TRÊS LAGOAS MS
  Últimas
Mais do que só ver peixes, visitante ganha conhecimento sobre biomas de MS e do mundo
Domingo tem pequena elevação na temperatura e previsão de chuva nas regiões Sul e Sudoeste do Estado
Tentando embalar no Brasileiro, Fluminense visita o Fortaleza
Atividades sobre prevenção de acidentes com produtos químicos são realizadas na EE Guimarães Rosa
Pátio Zero: Detran-MS abre três leilões para sucata inservível e aproveitável
Em convênios com municípios, Governo do Estado destina R$ 31 milhões para obras
Programa Mais Social garante alimento para famílias em situação de vulnerabilidade em Mato Grosso do Sul
Comando do 2º BPM se reúne com os Presidentes de Bairros de Três Lagoas
Botafogo arranca empate com o América-MG no Independência
Palmeiras derrota Juventude e se aproxima da liderança do Brasileiro
Festival de Pesca de Corumbá tem 121 peixes capturados e dourado é o destaque
Atlético-GO faz 2 a 0 no Coritiba e vence a primeira no Brasileiro
Flamengo bate o Goiás e alivia pressão momentaneamente
Polícia Militar apreende autor de furto em carreta na área rural
Em Eldorado, Policia Militar apreende 37 kg de maconha
Em Naviraí, Policia Militar prende foragido da justiça
Lyon derrota Barcelona em Turim e conquista Liga dos Campeões feminina
Polícia Militar, através do BPMRv, apreende 322 kg de maconha na MS 395 em Brasilândia
Ana Marcela Cunha garante ouro na Espanha
Isaquias Queiroz é prata na Copa do Mundo de Canoagem Velocidade
Operário vira para cima do Ituano na Série B
Drogas e mandado de prisão são cumpridos durante ação da PM em Dourados
Com apoio da SubsLGBT, Miss beleza T Mato Grosso do Sul acontece neste sábado
Guarnição de Boqueirão apreende 58 tabletes de substância análoga a maconha
PMA de Campo Grande autua arrendatário em R$ 10 mil por manter gado degradando área protegida de matas ciliares de córrego em propriedade alheia de empresa de celulose
Corinthians segue preparação para o Majestoso
Em dia de ensaio final para encarar o Juventude.
Flamengo conclui preparação para o confronto contra o Goiás
Em casa, Brusque-SC supera o Tombense-MG
Bahia vence a Ponte Preta e assume a liderança da serie B
Next
Prev

Celulose em Destaque

Abertas inscrições para curso de formação de profissionais para área florestal

Publicado

Programa “Colheita de Talentos” é desenvolvido pelo Senai em Alagoinhas e região e conta com o apoio da Bracell Bahia

Voltado à formação de profissionais para a área florestal, o programa “Colheita de Talentos” inicia nesta terça-feira, 26, as inscrições para os interessados em atuar neste segmento. A iniciativa, desenvolvida pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), tem o apoio da Bracell Bahia – que faz parte do grupo RGE, que gerencia empresas com operações globais de manufatura baseadas em recursos naturais. O curso é direcionado, especialmente, para quem mora em Alagoinhas e região.

Ao todo, são disponibilizadas 12 vagas. Para participar, os candidatos devem ser maiores de 18 anos, ter o ensino médio completo e habilitação B. As inscrições podem ser feitas no site: https://www.tecnicosenai.com.br/unidade-alagoinhas/.

Após essa etapa, os selecionados precisarão estar em Alagoinhas durante o curso, que tem duração prevista de seis meses. Neste período, os profissionais – que receberão auxílio alimentação e transporte – terão aulas teóricas na sede do Senai Alagoinhas, localizado na praça Barão do Rio Branco, 55, no Centro, e práticas realizadas em uma unidade móvel do Senai que acompanha os módulos de colheita da Bracell, também na região de Alagoinhas.

De acordo com Heider Santos, consultor de RH da Bracell Bahia, a formação, que foca em temas como operação de máquinas florestais, corte e baldeio de madeira, acontecerá de segunda a sexta-feira, das 2h às 12h, o que exigirá disponibilidade dos candidatos. “O curso é uma oportunidade para os profissionais que querem atuar na área florestal, uma vez que possibilita que eles conheçam, de forma mais aprofundada, as principais operações do setor”, afirma.

Sobre a Bracell

A empresa, que faz parte do grupo Royal Golden Eagle (RGE), é uma das maiores produtoras de celulose solúvel e celulose especial no mundo, com duas operações principais no Brasil – em Camaçari (BA) e em Lençóis Paulista (SP). As atividades e modelos de gestão adotados pela companhia estão totalmente comprometidos com o uso sustentável dos recursos naturais, com o objetivo de criar valor para a comunidade, o país, o clima, o cliente e a empresa, de forma permanente.

Sobre a RGE

A RGE Pte Ltd gerencia um grupo de empresas com operações globais de manufatura baseadas em recursos naturais. As atividades vão desde o desenvolvimento e a colheita de recursos sustentáveis, até a criação de diversos produtos com valor agregado para o mercado global. O compromisso do grupo RGE com o desenvolvimento sustentável é a base de suas operações. Todos os esforços estão voltados para o que é bom para a comunidade, bom para o país, bom para o clima, bom para o cliente e bom para a empresa. A RGE foi fundada em 1973 e seus ativos atualmente ultrapassam US$ 25 bilhões. Com mais de 60.000 funcionários, o grupo tem operações na Indonésia, China, Brasil, Espanha e Canadá, e continua expandido para envolver novos mercados e comunidades. www.rgei.com

Comentários Facebook

Celulose em Destaque

Suzano abre sete novas vagas para Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas

Publicado

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, está com sete processos seletivos abertos para atender suas operações em Ribas do Rio Pardo e Três Lagoas (MS). As inscrições podem ser feitas por todas as pessoas interessadas, sem distinção de gênero, origem, etnia, deficiência ou orientação sexual, na Plataforma de Oportunidades da empresa (https://jobs.kenoby.com/Suzano). 

Em Ribas do Rio Pardo, são cinco processos seletivos abertos. Para participar do processo seletivo para Engenheiro/a de Produção Sênior – Linha de Fibras, é preciso atender aos seguintes pré-requisitos: ter Ensino Superior completo em Engenharia (em uma das seguintes áreas: Química, de Produção, Mecânica, Elétrica, Automação ou Civil); conhecimento em linhas de fibras e do Office; inglês intermediário/avançado e disponibilidade para viagens. Também é desejável vivência em sistemas e aplicações (SAP, MS Project e Power BI), curso de especialização em Celulose e Papel e conhecimento das ferramentas de Six Sigma. As inscrições seguem abertas até o preenchimento da vaga, pela página https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/engenheiroa-producao-sr-linha-de-fibras/627c39c408dc38578642f5e6?utm_source=website

Para a vaga de Técnico/a de Viveiro Florestal II, os pré-requisitos são: formação superior ou nível técnico, preferencialmente nas áreas florestal, agrícola, agropecuária, mecânica ou afins; Carteira Nacional de Habilitação na categoria B; vivência intermediária na área florestal, preferencialmente em silvicultura; experiência com gestão de pessoas, controle de indicadores e custo e afinidade com o Pacote Office. As inscrições seguem abertas até o dia 22 de maio, pelo site: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/tecnicoa-viveiro-florestal-ii/627d02920dee1288d8a9efd6?utm_source=website

Já as pessoas interessadas na vaga de Operador/a de Painel – Preparo de Madeira, precisam ter: Ensino Técnico (em uma das seguintes áreas: Papel e Celulose, Mecânica, Elétrica, Eletrotécnica, Química, Automação, Instrumentação ou Metalurgia); experiência da rotina operacional de área de preparação de madeira; domínio do Pacote Office e vivência em sistemas e aplicações (SAP e Power BI); experiência como operador de SDCD na área de pátio de madeira e disponibilidade para viagens. As inscrições seguem abertas até o preenchimento da vaga, pela página: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/operadora-painel-preparo-madeira/6282b904d78e7e49c0cc8539?utm_source=website

Ainda em Ribas do Rio Pardo, a empresa está com vagas abertas para Técnico/a de Manutenção Mecânica II e Técnico/a de Manutenção Mecânica III. Os pré-requisitos são: ter Ensino Médio de Nível Técnico concluído em Mecânica ou Mecatrônica; Experiência em manutenção industrial; conhecimento em Pacote Office e em aplicações (SAP PM, MS Project e Power BI) e disponibilidade para viagens. Os dois processos seletivos seguem abertos até o preenchimento das vagas pelos sites:

https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/tecnicoa-manutencao-mecanica-ii/6283f5a8f0cf26e690314934?utm_source=website

https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/tecnicoa-manutencao-mecanica-iii/6283f72e5eb75a252defbe79?utm_source=website

Três Lagoas

Já para a unidade da Suzano em Três Lagoas, são dois processos seletivos abertos. Para concorrer à vaga de Analisa de Excelência Operacional Pleno/a, é preciso ter: formação Superior completa (Engenharia Florestal, Agronomia, Engenharia de Produção ou outras áreas afins); domínio em Excel, Power Point, Power Bi e Survey123; ou já tenha trabalhado com Metodologia Lean Six Sigma; CNH na categoria B e disponibilidade para viagens. Vivência em campo nas operações de silvicultura, colheita e logística será considerado um diferencial, assim como experiência em gestão de rotina e processos. O prazo para inscrições encerra-se no dia 23 deste mês, pela página: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/analista-excelencia-operacional-pl/627b2b60dc0a327f64da9c34?utm_source=website

Já as pessoas interessadas na vaga de Técnico/a de Logística Florestal II precisam atender aos seguintes pré-requisitos: ter Ensino Médio completo, preferencialmente curso técnico em Estradas, Agrimensura, Agrícola, Agropecuária, Logística ou Florestal ou estar cursando o Ensino Superior; CNH na categoria B; conhecimento no setor florestal; domínio intermediário do Pacote Office e disponibilidade para residir em Água Clara. As inscrições seguem abertas até o preenchimento da vaga e devem ser feitas pelo site: https://jobs.kenoby.com/Suzano/job/tecnicoa-logistica-florestal-ii/627902123b9677151c0cabb2?utm_source=website

Mais detalhes sobre os processos seletivos, assim como os benefícios oferecidos pela empresa, estão disponíveis na Plataforma de Oportunidades da Suzano (https://jobs.kenoby.com/Suzano). Na página, candidatos e candidatas também poderão acessar todas as vagas abertas no Estado e em outras unidades da Suzano no País, além de se cadastrar no Banco de Talentos da empresa.

Sobre a Suzano

Suzano é referência global no desenvolvimento de soluções sustentáveis e inovadoras, de origem renovável, e tem como propósito renovar a vida a partir da árvore. Maior fabricante de celulose de eucalipto do mundo e uma das maiores produtoras de papéis da América Latina, atende mais de 2 bilhões de pessoas a partir de 11 fábricas em operação no Brasil, além da joint operation Veracel. Com 98 anos de história e uma capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano, exporta para mais de 100 países. Tem sua atuação pautada na Inovabilidade – Inovação a serviço da Sustentabilidade – e nos mais elevados níveis de práticas socioambientais e de Governança Corporativa, com ações negociadas nas bolsas do Brasil e dos Estados Unidos. Para mais informações, acesse: www.suzano.com.br

Comentários Facebook
Continue lendo

Celulose em Destaque

Sistemas agroflorestais cumprem 11 dos 17 ODS estabelecidos pela ONU

Publicado

PRETATERRA, iniciativa que se dedica à disseminação da agricultura regenerativa, mostra os benefícios trazidos pela prática

Compromissos globais para garantir a manutenção da humanidade no futuro. Essa, em resumo, é a definição dos chamados ODS, os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável, estabelecidos em 2015 pela Organização das Nações Unidas (ONU). A agenda contempla um plano de ação internacional para 2030 em que se alcance 17 pontos, que abordam diversos temas fundamentais para o desenvolvimento humano. Essa preocupação em adotar e se comprometer com essas medidas ultrapassou o campo de políticas públicas e hoje já se vê relevância – inclusive do ponto de vista do mercado – em serem adotadas também por empresas de diferentes setores.

Ao todo, são mencionadas cinco perspectivas: pessoas, planeta, prosperidade, parceria e paz. E, dentro desses universos, são envolvidas temáticas diversificadas como erradicação da pobreza, segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, entre outros. Colocando no papel, empreendimentos vanguardistas que associam em seus negócios uma visão social já conseguem contribuir com esses objetivos globais. Um exemplo desse modelo a ser implementado, que pode adicionar cumprimento de ODS, são os sistemas agroflorestais.

“Traçar um novo paradigma produtivo quando o assunto é a produção de alimentos sempre foi nosso propósito e, para isso, nos debruçamos também sobre o que mundo está buscando”, conta a engenheira florestal e cofundadora da PRETATERRA Paula Costa, sobre a preocupação de implementar em negócios do agro valores de importância em nível de debate mundial. Hoje a PRETATERRA está relacionada com diversas metas estabelecidas. “Podemos citar o cumprimento de grande parte das ODSs, preconizadas pela ONU, com a utilização de agrofloresta. O sistema passa a fazer sentido não somente ao negócio, mas também contribui com a sociedade global”, diz.

A agenda, estabelecida pela ONU, contempla um plano de ação internacional para até 2030 Divulgação/PRETATERRA

Entre todos os objetivos, a profissional elenca alguns deles com a prática. A agrofloresta previne erosão, assoreamento e enchentes, conforme ODS 6; recarrega os lençóis freáticos (ODS 6); restaura solos degradados (ODS 2); contribui para biodiversidade ao criar habitats e corredores ecológicos na paisagem (ODS 15); reduz necessidade de insumos (ODS 12); sequestra e armazena carbono em taxas comparáveis à restauração (ODS 13); associando tudo isso com os benefícios de produção de alimentos (ODS 1, 2 e 3). A prática pode ser aplicada em áreas urbanas, por exemplo, em áreas marginais e qualquer área disponível (ODS 11). Traz resiliência econômica (ODS 1, 8 e 10) e climática (ODS 13) para os agricultores por meio da diversidade de culturas produzindo em tempos e momentos diferentes. É compatível com igualdade de gênero e atuação de jovens e mulheres em todas as etapas de implementação (ODS 5).

“Esses pontos descrevem em síntese o porquê garantir sistemas sustentáveis de produção de alimentos e implementar práticas agrícolas resilientes, que aumentem a produtividade e a produção, que ajudem a manter os ecossistemas, que fortaleçam a capacidade de adaptação às mudanças climáticas, às condições meteorológicas extremas, secas, inundações e outros desastres, e que melhorem progressivamente a qualidade da terra e do solo”, menciona o cofundador da companhia Valter Ziantoni, em alusão a ODS 2.

E não para por aí, de acordo com os profissionais, a PRETATERRA trabalha globalmente com agricultores e comunidades, ONGs, fundações, associações, institutos de pesquisa, compradores de commodities, companhias de exportação, empresas de investimento e fundos financeiros, o que corresponde à ODS 17 e por fim, as iniciativas desenvolvidas pelo PRETATERRA Academy, um ecossistema de conhecimento focado na educação e na capacitação dos profissionais agroflorestais do futuro, com foco em workshops e treinamentos, “multiplica o conhecimento de mecanismos produtivos biodiversos e replicáveis em uma nova forma de pensar agricultura para todos”, comenta Ziantoni, em referência às ODSs 8, 10 e 13.

“Com isso, vemos que não somente fazemos o que acreditamos, mas o que é necessário do ponto de vista de uma visão mundial e essencial sob uma visão de futuro”, completa Paula Costa. Para acessar todas as descrições dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável basta acessar https://odsbrasil.gov.br/

No compromisso são mencionadas cinco perspectivas: pessoas, planeta, prosperidade, parceria e paz
Divulgação/PRETATERRA

Para entender melhor o que isso tem a ver com o business

“É difícil encontrar quem não reconheça a necessidade de implementar práticas de desenvolvimento sustentável em seus negócios. Por isso, nosso papel, dos que tem expertise no assunto, é na verdade direcionar essas práticas, indicando a progressão direto no negócio do cliente”, diz Ziantoni.

Para se ter ideia, o tema está tão em voga que o Pacto Global da ONU teve recorde de inscrições de empresas brasileiras nos últimos anos, com forte presença do mercado financeiro, indicando que os investimentos serão pautados por questões ESG, acrônimo do inglês para “ambiental, social e governança”.

Em outras palavras, esse aumento na adesão do pacto significa que as empresas estão buscando referências e proximidade com temáticas de sustentabilidade. Um exemplo prático é que instituições do mercado financeiro estão utilizando esses critérios – de ações ambientais, sociais e de governança – para selecionar clientes para suas carteiras de crédito e financiamento.

“Nós – e o mundo – entendemos essa relevância, tanto social quanto econômica e trabalhamos esse conceito no negócio desde o início. Com isso, conseguimos auxiliar com propriedade nossos clientes para que seus negócios também sejam fortalecidos com a adoçaõ de práticas e iniciativas regenerativas”, finaliza o profissional reforçando a importância na adesão de sistemas agroflorestais.

 Sobre a PRETATERRA

Iniciativa que se dedica à disseminação de sistemas agroflorestais regenerativos, desenvolvendo designs replicáveis e elásticos, combinando dados científicos, informações empíricas e conhecimentos tradicionais com inovações tecnológicas, construindo um novo paradigma produtivo que seja sustentável, resiliente e duradouro.

Na vanguarda da Agrofloresta, a PRETATERRA projetou, implementou e modelou economicamente o design agroflorestal que ganhou, em 2019, o primeiro lugar em Sustentabilidade do Prêmio Novo Agro, do Banco Santander e da ESALQ, com o case “Café dos Contos”, em Monte Sião (MG). Em 2018, a PRETATERRA ganhou o primeiro lugar em negócios inovadores no concurso de startups no Hackatown e, em 2020, a PRETATERRA esteve entre os finalistas do Prêmio Latinoamerica Verde, de startups e projetos inovadores em sustentabilidade da América Latina. A convite do Príncipe Charles e do Instituto Florestal Europeu, em 2021 a PRETATERRA passa a liderar a frente agroflorestal da Aliança da Bioeconomia Circular.

Para mais informações acesse www.pretaterra.com e acompanhe as redes sociais: LinkedIn, Instagram, Facebook, Twitter e Youtube

Comentários Facebook
Continue lendo

TRÊS LAGOAS

CÂMARA DE TRÊS LAGOAS

Assembléia Legislativa MS

Mato Grosso do Sul

POLICIAL

Mais Lidas da Semana