. Valor bruto por apresentação: R$ 2.000,00.

17 shows musicais, com duração entre 40 minutos e 50 minutos de duração, de artistas solos, grupos ou coletivos, para serem apresentados na programação noturna da 1ª Feira da Música de Campão, na Feira de Artesanato e no Circuito Comunidades. Valor bruto por apresentação: R$ 4.000,00.

6 palestras shows, com temas relacionados à história e origem da música de MS, com duração entre 50 minutos e 60 minutos de duração, de artistas solos, grupos ou coletivos, para serem apresentados em ambiente escolar. Valor bruto por apresentação: R$ 5.000,00.

TEATRO:

6 espetáculos com no mínimo 35 minutos de duração de artistas solos, grupos ou coletivos, que comprovem no mínimo 2 anos de atuação na área através do portfólio, para serem apresentados em ruas, praças ou espaços adaptados com estrutura de iluminação cênica. Valor bruto por apresentação: R$ 7.000,00.

CIRCO:

6 espetáculos com no mínimo 35 minutos de duração de artistas solos, grupos ou coletivos, que comprovem no mínimo 2 anos de atuação na área através do portfólio, para serem apresentados em ruas, praças ou espaços adaptados com estrutura de iluminação cênica. Valor bruto por apresentação: R$ 7.000,00.

DANÇA:

 6 espetáculos com no mínimo 35 (trinta e cinco) minutos de duração de artistas solos, grupos ou coletivos, que comprovem no mínimo 2 (dois) anos de atuação na área através do portfólio, para serem apresentados em ruas, praças ou espaços adaptados com estrutura de iluminação cênica. Valor bruto por apresentação: R$ 7.000,00.

AUDIOVISUAL:

8 curta-metragens, com no máximo 25 (vinte e cinco) minutos de duração, classificação livre, para exibição ao ar livre e similares. Valor bruto por exibição: R$ 2.000,00.

4 curta-metragens, com no máximo 25 (vinte e cinco) minutos de duração, classificação 12 anos ou mais, para exibição direcionada a público específico. Valor bruto por exibição: R$ 2.000,00.

ARTES VISUAIS:

10 aquisições de obras de arte, podendo ser desenho, pintura, gravura, escultura, fotografia, objeto ou arte digital, para exposição imersiva e mapeada. Valor bruto por cada aquisição:  R$ 5.000,00 (cinco mil reais).

Cada proponente poderá se inscrever somente uma única vez. As inscrições poderão ser feitas entre os dias 13 e 24 de outubro de 2021, através dos links:

Música: https://forms.gle/GXaMKWJq1Zn1iHGx8

Teatro: https://forms.gle/be8c1sENyjRnWaDD9

Circo: https://forms.gle/Fa3b1cMQ3mdZFyip8

Dança: https://forms.gle/wk4jvKTfYFFo4gxi7

Audiovisual: https://forms.gle/MrwKupEDnu3sVv2H6

Artes Visuais: https://forms.gle/tesbtbKH2sUL7Hz69

Mais informações podem ser obtidas nos telefones e e-mails abaixo:

 Música: whatsapp 67 99959-6056 – [email protected]

 Teatro, Circo e Dança: whatsapp 99272-9770 – [email protected]

 Audiovisual: whatsapp 99253-5955 – [email protected]

 Artes Visuais: whatsapp 99200-3730 – [email protected]

 Gisele Colombo – FCMS

Foto: Divulgação

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Em quatro anos, índice de roubos cai pela metade em Campo Grande

Publicado

por


Os investimentos do Governo do Estado e a eficiente gestão da Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) resultaram na queda de 50,6% no número de roubos nos últimos quatro anos em Campo Grande. Em 2017 foram 7.475 ocorrências e os registros foram caindo ano a ano até chegar a 3.275, em 2020.

Em 2021, o índice também vem sendo positivo. No período entre janeiro a setembro deste ano foram registradas 2.119 ocorrências, revelando queda de 13,7% se comparado ao mesmo período de 2020, quando ocorreram 2.458 roubos em Campo Grande. Para o comandante-geral da Polícia Militar de Mato Grosso do Sul (PMMS), coronel Marcos Paulo Gimenez, um dos fatores que contribuem para a redução nas ocorrências de roubo e proporciona a sensação de segurança à população é o Programa OCOP (Obtenção de Capacidade Operacional Plena).

Programa OCOP lançado este ano (Foto: Saul Schramm)

O trabalho de repressão também soma na diminuição das ocorrências de roubo, segundo o titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF), delegado Giuliano Carvalho Biacio, que acrescenta que a quantidade de prisões em situações de roubo é praticamente diária. “A gente tem equipes operacionais diariamente nas ruas. O trabalho da DERF é pautado pela investigação. A gente começa com a análise dos boletins de ocorrências, as regiões onde estão ocorrendo mais crimes. A verificação da ocorrência de informações da mesma pessoa ou do mesmo grupo que está cometendo crimes em outras regiões, e passando por isso são deflagradas as operações, a repressão, o que acaba tirando eles de circulação e inibindo a ação dos demais”, disse.Lançado este ano pelo Governo do Estado, em Campo Grande, o OCOP aumentou de 17 para 48 o número de viaturas no patrulhamento ostensivo e a estratégia de atendimento à população também mudou. Coordenadas e monitoradas em tempo real, as viaturas foram distribuídas em 37 setores, tornando o atendimento mais ágil. “Aumentou o número de viaturas nas unidades de rotina, sem dizer as especializadas, o reforço do Bope, Choque, a Polícia Militar Ambiental trabalhando também em reforço. Então, para o serviço de rádio patrulha, nós mais que triplicamos o efetivo, tanto de viaturas, quanto do efetivo humano. Uma vez que nós adotamos essas providências, nós diminuímos o tempo de resposta para o atendimento das ocorrências e o principal foi, realmente, dar aquela sensação de presença do policial militar para a população e, principalmente, para os marginais que se sentindo vigiados não cometem os crimes e essa é a função da Policia Militar, o policiamento preventivo”, afirmou.

Secretário Antonio Carlos Videira

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, reforça os investimentos do programa MS Mais Seguro, que injetou mais de R$ 160 milhões na segurança da população e destacou as ações adotadas pelas forças. “Houve capacitação, a contratação de novos policiais militares e agentes, também houve incremento na PM, na Perícia, na Polícia Civil, com a criação dos núcleos regionais de inteligência e a fomentação de políticas que buscam reprimir autores de roubos que antigamente praticavam crimes na via urbana e que migraram suas atividades para residências, uma vez que a polícia está mais presente na via urbana. Temos trabalhado para reprimir não só os roubos na via urbana, mas também aqueles que eram praticados no comércio e em residências e que também merecem uma atenção especial da nossa parte”, afirmou.

Interior

As cidades do interior do Estado também apresentaram queda no índice de roubos no comparativo de janeiro a setembro. Em 2020, nesse período, foram registradas 1.369 ocorrências enquanto em 2021 já foram 1.240, revelando queda de 9,4%.

Joilson Francelino, Sejusp

Foto: Assessoria de Comunicação da Polícia Militar (Arquivo)

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Emprego

Funtrab/MS oferece 2.009 vagas de emprego em todo o Estado

Publicado

por

Mais de duas mil vagas de emprego, nos mais diversos perfis e níveis de escolaridade, estão disponíveis na Funtrab/MS, nesta segunda-feira, dia 25. Também estão na lista, vagas exclusivas para Pessoa com Deficiência (PcD) e para estudantes em busca de estágio.

Na Capital, Campo Grande são 748 ocupações disponíveis, tais como  motorista de ônibus rodoviário (30), vendedor interno (61), garçom (20), auxiliar de linha de produção (34), atendente de lojas (20), auxiliar de cozinha (15), ajudante de carga e descarga de mercadoria – PcD (16). Já as vagas de estágio são para as áreas de assistência social e pedagogia.

Caarapó (211), Dourados (160), Iguatemi (153), Cassilândia (91), Itaquiraí (70) e Costa Rica são os municípios com maior número de vagas disponiveis.

A Funtrab disponibiliza para os trabalhadores na Capital, Dourados, Corumbá, Naviraí, Chapadão do Sul, Maracaju, Nova Andradina, Paranaíba, Ponta Porã, Sidrolândia, Três Lagoas, o agendamento de atendimento por meio do aplicativo “MS Contrata+”. A ferramenta permite que o trabalhador agende dia e hora para ser atendido, sem a necessidade de ficar na fila para retirar senha.

O detalhamento das vagas, endereços e telefones de cada unidade pode ser conferido no site da fundação www.funtrab.ms.gov.br.

 

Katiuscia Fernandes – Subcom

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana