TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Separados por um ponto, Santos e Flamengo duelam pelo Brasileiro
Em dia de comemoração, Bioparque Pantanal e Corpo de Bombeiros celebram parcerias
Com 100% dos internos ocupados, sobram vagas em convênios de trabalho na Colônia Penal de Três Lagoas
Mato Grosso do Sul recebe Centro-Oeste de Vôlei de Praia neste final de semana
‘Esquenta UEMS’ reúne acadêmicos em competições esportivas neste sábado (02/07)
Sábado tem leve aumento de temperatura no Estado, com máxima de 34°C na região Norte
Fundação de Cultura seleciona artesãos e entidades do artesanato para participar da 4º Feira Nacional em Fortaleza
Polícia Militar divulga resultados do policiamento realizado na área do 11º BPM, entre 20 e 30 de junho
Militares de Coxim são condecorados com Medalha Dom Pedro II
Governo autoriza concurso para PMMS
8ªCIPM: Polícia Militar apreende produtos de contrabando e descaminho
Comandante da 10ªCIPM recebe visita de moradores do bairro Coophavila e liderança comunitária do bairro São Conrado
Polícia Militar de Jardim-MS apreende Arma de Fogo durante abordagem à veículo em Guia Lopes da Laguna-MS
Carga de descaminho é apreendida pela Polícia Militar Rodoviária, na MS 164, em Maracaju
Direto ao Assunto: Lucas de Lima fala do “Julho sem Plástico”
Liga das Nações: brasileiras batem Bulgária e assumem vice-liderança
SMS promove capacitação para profissionais da saúde para atendimento de ocorrências de acidentes com animais peçonhentos
Polícia Militar apreende 3,7 kg de cocaína e prende uma mulher por tráfico de drogas em Anastácio
Municipalista, ALEMS participa de entrega de maquinários no valor de R$ 40 milhões
Estão abertas as inscrições para o Campeonato Municipal de Futsal Feminino em Três Lagoas
Curso vai qualificar e aprimorar secretarias domésticas e diaristas para o mercado de trabalho
Motivação: como a trilha do fim de semana se tornou um negócio
SEMEC realiza Terceira Audiência Pública de Avaliação e Monitoramento do Plano Municipal de Educação
Polícia Militar encaminha dois homens por contrabando, descaminho e porte de drogas no município de Sidrolândia
8ªCIPM: Polícia Militar e Corpo de Bombeiros Militar socorrem casal de idosos que se envolveram em acidente na MS-162
8ªCIPM: Polícia Militar apreende menor infrator por receptação
Em Paranaíba, Polícia Militar realiza o patrulhamento rural nas regiões do Alto Santana, Alto Tamandaré e no Assentamento Serra
8ªCIPM: Polícia Militar cumpre três mandados de prisão em aberto
Polícia Militar apreende jovem de 17 anos por cometer furto e estelionato em comércios de Paranaíba
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo autua infrator em R$ 1 mil por pesca ilegal e apreende barco, motor e petrecho de pesca
Next
Prev

Gospel

Diocese de Três Lagoas divulga registros históricos e inéditos em comemoração ao centenário

Publicado

Há 104 anos Rancharia, que viria a se chamar Três Lagoas, registrou o primeiro batismo dentro do território que, 67 anos mais tarde, seria parte da Diocese de Três Lagoas. O registro histórico foi divulgado pela Cúria Diocesana em comemoração ao centenário do município.

Segundo o Chanceler da Cúria Diocesana de Três Lagoas, Diácono Roberto Rabelati, a cúria possui o registro de todos os batismos realizados nas 10 cidades dentro do território diocesano. “Antigamente as cidades se formavam no entorno das igrejas e, por isso, hoje temos esses documentos que são mais antigos do que o registro de fundação da cidade”, explica Rabelati.

Outra curiosidade é que Três Lagoas nem sempre pertenceu a essa diocese. “Antes da Diocese de Três Lagoas, o município era parte do território da diocese de Cuiabá, depois passou para a diocese de Corumbá, Campo Grande, até que em 1978 foi criada pelo Papa Paulo VI a nossa diocese”, explica o Chanceler.

Devido ao arquivo dos registros de casamentos e batismos em grandes livros escritos a mão, foi possível identificar o primeiro rito de batismo realizado na cidade.

A primeira criança a receber o Sacramento foi um menino com o nome de João. A Missa foi celebrada no dia 10 de julho de 1911. Além de João, outras 78 pessoas foram batizadas antes da oficialização do município.

Primeiro registro oficial de Três Lagoas

Quatro anos depois, um dia após a fundação de Três Lagoas, foi registrado o primeiro batismo da cidade, dessa vez, de uma menina com o nome de Maria. A criança foi a 80ª pessoa a ser batizada na Paróquia Santo Antônio e a Missa foi celebrada no dia 16 de junho de 1915.

Comentários Facebook

Gospel

Jesus e a exaltação à Vida

Publicado

A mensagem da Semana Santa não é a da ruína, mas de vitória. Vitória sobre a morte!

Em O drama milenar do Cristo e do anti-Cristo, escreveu Huberto Rohden (1893-1981): “(…) o Cristo sempre ressuscita, mesmo de túmulos fechados, sigilados e guardados por Seus inimigos. É proibido ressuscitar — mas Ele sempre ressuscita… Os Seus verdadeiros amigos O encontram sempre glorioso, por toda a parte, em todos os tempos”.

Realmente, contra todas as perspectivas, vencendo dramas, lutas e guerras, o Celeste Taumaturgo a todo momento ressurge nos corações de Boa Vontade. É o triunfo do Amor, que se manifesta das mais surpreendentes formas, dando continuidade à existência. Porque a Paixão de Jesus não canta a morte, mas exalta a vida, Vida Eterna.

Aí está. Onde há vida, diz o povo, há Esperança.

Levanta e anda, humanidade!

No Santo Evangelho do Cristo, Mateus relata, nos versículos de 1 a 8 do capítulo 9:

A cura de um paralítico em Cafarnaum

 1 Entrando Jesus num barco, passou para o outro lado do lago e foi para a Sua própria cidade.

2 E eis que Lhe trouxeram um paralítico deitado num leito. Vendo-lhes a Fé, Jesus disse ao paralítico: Tem bom ânimo, filho; estão perdoados os teus pecados.

3 Mas alguns escribas diziam consigo: Este blasfema.

4 Jesus, porém, conhecendo-lhes os pensamentos, perguntou: Por que cogitais o mal nos vossos corações?

5 Pois o que é mais fácil dizer: Estão perdoados os teus pecados, ou: Levanta-te e anda?

6 Ora, para que saibais que o Filho de Deus tem sobre a Terra autoridade para perdoar pecados — determinou ao paralítico: Levanta-te, toma o teu leito e vai para tua casa.

7 E, levantando-se, partiu para sua casa.

8 Vendo isto, as multidões, possuídas de temor, glorificaram a Deus, que dera tal autoridade aos homens.

Que cada criatura tenha a Fé daqueles que carregaram até Jesus o paralítico, a ponto de comover o Divino Mestre, que então lhe ordenou: “Surge et ambula! (Levanta e anda!)”, humanidade!

Curioso este mundo!… Multidões consideram-se cristãs. Mas quando se fala a respeito do Evangelho, há quem exclame surpreso: “Hein?!” A impressão que passa é que muitos jamais sequer abriram o Novo Testamento.

Eis o caso da Semana Santa: como gerações e gerações não se debruçaram do modo que deveriam sobre o Livro Sagrado, quando os povos alcançam períodos de transição semelhantes a este que vivemos, percebe-se em parte da mídia menor cuidado ao fato que marca a afirmação do Cristianismo desde os seus primeiros passos: a Ressurreição de Cristo Jesus!

Ademais, muita gente acostumou-se a guardar da Semana Santa a imagem da crucificação (morte) de Jesus, embora o seu grande recado se encontre estampado na Ressurreição, que é Vida, e Vida perene.

O Evangelho não é um livro ocioso. Sua mensagem permeia Céu e Terra. É urgente que a Divina Pregação de Jesus realize, mesmo nos territórios em que ela fincou raízes, sua extraordinária missão: civilizar a civilização humana com a vivência do Novo Mandamento do Cristo: “Amai-vos como Eu vos amei. Somente assim podereis ser reconhecidos como meus discípulos” (Boa Nova, segundo João, 13:34 e 35).

É obra da paciência e da perseverança em Deus.

Já dizia o filósofo que a mais difícil fronteira a ser suplantada é a do cérebro humano, inclusive nas nações cristãs. Mas o ânimo e a vontade de avançar vêm Daquele que carrega o Sinete Divino da Vitória e atestou em Seu Evangelho, consoante João, 16:33: “Eu venci o mundo!” Por essa razão, com Jesus, venceremos sempre, sempre e sempre!

 

José de Paiva Netto ― Jornalista, radialista e escritor.

[email protected]www.boavontade.com

Comentários Facebook
Continue lendo

Gospel

Cantora gospel Cristiane Ferr, defensora do tratamento precoce, morre de Covid

Publicado

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) – A cantora e compositora gospel Cristiane Ferreira de Souza, 48, conhecida como Cristiane Ferr, morreu, no dia 11 de junho, em Juiz de Fora (MG), por complicações da Covid-19. Famosa no cenário gospel nacional, Ferr tinha mais de 20 anos de carreira.

 Ela iniciou o tratamento contra a doença em casa, mas seu quadro piorou rapidamente e chegou a ter 100% dos pulmões comprometidos. A mãe da cantora também foi infectada pelo coronavírus e permanece em tratamento.

Cristiane Ferr era natural do Rio de Janeiro, mas morava em Juiz de Fora. A artista também tinha formação em fisioterapia e exercia a profissão.

A artista trabalhou no estúdio Prata Music durante cerca de dez anos, segundo o proprietário do local, Humberto Almeida Prata. À reportagem ele elogiou a parceria e o profissionalismo da cantora.

No dia 5 de dezembro de 2020, ela havia compartilhado uma mensagem em rede social incentivando o chamado tratamento precoce contra a Covid-19 com o uso de ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina. No comentário do post escreveu “eu tomei”.

“Se você tomou ivermectina, azitromicina ou hidroxcloroquina poste no Facebook, e se não precisou tomar e é a favor, poste que é a favor. Seremos a maioria. Vamos forçar as prefeituras a começarem a prevenção urgente. E fazer a distribuição gratuita”, diz o texto compartilhado.

Na mesma rede social, compartilhou mensagem com a hashtag “fica em Casa” e “obedecer é melhor do que sacrificar”, escreveu.
Evidências científicas mostram que os remédios dos chamados “kit Covid” ou “tratamento precoce” não tratam nem previnem a Covid-19.

A hidroxicloroquina para tratamento de Covid-19 foi a droga mais estudada desde o início da pandemia, com 268 pesquisas científicas registradas em 55 países, mas sua eficácia não foi comprovada nem para tratamento de pacientes internados nem como medida profilática, de acordo com as pesquisas científicas que utilizam o chamado padrão-ouro do método científico.

Entidades médicas em todo o mundo, incluindo a SBI (Sociedade Brasileira de Infectologia), recomendaram abandonar o medicamento, ainda em maio de 2020.

O Instituto Nacional de Alergias e Doenças Infecciosas (Niaid, na sigla em inglês) dos EUA contraindicou o uso da cloroquina, hidroxicloroquina e azitromicina para tratamento da Covid-19 já em abril de 2020. A nota teve o apoio de 13 entidades, entre elas o CDC (Centro de Controle e Prevenções de Doenças), principal órgão de saúde norte-americano.

Posteriormente, em julho do mesmo ano, a FDA, agência regulatória de medicamentos no país, publicou uma nota que citava preocupação quanto ao uso da hidroxicloroquina fora de ambiente hospitalar para tratamento de casos leves ou profiláticos e como seu uso estava associado a um risco elevado de problemas cardíacos.

Desde o início da pandemia de Covid-19, porém, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) defende o uso de medicamentos sem comprovação científica contra a doença, como a hidroxicloroquina.

POR FOLHAPRESS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana