Três Lagoas-MS

  Últimas
Três Lagoas tem 20 novos casos e registra mais 02 óbitos por COVID-19 neste domingo (27)
Vendaval que devastou Três Lagoas completa dez anos
Em Três Lagoas|Princípio de incêndio destrói oficina e assusta moradores
Rifa de programa sexual vira caso de polícia em cidade mineira
Começou a propaganda eleitoral
Polícia Militar em conjunto com a Polícia Civil apreende armamentos em Costa Rica
André e George faturam 1ª etapa do Circuito Nacional de Vôlei de Praia
Atlético-GO e Botafogo empatam em 1 a 1 no estádio Olímpico
Após imbróglio judicial, Palmeiras e Flamengo empatam em 1 a 1
Em Brasilândia| PRF apreende 19,5 Kg de maconha
PRF apreende 60 mil maços de cigarros contrabandeados e recupera veículo em Eldorado (MS)
Após goleada em casa, Carlos Barbosa é vice-lider do grupo B da LNF
Após goleada em casa, Carlos Barbosa alcança vice-liderança da LNF
PRF apreende 15,8 Kg de cocaína em Três Lagoas (MS)
Flamengo e Palmeiras duelam após decisão do TST favorável à CBF
Vasco empata com Bragantino e entra, provisoriamente, no G4
Em Anastácio, Polícia Militar em ação conjunta com a Policia Civil, prende autor e recupera Veículo
Bottas ganhar GP da Rússia após punições afastarem Hamilton de recorde
Desembargadora mantém suspensão de jogo entre Flamengo e Palmeiras
Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS
Após êxito na Copa do Brasil, Botafogo e Atlético-GO duelam na Série A
Carlos Barbosa e Blumenau opõem experiência e juventude pela LNF
Com gastronomia típica, servidor representa Mato Grosso do Sul em feiras pelo Brasil
Autocine traz contação de histórias e lenda sobre a Vitória-régia nesse domingo
Primeiro domingo da primavera será de sol e calor em todas as áreas de Mato Grosso do Sul
UEMS será sede da XV Jornada Nacional de Linguística e Filologia em novembro
Governo do Estado dá início ao processo de licitação para restauração do Centro Cultural José Octávio Guizzo
PRF apreende 105 Kg de cocaína em Camapuã (MS)
Em Japorã, Polícia Militar prende autor de violência doméstica
Em Naviraí, Polícia Militar apreende motocicleta adulterada
Next
Prev

Assembléia Legislativa MS

Combate à violência contra mulher é tema do programa Vida Saudável da Rádio ALEMS

Publicado


.

O mês de agosto é um mês muito importante quando o assunto é campanha de conscientização. Batizado como o mês lilás, ele tem como objetivo combater um problema que, infelizmente, ainda assombra a vida de muitas pessoas em todo o mundo: a violência contra a mulher. Sobre esse tema, o Programa Vida Saudável da Rádio Assembleia, que vai ao ar nesta sexta-feira (7), conversa com a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres, Luciana Azambuja.

A campanha “Agosto Lilás” nasceu em Mato Grosso do Sul em 2016, por meio da Lei Estadual 4.969/2016, para comemorar os 10 anos da Lei Maria da Penha, desde então vem se fortalecendo e já alcançou um público aproximado de 306 mil pessoas em todo o Estado. Conforme Luciana Azambuja, em razão da declaração de pandemia pela Covid-19, nesse ano não serão realizados eventos nem encontros presenciais: a campanha será virtual, com lives, workshops, rodas de conversa online, posts nas redes sociais, entrevistas em rádios, sites e jornais.

“A nossa meta é alcançar os 79 municípios sul-mato-grossenses e sensibilizar toda a sociedade, para que se engajem na campanha de prevenção e combate à violência doméstica e familiar contra a mulher”, destacou.

Ainda durante a entrevista, a subsecretária de Políticas Públicas para Mulheres chama a atenção para importância desse movimento, principalmente em tempos de pandemia: “Hoje, a campanha faz-se ainda mais essencial, pois intensifica a divulgação sobre a Lei Maria da Penha e fomenta a discussão sobre violência doméstica. Com o isolamento social e a permanência das mulheres em casa, ao lado de seus agressores, as situações de violência tendem a aumentar. Para muitas, ficar em casa está sendo mais difícil e muito cruel – seja pela sobrecarga das atividades domésticas e cuidados do lar, seja pela violência sofrida”.

Para acessar e ouvir o Programa Vida Saudável, clique aqui.

Comentários Facebook

Assembléia Legislativa MS

ALEMS transmite debate sobre volta às aulas presenciais na rede pública de ensino

Publicado

por

 

.

Os desafios e as expectativas para o retorno da aulas presenciais na rede municipal e estadual de ensino em Mato Grosso do Sul foram temas de debate na tarde desta sexta-feira (25). A discussão promovida pela Defensoria Pública Estadual, por meio de audiência pública remota, contou com o apoio da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS). O evento transmitido ao vivo pela TV ALEMS, Rádio ALEMS e pelo canal no YouTube da Casa de Leis pode ser acessado neste link.

Durante a audiência, o defensor público Pedro Paulo Gasparini destacou a parceria do Legislativo na divulgação do evento. “Agradeço aqueles que nos assistem pelo canal da Assembleia Legislativa, pela TV, Rádio e YouTube da ALEMS. Agradeço o espaço e a parceria do presidente da Casa de Leis, deputado Paulo Corrêa, e ao deputado Pedro Kemp que é o presidente da Comissão de Educação, Cultura, Desporto, Ciência e Tecnologia”, enfatizou o defensor.

A intermediadora da audiência e coordenadora do  Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos de Crianças e Adolescentes (Nudeca), defensora pública Débora Maria de Souza Paulino, ressaltou a importância da realização do evento. “Audiência pública é um dos mais significativos instrumentos de controle social e reunião pública. Democratizar a discussão e dirimir dúvidas é fomentar o protagonismo popular”, afirmou.

Debates

Defensor público agradeceu parceria da Assembleia Legislativa

O representante da Secretaria de Estado de Educação (SED), Helio Queiroz Daher, explicou que o retorno das aulas presenciais depende de diversos fatores. “A rede estadual já está se preparando para a volta presencial desde o início da pandemia, mas é importante salientar que a condição para voltar é muito complexa e extrapola a própria escola. A rotina dos estudantes não impacta só a escola, mas toda a cidade. É uma questão de saúde para além das escolas”, ponderou.

Daher ainda destacou que há um grupo de trabalho para tratar dos assuntos relacionados ao retorno das aulas presenciais. “A Comissão Estadual Provisória de Volta às Aulas faz a discussão de como retornar, ela não define data de retorno. Se precisarmos permanecer nas aulas remotas, permaneceremos”, disse.

De acordo com a secretária adjunta de Estado de Saúde (SES), Christine Maymone, o órgão recebeu solicitação para apreciar o plano formatado pela SED para provável retorno às aulas. “Semana que vem faremos considerações a esse documento, para que essa secretaria veja o caminho e consiga se preparar para a volta às aulas presenciais”, disse.

Ainda segundo Christine, a SES está atenta aos quadros de comportamento da doença, porém uma definição de retorno às aulas ainda é incerta. “Temos preocupação de avaliar o que aconteceu para analisar como será para frente, mas é complexo, não temos uma resposta. Outras variáveis interferem nesse retorno às aulas. Não resta dúvida sobre a perda que temos em relação à educação, mas é uma situação única e o risco para a vida é concreto”, pontuou.

Audiência pública contou com participação de diversas instituições

O professor e coordenador geral da Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Daniel Tojeira Cara, afirmou que o Brasil ainda está em um momento delicado para a volta às aulas presenciais. “A questão concreta é que em nenhum país ocorreu retorno de aula presencial com essa mesma taxa de contágio que o Brasil apresenta hoje. Analisando dados de diversas organizações, estamos ainda distantes de garantir retorno seguro para aulas presenciais. Precisamos de um momento seguro e esse não é o momento”, avaliou.

A Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul (Fetems) também defendeu a manutenção das aulas remotas. “Seria um retorno precoce que pode trazer uma segunda onda de contaminação. Defendemos aulas não presenciais até o final do ano. A pandemia não está controlada, só faltam dois meses para terminar o ano letivo e temos quase 900 mil pessoas ligadas à Educação que não estão circulando com frequência, contribuindo para o distanciamento social”, destacou a vice-presidente da Fetems, Sueli Veiga.

Comentários Facebook
Continue lendo

Assembléia Legislativa MS

Lei que defende o consumidor é tema do Programa Considerações

Publicado

por


.

Confira nesta edição do programa Defensoria Explica, veiculado na TV Assembleia, uma entrevista com o defensor público Homero Lupo Medeiros, coordenador do Núcleo Institucional de Promoção e Defesa dos Direitos do Consumidor e demais matérias Cíveis Residuais (Nuccon). Ele explica os 30 anos de uma das legislações mais avançadas do mundo, a Lei 8.078, de 11 de setembro de 1990, popularmente conhecida como o Código de Defesa do Consumidor (CDC).

De acordo com o defensor público, uma das principais finalidades da lei é “proteger a população brasileira ao comprar um produto ou contratar um serviço, criando regras para as relações de consumo e punições para os fornecedores responsáveis por danos à saúde ou à segurança do comprador”.

O Programa Defensoria Explica é realizado por meio de uma parceria da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS), com a Defensoria Pública, sendo exibido na TV Assembleia, no canal 9 da Claro Net TV. Você também pode conferir esta e outras edições do programa, no YouTube, no canal oficial da TV ALEMS.

 

Comentários Facebook

Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana