TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Braga Netto deverá ser o vice de Bolsonaro e Tereza Cristina poderá disputar o Senado
Polícia Civil identifica suspeito de tentativa de homicídio em Três Lagoas
Homem morre atropelado enquanto empurrava carro estragado para fora de rodovia em MS
Ladrão vestido de ‘fantasma’ furta companhia de água
Pai e filha morreram em colisão frontal entre carro e bitrem na BR-262
Polícia Militar prende dois autores de furto em Anastácio
“Capitania Itinerante” atende amadores, aquaviários e proprietários de embarcações até sexta-feira (01)
Superintendente da PRF/MS visita Procurador-Chefe do MPF em MS
Mato Grosso do Sul termina o Brasileiro Sub-18 de Judô com cinco medalhas
Polícia Militar prende cinco homens com pendências judiciais na área do 7º BPM
Águas abertas: Ana Marcela Cunha conquista ouro nos 5 km no Mundial
Em Paranaíba, Polícia Militar prende dois homens por cometer o crime de violência doméstica
Polícia Militar prende homem por dirigir embriagado e sem Carteira de Habilitação em Paranaíba.
Polícia Militar prendeu três homens por cometer crime de tráfico de drogas em de Paranaíba
Timão se reapresenta e inicia preparativos para jogo da CONMEBOL Libertadores
Polícia Militar prende homem de 24 anos por cometer furto em Aparecida do Taboado
Polícia Militar da 10ªCIPM realiza operação Lagoa Segura
Polícia Militar prende homem de 22 anos por dirigir perigosamente em Aparecida do Taboado
PRF participa de peregrinação e recebe homenagem em Campo Grande (MS)
Projeto “Vida na Praça” chega ao Distrito de Arapuá neste domingo (03)
Polícia Militar divulga levantamento das ações semanal da 10ªCIPM
Polícia Militar faz acompanhamento da 1ª Corrida de Rua em Alusão ao Dia do Bombeiro Militar, em Aparecida do Taboado
Polícia Militar garante a segurança durante evento de carros antigos em Aparecida do Taboado
Polícia Militar realiza o patrulhamento rural na região da “Mata” no município de Paranaíba/MS.
Polícia Militar prende mulher por violação de domicílio, dano e desacato em Nova Andradina
Fazendo Arte entra no balanço dos 35 anos da Ginga Cia de Dança
Atenção proprietários de veículos: Última semana para quitar licenciamento de placas com final 3 e 4
Carga de maconha é apreendida pela Polícia Militar Rodoviária, na MS-164, em Ponta Porã
PMMS realiza Passagem de Comando do Batalhão de Guarda e Escolta
Projeto Segunda Legal traz dicas de comunicação para o pleito de 2022
Next
Prev

Assembléia Legislativa MS

Em Três Lagoas, deputado cobra implantação de rede de esgoto e alerta em rotatória

Publicado

Uma rua do Parque Residencial Osmar Dutra ficou sem a rede de esgoto implantada em quase todo o bairro e o benefício foi cobrado pelo deputado Angelo Guerreiro na Sessão plenária da Assembleia Legislativa. Guerreiro encaminhou expediente ao diretor regional da Sanesul em Três Lagoas, Gilmar Tabone, solicitando informações sobre a obra, principalmente na Alameda Seis, em Três Lagoas. “Recebemos várias reclamações de moradores que reivindicam o benefício e não entendem o motivo que apenas uma rua ficou sem a rede de esgoto”, afirmou Guerreiro. Conforme as reclamações, a Alameda Seis é a rua principal do bairro, e onde ficam a praça e o barracão comunitário.

Em outra indicação, aprovada pelo Parlamento estadual, Angelo Guerreiro encaminha solicitação ao Superintendente Regional do DNIT, Thiago Carim Bucker, e à empresa responsável pela construção da rotatória do Residencial Montanini, para que juntos viabilizem a implantação de sonorizadores próximos a rotatória do Residencial, que fica às margens da BR-158, em Três Lagoas. Segundo justificativa do Deputado, o local é de grande fluxo de veículos e oferece perigo constante aos usuários. Inúmeros acidentes já foram registrados. A rotatória foi implantada recentemente, mas a sinalização não oferece as orientações necessárias para alertar os motoristas.

Comentários Facebook

Assembléia Legislativa MS

Fazendo Arte entra no balanço dos 35 anos da Ginga Cia de Dança

Publicado

por

Criada em 1986 por Chico Neller para divulgar e valorizar a arte da dança em Mato Grosso do Sul, a Ginga Cia de Dança elabora pesquisas práticas e aperfeiçoa a atuação de bailarinos, por meio de experiências estéticas e coreográficas que passam por balanços modernos e de jazzísticos. Já conquistou importantes prêmios em festivais nacionais de dança, como o de Joinville, em Santa Catarina, considerado o mais renomado do país, e para celebrar os 35 anos, lançou neste ano o espetáculo ‘Silêncio Branco’, com tema voltado à violência contra a mulher. Documentário a respeito dela você confere no programa Fazendo Arte, na grade da TV ALEMS. 


Experiências estéticas aperfeiçoam atuação dos bailarinos

Foto: Marithê do Céu

A Ginga permite acesso democrático à dança, tornando popular essa arte, além de incorporá-la à identidade regional do Estado. Tornou-se conhecida nacionalmente a partir de 1989, quando participou do Festival de Dança de Joinville, avaliado pelo Guiness Book como o maior evento de dança do mundo. 

A partir daí, a Ginga passou a se apresentar frequentemente no festival, até se tornar companhia profissional em 1999. Um ano antes, a coreografia ‘Camille’ foi premiada na categoria ‘Trio Livre’ do Festival de Dança de Joinville e ainda conquistou o ‘Prêmio Especial da Crítica’, através do Troféu Anfestival. 

Quando se tornou companhia profissional, realizou o espetáculo ‘Despalavras’ e em 2000 apresentou ‘Conceição de todos os bugres’. No ano seguinte celebrou os 15 anos com o espetáculo ‘Corpo Latino’, mergulhando nos ritmos latinos, como o tango e a música flamenca. 

Cultura Bovina? 

A pergunta deu nome ao espetáculo realizado em 2007, que discutiu o papel da arte, por meio da dança, num lugar em que a língua falada é a da soja, da arroba e do boi gordo. A exploração, poder e prazer, a partir do animal, que não pode dizer nada no caminho rumo ao abate, também provocaram reflexões no público. 

O espetáculo percorreu 31 cidades brasileiras em 2009, integrando o projeto Palco Giratório, promovido pelo Serviço Social do Comércio (Sesc). Um ano depois a Ginga Cia de Dança lançou o documentário ‘Ginga Documenta – Cultura bovina em trânsito’, dirigido pelo jornalista Helton Pérez, que mostra essa turnê, sendo que a produção contou com patrocínio do FIC (Fundo de Investimentos Culturais), do governo do Estado. 

Grande marco na trajetória da Ginga, o espetáculo ‘Estudos de Superfície’ foi contemplado pela Funart (Fundação Nacional de Artes) com o prêmio Klauss Vianna 2011, e realizado em 2012, tendo como inspiração a coreografia ‘Superfície do Homem’, criada em 2004 por Chico Neller. Em 2013, realizou o espetáculo ‘Se você me olhasse nos olhos’, quando em cena se apresentaram oito bailarinos, entre eles profissionais da companhia e convidados especiais de outros grupos de dança, que mostraram ao público os cinco sentidos na hora de uma boa paquera, por meio da dança contemporânea. 

35 anos 


Espetáculo ‘Silêncio Branco’, da Ginga Cia de Dança

Foto: Vaca Azul

Para marcar os 35 anos, na verdade comemorados em maio do ano passado, Ginga lançou neste ano o espetáculo ‘Silêncio Branco’, com objetivo de conscientizar o público sobre a violência contra a mulher em Mato Grosso do Sul. O trabalho foi um dos mais desafiadores da trajetória do grupo, fazendo com que os bailarinos visitassem a Casa da Mulher Brasileira, conversassem com psicóloga e se interassem a respeito dessa problemática para se prepararem cenicamente. 

O documentário ainda reúne depoimentos do bailarino, professor e coreógrafo Diogenes Pivatto, da artista de dança Paula Bueno, da bailarina, professora e pesquisadora Gisela Dória, do ator e iluminador Espedito Di Montebranco, da bailarina Frantielly Khadij, do coreógrafo Romano Vargas, e da bailarina Patricia Signoretti. 

Fazendo Arte


O jornalista João Humberto produz e apresenta o programa

Foto: Reprodução TV ALEMS

As artes são formas de expressão criadas através de inúmeras formas e materiais e, de acordo com a vontade do artista, se transformam em grandes produções. Para valorizar esse universo, a TV ALEMS implantou em sua grade de programação o programa ‘Fazendo Arte’, que vem exibindo documentários sobre artistas e movimentos que enriquecem a cultura sul-mato-grossense. 

Produzido, apresentado e roteirizado pelo jornalista João Humberto, o programa pode ser assistido na TV ALEMS, canal 9 da Claro NET TV, às segundas, a partir das 15h, quartas às 19h e sábados às 14h30, além do canal oficial do YouTube da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Assembléia Legislativa MS

Projeto Segunda Legal traz dicas de comunicação para o pleito de 2022

Publicado

por

“Quem não se comunica não se elege” foi o tema de nova edição do Segunda Legal realizada nesta segunda-feira (27), na Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). O projeto, coordenado pela Escola do Legislativo Ramez Tebet, apresentou dicas para uma melhor comunicação para as eleições de 2022, nas diversas plataformas.

O primeiro a falar foi o gerente da TV Assembleia, Maurício Picarelli, que foi deputado estadual entre 1987 e 2019, e ressaltou a importância do veículo televisivo para os candidatos e suas assessorias. “A TV é imagem. A comunicação visual é primordial, antes de sequer ver o que a pessoa está falando, ela está reparando na imagem da pessoa, que tem que ser sempre bem cuidada. Quem não tem o dom da comunicação, deve fazer do investimento na comunicação a prioridade. E a televisão é um veículo que gera identificação, então escolha bem o que vai comunicar ao seu público”, argumentou.


Ben-Hur, Karine, Picarelli e Fabiana palestraram no evento de hoje 

O evento foi assistido por servidores da Casa de Leis que atuam nas diretorias e gabinetes. Para tanto, Picarelli reforçou que a TV Assembleia é transmitida ao vivo pelo Canal 9 da NET e YouTube Oficial e que está à disposição dos 24 deputados eleitos, mas que também recebe sugestões de pauta de todo o estado.

Da mesma forma, a coordenadora da Rádio ALEMS, jornalista Karine Cortez, usou da palavra e enalteceu que os conteúdos deste veículo chegam aos 79 municípios de Mato Grosso do Sul. “Chegamos em lugares aonde sequer tem internet. Aquele ribeirinho, a dona Maria no assentamento ou na aldeia indígena que pode não ter celular, mas eles têm um rádio ligado e ouvem o deputado, se sentem valorizados e criam o vínculo de empatia com o parlamentar. Eles podem até não saber o que é uma emenda, mas o rádio leva a eles, de forma simples, rápida e direta, que a verba para a aquela creche saiu daquele gabinete ou que aquele político está na tribuna fiscalizando e fazendo leis que cuidam das nossas vidas”, destacou. Ouça clicando aqui.

Já o diretor da Escola do Legislativo Senador Ramez Tebet, Ben-Hur Ferreira falou sobre a comunicação “corpo a corpo”, para os encontros presenciais entre candidatos e eleitores e deu dicas para melhorar a empatia com o público. “O candidato não pode ir a uma reunião estressado, sem paciência para ouvir as pessoas. Anotem as questões apontadas, tenhamos noção da invisibilidade, elas querem ser ouvidas. Anunciem o horário de início e término da conversa para deixar todos confortáveis. Preste atenção no público. É jovem? É um tipo de fala. Tem mulheres com crianças? Outro tipo. Entre em assuntos do momento para gerar identificação, saia da bolha, porque hoje as pessoas tem três ou quatro opções de voto e a sua relação horizontal de empatia pode conquistar o indeciso”, ressaltou. Ben-Hur já foi vereador, deputado estadual e também federal por Mato Grosso do Sul.


O evento foi voltado para servidores da Casa de Leis

No quesito mídias sociais, a jornalista e gerente de Site e Mídias Sociais da ALEMS, Fabiana Silvestre, trouxe formas de como melhorar a comunicação no meio digital. “É preciso fazer um diagnóstico de presença para perceber como está a reputação do seu candidato e a partir disso definir quais canais vão comunicar melhor para o seu nicho, com quais estratégias. Vale lembrar da necessidade de um site pessoal que compile todo o conteúdo de forma documental e usar as mídias, cada uma com sua potencialidade, para ampliar a comunicação. Valorize a equipe, que sempre deve estar muito alinhada no conteúdo e sugiro sempre um media training”, explicou.

A jornalista trouxe conteúdos de como lidar com as fake news, a valorização da escuta empática, as ações de crossmedia e diversas outras dicas que podem ser acessadas neste slide. Ela também reforçou que o Site Oficial faz a cobertura em tempo real de tudo o que acontece na Casa de Leis e as Mídias Sociais trazem a humanização do trabalho político realizado na ALEMS, veja mais neste slide, com dados de acesso das redes que fazem o trabalho digital de forma orgânica, ou seja, sem investimento de recurso público.

Saiba mais dicas e assista ao evento na íntegra abaixo:

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana