TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
EaD/UEMS abre inscrições para seleção tutores e professores
Prorrogadas inscrições para a segunda edição do Prêmio Inova
Previsão do Tempo: Temperaturas devem cair e as mínimas podem chegar a 2º no sudoeste
Rayssa Leal, a Fadinha, fatura prata no skate street em Tóquio 2020
Polícia Militar Ambiental de Dourados fiscaliza 25 embarcações, 80 pescadores e apreende petrechos ilegais de pesca no rio Brilhante
Governador repassa recursos para habitação de Campo Grande nesta segunda-feira
Julho termina com intensa massa de ar polar; saiba quais serão os dias mais frios em Mato Grosso do Sul
Última semana para pagar licenciamento de veículos placas 5 e 6
Funtrab oferta 1.356 vagas de emprego em todo Estado
51 anos de casados “Bodas de Bronze” de Cleodete Araújo e Orvino Tiago
Polícia Militar e Vigilância Sanitária intensificaram fiscalização durante a noite e a madrugada em Coxim
PM apreende arma de fogo e prende autor  
PM apreende mercadorias de descaminho
Série D: Ferroviária bate Boa Esporte em São Paulo e lidera grupo 6
PRF apreende 178,8 Kg de maconha em Campo Grande (MS)
Skate e judô conquistam primeiras medalhas para o Brasil em Tóquio
Tóquio: oitavas do surfe começam neste domingo com quatro brasileiros
Caminhão que seguia para Dourados com mais de seis toneladas de maconha foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus
Tóquio: Gustavo Tsuboi avança à terceira rodada do tênis de mesa
Wanderson de Oliveira avança às oitavas de final do boxe em Tóquio
LNF: Campo Mourão goleia Brasília e assume liderança do Grupo C
PRF apreende maconha e recupera caminhonete em Campo Grande (MS)
BOLETIM COVID-19 – Três Lagoas registra 58 novos casos neste domingo (25)
Polícia Militar prende mãe de 40 anos e apreende filha de 15 anos por Tráfico de Drogas em Rio Negro.
Polícia Militar prende homem de 28 anos por Tráfico de Drogas em São Gabriel do Oeste
Rebeca Andrade dá show em Tóquio e se classifica para três finais
Olimpíada: Brasil chega a uma final e em duas semifinais na natação
No vôlei feminino, Brasil vence Coreia do Sul na estreia olímpica
Daniel Cargnin fatura primeiro bronze do judô brasileiro na Olimpíada
Olimpíada: Brasil empata com Costa do Marfim no futebol masculino
Next
Prev

Agronegócios

Embrapa previu as geadas que ocorreram no final de junho

Publicado

Sistema de previsão da Embrapa alertou, ainda em janeiro de 2021, para a alta probabilidade de ocorrerem geadas no mês de junho em Mato Grosso do Sul

A atividade agropecuária é a principal atividade econômica de Mato Grosso do Sul. Por isso, eventos climáticos adversos, como as geadas, impactam diretamente a sua economia e a população.

Em junho de 2021 ocorreram geadas em muitos municípios do estado. Nas estações agrometeorológicas que abastecem o Guia Clima, um sistema de monitoramento climático mantido pela Embrapa e seus parceiros, foram registradas temperaturas mínimas de -2,1 ºC em Rio Brilhante, 0,3 ºC em Dourados e 0,8 ºC em Ivinhema, todas na madrugada do dia 30 de junho.

Em decorrência das geadas, que foram de intensidade forte, já que as temperaturas ficaram abaixo de 1 ºC, áreas cultivadas com cana-de-açúcar, pastagens, hortaliças e milho safrinha foram seriamente afetadas. Em alguns casos, com perda total da produção

Essas geadas foram previstas pela Embrapa, em janeiro, quando se alertou para a alta probabilidade de elas ocorrerem (75%), ao passo que, a possibilidade de não gear era pequena (25%). Alertou-se que estávamos passando por um período de La Niña e que anos assim eram favoráveis à ocorrência de geadas. Em anos similares sempre foram registradas temperaturas menores ou iguais a 6 ºC em junho e na maioria deles as temperaturas estiveram menores ou iguais a 4 ºC, portanto, em um patamar favorável a ocorrência de geadas.

Você sabe o que é a geada?

Do ponto de vista meteorológico, é quando se observa deposição de gelo sobre superfícies expostas ao relento. Temperaturas a 0 ºC (ponto de congelamento da água) já são suficientes para formá-las. É diferente de neve, que é uma forma de precipitação, tal qual a chuva, porém de água congelada.

Área cultivada com milho safrinha em Dourados durante a geada no dia 30 de junho de 2021 (0,3 ºC) e duas semanas após.

Do ponto de vista agronômico é um fenômeno de frio intenso, com ou sem deposição de gelo sobre as plantas, mas que resulta no congelamento do conteúdo intracelular dos vegetais, provocando seu extravasamento através da ruptura dos tecidos. Por isso, poucos dias depois da geada pode-se visualizar a morte das plantas ou de algumas de suas partes.

Nas noites de geada, as temperaturas que ocorrem próximas ao solo são normalmente 4 ºC inferiores àquelas que ocorrem dentro do abrigo meteorológico. É nele que fica instalado o sensor de temperatura, situado a 2 m de altura em relação à relva (padrão internacional). Por isso, as temperaturas que de fato atuaram sobre a vegetação, por exemplo, nos munícipios de Rio Brilhante e Ivinhema, podem ter sido de -6,1 ºC e -3,2 ºC, respectivamente. Essas temperaturas negativas, abaixo do ponto de congelamento da água, são muito favoráveis à ocorrência de danos significativos à vegetação.

Como funciona o sistema de previsão de geadas da Embrapa?

O sistema foi calibrado com um banco de dados de 36 anos das estações agrometeorológicas do Guia Clima e da temperatura da superfície do mar fornecidos pela agência americana National Oceanic and Atmospheric Administration (NOAA). Possui índice de confiança de 95% e é capaz de prever, em dezembro, qual a temperatura mínima que deverá ocorrer no sul de Mato Grosso do Sul em junho do ano seguinte.

Para realizar a previsão são utilizados dados de chuva, fornecidos pelo Guia Clima, e de temperatura da superfície do mar, fornecidos pela NOAA. Assim, a partir da previsão da temperatura mínima provável de ocorrer em junho e, com base nos critérios do método, é possível prever a probabilidade de ocorrer geada e qual a intensidade da mesma.

Faz-se então um monitoramento até o mês de maio, pois se as condições de temperatura da superfície do mar mudarem e, se essa mudança for significativa, a previsão precisa ser reavaliada e, talvez, corrigida. No entanto, o mais comum é confirmá-las.

Histórico de acertos e erros do sistema de previsão

O sistema de previsão de geadas da Embrapa para o mês de junho em Mato Grosso do Sul está sendo aplicado desde o ano de 2016. Porém, somente a partir de 2018 a Embrapa iniciou a divulgação das previsões.

Dos seis anos já avaliados, o sistema acertou cinco, errando somente o ano de 2020, demonstrando 83% de acerto, equivalente a, aproximadamente, 8 acertos e 2 erros a cada 10 anos.

Em 2016, ano de El Niño forte, a previsão indicava tendência de frio extremo em junho, com 83% de probabilidade de a temperatura ficar abaixo de 6 ºC, sendo 50% a probabilidade de ficar abaixo de 4 ºC (condição favorável à geada). Em Dourados, naquele ano, a geada ocorreu, com temperatura mínima de 2 ºC no dia 13.

Em 2017, ano de La Niña fraco, a previsão também era de frio extremo, com 100% de probabilidade de temperatura abaixo de 6 ºC, sendo 75% a probabilidade de ficar abaixo de 4 ºC. O frio aconteceu com temperatura mínima de 4,2 ºC no dia 10.

Já 2018 foi um ano neutro em que se previa uma probabilidade de 65,7% de não gear e 34,3% de gear no mês de junho, sendo a temperatura mínima prevista de 5 ºC. O sistema de previsão acertou e a temperatura mínima registrada no dia 8 atingiu 6 ºC, sem geadas.

Em 2019 tivemos El Niño fraco, sinalizando alta probabilidade de não ocorrerem geadas (99,2%), com temperatura mínima prevista em 10,9 ºC. A previsão se confirmou e a mínima registrada ficou em 10,1 ºC no dia 6 de junho.

O único erro até agora aconteceu no ano de 2020, um ano de temperaturas neutras na superfície do mar. A previsão era de frio extremo, com 96,1% de probabilidade de gear e somente 3,9% de probabilidade de não gear, sendo a temperatura mínima prevista em -0,6 ºC. O cenário mais provável não se confirmou, já que as temperaturas foram altas para aquele mês de junho, ficando a mínima em 11,5 ºC. O motivo foi um bloqueio atmosférico que se instalou no Brasil central no final de maio e perdurou até começo de julho, ocasião em que o frio chegou com mínima de 5,2 ºC no dia 3.

Por fim, em 2021 ocorreu novamente um período de La Niña fraco. Neste ano, a tendência era de frio extremo, com 100% de probabilidade de as temperaturas serem menores que 6 ºC e 75% de ficarem abaixo dos 4 ºC, portanto, com alta probabilidade de geadas. A previsão se confirmou. Tivemos geadas fortes, com mínima de 0,3 ºC em Dourados no dia 30 de junho.

Comentários Facebook

Agronegócios

Pinhão: delícia de época que invade cardápio do inverno

Publicado

Nutricionista aponta os benefícios e dá receitas desse alimento típico da região sul do Brasil

As baixas temperaturas chegam e junto delas a vontade de saborear alimentos típicos do inverno. Além de apresentar diversos benefícios, o pinhão é uma excelente alternativa para abusar da criatividade no preparo de pratos variados. A nutricionista do Fort Atacadista, Letícia Tizziani, destaca as vantagens dessa semente para a saúde e recomenda três receitas para os apaixonados pela gastronomia explorarem seus dotes culinários.

O pinhão é rico em potássio, fósforo, minerais e vitaminas do complexo B. Esses nutrientes são responsáveis, principalmente, pela saúde cardiovascular e cerebral. “Esse alimento ajuda no controle da pressão arterial e melhora a memória e o raciocínio. Seu consumo também é excelente para a visão – diminui os riscos de catarata – e contribui na prevenção do câncer e do envelhecimento precoce”, afirma a nutricionista.

As fibras presentes no pinhão também oferecem benefícios. Elas regulam o intestino, previnem a prisão de ventre, ajudam na retenção de líquidos, aumentam a sensação de saciedade e contribuem para a absorção dos nutrientes. “A semente também possui ferro, cobre e vitamina C. Por isso, o pinhão fortalece o organismo, prevenindo contra gripes e resfriados, e tem um importante papel no combate a anemia”, ressalta Tizziani.

Entre as dúvidas principais dos consumidores de pinhão é se a semente pode ocasionar sobrepeso. A nutricionista explica que o carboidrato em excesso pode ser responsável pelo aumento do peso. Entretanto, o consumo moderado é aliado de dietas, auxilia no emagrecimento saudável e favorece a prática de exercícios físicos. “O pinhão tem funções semelhantes às da batata-doce. As proteínas e fibras do alimento contribuem para o crescimento e fortalecimento dos músculos, que motiva a queima de calorias. Tudo é questão de equilíbrio. Uma alimentação balanceada permite o consumo de qualquer carboidrato”.

Apesar de indispensável o cuidado com a alimentação, Tizziani esclarece que receitas que fogem da dieta também podem ser preparadas eventualmente. “Sempre é bom sair da rotina. Podemos fazer refeições com condimentos especiais, que nem sempre são saudáveis. Nesse caso, é necessário avaliar a frequência em que esses pratos diferenciados são consumidos. Separei três receitas que podem ser alternativas para saborear o pinhão neste inverno, mas que devem ser ingeridas com moderação”, destaca a nutricionista.

ENTREVERO 

A primeira receita é tradicional, prática e saborosa! Aprenda a fazer entrevero! Separe 400 gramas de alcatra em cubos; 400 gramas de lombo suíno; 400 gramas de bacon; dois dentes de alho amassados; duas cebolas; pimentão vermelho, amarelo e verde; 300 gramas de pinhão cozido; um tomate picado; sal, cebolinha e salsinha a gosto.  Em uma frigideira ou em um disco, frite o bacon. Acrescente os pimentões e deixe cozinhar. Em seguida, adicione a cebola e o alho. Espere fritar. Depois coloque a alcatra e a carne suína. Adicione o tomate, os pinhões e, por último, a salsinha e cebolinha. Seu entrevero está pronto para servir!

SEM CARNE! 

O vegetarianismo e o veganismo ganham cada vez mais força. Porém, para os que não consomem carne também existe uma variedade de pratos tradicionais e especiais. Confira como preparar hambúrguer vegetariano e strogonoff vegano!

O primeiro passo para fazer seu lanche é preparar o hambúrguer sem carne.  Separe uma xícara de lentilha crua; quatro xícaras de água; meia xícara de cebola picada; uma colher de azeite; meia xícara de farinha, meia xícara de aveia e temperinho verde, sal e cominho a gosto. Cozinhe a lentilha e adicione: alho, cebola, azeite, temperinho verde, sal e cominho. Acrescente o farelo de aveia e a farinha. Em seguida, corte a massa em partes iguais e modele os hambúrgueres. Reserve no freezer por uma hora. Depois frite ou se preferir asse.

“A primeira etapa está pronta. Para rechear basta usar a criatividade! Escolha o pão de sua preferência. Não se esqueça dos molhos! Sugiro maionese verde, guacamole, mostarda ou barbecue. Coloque o pinhão cozido, ovo, tomate e queijo. Adicione o hambúrguer de lentinha e finalize com salada. A rúcula e o agrião podem ser excelentes alternativas para harmonizar com os molhos agridoces. O próximo passo é colocar em uma forma e aquecer no forno somente o tempo necessário para derreter o queijo e saborear seu burguer quentinho!”, recomenda Tizziani.

O strogonoff vegano é ainda mais fácil de preparar. Confira os ingredientes: duas xícaras de pinhão cozido; uma cebola picada; um dente de alho; uma colher (sopa) de azeite; quatro colheres (sopa) de molho shoyu; uma xícara de ketchup e 250 gramas de creme de leite de soja e sal a gosto. “O preparo é simples. Basta adicionar um pouco de azeite na panela e refogar a cebola e o alho. Em seguida, acrescente o pinhão e deixe fritar. Quando o pinhão estiver dourado coloque o molho shoyu e o ketchup. Finalize com o creme de leite de soja. Agora, escolha sua receita favorita e aproveite mais uma delícia de inverno!”, afirma a nutricionista.

O Fort Atacadista, rede de atacarejo do Grupo Pereira, possui sete lojas em Campo Grande e cumpre todas as medidas de prevenção contra o Coronavírus e funcionam de segunda a sábado, das 7h às 22h, e aos domingos, das 8h às 20h, nos seguintes endereços:

Loja Coronel Antonino – R. São Borja, 586 – Vila Rica
Loja Getúlio Vargas – Av. Pres. Vargas, 1336 – Papa João Paulo II
Loja Guanandi – Av. Pres. Ernesto Geisel, 501 – Jardim Jacy
Loja Moreninhas – Av. Gury Marques, 4855
Loja Parati – Rua da Divisão, 1208
Loja Shopping Norte Sul Plaza – Av. Pres. Ernesto Geisel, 2300
Loja Tiradentes – R. Antônio Bicudo, 112 – Jardim São Lourenço

Comentários Facebook
Continue lendo

Agronegócios

Cemtec alerta para nova geada; chuva e queda da temperatura preocupam produtores

Publicado

por


O Centro de Monitoramento do Tempo e do Clima (Cemtec) fez um alerta de previsão de geada em Mato Grosso do Sul até terça-feira (20) e os produtores rurais estão preocupados com a chuva, que antecipa a frente fria.

De acordo com a meteorologista Valesca Fernandes, existe chance de geada mais forte para a região Sul do Estado, mas o frio não será tão intenso quanto o registrado entre 28 de junho e 1° de julho, que afetou uma área de aproximadamente 420 mil hectares, o que corresponde a 21% da área plantada no Estado e também 30,2% da área cultivada de Mato Grosso do Sul.

Geada mais rigorosa foi registrada no fim de junho em Mato Grosso do Sul (Foto: Chico Ribeiro)

Por conta da geada anterior, o governador Reinaldo Azambuja publicou um decreto, na semana passada, declarando situação de emergência pelo prazo de 180 dias em Mato Grosso do Sul.

De acordo com o presidente da Aprossoja (Associação dos Produtores de Soja e Milho), Andre Dobashi, neste momento, a maior preocupação é com a chuva, que também é esperada. “A chuva enfraquece a planta, que já foi sofreu com a última geada, que foi mais rigorosa da que vem agora”, explicou. 

Somente a área plantada de milho supera 2 milhões de hectares em Mato Grosso do Sul.

Paulo Fernandes, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana