TRÊS LAGOAS-MS
  Últimas
Mayra Aguiar perde para alemã e segue para repescagem no judô
Handebol: seleção feminina perde para Espanha na Olimpíada
Renato Rezende avança às semifinais no ciclismo BMX em Tóquio
São Paulo abre vantagem sobre Vasco pelas oitavas na Copa do Brasil
Após classificação histórica, Lucas Verthein cai na semifinal do remo
Guilherme Costa cansa e chega em oitavo na final olímpica dos 800 m
Olimpíada: Brasil perde para Canadá no rugby de 7
Em ação rápida, Batalhão de Choque da PMMS recupera veículo minutos após o roubo
PRF apreende 500 mil maços de cigarros contrabandeados em São Gabriel Do Oeste (MS)
Rebeca Andrade busca primeira medalha olímpica da ginástica feminina
Copa do Brasil: Santos desencanta na etapa final e vence Juazeirense
Avaí derrota Remo em Florianópolis e entra no G4 da Série B
PRF apreende 128 Kg de maconha em Bataguassu (MS)
Buscando liderança do Grupo, Brasil enfrenta Japão no vôlei feminino
Matrículas para cursos de línguas do IFMS começam nesta quarta
Dia dos Pais terá sorteio de seis iPhones no Shopping Campo Grande
IFMS oferta 175 auxílios permanência a estudantes dos 10 campi
Rayssa Leal dispensa festa na chegada ao Brasil
Reunião Técnica une produtores, técnicos e instituições em prol do maracujá
IFMS abre matrículas da 2ª chamada para cursos de qualificação profissional
TÓQUIO 2020: Vôlei de praia movimenta a madrugada brasileira
Novak Djokovic avança na chave de simples do tênis
Com dois de Terans, Athletico-PR bate Atlético-GO pela Copa do Brasil
Palmeiras se reapresenta e inicia ‘semana cheia’ de preparação visando Choque-Rei
SES retoma cálculo anterior de incentivo de produtividade a agentes de saúde
PRF apreende 107,7 Kg de maconha em Eldorado (MS)
BOLETIM COVID-19 – Três Lagoas registra 41 novos casos nesta quarta-feira (28)
Boletim semanal aponta 12 casos suspeitos de Dengue em Três Lagoas
Pelas oitavas de final da Copa do Brasil, Tricolor recebe o Vasco
Polícia Militar recaptura foragido da Justiça em Aral Moreira
Next
Prev

Saúde

CAMPANHA DE MULTIVACINAÇÃO: Crianças de até 05 anos, adolescentes e adultos de 20 a 49 anos de idade têm ainda para se imunizar

Publicado

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, por meio do Setor de Imunização,  está comunicando aos pais ou responsáveis de crianças de 0 a 5 anos incompletos, que a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite (Paralisia Infantil) e da Campanha de Multivacinação do Ministério da Saúde se encerra na sexta-feira (30) em todas as Unidades de Atenção Básica de Saúde.

Esta Campanha de Multivacinação está ocorrendo em todos Postos de Saúde dos Bairros, de segunda a sexta-feira, de acordo com o horário de vacinação de cada unidade, desde o dia 05 de outubro e teve como dia “D” de mobilização nacional o sábado retrasado, dia 17.

Nesta campanha, crianças de 01 a 05 anos incompletos devem ser vacinadas contra a Poliomielite (paralisia infantil) e Sarampo. Adolescentes até 14 anos e adultos, dos 20 aos 49 anos de idade, devem aproveitar a oportunidade para atualizar suas carteiras de vacina, principalmente no que diz respeito à imunização contra o sarampo e Hepatites Virais (HV).

É importante que pais ou responsáveis levem consigo as carteiras de vacinação de seus filhos para que o profissional da Saúde verifique quais vacinas precisam ser aplicadas para atualização do Programa Nacional de Imunização (PNI) do Ministério da Saúde.

Comentários Facebook

Saúde

Covid-19: Três novos sintomas a ter em atenção

Publicado

P

esquisadores afirmam que é necessária a realização de uma “revisão clínica urgente” após estudos revelarem que sintomas como zumbido, vertigens e perda auditiva terem afetado um grande número de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, reporta um artigo publicado no jornal britânico The Sun. 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) afirma que os três principais sintomas da Covid-19 são uma tosse persistente nova, perda de paladar e olfato (anosmia) e temperatura elevada. É importante que se tiver algum desses sintomas, faça um teste e se isole – de forma a evitar que espalhe o vírus para os demais. 

Especialistas relataram anteriormente uma ligação entre perda auditiva e Covid-19, já que muitos pacientes com Covid longa sofriam de perda auditiva durante meses após a contração do vírus.

O zumbido é geralmente causado por uma lesão no ouvido, perda auditiva associada à idade ou por uma condição de saúde subjacente.

Especialistas da Anglia Ruskin University (ARU), juntamente com a British Tinnitus e American Tinnitus Association já haviam detectado anteriormente que 40% das pessoas que apresentam sintomas de Covid-19 também estavam sentindo uma piora do zumbido.

Agora, especialistas da Universidade de Manchester dizem que há uma forte associação entre Covid-19, perda auditiva e uma perda de equilíbrio.

Os investigadores reviram 56 estudos que revelaram que 7,6% das pessoas sofriam de perda auditiva, 14,8% tinham zumbido e 7,2% tinham vertigens.

De acordo com os acadêmicos, embora ainda não tenha sido provado uma ligação de causalidade a estes três sintomas – já se sabe que outros vírus graves têm a capacidade de danificar a audição.

Os dados apurados surgem após o estudo de um ano sobre os efeitos na audição de pacientes haviam sido hospitalizados com Covid.

 

POR NOTÍCIAS AO MINUTO BRASIL

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Brasil

Covid-19: Rio registra 4 primeiros casos de morte por variante Delta

Publicado

Os quatro primeiros casos de mortes pela variante Delta da covid-19 foram registrados no estado do Rio de Janeiro. As confirmações foram feitas na noite desta quinta-feira (22) pela Secretaria de Estado de Saúde (SES).

Segundo a secretaria, os quatro casos foram: uma mulher de 73 anos, moradora de São João de Meriti; um homem de 50 anos, morador de Duque de Caxias; uma mulher de 43 anos, moradora de São João de Meriti, e um homem de 53 anos, ainda sem identificação do município de residência.

“A SES informa que o estado do Rio de Janeiro tem um dos maiores programas de vigilância genômica da covid-19 de todo o Brasil. Na última rodada, quando 380 amostras foram analisadas, os dados mostraram que aproximadamente 78% eram da variante P.1 (Gama/Brasil) e cerca de 16% da variante B1.617.2 (Delta). Dessa forma, é possível afirmar que foi identificada circulação da variante Delta no estado do Rio de Janeiro. Contudo, a variante P.1 ainda continua sendo a mais frequente”, informou a secretaria.

A SES explicou que o estudo ocorre por amostragem, sendo que um dos critérios de escolha das amostras são as que têm maior carga viral, de pacientes que podem ter maior gravidade clínica. “Com isto, as vigilâncias municipais, após investigação epidemiológica com apoio da SES, identificaram quatro casos de óbitos por covid-19 entre os pacientes que foram confirmados com a variante Delta”.

Por Agência Brasil

Comentários Facebook

Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana