Três Lagoas-MS

  Últimas
Sétimo Batalhão de Polícia Militar se reúne com equipe do Conselho Tutelar para padronização de atendimentos em Aquidauana
Sport | Base inicia a primeira competição de 2021
Ceará estende contratos de Charles, William Oliveira e Eduardo
Com treino tático, Timão encerra preparação para encarar Inter
PMA de Coxim autua infrator por desmatamento ilegal de 3 hectares de vegetação nativa para formação de pastagem em sua propriedade em Alcinópolis
“Futsal é alternativa para colocar MS no cenário nacional”, afirma Herculano
Prosseguir: MS tem 31 municípios na bandeira vermelha, incluindo a Capital
Em apenas 24 horas, MS registra mais de mil novos casos de coronavírus
Projeto do Estado que destina recursos não resgatados do Nota Premiada para habitação é aprovado na Assembleia
Com Danilo e Henri, Palmeiras treina na Academia antes de viagem a Belo Horizonte-MG
Matéria prevê validade indeterminada a laudo médico que comprove condição autista
Projeto atualiza objetivos da campanha da Semana Estadual do Leite
Diretor comenta processo de escolha do novo treinador
Flamengo realiza mais um treino visando confronto decisivo contra o São Paulo
Projeto de Lei complementa normas estaduais de combate à corrupção
Presidente eleito destaca missão e desafios no comando da CCJR
Polícia Militar é acionada, e prende foragido da justiça que apresentou informações falsas em condomínio de luxo em Três Lagoas
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo captura serpente peçonhenta da espécie cascavel de cerca de 1,5 metro dentro de uma residência
Polícia Militar prende autores em flagrante por furtar energia do vizinho em Coxim
Antônio João: Investimento em esgotamento sanitário foi de R$ 4,2 milhões
Ordem do Dia: Sanção por descumprir ordem de vacinação da Covid-19 é aprovada
Polícia Militar do 8ºBPM prende dois irmãos por receptação em Batayporã
Polícia Militar recupera veículo roubado em Três Lagoas. Vítima foi mantida em cárcere privado e sofreu tentativa de estupro
Bicampeonato da Copa do Brasil veio em 1994 contra o Ceará
Com novidades, equipe coxa-branca se prepara para a última rodada do Brasileiro
Internacional trabalha forte mirando duelo com Corinthians
Duas ruas de Três Lagoas passam a ter sentido único a partir de hoje (24)
Polícia Militar apreende mercadorias ilegais em Ponta Porã
Polícia Militar prende autor de furto no bairro Lapa em Três Lagoas
Operação Hórus – Em Itaquiraí, Polícia Militar apreende 81.250 pacotes de cigarros contrabandeados
Next
Prev

Mato Grosso do Sul

Com obra em pleno vapor, nova sede do DOF vai modernizar as ações tecnológicas no combate ao crime na fronteira

Publicado


Diretor acredita que com o ritmo da obra acelerado, a nova unidade pode ser entregue antes do prazo, previsto para junho de 2022

Com as obras em pleno vapor, a construção da nova sede do Departamento de Operações de Fronteiras (DOF) em Dourados além de dar mais espaço, comodidade e melhores condições de trabalho aos policiais, ainda será importante para ampliar as ações e atividades tecnológicas no combate ao crime na região de fronteira.

“Além da comodidade e espaço maior no novo local, poderemos ampliar as ações tecnológicas, com serviço de inteligência e até mais espaço para recebermos as denúncias da população por telefone, o que vai contribuir para o nosso trabalho”, explicou o diretor do DOF, o coronel Wagner Ferreira da Silva.

Diretor do DOF, Wagner Ferreira da Silva

Ele destacou que a nova sede era um “sonho antigo” do Departamento, que agora terá um local próprio, já que ao atual espaço é cedido para as atividades do DOF. “Se trata de uma luta antiga, a atual sede funciona no sistema de comodato, cedido para nossos trabalhos, agora teremos uma sede própria”.

A obra conta com mais de 20 funcionários e já teve 16,51% dos seus trabalhos concluídos, estando na fase de construção de dois grandes blocos, com levantamento das paredes do primeiro e início da construção do segundo. “Estamos acompanhando os trabalhos e acredito que pelo ritmo da obra, a sua entrega pode ser antecipada antes do prazo, que é agosto de 2022”, acredita o diretor.

A fundação dos blocos já está levantada, faltando passarela, celas e rampas. Já o muro tem 39% concluído e a alvenaria chegou a 38%. O projeto tem um investimento de R$ 5,1 milhões, com recursos próprios do governo estadual.

O prédio que terá 1.434 metros quadrados e vai dispor de um moderno complexo, será levantado num terreno de 17,4 mil metros quadrados, localizado na  Marginal Guaicurus, prolongamento da Rua Coronel Ponciano. As estruturas administrativas e operacionais do DOF e Defron (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes de Fronteira) ficarão centralizadas no local. 

“Desta forma poderemos ampliar as ações de combate ao crime na fronteira, sendo um projeto ousado do governo estadual para este enfrentamento, por isso estamos dando passos maiores”, descreveu o diretor. Ele citou inclusive a criação de um heliponto e aquisição de um helicóptero para fortalecer as atividades.

A sede vai ter auditório, alojamentos, salas de aula, cozinha, refeitório e ambientes administrativos. A unidade policial ainda terá salas de logística, inteligência, investigação e cartórios, entre outras dependências.

“A sede atual ficou pequena. Ela tem mais de 25 anos. Como a área de atuação do DOF aumentou desse tempo para cá, precisávamos de um complexo moderno para atender toda a demanda. Todo o dinheiro está depositado em conta. Queremos acelerar ao máximo a construção para termos esse prédio pronto em um ano”, afirmou o governador Reinaldo Azambuja (PSDB).

Apreensões e reconhecimento nacional

Com apreensões recordes de drogas no ano passado, o DOF ganhou reconhecimento nacional por seu combate ao crime organizado, neste trabalho de enfrentamento ao tráfico de entorpecentes e armas. A nova sede vem para consolidar este trabalho de excelência.

“O DOF vai ter sua sede própria, nada mais justo. Com a ausência das forças federais na fronteira, é a única polícia presente em muitas estradas na Linha Internacional, e há muito tempo vem realizando, junto com as outras forças de segurança, as maiores apreensões de drogas do País”, ressaltou o governador.

Apreensão recorde do DOF reverberou pelo país e presidente e ministro elogiaram ação (Arquivo DOF)

Em 26 de agosto do ano passado, o DOF inclusive fez a apreensão recorde de 33,3 toneladas de maconha, no município de Maracaju, durante operação. Esta ação inclusive recebeu elogios do presidente Jair Bolsonaro e do ministro da Justiça, André Mendonça, pelo desempenho excepcional, que gerou prejuízo de R$ 50 milhões ao crime organizado.

“Estas apreensões recordes que tivemos no ano passado foram resultado dos investimentos do Estado, que aportou recursos para o serviço de inteligência nos últimos anos e agora estamos colhendo os frutos”, destacou o coronel Wagner Ferreira. Ele ainda citou que só nestes primeiros de 2021 já foram apreendidos mais de 20,5 toneladas de drogas. “Já são mais de 50% superiores ao mesmo período do ano passado”.

Esta atuação de reconhecimento nacional, inclusive levou o setor de inteligência do DOF a ministrar cursos de capacitação para policias de todo Brasil e até de agências de outros países, levando a experiência de atuação na região de fronteira. “Acreditamos que com a nova sede este nosso trabalho ainda vai melhorar”, revela o diretor.

Leonardo Rocha, Subcom 
Fotos: Edemir Rodrigues

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook

Mato Grosso do Sul

Prosseguir: MS tem 31 municípios na bandeira vermelha, incluindo a Capital

Publicado

por


Às vésperas do retorno às aulas da rede estadual (dia 01/03), o Governo do Estado divulgou o novo mapa do Programa de Saúde e Segurança na Economia (Prosseguir) com 31 municípios na bandeira vermelha, 38 na faixa laranja e dez na amarela. O panorama da 7ª semana epidemiológica apresenta melhora do grau de risco de 29 cidades, piora de 22 e permanência de 28 na mesma faixa. 

Os indicadores que atualizam o grau de risco dos 79 municípios do Programa foram aferidos de 14/02 a 20/02/2021 com recomendações válidas até 6 de março. Os relatórios com o grau de risco atualizado e sugestão de medidas serão encaminhados a partir de hoje a todos os prefeitos. 

Mapa Situacional

O novo mapa situacional das quatro macrorregiões de Saúde (Corumbá, Campo Grande, Três Lagoas e Dourados) não apresenta nenhum município na bandeira verde, com baixo risco de contágio, ou na bandeira cinza, de risco extremo.  

Para gerar essa classificação, o programa avalia indicadores municipais relacionados à disponibilidade de leitos de UTI, quantidade de Equipamentos de Proteção Individual (EPI’s), busca por contatos de casos confirmados, redução da mortalidade por Covid-19, disponibilidade de testes, incidência na população indígena, redução de casos entre profissionais da saúde, redução de novos casos, necessidade de expansão de leitos e situação de fronteira com país ou divisa com Estado que tenha aumento de casos.

Os mapas situacionais atualizados, recomendações para os municípios e a distribuição das atividades econômicas por faixa de risco, estão disponíveis no site www.coronavirus.ms.gov.br (link prosseguir).

Sobre o Prosseguir – Programa do Governo Estadual que classifica os municípios em faixas de cores, de acordo com o grau de risco que cada cidade apresenta (de baixo a extremo), traz recomendações de medidas no âmbito da Saúde Pública, de Serviços Públicos e do Social a fim de nortear agentes da sociedade, principalmente entes públicos, a tomarem suas decisões e tornarem suas ações mais eficientes no combate à propagação e aos impactos da Covid-19.

Metodologia do Programa

Periodicidade – A cada duas semanas são enviados relatórios com recomendações para todos os municípios, baseadas nos dados do fim da semana (último sábado), obtidos pelo cruzamento dos indicadores de Vigilância Epidemiológica, Saúde e Impacto Econômico.

Alimentação dos Dados – A atualização dos dados que compõem os indicadores é de responsabilidade das Secretarias Municipais de Saúde de cada município, de forma que o atraso ou o não fornecimento das informações compromete a avaliação situacional do município.

Mudança de Bandeiras – Seguindo as recomendações da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS), embora o monitoramento dos dados seja diário, com reunião semanal de análise, os municípios só podem mudar de cor (faixa) após 14 dias – mesmo que os dados diários indiquem a mudança de situação. Quando a mudança de situação for para melhor, a metodologia prevê que não se pode ‘pular’ faixas (por exemplo, mudar diretamente da faixa laranja para a verde sem passar pela amarela). Já quando a mudança de situação for para pior, permite-se ‘pular’ bandeiras (sair da amarela e ir diretamente para a vermelha, por exemplo), devido à urgência na adoção de medidas.

Classificação de Risco das Atividades Econômicas – A Classificação de Risco das Atividades Econômicas (em baixo, médio e alto) também pode ser alterada a qualquer momento pelo Comitê Gestor, pautada em justificativa técnica com foco na melhoria dos resultados da matriz de risco (conforme artigo 10 do Decreto nº 15.462 de 25/06/2020).

Divulgação – A atualização do mapa situacional será divulgada periodicamente no site www.coronavirus.ms.gov.br.

Assessoria de Comunicação Segov 

Mapa: Marketing Governo do Estado

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

Mato Grosso do Sul

Em apenas 24 horas, MS registra mais de mil novos casos de coronavírus

Publicado

por


O Boletim Epidemiológico da Secretaria de Estado de Saúde, do Governo do Estado (SES), revela que a pandemia está atingindo patamares, ainda, alarmantes. Em 24 horas, 1.092 exames deram positivos para o coronavírus e, com isso, já são 178.250 casos confirmados da doença em Mato Grosso do Sul.

Além disso, em apenas 24 horas cinco pessoas morreram com a doença, somando 3.246 mortes por Covid-19.“Provavelmente deve ter tido mais óbitos, mas não foram registrados devido a inconsistência no sistema oficial”, explicou a secretária-adjunta da SES, Christinne Maymone.  Apenas em fevereiro, foram registrados 300 óbitos.

Das cinco mortes registradas hoje, duas foram de residentes de Miranda, um de Campo Grande, um de Dourados e um de Rio Verde de Mato Grosso do Sul. “Nossa taxa de letalidade, em MS, continua em 1,8”.

De acordo com o Boletim de hoje, 7.890 pessoas estão em tratamento em isolamento domiciliar e 509 hospitalizados, sendo que deste total, 262 estão em leitos clínicos (191  na rede pública e 71 na rede privada) e 247 em leitos de UTI, sendo 199 pelo SUS e 48 na rede privada.

Em relação à disponibilidade de leitos, 90% da disponibilidade na macrorregião de Dourados está comprometida; em Campo Grande, esse percentual subiu consideravelmente e hoje alcança 80%; 70% em Corumbá e 54% em Três Lagoas.

Vacinação

Durante a live, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, ressaltou que o Estado deve receber, em curto prazo, um total de 35,7 mil doses de vacina contra o coronavírus, do Ministério da Saúde. “Vamos receber a partir de hoje 22,5 mil doses da vacina Oxford AstraZeneca, a importada da Índia e vamos receber, nos próximos dias, uma remessa de vacinas oriundos do Plano Nacional de Imunização, do Ministério da Saúde, referente ao Instituto Butantã, 13,2 doses, da Coronavac”.

“Quanto mais rápido fizermos aplicação de vacinas, vamos salvar vidas, diminuir casos novos, internações e óbitos”, anunciou Resende.

Já atingimos 68,1% da meta da primeira vacina da fase 1, com total de 149.932 doses aplicadas, o que representa 3,85% do total de sul-mato-grossenses que devem ser imunizados.

Clique aqui e leia o relatório na íntegra.

Ana Brito, Subcom 

Foto: Saul Schramm 

Fonte: Governo MS

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

BRASILÂNDIA

POLICIAL

Mais Lidas da Semana