TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Prefeitos elogiam pacote de investimentos em esporte e destacam a parceria de sucesso com o Governo do Estado
Da base à elite: esporte de MS recebe injeção de R$ 120 milhões
Professores, administrativos e gestores da Educação são homenageados pela ALEMS
Goiás empata sem gols com o Londrina pela Série B
Jair Ventura é anunciado pelo Juventude
Governador Reinaldo Azambuja lança MS Mais Esporte
CBF libera a presença da torcida visitante em jogos
CBF divulga tabela detalhada das semifinais da Série D do Brasileiro
Polícia Militar prende em flagrante homem por dirigir embriagado em Cassilândia
Temporada 2021/2022 da NBA começa nesta terça
Covid-19: 68% dos jogadores da Liga Inglesa já tomaram a segunda dose
Aulas da Escola Municipal de Educação no Campo “Antônio Camargo Garcia” foram retomadas nesta terça-feira (19)
Assistência Social dá início ao Programa “Famílias Fortes” em Três Lagoas
OCOP: rapidez no atendimento foi fundamental para o desfecho positivo na ocorrência com reféns na Capital
Expo Paraguai-Brasil: expectativa é gerar US$ 80 milhões em negócios
Hub Academy do Senac promete impulsionar a inovação entre empresas sul-mato-grossenses
CBF divulga tabela detalhada da Série D do Brasileiro
NBA espera que Kyrie Irving mude de ideia e se vacine contra covid-19
Estado firma parcerias para proteger crianças e adolescentes
Polícia Militar Ambiental de Dourados captura serpente alojada no para-choque de veículo em frente a hospital no centro da cidade
Palmeiras se reapresenta após vitória sobre o Internacional pelo Brasileiro
Referência no país, Hub Academy vai contribuir para ampliar a inovação entre empresas de MS
Polícia Militar prende mulher por ameaça, lesão corporal, dano e desacato em Nova Andradina
Riquelme agradece apoio dos experientes, elogia Fernando Diniz e projeta duelo contra o Náutico
Mais de 650 indígenas sul-mato-grossenses serão contratados para o raleio das maçãs
PMA de Aquidauana fiscaliza 20 embarcações, 40 pescadores, autua seis pescadores em R$ 3,6 mil e apreende barco, motor e petrechos ilegais de pesca
Corregedor da PMMS faz reunião com oficiais do CPA-1
Autoridade descarta acordo com não-vacinados no Aberto da Austrália
SMS divulga boletim da Dengue e Leishmaniose referente à 41ª semana em TL
David Braz comemora vitória e vê time mais confiante para o Fla-Flu
Next
Prev

Assembléia Legislativa MS

Combate ao coronavírus: Crianças falam de esperança na 8ª edição do informativo

Publicado



Paulo Corrêa fala, no informativo, da atuação da ALEMS na pandemia

A vacina não apenas protege as pessoas contra a Covid-19, mas também torna possíveis e reais os sonhos dos abraços, do calor dos encontros, da vida sem distanciamento. A cada dia, com o avanço da imunização e consequente redução do número de novos casos e de mortes pela doença, esses sonhos ganham formas mais nítidas. Isso permite o retorno gradativo das atividades, o que, por outro lado, explicita desafios diversos, sobretudo econômicos.

Respostas a esses desafios estão sendo dadas pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). A atuação do Parlamento também é impulsionada pela confiança em dias melhores. Esse misto de desafios e de esperança permeia o mais recente informativo ALEMS no combate ao coronavírus, produto da Comunicação Institucional da Casa de Leis, que reúne informações sobre as atividades parlamentares no enfrentamento dos problemas causados ou intensificados pela pandemia.

Em sua oitava edição, o ALEMS no combate ao coronavírus apresenta algo especial: uma seção em que crianças falam sobre seus sentimentos e suas expectativas neste momento de volta gradativa da rotina fora de casa. A publicação também traz informações sobre as ações dos parlamentares, destacadamente as que atendem às necessidades das parcelas da população e dos setores econômicos mais prejudicados pela crise.


Arte: Luciana Kawassaki

“Quando a pandemia começou, não imaginávamos que o novo coronavírus afetaria a economia de forma tão grave”, comentou o presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa (PSDB), em texto publicado no informativo. O parlamentar destacou o papel da ALEMS, que tem atuado, de forma conjunta, com outros órgãos e demais Poderes para atender às demandas das famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica e dos setores mais afetados pela pandemia, como bares, restaurantes e as áreas de Cultura e Turismo.

Foram diversas as ações dos parlamentares, como, por exemplo, a aprovação, apenas neste ano, de 12 leis que visam à redução dos efeitos da crise e à garantia de direitos aos grupos mais vulneráveis. Os deputados também prorrogaram o reconhecimento da ocorrência do estado de calamidade pública em 17 municípios de Mato Grosso do Sul. Além disso, entre outras atuações, liberaram R$ 36 milhões em emendas a todos os municípios do Estado.


Ana Beatriz: “Nada vai nos deter. Somos muito fortes”

Esperança nas cores da espontaneidade das crianças

Esta edição do informativo tem algo muito especial: a esperança falada de um jetinho que só as crianças sabem falar. Ana Beatriz, Anne, Maria Eduarda, Maria Fernanda, Clarice, Antonella e Catarina externalizam seus sentimentos que, certamente, são compartilhados por tantas outras crianças nesses quase dois anos de pandemia. Há a tristeza do distanciamento, mas há também a alegria da proximidade de um outro tempo suscitado pela proteção propiciada pela vacina. As crianças também demonstram consciência da importância da prevenção contra o vírus para não ficarem doentes nem transmitirem a doença.


Anne: “Agora estou vendo meus amiguinhos”

“Durante este tempo de pandemia, eu senti um aperto no coração, porque muitas pessoas foram prejudicadas e muitas crianças não puderam ir pra escola. E assim fiquei muito triste com isso, porque até eu não pude ir pra escola. Eu senti falta das minhas amigas, dos meus professores. Nós tivemos que fazer tudo aula online um ano e meio”, inicia dizendo Ana Beatriz Kraemer, de 9 anos.


Clarice: “Vai ter uma comemoração muito grande”

O mesmo aperto no coração foi sentido pelas demais crianças, que ficaram distantes de suas escolas e de seus amigos.

“Neste período de pandemia, fiquei muito triste, porque fiquei muito longe dos meus amigos e da escola. Fiquei muito tempo dentro de casa, principalmente no período em que minha mãe e meu pai pegaram Covid”, lamenta-se Clarice Mascarenhas, de 9 anos.


Maria Fernanda: “A esperança supera o medo”

“O meu sentimento é porque não posso sair pra escola, não posso ver meus amiguinhos”, afirma a pequena Anne Mesquita de Almeida, de 5 anos, que mostrou que sabe muito bem como as pessoas devem se prevenir contra o coronavírus. “A gente tem que passar álcool, lavar bem as mãos e não pode ficar perto dos outros”, ensina Anne.

Ainda mais nova, Catarina Kraemer, de 4 anos, traduz na fofura de sua linguagem o sentimento de tristeza e distanciamento: “Ninguém binca comigo. Não posso passeá e nem ir na paça bincá”.

O medo e o luto também integram os sentimentos das crianças. “Quando começou a pandemia, eu fiquei muito triste. Eu estava com muito medo que meus amigos e pessoas da minha família que eu gosto morressem. Eu estava com muito medo disso”, contou Antonella Dionello, de 6 anos. No entanto, ela completa: “Mas agora já passou. Estou muito feliz”.


Catarina: “Colonavilus, vai embola!”

Do mesmo modo, Maria Fernanda Dionello, de 13 anos, afirma que, desde o início da pandemia, teve medo de perder pessoas que ama. “Infelizmente, meu avô faleceu. Mas ele deixou muitas memórias. Ele sempre foi um avô maravilhoso pra gente”, partilha Maria Fernanda. Mas, neste momento, o medo é menor que sua esperança. “Apesar de tantos problemas, tantas derrotas, nós estamos voltando ao normal aos poucos. As aulas presenciais já retornaram. Eu já fui vacinada e a esperança tem superado o medo”, afirma, convicta, Maria Fernanda.

E quanto aos abraços? Esse gesto, tão simples e tão esperado, também está nas expectativas das crianças. Como orientam as medidas de prevenção, abraços devem ser dados com segurança, o que é possível com a imunização. Assim, abraços estão associados à vacinação.


Maria Eduarda: “Quero vacinar pra poder abraçar as pessoas”

“Eu quero vacinar logo pra poder abraçar a madrinha, o padrinho e os meus primos”, confidencia Maria Eduarda de Souza, de 7 anos. Ela, como as demais crianças, sentiu muita falta das pessoas queridas. “Na pandemia, eu fiquei com saudade das pessoas, da minha madrinha, do meu padrinho, dos meus priminhos, do meu vovô, da minha vovó”, disse. Com consciência do cuidado com os outros, Maria Eduarda completa: “Eu quero vacinar logo pra poder abraçar as pessoas sem passar Covid pra elas”.


Antonella: “Agora já passou. Estou muito feliz”

Esperança, vacina e novo tempo são quase sinônimos nessas vozes da infância, que têm o tamanho do futuro. Nesse respirar para contemplar o amanhã, ganha força o sentimento de dias melhores. “Estava com saudades dos meus amiguinhos, mas agora estou indo para a escola. E agora estou vendo meus amiguinhos”, comemora Anne Mesquita.

“Minha expectativa é que a gente, os idosos, as pessoas mais velhas estão vacinando, os adolescentes também e que o coronavírus vai passar. Nada vai nos deter. Nós somos muito fortes. Vamos conseguir lutar contra o vírus”, acentua, com veemência, Ana Beatriz.  “Agora, depois da vacinação, tudo melhorou muito, porque todo mundo vai poder viajar, encontrar com os amigos, curtir Natal, Ano Novo. E, se tudo melhorar, aí sim que vai ter uma comemoração muito grande”, colore Clarice a festa da esperança. Para que isso tudo aconteça logo, o mundo todo precisa fazer coro com o desejo da Catarina e ditar uma importante ordem: “Colonavilus, vai embola!”

Confira abaixo os áudios com as falas das crianças citadas na matéria:

Antonella Dionello:

Catarina Kraemer:

Clarice Mascarenhas:

Maria Eduarda de Souza:

Maria Fernanda Dionello:

Para acessar esta edição e as anteriores do informativo ALEMS no combate ao coronavírus, clique aqui.

Comentários Facebook

Assembléia Legislativa MS

Professores, administrativos e gestores da Educação são homenageados pela ALEMS

Publicado

por


A pandemia da Covid-19 parou o mundo, fechou as escolas e deu um choque inédito na história da educação. Os trabalhadores tiveram que se reinventar para efetivarem suas atividades no âmbito do ensino remoto. Em reconhecimento ao esforço destes profissionais, a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) realizou, na noite desta terça-feira (19), sessão solene mista para entrega da Comenda Professora Maria Ildonei de Lima Pedra, proposta pelo deputado Marçal Filho (PSDB), autor da Resolução 102/2019. 

“Esperamos que esta homenagem sirva de estímulo aos profissionais que atuam na área, como também aos que pretendem entrar na carreira docente. Muitas pessoas não querem abraçar a carreira do educador por todos os problemas que a atividade impõe. Na pandemia tivemos esse exemplo, os professores tendo que se adaptar à tecnologia e se aprimorar com poucos recursos. Nesta noite, a Assembleia Legislativa reconhece o esforço desses trabalhadores em manter a educação à distância, o aprendizado e o interesse dos alunos à continuidade do saber”, afirmou Marçal.

De acordo com o parlamentar, a comenda recebeu o nome da professora Maria Ildonei de Lima Pedra em razão do excepcional serviço prestado pela educação e em favor dos direitos das mulheres. Ela fez parte da diretoria da Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) e representante sindical da Associação Campo-Grandense dos Profissionais em Educação (ACP).

“Minha mãe foi uma guerreira implacável na defesa da educação, dos direitos das crianças e no enfretamento à violência doméstica. Ela me ensinou lutando. Aos 8 anos de idade, estive com ele acampado em frente à governadoria, lutando pelos trabalhadores, naquela época os profissionais passavam necessidade por conta do desleixo do Estado para com a categoria. Travamos muitas batalhas contra os descasos do Estado e exigindo respeito aos educadores, que têm a função mais importante de todas, ensinar. Ela lutou com  bravura e coragem. Tenho orgulho de estar aqui pela minha mãe”, falou Adriano de Lima Pedro, filho da professora Maria Ildonei.

Os homenageados da noite foram: Ângela Aparecida Bernegozze Monteschio, Bertides Aguiar Ferreira, Deumeires Batista de Souza Rodrigues de Morais, Diogo Ferreira de Moraes, Ivarlete Pinheiro Jean Sérgio Clavisso Fogaça, José Aparecido Ocanho Lino, José Vicente Tardivo, José Renivaldo Alencar, Marcos Gomes Vilani, Wilson Akira Tanizaki, Ramona de Lima Aquino, Rudnei Siqueira Bernardes, Nei Elias Coinhete, Idazima Alves de Oliveira, Reynaldo Abraão Camargo, Sandra Bernardes de Souza, Edna Pedrosa Batista, Marcia Regina do Nascimento, Arilda Castro dos Santos, Ayron Vinicius Pinheiro, Antonio José Gaspar Melin, Roberto Figueiredo, Audrey da Silva Milan Conti, Kely Pereira Nogueira, Dalvino da Cunha Silva e Daniela Meili Staut.

“É um momento muito importante, em que a Assembleia tem a oportunidade de trazer a importância dos trabalhadores e trabalhadoras em educação que fazem a diferença no seu ambiente de trabalho e na sociedade em geral. Com relação à pandemia, os professores são sobreviventes, como toda a população brasileira, pois tiveram que se reinventar, buscar novas estratégias e formas de trabalho para colocar em prática os ensinamentos e conseguiram vencer. O esforço dedicado neste último ano mostra a importância destes profissionais e a necessidade da valorização salarial e de carreira”, disse Deumeires Moais, vice-presidente da Federação dos Trabalhadores Em Educação de Mato Grosso do Sul  (Fetems).

Comentários Facebook
Continue lendo

Assembléia Legislativa MS

ALEMS realiza lançamento da campanha Outubro Rosa em prevenção ao câncer de mama

Publicado

por


A deputada estadual Mara Caseiro (PSDB), líder do governo na Casa de Leis, fez o lançamento da campanha Outubro Rosa, em prevenção ao câncer de mama. “O que me traz hoje aqui a nossa tribuna é a Lei 4.541/2014. De minha autoria, do deputado Zé Teixeira [DEM], e da ex-deputada Dione Hashioka, lei essencial que chama a atenção para o diagnóstico precoce do câncer, para que as mulheres busquem um profissional sempre, façam exames periódicos, pois quando o câncer é diagnosticado em tempo, é curado totalmente”, ressaltou.


Mara Caseiro no lançamento da campanha Lenço Solidário

“Iniciamos hoje a campanha do lenço solidário na ALEMS, em parceria com a BPW para ajudar na autoestima das mulheres em tratamento contra o câncer. Do dia 19 a 30 de outubro acontecerá a arrecadação, que será entregue à Rede Feminina de combate ao Câncer. O lenço é um gesto de amor e carinho tão necessário”, frisou Mara Caseiro

A deputada ainda falou de outras ações da Casa de Leis. “A Escola do Legislativo confeccionou kits com panfleto informativo como forma de alerta e importância, conscientização e divulgação, a serem distribuídos entre os servidores, e programa da TV ALEMS abordará o tema, com entrevista realizada com o mastologista Victor Rocha.  Teremos também o ônibus da Cassems realizando exames de preventivo e mamografia para as servidoras”, relatou.   

“Só o autoexame e o exame clínico não são tão precisos, é necessário fazer os exames preventivo e de mamografia. O diagnóstico precoce do câncer de mama ainda é fator para sucesso no tratamento. Cerca de mil mulheres em todo o Estado têm câncer de mama a cada ano, e dados apontam que com o surgimento da pandemia, muitas mulheres deixaram de realizar os exames, tendo então o número de mamografias realizadas de janeiro a julho caído 45%”, explicou Mara Caseiro, que já teve câncer de mama.


Zé Teixeira também é autor da lei que institui o Outubro Rosa

O deputado Zé Teixeira, 1º secretário da Assembleia Legislativa, também autor da lei, falou sobre a importância do diagnóstico precoce. “Assim como a senhora, eu também já tive duas vezes, e me sinto honrado em ser o autor da lei. Faço campanhas desde 2013 antes da lei, com a conscientização mobilizando com camisetas e bexigas rosas para levar a importância sobre a prevenção ao câncer de mama. Na oncologia, o câncer de mama na oncologia é tratado como um problema de saúde pública, e o diagnóstico precoce contribui para o tratamento ter sucesso”, destacou.


Eduardo Rocha enfatizou a importância do Outubro Rosa 

O deputado e vice-presidente da Casa de Leis, Eduardo Rocha (MDB) também destacou a importância do Outubro Rosa durante a abertura da sessão “Comemoramos hoje, e a gente luta e a adesão à campanha a cada ano aumenta, o Outubro Rosa, que é a prevenção do câncer de mama, meus amigos, vamos todos divulgar essa campanha, vamos todos trabalhar em prol dessa ação que é muito importante par ao Brasil, Mato Grosso do Sul e nossas cidades”, relatou.

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana