TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Secretaria de Meio Ambiente doa óleo usado para pessoas que fazem sabão em Água Clara
Polícia Civil de Água Clara prende professor de música suspeito de abusar sexualmente de aluna de 9 anos
Polícia Civil de Três Lagoas fecha boca de fumo e prende homem em flagrante por tráfico de drogas no residencial Novo Oeste
Autores dos furtos em hamburguerias na Lagoa Maior são identificados pela Policia Civil de Três Lagoas
Cruzeiro vence no Mineirão e amplia vantagem na liderança da Série B
Internacional perde para Colo-Colo e se complica na Sul-Americana
Centro de Promoção da Saúde e SOS são inaugurados pela Unimed Três Lagoas
Corinthians fica no 0 a 0 com o Boca Juniors pela Libertadores
Athletico-PR derrota Libertad por 2 a 1 na Arena da Baixada
Polícia Militar prende autores por tráfico de drogas e apreende 188 kg de drogas
MPE´s lideram criação de empregos formais em 2022
Suzano está com três processos seletivos abertos para Três Lagoas (MS)
Chuva e neblina podem comprometer a segurança no trânsito
Design de Interiores EAD incorpora proposta biofílica na UNIGRAN Decor
Em visita de manutenção, HNSA que já é ONA Nível 1, recebe retorno positivo de avaliadores do IBES
Prefeito de Sonora, que é também presidente do Cointa, assina contratos de gestão
Bracell abre inscrições para Programa de Trainee 2022
Libertadores: Hulk perde pênalti e Galo empata na ida das oitavas
Com gol de Gabriel Teixeira, Grêmio derrota Londrina na Série B
Governo entrega veículo para transportar famílias atendidas pelo Cotolengo e doa casacos
Polícia Militar Rodoviária apreende três cargas de contrabando e descaminho, na MS 164, em Maracaju
Brasil encerra Pan de Ginástica de Trampolim com nove medalhas
Liga das Nações: seleção feminina bate China em abertura da 3ª etapa
Governo arca com passe da Rede Estadual de Ensino, mas quer tarifa congelada
Coluna – Brasileirão está mais difícil do que nunca
Artista que criou portal da entrada para Arapuá vai realizar manutenção gratuita
Servidores acompanham visita do ícone da padroeira de MS ao Legislativo
MS gera 6.644 empregos formais no mês de maio; no acumulado dos últimos 12 meses são 40 mil novas vagas no Estado
Brasil perde da Suécia, em último jogo antes da Copa América Feminina
PRF apreende 30 Kg de cocaína e prende 9 passageiros de ônibus em Miranda (MS)
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Empresa demite 100, desativa postos e ameaça abastecimento em MS

Publicado

A Rumo ALL, responsável pela administração da malha ferroviária de Mato Grosso do Sul, demitiu 100 funcionários nos últimos meses e cogita encerrar as atividades no trecho que liga Corumbá a Bauru (SP), no próximo dia 22 de maio. A suspensão do trabalho compromete o escoamento da produção estadual, as exportações e sobrecarrega ainda mais o transporte rodoviário.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Empresas Ferroviárias, além de trechos já desativados, está previsto o encerramento das atividades da empresa em outros locais. Para tentar impedir que isso aconteça, o governo do Estado está intercedendo junto a Rumo ALL por meio de reuniões já agendadas para o fim deste mês.

O secretário de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico do Estado, Jaime Verruck, afirma que a situação é preocupante, pois pode envolver desabastecimento generalizado do escoamento da produção do Estado. “Caso as informações de fechamentos sejam reais, o governo do Estado tem total interesse de evitar isso. Temos posição clara: não vamos permitir desativação. Vamos, sim, pedir que a Rumo intensifique os investimentos em transporte ferroviário no Estado”, afirmou o secretário.

Para Verruck o setor passa por uma crise, intensificada após a fusão da Rumo Logística com a ALL (América Latina Logística), aprovada pela ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) em novembro de 2014.

Preocupação – De acordo com o secretário, o cenário foi apresentado, inicialmente, em reunião com o sindicato. “Estamos preocupados, mas esperamos que a Rumo apresente plano de investimento para o Estado nessa reunião, principalmente para o trecho que liga Corumbá a Bauru e que passa por Três Lagoas, região produtora de celulose importante”, amplia.

Encerramento das atividades pode levar a desatendimento de cerca de 1.600 quilômetros. (Foto: Reprodução)

Encerramento das atividades pode levar a desatendimento de cerca de 1.600 quilômetros. (Foto: Reprodução)

Se a empresa deixar de operar, o transporte de produtos para exportação ou importação será drasticamente afetado. Como é o caso dos combustíveis. Conforme Verruck, para não haver prejuízo do setor no Estado, seria necessário colocar cerca de 200 caminhões a mais por dia nas rodovias de Mato Grosso do Sul.

“Isso sem contar na importância das ferrovias para o escoamento de grãos, minério e celulose”, completa. “Sabemos que nossas ferrovias não são competitivas. a velocidade média dos trens é muito baixa, é justamente por isso que precisamos de investimentos e expansão”, finaliza.

Mil quilômetros – Segundo Willian Monteiro, representante do Sindicato dos Trabalhadores Ferroviários, a Rumo ALL deixará de atender cerca de 1.600 quilômetros de malha ferroviária. “Devido às demissões anunciadas recentemente pela empresa, tudo indica que a linha que conecta Corumbá a Três Lagoas (que pertence ao trecho Corumbá a Bauru) está sendo desativada”, detalha.

Com os fechamentos, deixarão de ser atendidas pelas ferrovias as cidades de Três Lagoas, Água Clara, Ribas do Rio Pardo, Aquidauana, Miranda e Corumbá, segundo Monteiro. A previsão é que o último transporte de carga no trecho Corumbá – Bauru seja feito no próximo dia 22.

Ponte ferroviária sobre Rio Paraguai. (Foto: Divulgação/ Sindicato)

Ponte ferroviária sobre Rio Paraguai. (Foto: Divulgação/ Sindicato)

“O problema é que a ALL nunca informa seus colaboradores. Não há diálogo, só somos informados quando funcionários repassam informações”, afirma o sindicalista.

Posicionamento ALL – Em nota, a Rumo ALL minimizou a situação. “A concessionária informa que houve a necessidade de um ajuste em suas operações da métrica norte, envolvendo as áreas de mecânica e tração”, diz o texto.

Sobre a situação dos funcionários, garante que ofereceu opções trabalhistas. “A companhia ressalta que ofereceu aos funcionários um pacote demissional além das verbas rescisórias de lei, inclusive com cursos de capacitação, reciclagem técnica e consultoria para recolocação profissional”, afirma.

“Por fim, a empresa esclarece que suas operações dependem da demanda de mercado e que mantém uma comunicação transparente com os funcionários sobre suas diretrizes”, finaliza. (Por Campo Grande News).

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Prefeito de Sonora, que é também presidente do Cointa, assina contratos de gestão

Publicado

Em 2021, Sindifiscal/MS apresentou “Município Mais” que colabora com a gestão dos municípios

O prefeito de Sonora, Enelto Ramos da Silva,  que também é presidente do Consórcio Intermunicipal da Bacia do Taquari – Cointa -, assinou na sexta-feira, dia 24, os contratos de gestão do projeto Município Mais, elaborado pelo Sindicato dos Fiscais Tributários Estaduais de MS – Sindifiscal/MS. O diretor do Observatório Econômico, Clauber Aguiar, esteve nesta quinta-feira, dia 9, em Sonora, para efetivar a participação do município no programa.

O programa Município Mais, do Observatório Econômico, ligado a entidade, presta assessoria para as prefeituras, fornecendo dados de arrecadação e potenciais fontes de recursos para garantir serviços públicos. “O resultado do programa é a adesão dos municípios ao projeto,” resumiu Clauber.

A prefeitura recebe uma consultoria para conseguir traçar metas de arrecadação e garantir a necessidade financeira de cada pasta. Otimizar recursos e acessar emendas também é parte dessa assessoria. “O projeto estava ligado à diretoria da entidade e era para subsidiar a diretoria executiva com informações e dados que possam garantir direitos aos cidadãos”, comentou. O presidente licenciado, Francisco Carlos de Assis, conhecido como Chiquinho, percebeu no início do projeto a dificuldade que as prefeituras tinham em gerenciar essas informações para garantir os pleitos do cidadão e foi assim que o Município Mais surgiu.

As prefeituras precisam investir um valor mínimo, que é o custo de um estagiário do curso de Economia, que colabora na coleta das informações e dados. A geração dos dados é analisada por consultores e economistas ligados ao time do Sindifiscal/MS. “As prefeituras acabam colaborando também com a formação de futuros profissionais (economistas), uma vez que garantem uma bolsa para os acadêmicos”, afirma.

Observatório Econômico

O Observatório Econômico é um departamento na estrutura do Sindifiscal/MS Hoje é chefiado pelo Fiscal Tributário Estadual, Clauber Aguiar, e o principal objetivo é monitorar a economia do Estado de Mato Grosso do Sul. O projeto foi lançado em 2015 e produz pesquisas e elabora estudos técnicos com informações e propostas de gerenciamento que possibilitem a atuação da entidade e municípios no cenário governamental. E assim, cumprir sua responsabilidade social, pensando soluções para o seu desenvolvimento.

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Governo entrega veículo para transportar famílias atendidas pelo Cotolengo e doa casacos

Publicado

por

O Cotolengo, entidade sem fins lucrativos que atende crianças e jovens com paralisia cerebral, recebeu hoje (28) uma van e 170 peças de roupas de frio. O veículo vai mudar a realidade das famílias que terão agora um veículo para transporte com segurança e mais comodidade. A ação foi realizada em conjunto pelo Governo do Estado e Assembleia Legislativa.

O evento contou com a presença do governador do Estado Reinaldo Azambuja, da primeira-dama Fátima Azambuja; a secretária de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho, Elisa Cleia; a secretária de Administração, Ana Carolina Nardes, o deputado estadual Herculano Borges e o diretor-presidente do Cotolengo, padre Valdeci Marcolino.

Van adquririda pelo Governo com emenda do deputado Herculano foi entregue ao diretor da Cotolengo  (Foto: Chico Ribeiro)

A van foi comprada por meio de recursos de emenda parlamentar do deputado estadual Herculano Borges, pelo valor de R$ 255 mil. O veículo tem a capacidade de acomodar 16 pessoas, é completa, com ar condicionado, airbag duplo, cinto de segurança em todas as poltronas.

O automóvel será utilizado para executar o projeto “Transportando com Amor”, que visa promover a melhoria na qualidade de vida das pessoas com deficiência, através do deslocamento com transporte seguro, garantindo os direitos aos atendimentos socioassistenciais previstos para o público alvo, prevenindo situações de risco e vulnerabilidade socioeconômica.

Diretor do Cotolengo Padre Valdeci -Chico Ribeiro

O diretor do Cotolengo, padre Valdeci, destacou que com a van será possível atender cerca de 30 pessoas nesse projeto, que prevê o atendimento das demandas diárias das atividades escolares, transportando o público atendido entre suas residências e a Instituição. Nas atividades semanais, transportá-los até os Centros de atendimento como: Apae, Pestalozzi, CRAS e UBS. E nas atividades mensais, que são os passeios de inclusão social, transportá-los até o shopping, museus, em passeios educativos, entre outros.

“Temos hoje 420 pessoas com necessidades físicas que são atendidas. Para poder transportar as famílias, elas precisam trazer as crianças. Diante desta demanda fomos até o governador e pedimos, ele agilizou juntamente com o deputado Herculano e em 60 dias já recebemos o veículo. Agora vamos usar com o maior cuidado e carinho”, destacou o diretor da entidade, elogiando a celeridade do processo.

Mudança de vida

Robson e mãe Patrícia estão entre as famílias beneficiadas -Chico Ribeiro

Para as famílias o veículo representa mais agilidade e mobilidade no trajeto feito diariamente para receber o atendimento.

“A van vai mudar a vida da gente e estamos muitos agradecidas pela ajuda do Governador e do deputado Herculano”, destacou Patrícia Martinez, mãe de Robson, que é atendido no Cotolengo desde 2007. Ela conta que a maior dificuldade da entidade e das famílias era fazer o deslocamento das crianças e jovens portadores de necessidades especiais. “Muito boa esta ação do Governo e agradeço a Deus pelo trabalho deles”, disse.

O governador do Estado Reinaldo Azambuja elogiou o trabalho realizado pela entidade em prol das famílias e também a organização da administração. “Todas as vezes que fazemos transferência verificamos a eficiência da administração. A gente confia neste trabalho”, frisou. “Estamos muito contentes em ter este momento com vocês , nos dão muita alegria pelo trabalho realizado, que merece toda nossa atenção”, elogiou.

A parceria com o deputado estadual Herculano Borges também foi exaltada. “Vamos buscar um parceiro e foi o Herculano que nos auxiliou. Isso mostra a solidariedade, o espírito de parceria”, salientou.

Doação de casacos

A entidade ainda recebeu peças de vestuário da 7ª Campanha do Agasalho “Aqueça uma vida”, realizada pelo Governo do Estado. A primeira-dama, Fátima Azambuja, madrinha da Campanha, fez a entrega de 170 peças para o Cotolengo. Ela ressaltou a alegria de poder ajudar a entidade. “Quando vejo este veículo de transporte eu penso nas mãezinhas, nas avós aqui que fazem papel de mães e sabemos das necessidades destas famílias. Então é por vocês que a gente sempre está pedindo”, destacou.
O governador elogiou os bons resultados da campanha Aqueça uma Vida, que arrecadou 84 mil peças que foram doadas às famílias carentes e entidades.

Cotolengo

É uma entidade sem fins lucrativos criada em 20 de julho de 1996, com a finalidade de oferecer atendimento a crianças, jovens e adolescentes portadores de paralisia cerebral grave.
O Cotolengo trabalha no sistema “Centro-Dia”, no qual pessoas com idade até 22 anos recebem atendimento de segunda à sexta-feira, das 7h às 17h. Pessoas com deficiência da comunidade externa também são atendidas por meio do convênio com o SUS. Hoje a entidade atende mais de 100 pessoas, crianças e adolescentes com problemas neurológicos. Os atendimentos oferecidos são nas áreas de fisioterapia, nutrição, fonoaudiologia, pedagogia, terapia ocupacional, psicologia, enfermagem, entre outras ações voltadas para o conforto e a qualidade de vida deste público.

Rosana Siqueira, Subcom
Fotos: Chico Ribeiro

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana