Três Lagoas-MS

  Últimas
Sol brilha forte e temperaturas voltam a se elevar em grande parte do Estado
Polícia Militar Ambiental de Rochedo autua três por pesca ilegal no rio Aquidauana e apreende petrechos ilegais de pesca
BOLETIM COVID-19 – Três Lagoas tem 31 novos casos positivos e número de ativos chega a 162 nesta terça-feira (14)
Centro de Treinamento Time Brasil volta a receber atletas no dia 20
Técnico do time feminino do Santos vence câncer e já mira título
Coxim ativa cinco leitos de UTI e região norte de MS está preparada para enfrentar Covid-19
Coluna – Há um ano Jesus estreava no Maracanã pelo Flamengo
Polícia Militar Ambiental de Três Lagoas autua mulher de 39 anos por incendiar resíduos de limpeza, perturbando sua vizinhança pela fumaça
Programa Defensoria Explica destaca doação de protetores faciais
Segurança pública ganha reforço de mais de 100 novas viaturas em MS
Vôlei: mercado segue agitado antes do início da temporada 2020/2021
Polícia Militar em Nioaque prende dois homens por Descumprir Medidas Sanitárias Preventivas e Desobediência
Polícia Militar cumpre Mandado de Prisão durante atendimento de ocorrência em Bela Vista
Polícia Militar Ambiental de Cassilândia autua infrator em R$ 10 mil por degradação de nascentes para plantio de pastagem e manter gado na área protegida
Domingo tem Autocine com exibição do filme “O menino da porteira”
Além de Kit Alimentação,  Prefeitura de Três Lagoas entrega Kit Hortifrúti para mais de 11 mil alunos da Rede Municipal de Ensino (REME)
Redução da punição ao Manchester City gera polêmica na Inglaterra
Ponto de Vista discute projeto de lei que combate fake news
Empresas credenciadas ampliarão atendimento e facilitará acesso aos serviços de vistoria em MS
30 anos dedicados em servir e proteger no MS
Além de Kit Alimentação,  Prefeitura de Três Lagoas entrega de Kit Hortifrúti para mais de 11 mil alunos da Rede Municipal de Ensino (REME)
Unidades de Saúde serão pontos de descarte de medicamentos vencidos em Três Lagoas
Segurança em Pauta entrevista o secretário de Justiça de MS, Antonio Carlos Videira
Saúde divulga novo mapa hospitalar de leitos para coronavírus
Suinocultura de MS cresce acima da média nacional com biossegurança e sustentabilidade
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo autua arrendatário em R$ 10 mil para derrubada de 150 árvores em 33,70 hectares para plantio de lavoura
PGE em Ação exibe entrevista sobre atuação das procuradorias estaduais em época de pandemia
Vereadores de Três Lagoas aprovam LDO e redução do valor de multa por desrespeito a prevenção à Covid
SES realiza 7,3 mil testes de coronavírus por semana em MS, o que representa 43 exames a cada hora
Comando da PMA define estratégias para controle de incêndios no Pantanal
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

De costura à química industrial, servidores da Agepen compartilham conhecimento para combate ao coronavírus

Publicado


.

Campo Grande (MS) – Servidores da Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário (Agepen) estão indo além das atribuições normais e aplicam seus conhecimentos técnicos e científicos em ações que asseguram maior efetividade na prevenção à Covid-19 dentro das unidades penais de Mato Grosso do Sul e fora delas. As iniciativas têm ajudado a garantir proteção não só a policiais penais e custodiados, como também, vêm alcançando instituições públicas e assistenciais em todo o estado.

Logo na primeira semana da pandemia, em março deste ano, com escassez de produtos no mercado, a produção própria de álcool 70, sabão líquido e hipoclorito de sódio foram cruciais para sanitização constante do ambiente carcerário e higienização durante o desempenho dos trabalhos de servidores penitenciários, uma das atividades da segurança pública consideradas essenciais para a sociedade.

Nunes usou sua formação em Química para garantir a confecção em larga escala

Foi no Estabelecimento Penal “Jair Ferreira de Carvalho” – presídio de Segurança Máxima do Complexo Penitenciário da capital – que a fabricação teve início. Conhecimentos científicos em Química e Microbiologia do servidor Osmar Nunes de Freitas garantiram confecção em larga escala desses materiais, atendendo a todas as unidades penais e assistenciais de Campo Grande, impedindo a proliferação de vírus e bactérias e garantindo a proteção de internos e servidores penitenciários.

“Em um momento de necessidade como esse, acreditei que seria importante ajudar minha instituição para contribuir com a sociedade como um todo, e acredito que é para isso que a gente se forma e busca conhecimento”, afirmou Nunes, que é formado há 14 anos em Química e instruiu internos na confecção de produtos de limpeza e higiene. 

 

Costurando Cidadania

A arte da costura foi um dos conhecimentos mais aplicados nos últimos meses e hoje está presente em 22 presídios do Estado, representando polos de produção de máscaras e outros Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) em unidades penais de MS, já tendo sido confeccionadas mais de 150 mil peças. Nesse contexto, de forma voluntária, servidores penitenciários demonstraram que, com dedicação e força de vontade, é possível unir esforços e colocar em prática a cidadania.

“Um gesto simples pode fazer a diferença em momentos tão peculiares como este que estamos vivendo”, é o que revela o servidor Genésio José da Silva, que utilizou seu amplo conhecimento em malharia e instruiu internos do Estabelecimento Penal Masculino de Regime Fechado de Ivinhema.

Genésio comemora poder contribuir para a profissionalização de internos e ajudar a garantir doação de máscaras para quem precisa

 

Com 18 anos de experiência na área de confecção, Genésio fez os moldes das máscaras nas medidas adequadas, ensinou o manuseio da máquina industrial e hoje a produção está a todo vapor. Com sete internos trabalhando atualmente, já confeccionaram mais de 22 mil peças no local.

Futuramente, o intuito é ampliar a produção para outros tipos de costura, com novos desafios, como confecção de bermudas, camisetas e calças. “É gratificante estar ajudando alguém de alguma forma e aqui estamos contribuindo duplamente, seja para o lado social com a doação das máscaras, seja para o aperfeiçoamento profissional do interno, que pode utilizar o conhecimento para se recolocar no mercado de trabalho”, declarou Genésio, que atua há 11 anos na Agepen.

Em Bataguassu, foco para produtividade

Em Bataguassu, a iniciativa veio do agente Percival Góes Júnior juntamente com a direção do presídio, que utilizam as máquinas doadas pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen), por meio do Programa de Capacitação Profissional e Implementação de Oficinas Permanentes (Procap), para ocupar produtivamente os detentos no combate à pandemia.

Costureiro profissional e mecânico de máquina de costura industrial há 24 anos, Júnior, que atua como chefe de equipe de plantão, utilizou a experiência e seus momentos de folga para capacitar os reeducandos. “Quando entreguei a primeira remessa nas mãos do diretor, fiquei muito feliz e aos poucos fomos aprimorando a produção. Apesar das limitações, conseguimos ajudar de alguma forma e assim vamos atravessando essa crise juntos”, desabafou o servidor que está lotado há 15 anos na unidade penal de Bataguassu.

Chefe de plantão, Júnior utilizou a experiência e seus momentos de folga para capacitar os reeducandos.

Higiene Ocupacional

Elio é pós-graduado em Higiene Ocupacional com experiência em segurança do trabalho

Quem também compartilhou conhecimento para fazer a diferença nas ações focadas na mitigação de riscos de contaminação da doença foi agente Elio Anacleto da Silva Filho, do Estabelecimento Penal de Corumbá .

Pós-graduado em Higiene Ocupacional com formação e ampla experiência na área de desenvolvimento e aplicação de procedimentos de segurança do trabalho e saúde ocupacional, o policial penal instruiu a direção do presídio no uso de estufas na portaria da unidade para esterilizar documentos em papel. A ideia foi posteriormente copiada por outras unidades da Agepen.

Elio também criou um grupo de Whatsapp temático exclusivo para o repasse de informações e orientações específicas sobre o assunto.

“Como tenho um certo conhecimento a respeito de epidemiologia, então eu comecei a atuar mais na questão de barreiras e sugestões de assepsias, como forma de impedir a entrada de vetores externos para dentro da unidade penal e procedimentos para evitar a contaminação”, explicou.

Exemplos

Para o diretor-presidente da Agepen, Aud de Oliveira Chaves, esses são apenas exemplos de inúmeros servidores que estão aplicando seus conhecimentos técnicos dentro do sistema penitenciário e contribuindo para a não incidência da Covid-19 entre os apenados do estado, bem como, em outras necessidades inerentes ao dia a dia do sistema prisional.

“A diversidade de formações e a dedicação ao trabalho dos profissionais da agência penitenciária tem possibilitado atitudes eficazes e resposta imediata em tempos de crise, primando sempre pela saúde dos custodiados e a atuação preventiva dos servidores”, parabenizou.

Segundo dirigente, “além dos conhecimentos técnicos divididos pelos profissionais, somam a essas ações efetivas a atuação de servidores responsáveis pelos setores de trabalho, administradores, da área de saúde e, em especial, os diretores, que não têm medido esforços para tornarem possível a produção dentro das unidades penais, assim como, as equipes de segurança que garantem a disciplina para que os trabalhos aconteçam”.

As ações de enfrentamento à pandemia em unidades prisionais e produção de EPIs contam com apoio das secretarias Estadual e municipais de Saúde, Poder Judiciário, Ministério Público, Justiça do Trabalho, Ministério Público do Trabalho, entre outros.

Tatyane Santinoni e Keila Oliveira, Agepen
Foto: Divulgação Agepen

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Sol brilha forte e temperaturas voltam a se elevar em grande parte do Estado

Publicado

por


.

Campo Grande (MS) – A atuação de uma frente fria de fraca intensidade ainda se mantém sobre algumas regiões de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (15.7). A previsão é de sol entre nuvens em grande parte do Estado e sem expectativa de chuva. Nas regiões sudoeste e sul, o tempo fica nublado a parcialmente nublado com possibilidade de pancadas de chuvas isoladas.

Neste dia os valores de umidade relativa do ar poderão variar entre 85% a 35%. As temperaturas em Mato Grosso do Sul poderão variar entre de 10°C a 34°C, sendo as menores temperaturas estimadas para os setores sul, sudoeste e central. Na capital variação está estimada em 18°C a 28°C.  

As mudanças no clima são resultado de uma frente fria de fraca intensidade que deve atuar em Mato Grosso do Sul até esta quarta. As pancadas de chuva devem melhorar a qualidade do ar e amenizar o calor. Estimativa do Cemtec com base em informações do Climatempo, indica que a partir de quinta-feira (16) haverá predomínio de sol e o ar volta a ficar seco novamente.

Mireli Obando, Subcom

Foto: Chico Ribeiro

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Coxim ativa cinco leitos de UTI e região norte de MS está preparada para enfrentar Covid-19

Publicado

por


.

Conquista é considerada mais uma vitória do Estado e municípios na superação de desafios para dotar todas as regiões de Mato Grosso do Sul de leitos suficientes para atender a população

Campo Grande (MS) – Com a ativação de cinco leitos de UTI em Coxim, a região Norte do Estado está preparada para o enfrentamento da Covid-19 na área de assistência hospitalar. A avaliação foi feita pelo secretário estadual de Saúde, Geraldo Resende, que esteve sábado (11.07) no município, em solenidade rápida, organizada apelo prefeito Aluizio São José e que contou com a presença também do secretário municipal de Saúde Franciel Oliveira e do vereador Edmir Cândido. Os leitos foram instalados em estrutura montada ao lado do centro cirúrgico do Hospital Regional de Coxim “Dr. Álvaro Fontoura Silva”. 

“A instalação desses leitos é mais uma vitória na luta incessante que nós, do governo e os prefeitos, estamos travando desde janeiro. Essa é mais uma microrregião onde conseguimos superar vários desafios e agora estamos marchando para completar essa estrutura em todas as microrregiões do Estado”, salientou Geraldo Resende.

Outras regiões

De acordo com o secretário, outra microrregião que em breve deverá contar com leitos de UTI é a de Jardim, onde já estão disponíveis seis leitos completos. “Também estramos trabalhando para, ainda nesta semana, fazemos a montagem de 10 leitos de UTI na microrregião de Naviraí e, consequentemente, atendermos toda a região do Cone-Sul do Estado”, explicou.

Nesta semana, o secretário também fez anúncio de duas boas notícias. Novos equipamentos chegaram ao Estado, sendo 10 ventiladores pulmonares e 10 ventiladores portáteis, para a montagem de UTIs na Santa Casa de Campo Grande. Chegaram também oito ventiladores e sete aparelhos portáteis para a instalação de UTIs no Hospital Regional.

Também há o compromisso do Ministério da Saúde com a Secretaria de Estado de Saúde (SES) de enviar, ainda nesta semana, mais cinco ventiladores pulmonares para a estruturação de cinco leitos de UTI em Corumbá.

Preocupação

“Isso mostra o nosso trabalho e, acima de tudo, nossa preocupação com a expansão da doença na capital e em outros municípios do Estado”, salientou Geraldo Resende. “Comemoramos também a conquista, em um tempo muito rápido, de 18 leitos de UTI no Hospital do Câncer, que possibilita a remoção do paciente para o Hospital do Câncer e vagas de UTI em outras unidades da capital”.

De acordo com avaliação da Secretaria de Estado de Saúde (SES), há dados que preocupam. Um deles é o de que nos 11 primeiros dias de julho, houve o registro de mais mortes do que as ocorridas durante todo o mês de junho, ou seja, 71 mortes até o décimo primeiro dia do mês atual.

Segundo essa análise, se os casos em Mato Grosso do Sul continuarem com esse crescimento, em julho o número de óbitos deverá ser maior do que 200. “Isso é preocupante e se dá à medida em que a doença avança, principalmente quando a gente tem pouca contribuição da população no isolamento social, uso de máscaras e regras de higiene”, salienta o secretário estadual de Saúde.

“Teremos que fazer indicações aos municípios no sentido de termos medidas mais rígidas, que levem a uma taxa melhor de isolamento social para evitarmos tantas perdas de vidas de nossos amigos e conterrâneos, principalmente de idosos e pessoas com comorbidades, ou seja de pessoas que têm doenças crônicas e são as vítimas principais do nosso inimigo, o coronavírus”, diz o secretário.

Recomendação

O secretário também recomenda que os pacientes da Covid-19, em qualquer sinal de agravo do seu quadro, procurem imediatamente a assistência hospitalar porque há casos em que a doença evolui muito rápido. Ele cita como exemplo um paciente de Camapuã.

Trata-se de um jovem de 25 anos de idade que foi ao trabalho e quando saiu, já estava em estado terminal. “Por isso, ao menor sinal de agravamento, principalmente da falta de ar, dificuldade respiratória ou persistência de estado febril, procure imediatamente uma unidade hospitalar que tenha um tratamento mais rápido”, aconselhou.

“Esperamos a contribuição das pessoas em relação a questão do isolamento social, que está horrível em Mato Grosso do Sul. Precisamos melhorar o isolamento social para evitar que este crescimento ainda persista e essa é a nossa principal preocupação”, concluiu o secretário.

Ricardo Minella, SES
Fotos: Fábio Pellegrini e Eduardo Bampi

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana